×
Home
FocoNews
Clássico Rei
Carro e Campo
Mosaico
Fatos e Notas
Especial Foco
Fotos
RN em Foco
Espaço GEEK
Edições
Anuncie aqui
Fale conosco









#foco
news

TCE ordena que o Governo suspenda antecipação de royaltiesDe acordo com o voto, cessões de créditos oriundos de royalties só são permitidas para a capitalização de fundos de previdência e amortização de dívida com a União

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) determinou de forma cautelar que o governador Robinson Faria se abstenha de realizar qualquer ato administrativo que implique em operação de crédito com antecipação de receitas de royalties. Caso já tenha sido editado qualquer ato administrativo com esse conteúdo, os seus efeitos ficam suspensos.

Segundo o voto do relator, conselheiro Francisco Potiguar Cavalcanti Júnior - que foi acatado pelos demais conselheiros na sessão do Pleno desta quinta-feira (09), com exceção do conselheiro Paulo Roberto Chaves Alves, que alegou suspeição - o Governo não poderá “realizar qualquer ato administrativo destinado à contratação de operação de crédito que dê em garantia créditos decorrentes do direito do Estado do Rio Grande do Norte de participação governamental obrigatória, na modalidade de royalties, ou que importe em antecipação dos créditos decorrentes deste direito” .

De acordo com o voto, as cessões de créditos oriundos de royalties, regulamentadas pelo Senado Federal, só são permitidas para a capitalização de fundos de previdência e amortização de dívida com a União. A Lei Ordinária Estadual  nº 10.371, que autoriza a antecipação, aponta que os “créditos cedidos serão destinados para a capitalização do fundo de previdência”

Contudo, no caso do Rio Grande do Norte, o regime de previdência não funciona mais por capitalização - desde a edição da Lei Complementar Estadual nº 526/2014, que extinguiu o fundo de capitalização e criou o Fundo Financeiro do Estado do Rio Grande do Norte. O FUNFIRN é “estruturado em regime de repartição simples, para fins de pagamento da folha corrente de inativos, o que implica, na prática, em pagamento de pessoal”.

“Vislumbro, pois, a fumaça do bom direito, ante a constatação da utilização da antecipação de recursos para o pagamento de despesa corrente, em afronta à Resolução nº 043/2011 do Senado Federal; bem como o perigo da demora, pelo comprometimento futuro do orçamento estadual, além da dificuldade em se fazer a recomposição dos recursos oriundos dos royalties, porventura utilizados”, aponta o relator.

Foi fixada multa pessoal e diária no valor de R$ 500 ao governador do Estado, Robinson Faria, em caso de descumprimento das determinações da Corte de Contas. O gestor terá de comprovar nos autos o cumprimento das medidas.


(Foto: Jorge FIlho)
STF nega recurso de Agripino em caso da Arena das DunasDe acordo com a PGR, o senador teria recebido mais de R$ 654 mil entre 2012 a 2014 da construtora OAS em troca de favores

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) negou nesta terça-feira (14) um recurso da defesa do senador Agripino Maia (DEM-RN) para derrubar uma denúncia recebida na Corte que acusa o parlamentar por corrupção e lavagem de dinheiro.

Com a decisão, ele continua réu em uma ação, desdobramento da Lava Jato, que apura irregularidades na obra da Arena das Dunas, em Natal, um dos estádios da Copa do Mundo de 2014.

Segundo a Procuradoria-Geral da República, Agripino teria recebido mais de R$ 654 mil em sua conta pessoal, entre 2012 e 2014, da construtora OAS em troca de favores do parlamentar. Ainda de acordo com a denúncia, a pedido do senador, a empreiteira doou R$ 250 mil ao DEM. O senador nega as acusações.

O ministro Luís Roberto Barroso, relator do recurso, já havia votado em junho para negar o pedido. Na ocasião, o ministro Alexandre de Moraes pediu mais tempo para analisar o caso.

Nesta terça, Moraes votou contra o recurso, acompanhado pelos ministros Marco Aurélio Mello e Luiz Fux.

A ministra Rosa Weber, outra integrante da Turma, estava ausente da sessão. Com informações do G1 e da CBN.


(Foto: Época Negócios)
Supremo retira de Moro depoimentos da Odebrecht sobre LulaO ex-ministro Guido Mantega também é citado na delação premiada dos executivos da empresa

Por maioria de 3 a 1, a Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu encaminhar trechos da delação da Odebrecht que citam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-ministro petista Guido Mantega para a Justiça Federal em Brasília, tirando-os da alçada do juiz Sergio Moro, de Curitiba.

Os ministros atenderam a petições dos advogados de Lula e de Mantega, que sustentaram que trechos dos depoimentos dos delatores da empreiteira não têm relação com o esquema criminoso na Petrobras, e, portanto, não devem ficar sob responsabilidade de Moro.

Votaram nesse sentido os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. O relator da Operação Lava Jato no STF, Edson Fachin, foi vencido. Segundo ele, a remessa a Moro se justificava devido à aparente conexão entre os fatos delatados e os investigados em Curitiba. O ministro Celso de Mello não estava na sessão.

Os trechos das delações, segundo o pedido da defesa de Lula, referem-se a vários eventos conhecidos, como as negociações para compra de um terreno para o Instituto Lula (que teriam se dado em São Paulo), a influência de Lula para aprovar linhas de crédito para obras em Angola e um pedido dele para a Odebrecht construir um estádio de futebol em São Paulo.

Atendendo a outro pedido de Mantega sobre investigações que envolvem a planilha "Pós-Itália", registrada no "setor de propinas" da empreiteira, a Segunda Turma decidiu remeter trechos da delação do ex-executivo Fernando Migliaccio para a Justiça Eleitoral em Brasília. Com informações da Folhapress.


(Foto: CGN)
Prefeito de Caicó é preso em operação do MPRNOperação Tubérculo foi deflagrada nesta terça (14). Além de presos, o prefeito Robson de Araújo e o vereador Lobão Filho foram afastados dos cargos. Lobista também foi preso

Uma operação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) prendeu nesta terça-feira (14) o prefeito de Caicó, um vereador da cidade e ainda um lobista suspeitos de corrupção ativa e passiva, associação criminosa, tráfico de influência, lavagem de dinheiro e dispensa indevida de licitação. A operação Tubérculo cumpriu três mandados de prisão, e outros seis mandados de busca e apreensão na cidade seridoense e em Natal. Além de presos preventivamente, o prefeito Robson de Araújo e o vereador Raimundo Inácio Filho foram afastados dos cargos. O lobista Edvaldo Pessoa de Farias teve prisão temporária decretada.

A operação Tubérculo é desdobramento das operações Cidade Luz, deflagrada em julho de 2017 e que desvendou um esquema criminoso instalado na Secretaria Municipal de Serviços Urbanos de Natal através da constituição de cartel entre empresas pernambucanas que prestavam serviços de iluminação pública na cidade; e Blackout, realizada em agosto do mesmo ano e que apurou superfaturamento e pagamento de propina para manutenção do contrato de iluminação pública em Caicó.

Ao todo, 12 promotores de Justiça, 22 servidores do MPRN e 28 policiais militares participaram da operação Tubérculo. Os gabinetes do prefeito e do vereador foram alvos dos mandados de busca e apreensão. 

“Lâmpadas”

Pelo que foi apurado pelo MPRN, o envolvimento de Robson de Araújo, conhecido por Batata, com o esquema fraudulento começou antes mesmo de ser empossado prefeito de Caicó, ainda em novembro de 2016. A investigação sobre a participação do prefeito foi iniciada após os empresários Allan Emannuel Ferreira da Rocha e Felipe Gonçalves de Castro, presos na operação Cidade Luz, firmarem termo de colaboração premiada com o MPRN.

Allan Emannuel e Felipe Gonçalves admitiram e apresentaram provas que negociaram com Robson Batata a continuidade da prestação dos serviços de manutenção da iluminação pública mediante pagamento de propina. Eles batizaram de “lâmpada” cada pagamento de R$ 1 mil que era efetuado. Os empresários apresentaram provas que mostram que foi estabelecido até mesmo um cronograma para o repasse da propina. Os empresários, a mando de Robson Batata, também negociaram com o lobista Edvaldo Pessoa de Farias. Pelo “serviço”, Edvaldo recebia uma “mesada” de R$ 3 mil dos empresários. Para o MPRN, há indícios de que o prefeito Robson Batata recebeu aproximadamente 70 “lâmpadas” pela manutenção de contratos para execução de serviços de iluminação pública com as empresas Real Energy Ltda e Enertec Construções e Serviços Ltda.


(Foto: Davi Neto)
Educação: BNCC tem que mudar reforma do ensino médioSociólogo e experiente gestor da Educação no RN, Domingos Sávio Oliveira, diz que lacunas da reforma do governo, como a não obrigatoriedade de Filosofia, Artes, Sociologia e Educação Física, empobrecem o ensino médio brasileiro

O professor e sociólogo Domingos Sávio Oliveira, atual secretário da Educação de Macaíba, município da região metropolitana de Natal, defende que a Base Nacional Curricular (BNCC), que na quinta-feira (2) foi discutida em mais de 28 mil escolas públicas e particulares do país, envolvendo mais de 509 mil professores, precisa antes de tudo superar os gargalos criados pela Lei 13.415/2017, que instituiu a chamada “reforma do ensino médio”. “Tenho a certeza, assim como a maioria dos educadores brasileiros, que as discussões da BNCC são indissociáveis da reforma do ensino médio”, afirma. 

Domingos Sávio questiona a falta de diálogo para a instituição dessa lei que também cancelou a proposta para a BNCC do ensino médio. Essa lei, editada por medida provisória, isto é, sem uma maior discussão com a sociedade e com a comunidade educacional, diz Domingos, criou um verdadeiro retrocesso educacional no Brasil.

“A reforma do ensino médio possui um grave erro de origem. Editada por medida provisória, sem participação da sociedade, a proposta do governo tentou acabar com as disciplinas de Filosofia, Artes, Educação Física e Sociologia. Além disso, não fixou os conteúdos obrigatórios mínimos que deveriam ser ofertados a todos os estudantes como dever do Estado, transferindo para as redes a oferta dos itinerários formativos”, ressalta.

Diante da intempestiva ação do governo impondo uma “reforma do ensino médio” sem uma efetiva consulta popular e a comunidade escolar, aconteceu intensa mobilização de estudantes e fortes questionamentos da parte dos professores. A mobilização teve efeitos positivos junto ao Congresso Nacional e garantiu o que podemos chamar de uma vitória parcial (na qual ainda se coloca em dúvida as disciplinas de Educação Física, Artes, Filosofia e Sociologia no Ensino Médio), diz Domingos Sávio, ensejando aspectos como a flexibilização do currículo e a abertura de espaços para a educação profissional.

O sociólogo e educador Domingos Sávio, contudo, observa vários problemas ainda perdurando, mesmo com a flexibilização das discussões, para que venha a existir um ensino médio público de qualidade. “A abertura de espaço para que até 40% da grade curricular do ensino médio possa ser oferecido na modalidade à distância, o que esvaziaria o ambiente escolar, permite ainda que mais recursos públicos venham a ser compartilhados por instituições privadas, o que representa um enorme retrocesso diante das carências de verbas e de investimentos nas escolas públicas brasileiras. Acrescente-se isso o fato de a reforma não cobrar qualquer controle de qualidade às escolas privadas”, ressalta Domingos.

O experiente gestor de Educação chama a atenção também para o fato de a “reforma do ensino médio”, tal como foi colocada pelo governo, permitir que profissionais com notório saber, e não licenciados, possam ministrar aulas nas escolas públicas. “(Isso) desqualifica uma luta secular pela valorização da carreira docente”, afirma.

“O desmonte imposto pela “reforma” reduz as disciplinas obrigatórias no ensino médio a Português e Matemática, reduzindo a carga horária obrigatória curricular de 2,4 mil horas para 1,8 mil horas, reduzindo consequentemente os direitos a aprendizagem ao que couber nessas 1,8 mil horas”, lembra Domingos Sávio.

Essas iniciativas governamentais fazem com que nos encontremos na contramão do modelo de excelência do ensino médio e do recente esforço do Estado brasileiro na implementação da educação em tempo integral, aponta Domingos. “A escola é e sempre será um ambiente do conhecimento, do convívio com a diversidade, da cultura e da formação. A escola deve preparar para a vida em um sentido amplo, familiar, social e profissional. Nesse sentido, os alunos do ensino médio devem aumentar suas convivências no ambiente escolar, e não o contrário”, enfatiza o sociólogo e gestor da Educação.

Domingos Sávio observa que todos os problemas existentes na reforma do ensino médio também estão na BNCC (do ensino médio) que foi completamente alterada pelo Ministério da Educação e encaminhada ao Conselho Nacional de Educação em abril deste ano, sem que existisse qualquer consulta popular. “Assim como na Lei, com exceção de Português e de Matemática, a proposta da BNCC abandona completamente as demais disciplinas, não deixando claro o que deve ser garantido como direito de aprendizagem em áreas como: Química, Física, História e Geografia, por exemplo”, estranha o educador.

“A BNCC que foi encaminhada também não apresenta os conteúdos mínimos que devem ser assegurados nas matérias optativas, que serão ministradas de acordo com a escolha do aluno, nas seguintes áreas do conhecimento: Linguagens e suas tecnologias; Matemática e suas tecnologias; Ciências da Natureza e suas tecnologias; Ciências Humanas e Sociais Aplicadas; e formação técnica e profissional”, acrescenta Domingos Sávio.

Para o sociólogo, sendo mantida a estrutura de ensino médio da BNCC encaminhada, mesmo apresentando sérias deficiências, ela deve contemplar tanto a parte comum (núcleo formado por Matemática e Português), quanto os itinerários formativos que compõem a parte diversificada.

A proposta inicial, lembra Domingos Sávio Oliveira, tinha a presença de uma Comissão Nacional Coordenadora que acompanharia e definiria os parâmetros comuns para a implantação do novo currículo, incluindo os itinerários formativos optativos, fazendo os ajustes necessários. A atual, colocada em cena a toque de caixa pelo governo, estabelece que esse acompanhamento e definições a serem realizadas sejam tarefas exclusivas das redes, sem mediação e monitoramento. “Isso pode levar a distorções e desequilíbrios no interior das redes ou entre elas, e também com relação as escolas”, alerta o gestor da Educação e sociólogo.

“A reforma do ensino médio precisa garantir o verdadeiro direito de aprendizagem para todos e uma efetiva participação da comunidade educacional, acadêmica e científica, não de arremedos de reformas que o único objetivo é submeter a educação brasileira aos ajustes do mercado. Precisamos de mais discussões, mais debates e mais negociação”, completa o sociólogo e secretário da Educação de Macaíba, Domingos Sávio Oliveira.


Domingos Sávio defende BNCC que contemple mudanças na reforma do ensino médio do governo
Justiça eleitoral do RN reúne candidatos e emissoras de TVAlém das empresas televisivas, as rádios também farão parte do encontro promovido pelo TRE RN

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN), através da 2ª Zona Eleitoral, fará reunião com representantes de partidos, coligações, representantes do Ministério Público e profissionais de rádio e emissoras de televisão, para tratar sobre o plano de mídia e demais assuntos referentes à propaganda eleitoral, para as Eleições Gerais 2018. ]

O evento será realizado nos dias 21 e 22 de agosto de 2018, a partir das 09h, no plenário da sede do TRE-RN, na Av. Rui Barbosa, nº 215, Tirol.

A reunião será presidida pelo juiz da 2ª Zona Eleitoral, Agenor Fernandes da Rocha Filho, que foi designado pela Corte Eleitoral, no dia 19 de julho de 2018, como responsável pelos trabalhos de plano de mídia para as Eleições 2018. Além do plano de mídia, no evento também será feito o sorteio da ordem de veiculação de cada partido ou coligação e a distribuição dos horários de propaganda eleitoral do rádio e televisão para as eleições deste ano.


(Foto: Divulgação)
Militares do RN decidem suspender as atividades em setembroA reunião aconteceu na tarde desta segunda-feira (13), no Clube Tiradentes, sede da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN.

Reunidos em Assembleia Geral, policiais e bombeiros militares estaduais, oficiais e praças, decidiram interromper as atividades no dia 7 de setembro caso o Governo do Estado não pague o décimo terceiro salário de 2017 até o dia anterior, 6 de setembro. A reunião aconteceu na tarde desta segunda-feira (13), no Clube Tiradentes, sede da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN. No dia 7 de setembro, todos os policiais e bombeiros deverão comparecer ao Clube Tiradentes, às 7h.

“Ainda esta semana iremos enviar um documento oficial comunicando os comandos e Governo sobre a decisão desta Assembleia, e, se o pagamento não for efetivado, os policiais e bombeiros militares vão parar, e isso inclui a nossa participação no desfile cívico”, anuncia a subtenente Célia Melo, diretora da ASSPMBMRN.

Durante a Assembleia, a mesa composta pelas diretorias das Associações de praças e oficiais ressaltou que esta reivindicação é necessária para que os demais itens em atraso sejam cumpridos. Existem outras demandas financeiras pendentes, como o reajuste salarial, por exemplo. No entanto, se não houver o pagamento do 13° de 2017 para todos, não haverá o reajuste salarial, nem pagamento do 13° de 2018 para ninguém.

“Os policiais e bombeiros militares são os responsáveis diretos pela segurança do estado, são os que estão mais expostos, com suas vidas em risco todos os dias. No entanto, também são desvalorizados com os piores salários e piores condições de trabalho entre os servidores estaduais. O pagamento do salário em dia e a efetivação do décimo terceiro são ações mínimas para a categoria diante de todo o nosso contexto”, ressalta a subtenente.


(Foto: Divulgação)
TSE pode julgar Lula antes do início do horário eleitoralPara o partido, o ideal seria que o julgamento do registro de Lula fosse feito mais tarde. Assim, ele apareceria como candidato ao Planalto na TV

Advogados do PT acreditam que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pode julgar o registro da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e torná-lo inelegível antes mesmo do início do horário eleitoral. De acordo com o blog da Andréia Sadi, no 'G1', o assunto foi abordado por Lula e aliados durante visita no presídio em Curitiba, na semana passada.

A sigla avalia que declarações de ministros do tribunal deixam a entender que Lula tem grandes chances de ser enquadrado na Ficha Limpa e, assim, não poderá concorrer.

A candidatura deve ser registrada no TSE até o dia 15 deste mês e o tribunal tem até o dia 17 de setembro – 20 dias antes das eleições – para julgar se é elegível ou não. Mas a corte dá indícios de que avaliará antes do prazo.

Para o PT, o ideal seria que o julgamento do registro fosse feito na data limite. Assim, Lula apareceria como candidato ao Planalto no horário eleitoral, em rede nacional, que começa no dia 31 de agosto.

Durante a visita a Lula na semana passada, também ficou acertado que o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad assume a chapa só quando Lula for declarado inelegível. Até a decisão final da Justiça, o material de campanha do PT contará com Lula como presidenciável e Haddad como vice. Manuela D'Ávila (PcdoB) não pode aparecer neste primeiro momento "por uma questão jurídica", explicou o ex-prefeito.


(Foto: O Globo)
Inscrições para o concurso da PM seguem até segundaO concurso oferece 938 vagas para candidatos do sexo masculino e 62 para o sexo feminino.

As inscrições para o concurso público da Polícia Militar do Rio Grande do Norte terminam na segunda-feira (13). Ao todo, são 1.000 vagas para o quadro de praças da corporação. O candidato deve se inscrever pela internet, no site www.ibade.org.br. A inscrição só é confirmada após o pagamento da taxa, que custa R$ 100.

O concurso, regido pelo Edital Nº 003/2018 – SEARH/PMRN, oferece 938 vagas para candidatos do sexo masculino e 62 para o sexo feminino. Ao todo, o certame possui sete etapas. São elas:

Primeira etapa: prova objetiva e redação.

Segunda etapa: exame de saúde

Terceira etapa: teste de aptidão física (TAF)

Quarta etapa: avaliação psicológica

Quinta etapa: investigação social

Sexta etapa: avaliação de títulos

Sétima etapa: curso de formação

A primeira etapa será realizada no dia 23 de setembro de 2018, nas cidades de Natal, Mossoró e Caicó, conforme escolha do candidato no momento da inscrição.

O cronograma previsto e o edital estão disponíveis no site da instituição organizadora do certame: Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo – IBADE.


(Foto: Divulgação)
Candidatos buscam cortes de benefícios para ajustar contasA tesourada nos R$ 354 bilhões de renúncias, isenções e subsídios tem ganhado espaço nas campanhas

As renúncias fiscais se transformaram em um dos alvos preferidos dos candidatos à Presidência da República como forma de garantir a volta das contas públicas para o azul. A tesourada nos R$ 354 bilhões de renúncias, isenções e subsídios tem ganhado espaço nas campanhas, em um momento em que a concessão de novos benefícios pelo Congresso entrou na mira dos órgãos de controle.

Os assessores econômicos dos candidatos também falam em cortar despesas em outras áreas do governo, sem dar detalhes. Eles têm preferido dar destaque para o tamanho da arrecadação que o governo perde anualmente com as benesses.

O economista do PSOL, Marco Antônio Rocha, foi um dos únicos a definir quem poderá ser alvo dos cortes de benefícios fiscais e tributários. Rocha acredita ser possível reduzir cerca de R$ 55 bilhões em renúncias, principalmente na desoneração da folha de pagamento de empresas, na saúde, na agropecuária, na educação e nos transportes.

"Outra questão importante são os benefícios, renúncias e incentivos fiscais ligados a programas de promoção do setor produtivo, algo em torno de R$ 54 bilhões. Podemos manter essa mesma dotação de recursos, que é significativa, porém impondo maiores contrapartidas ao setor privado", disse o assessor do candidato Guilherme Boulos.

Mauro Benevides Filho, que assessora Ciro Gomes, do PDT, também já mencionou a possibilidade de cortar R$ 45 bilhões em renúncias, mas não revelou os alvos. "Vamos passar ponto a ponto de todos os aumentos, de todas as diminuições, para que esse encontro se dê da forma mais rápida possível. Inclusive estamos propondo que essa recomposição seja feita em 24 meses", disse ao Estadão/Broadcast em julho.

José Marcio Camargo, que assessora o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB), afirmou "não ter dúvidas" de que o próximo governo terá de cortar subsídios e defendeu a manutenção de benefícios apenas a setores que trazem retorno à sociedade.

Marcio Pochmann, que coordena o programa econômico do PT, também se diz favorável à revisão dos chamados gastos tributários, sem dar detalhes. "Não temos ainda alvos", afirmou.

Uma das poucas pistas dadas por Pérsio Arida, que assessora o candidato tucano Geraldo Alckmin, é a defesa do fim ao tratamento fiscal privilegiado de papéis como LCAs e LCIs, que são isentos do Imposto de Renda. Ele também defendeu rever renúncias e disse que benefícios a mais ricos não fazem sentido, embora não tenha detalhado como cortará os benefícios.

Ana Paula Oliveira, coordenadora econômica do Podemos, disse que todos os subsídios e renúncias fiscais serão alvo de revisão no primeiro ano de um eventual governo Alvaro Dias. Paulo Guedes, representante do candidato Jair Bolsonaro (PSL), e os economistas de Marina Silva (Rede) também defendem redução "substancial" dos benefícios fiscais, mas sem dar detalhes dos setores que poderiam ser atingidos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo e Estadão Conteúdo. 


(Foto: O Estado de S. Paulo)
Alckmin muda tom e defende mestrado e doutorado gratuitos"O primeiro passo seria cobrar toda a pós-graduação", disse o candidato tucano ao canal Globo News

O candidato a presidente Geraldo Alckmin (PSDB) afirmou na noite de sexta-feira (10) ser favorável à cobrança de mensalidade na pós-graduação em universidade pública apenas de cursos de especialização, não de mestrados e doutorados.

Há dez dias, em entrevista à Globo News, o tucano havia sido mais categórico ao falar de ensino superior pago. "O primeiro passo seria cobrar toda a pós-graduação", disse na ocasião.

Na sexta, Alckmin fez seu primeiro evento de campanha ao lado do candidato a governador João Doria (PSDB). A cidade escolhida foi Taubaté (SP), onde o presidenciável fez faculdade de medicina em escola privada. Em diversas ocasiões, ele contou ter "tomado bomba" nas universidades públicas, isto é, não foi aceito.

"Em relação a ensino universitário, nós vamos apoiar, e a pós-graduação não tem nada contra. O que eu coloquei é que alguns cursos especialmente de especialização não tem sentido não pagar", disse.

"Hoje todos os cursos de especialização já são cobrados, é o chamado lato sensu. A USP cobra, a Unesp cobra, a Unicamp, universidade federal, isso é normal. É natural que pague até para ajudar a universidade, é uma fonte de renda para poder investir mais. A não ser que a pessoa precise, aí você dá uma bolsa", complementou.

Então, foi assertivo ao negar que o mesmo valha para mestrados e doutorados. "O stricto senso, você não cobra, não cobra. Vamos continuar com pós-graduação gratuita", afirmou.

Neste sábado (11), em sua coluna na Folha de S. Paulo, o professor de ciência política da USP André Singer analisou a posição de Alckmin em relação ao tema.

Para o acadêmico, que é ligado ao PT, ao defender o ensino superior pago, o tucano acena ao eleitorado conservador, que ele disputa com Jair Bolsonaro (PSL). Com informações da Folhapress.


(Foto: Reprodução/Globo News)
Volume de vendas no varejo recua 0,3% de maio para junhoDe acordo com o IBGE, o volume de vendas caiu 0,1% na média móvel trimestral

O volume de vendas do comércio varejista brasileiro caiu 0,3% em junho deste ano, na comparação com o mês anterior. É a segunda queda consecutiva do indicador, que já havia recuado 1,2% em maio. Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), divulgada hoje (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o IBGE, o volume de vendas caiu 0,1% na média móvel trimestral, mas apresentou altas de 1,5% na comparação com junho de 2017, de 2,9% no acumulado do ano e de 3,6% no acumulado de 12 meses.

Na passagem de maio para junho, a queda foi provocada pelos setores de supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-3,5%), que interrompeu trajetória de dois meses em alta, e de combustíveis e lubrificantes (-1,9%), que registrou o segundo recuo seguido.

Os cinco dos oito segmentos do comércio varejista tiveram alta no período, com destaque para móveis e eletrodomésticos (4,6%), equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (4,1%).

Também cresceram os setores de outros artigos de uso pessoal e doméstico (2,6%), tecidos, vestuário e calçados (1,7%) e artigos farmacêuticos, médicos e de perfumaria (0,9%). O segmento de livros, jornais e papelaria manteve, em junho, o mesmo volume de vendas de maio.

O varejo ampliado, que inclui também os segmentos de veículos, motos e peças e de materiais de construção, cresceu 2,5% de maio para junho, devido a altas de 16% no setor de veículos e de 11,6% nos materiais de construção. O setor também cresceu na comparação com junho de 2017 (3,7%), no acumulado do ano (5,8%) e no acumulado de 12 meses (6,7%).

A receita nominal do comércio varejista apresentou alta 0,6% na comparação com maio, de 5,4% na comparação com junho de 2017, de 4,1% no acumulado do ano e de 3,4% no acumulado de 12 meses.

A receita nominal do varejo ampliado também avançou nos quatro tipos de comparação: 3,4% em relação a maio, 6,7% em relação a junho do ano passado, 6,6% no acumulado do ano e 6,1% no acumulado de 12 meses.


(Foto: Divulgação)
Ex-prefeita de Monte Alegre é condenada pela justiçaGrupo de magistrados julga processos referentes à improbidade administrativa e corrupção

O Núcleo de Julgamentos de Processos Da Meta 4 – CNJ condenou Maria das Graças Marques Silva, ex-prefeita de Monte alegre, pela prática de crime de responsabilidade previsto no art. 1º, inciso XIV, do Decreto-lei nº 201/67, a uma pena de um ano de detenção, a ser cumprida em regime aberto. A gestora pública descumpriu uma decisão judicial que determinou que ela pagasse, no prazo de 10 dias, os vencimentos de uma servidora que foram suspensos por ordem da então prefeita.

O grupo de magistrados julga processos referentes à improbidade administrativa e corrupção.

A pena privativa de liberdade dela foi substituída por pena restritiva de direitos. Neste caso, foi determinada que a substituição deve ser feita por uma restritiva de direitos ou multa, conforme estabelece o § 2º, do art. 44 do CP. Dentre as penas restritivas de direitos elencadas no art. 43 do Código Penal, o Núcleo observou que a que melhor se adequa ao caso é a prestação de serviços à comunidade e definiu que o local de cumprimento da prestação de serviços será definido pelo juízo de execução.

O Núcleo também condenou a ré à inabilitação para o exercício de cargo ou função pública pelo prazo de cinco anos, a contar do trânsito em julgado, conforme Art. 1º, §2º do Decreto-Lei 201/67. Porém, concedeu à ré o direito de recorrer em liberdade, uma vez que permaneceu em liberdade durante todo o trâmite processual, inexistindo, a seu ver, hipóteses que autorizem a decretação da sua custódia preventiva.

Também foi decretada a suspensão dos direitos políticos de Maria das Graças Marques Silva, cuja suspensão vigorará após o trânsito em julgado da sentença e enquanto durarem seus efeitos.

Na ação, o Ministério Público denunciou que uma servidora pública de Monte alegre ajuizou uma ação judicial contra o Município, à época representado pela prefeita Maria das Graças Marques Silva, alegando a ilegalidade da suspensão de seus vencimentos pela portaria nº 007/2008 – GP, sem que houvesse prévia instauração de processo administrativo disciplinar.

Segundo o MP, o juiz deferiu a medida liminar postulada, determinando ao Município de Monte Alegre o pagamento da autora, no prazo de 10 dias, dos vencimentos que foram suspensos. Entretanto, a ex-prefeita, apesar de notificada regularmente dos autos do processo, não atendeu à determinação judicial, deixando assim, de cumprir a ordem judicial, sem dar o motivo da recusa ou da impossibilidade, por escrito, à autoridade judiciária.

Comprovação

Para os magistrados que integram o Núcleo de Julgamento de Processos Da Meta 4 – CNJ, a autoria da prática do delito atribuída a acusada é resoluta e ficou seguramente comprovada pelo depoimento de testemunha constante nos autos e pela total ausência, nos autos, de justificativa das alegações feitas por sua defesa.


(Foto: Divulgação)
Oito cidades potiguares terão abastecimento suspensoInterrupção no fornecimento começa na terça-feira (14) e abastecimento só será completamente normalizado no domingo (19).

Oito cidades potiguares ficarão sem água a partir das 6h da terça-feira (14), de acordo com a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern). A suspensão no fornecimento vai durar 36h, mas o abastecimento só será normalizado completamente no domingo (19).

Os municípios atingidos são Angicos, Caiçara do Rio dos Ventos, Fernando Pedrosa, Jardim de Angicos, Lajes, Pedra Preta, Pedro Avelino, Riachuelo, além das comunidades vizinhas.

Ainda segundo a Caern, o motivo é que a Agência Nacional de Águas (ANA) realizará serviços de recuperação hidromecânica da barragem Armando Ribeiro Gonçalves, em Assu. Com isso, haverá uma interrupção na liberação de água para o rio Açu e para o Canal Pataxó pelo período de 36 horas.

Assu e Mossoró

As cidades de Assu e Mossoró, durante este período, terão a captação de água na Barragem Armando Ribeiro ocorrendo através do Complexo Emergencial Jerônimo Rosado, que foi construído neste ano. Já as cidades de Alto do Rodrigues, Carnaubais, Guamaré, Macau e Pendências terão o fornecimento através do Açude Mendubim.

Mesmo para as localidades que não terão o abastecimento suspendido, a recomendação da Caern é que a água disponível seja utilizada de forma racional. Isso porque pode ocorrer uma diminuição de vazão.


(Foto: Poder360)
Reajuste do STF terá impacto anual de R$ 243 miCálculos de despesas anuais são do Ministério do Planejamento

O Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão estimou em R$ 243,1 milhões por ano o impacto orçamentário, no Poder Executivo, do aumento salarial dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Por mês, a despesa terá um acréscimo de R$ 18,7 milhões.

Ontem (8) o Supremo aprovou, por 7 votos a 4, reajuste de 16% no salário dos ministros da Corte, para 2019. Atualmente o salário é de R$ 33,7 mil e passará para R$ 39,3 mil por mês, caso seja aprovado pelo Congresso Nacional. O subsídio dos ministros é o valor máximo para pagamento de salários no serviço público.

O cálculo do ministério não inclui o efeito cascata nos vencimentos de servidores do Judiciário e do Legislativo, que têm suas próprias folhas de pagamento. "Atualmente, 5.773 servidores têm remuneração superior ao teto de R$ 33.763 [teto constitucional] e sofrem descontos em seus contracheques com a aplicação do Artigo 42 da Lei 8.112/90 (abate-teto)", informou o ministério, por meio de nota.

Se considerado o "efeito cascata" nos demais poderes e também nas unidades da federação, as despesas podem aumentar em até R$ 4 bilhões, segundo projeções de técnicos da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. Somente no Judiciário, o impacto seria de R$ 717 milhões ao ano.

Ainda de acordo com o Ministério do Planejamento, o reajuste do teto também vai provocar aumento nos salários de presidente da República, vice-presidente e ministros, que têm as suas remunerações fixadas pelo Congresso Nacional com base no teto. A elevação do gasto na folha de pagamento, nesse caso, seria de mais R$ 7 milhões por ano. Fonte: Agência Brasil (ANSA)


(Foto: Correio Braziliense)
Eleições: primeiro debate entre candidatos acontece hojeRepresentando o PT, Haddad e Manuela devem acompanhar o debate como convidados, concedendo entrevistas e comentando as respostas dos adversários

O primeiro debate entre os candidatos à Presidência da República acontece nesta quinta-feira (9). A transmissão será realizada em rede nacional pela TV Bandeirantes, a partir das 22h. Liderados pelo jornalista Ricardo Boechat, os candidatos responderão a perguntas de eleitores, jornalistas e demais concorrentes.

A emissora anunciou que oito dos 13 candidatos participarão do programa, sendo que todos são de coligações com no mínimo cinco congressistas, obrigados a serem convidados pela lei eleitoral.

Estarão presentes: Álvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), Jair Bolsonaro (PSL) e Marina Silva (Rede).

Por estar preso, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não comparecerá. De acordo com a Folha de S. Paulo, o PT chegou a analisar a possibilidade do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), vice de Lula, acompanhado de Manuela D'Ávila (PC do B), que deve assumir o posto de vice se Lula for impedido de concorrer, participarem de um evento alternativo, transmitido pelas redes sociais.

Contudo, a ideia agora é que Haddad e Manuela acompanhem o debate dentro do estúdio, como convidados, concedendo entrevistas e comentando as respostas dos adversários durante os intervalos. O partido também organiza manifestações nas imediações da emissora, em São Paulo.


(Foto: Divulgação)
Fantasma: Justiça bloqueia bens de Nelter QueirozMPRN apontou que a dupla desviou recursos dos cofres da Assembleia por meio do 'cheque salário'

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) conseguiu que a Justiça potiguar decretasse a  indisponibilidade de bens do deputado Nelter Lula Queiroz e de uma servidora "fantasma" da Assembleia Legislativa, Kadydja Rosely, até o valor de R$ 1.018.825,71. A determinação do desembargador  Ibanez Monteiro reforma decisão anterior de primeira instância, que tinha sido proferida pela 4ª vara da Fazenda Pública de Natal e atende a um recurso interposto pelo MPRN. 

O Ministério Público ajuizou ação civil pública de responsabilização por atos de improbidade administrativa para apurar a prática de atos atribuídos aos réus de 2005 até a presente data. Na ação, o MPRN apontou que a dupla desviou recursos dos cofres da Assembleia por meio do “cheque salário” e transferências bancárias destinados a servidores inseridos fraudulentamente na folha de pagamento. O objetivo era obter vantagem de cunho patrimonial em benefício próprio e de terceiros. 

Ambos se beneficiaram da utilização da figura fraudulenta e conhecida popularmente como “funcionário fantasma”, ou seja, aquele que apesar de receber a remuneração, não trabalha ou o faz apenas de maneira parcial, eventual ou esporadicamente. A consequência é enriquecimento ilícito e causando dano ao erário, bem como a violação a princípios constitucionais da moralidade, da impessoalidade e da eficiência. 

Kadydja Rosely, que constava na folha de pagamento da AL, segundo apurou o MPRN, residia a 3.755 km de Natal, em Foz do Iguaçu (PR), onde possuía vínculo formal de trabalho com a Associação Educacional Iguaçu desde 2009 (entre diferentes outros vínculos de trabalho) e registro junto ao Conselho Regional de Psicologia do Paraná desde agosto de 2005 – além de ter casado com pessoa nascida e domiciliada na cidade paranaense. 

Tal condição torna impossível a prestação de serviço como analista legislativa junto à AL, cargo efetivo ocupado por ela desde 1998 e cuja última remuneração foi no valor de R$ 14.832,77. Após diversas diligências investigatórias, mediante requisições de documentos, pesquisas em bancos de dados e escuta de testemunhas, com a finalidade de angariar elementos que pudessem esclarecer a verdadeira situação funcional de Kadydja Rosely, restou demonstrado invariavelmenelternte que ela jamais prestou qualquer tipo de serviço à AL. 

A demandada, inclusive, pediu desligamento da faculdade em que dava aula (que integra a Associação Educacional Iguaçu) em março de 2016, um mês após a disponibilização dos nomes dos servidores da AL no seu portal da transparência. 

Nesse sentido, o deputado estadual Nelter Queiroz foi o responsável pela manutenção de Kadydja Rosely na relação de pagamento da casa legislativa, para o recebimento de remuneração sem que existisse qualquer contraprestação. Vale dizer que era de seu inteiro conhecimento a condição de “fantasma” da demandada, pois a servidora era lotada em seu gabinete. A gravidade da conduta evidencia-se quando o deputado, em documento anexado aos autos, informa que a servidora cumpria expediente regular no setor de lotação. 

Para o MPRN, toda essa construção demonstra a má intenção e a finalidade de favorecimento, mediante a utilização de recursos públicos para “presentear” determinadas pessoas, afastando-se total e indisfarçadamente do interesse público, sendo as atribuições do cargo de deputado estadual empregadas para satisfazer interesse integralmente particular. 


(Foto: Divulgação)
Toffoli é eleito presidente do Supremo Tribunal FederalToffoli entrará no cargo atualmente ocupado pela ministra Cármen Lúcia, que está há dois anos na presidência do STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli foi eleito hoje (8) pelo plenário para ocupar o cargo de presidente da Corte a partir do próximo mês. A votação foi feita de maneira simbólica porque Toffoli é o vice-presidente da Corte e já ocuparia o cargo, conforme o regimento interno do STF.

Ministro Dias Toffoli durante sessão da Segunda Turma do STF para jugar ação penal proposta pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a senadora Gleisi Hoffmann e seu marido, o ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo.

Toffoli entrará no cargo atualmente ocupado pela ministra Cármen Lúcia, que está há dois  anos na presidência do STF e não pode continuar no posto. O novo vice-presidente será o ministro Luiz Fux. Eles tomarão posse no dia 13 de setembro, e o mandato é de dois anos. 

Após a votação, Toffoli agradeceu aos colegas e disse que terá grandes desafios à frente do tribunal e do Judiciário brasileiro.

"A responsabilidade neste encargo é enorme, os desafios são gigantescos, mas, se por um lado, temos essa dificuldade, até pela gestão tranquila e firme que Vossa Excelência [ministra Cármen Lúcia] teve nestes dois anos tão difíceis pela nação brasileira, com tantas demandas chegando a este STF e ao Conselho Nacional de Justiça, por outro lado, é muito facilitado”, disse Toffoli.

Toffoli tem 50 anos e foi nomeado para o STF em 2009 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Antes de chegar ao Supremo, o ministro foi advogado-geral da União e advogado de campanhas eleitorais do PT.


(Foto: Divulgação)
Setor produtivo do RN acena para vice de RobinsonPresidentes de entidades e donos de empresas emitem opinião sobre a escolha de Tião Couto

A classe empresarial do Rio Grande do Norte elogiou a escolha de Tião Couto (PR) para compor como vice a chapa majoritária da coligação ‘Trabalho e Superação’, encabeçada por Robinson Faria (PSD. O setor produtivo acredita que, se eleito, poderá representar os interesses do empresariado potiguar no governo.

Um dos segmentos que aprovou a escolha foi o setor do agronegócio. Para o presidente da Associação Norte-rio-grandense de Criadores (Anorc), Marcelo Passos, a coligação – formada por 12 partidos – tomou a decisão acertada em escolher o mossorense como candidato a vice-governador. “Ele tem muita representatividade na classe empresarial potiguar”, analisa o presidente da Anorc, entendendo que isso poderá abrir um canal de diálogo entre produtores e criadores e o governo de forma mais efetiva.

Já o presidente do Comitê Executivo da Fruticultura do Rio Grande do Norte, Luiz Roberto Barcelos – que é considerado um dos maiores empregadores do setor rural do Brasil com a manutenção de mais de dez mil trabalhadores -, acredita que, de todos os vices que se apresentaram até agora, Tião Couto é o único que verdadeiramente representa o setor produtivo potiguar.

“Trata-se de um empresário bem sucedido, que construiu seu patrimônio com trabalho e dedicação, gerando emprego e fazendo o estado crescer. É uma pessoa que vem somar e que o setor produtivo precisa se espelhar nele, que não fica reclamando, parte para a ação”, diz Barcelos, sinalizando que a eleição da coligação será favorável para o setor.

Não apenas o agronegócio vê com bons olhos a chegada à campanha de alguém que trabalha e sabe dos desafios para se empreender no Rio Grande do Norte, mas também outros setores, como o de comércio, serviço e indústria. “O nome de Tião Couto é muito bem vindo pelos empresários para ser vice de Robinson. Ele, seguramente, vai contribuir muito para o crescimento do setor produtivo aqui no Rio Grande do Norte”, avalia o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL), Augusto Vaz.

Do segmento industrial, o empresário José Nilo, proprietário da empresa mossoroense Engepetrol, também crê que a escolha do nome como uma ótima opção. “Sebastião conhece bem o setor produtivo de óleo e gás e pode dar boas ideias para alavancá-lo, contribuindo assim com a geração de emprego e renda no estado”, diz, lembrando que a cadeia de valor do petróleo no RN sofreu baixas significativas com o desaceleramento dos investimentos da Petrobras. Somente em Mossoró, foram mais de cinco mil empregos perdidos.


(Foto: Agora RN)
Parcela do 13º de aposentados será paga em agostoA estimativa é que essa antecipação chegue a R$ 20,6 bilhões nos meses de agosto e setembro.

Aposentados e pensionistas começarão a receber, a partir de agosto, a antecipação da primeira parcela do 13º salário. De acordo com a Secretaria de Previdência, o depósito será realizado junto com a folha mensal de pagamentos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), entre os dias 27 de agosto e 10 de setembro, conforme a Tabela de Pagamentos de Benefícios 2018.

A estimativa é que essa antecipação chegue a R$ 20,6 bilhões nos meses de agosto e setembro. Cerca de 30 milhões de beneficiários terão direito à primeira parcela do abono anual, que corresponde a metade do valor do benefício. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro de 2018. Nesse caso, o valor será calculado proporcionalmente.

Não haverá desconto de Imposto de Renda nessa primeira parcela, que será cobrado apenas em novembro e dezembro, quando for paga a segunda parcela.

Tem direito ao 13º quem, durante o ano, recebeu benefício previdenciário de aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente, auxílio-reclusão ou salário-maternidade. Aqueles que recebem benefícios assistenciais, como Benefício de Prestação Continuada e Renda Mensal Vitalícia, não têm direito ao abono anual.


(Foto: O imparcial)
Saques do PIS/Pasep começam nesta quarta-feiraEstarão disponíveis para saque mais de R$ 35 bilhões

Os pagamentos do Fundo PIS/Pasep voltam a ser realizados aos cotistas a partir desta quarta-feira (8). No total, cerca de 23,8 milhões de pessoas de todas as idades, que trabalharam com carteira assinada entre 1971 e 1988, têm direito a acessar os recursos até 28 de setembro, quando se encerra a janela do novo cronograma permitido pela legislação.

Após essa data, o benefício volta a ser concedido exclusivamente ao público habitual, formado por cotistas maiores de 60 anos, aposentados, pessoas em situação de invalidez (inclusive seus dependentes) ou acometidas por enfermidades específicas, participantes do Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) e herdeiros de cotistas falecidos. O benefício tem potencial para injetar R$ 35,7 bilhões na economia do país, considerando o rendimento de 8,97% do último exercício anual do Fundo. 

Os cotistas que tiverem conta corrente na Caixa Econômica Federal (PIS) ou no Banco do Brasil (Pasep) e que estiverem com o cadastro do Fundo atualizado receberão o depósito automaticamente, sem necessidade de se dirigir às agências. De acordo com o cronograma vigente, Caixa e Banco do Brasil começarão a efetuar os depósitos automáticos a partir de amanhã. Devido à compensação noturna, os correntistas desses bancos poderão verificar os valores em suas contas no dia seguinte (9). Somente esse público soma cerca de 6,3 milhões de pessoas e garante a injeção direta de R$ 5,5 bilhões na economia.

Saque nas agências

A partir do dia 14 deste mês, o saque estará liberado para todos os cotistas, bastando que se dirijam às agências bancárias da Caixa (trabalhadores que atuaram na iniciativa privada) ou do Banco do Brasil (trabalhadores que atuaram no serviço público). São cerca de 17,5 milhões de pessoas que poderão sacar entre 14 de agosto e 28 de setembro. Para isso, basta levar ao banco um documento de identificação ou o número de registro do PIS/Pasep, consultando na hora o valor que tem direito de sacar.

Os dois bancos – Caixa e BB –  também oferecem essas consultas por meio de suas páginas na internet. "É importante frisar que, dos 23,8 milhões de cotistas com direito ao benefício, cerca de 15 milhões têm são pessoas com menos de 60 anos, as quais, a partir de 29 de setembro, não terão mais direito de resgatar os recursos, de acordo com a Lei 13.677/2018. Daí a importância de todos os trabalhadores que atuaram naqueles anos buscarem informação sobre os seus saldos disponíveis", informou o Ministério do Planejamento, em nota. 

Desde o início do processo de flexibilização dos saques do fundo PIS/Pasep, em 2017, até junho de 2018, cerca de 4,8 milhões de cotistas já realizaram seus saques, totalizando R$ 6,6 bilhões pagos aos beneficiários.


(Foto: Rádio Progresso)
Vendas para o Dia dos Pais deverão ter aumento de 2,5% As vendas estão longe de compensar as perdas de 2015 (-2,1%) e 2016 (-9,4%).

O movimento do varejo, previsto para o próximo Dia dos Pais, deverá registrar aumento real de 2,5% em relação à data de 2017, aponta levantamento da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Mesmo diante da alta, pelo segundo ano consecutivo, as vendas estariam longe de compensar as perdas de 2015 (-2,1%) e 2016 (-9,4%). “Nem mesmo a inflação mais baixa em 18 anos deverá acelerar as vendas, pois há perda de fôlego na economia, e o mercado de trabalho ainda está enfraquecido”, prevê Fabio Bentes, chefe da Divisão Econômica da CNC.

Segundo a Confederação, a data, que é considerada uma das seis mais importantes do calendário varejista brasileiro, deverá movimentar, em 2018, R$ 5,4 bilhões, o correspondente a 8,3% de todo o faturamento esperado para o mês de agosto.

Deverão se destacar em 2018 os volumes de venda nos hiper e supermercados (R$ 2,0 bilhões), nas lojas de eletroeletrônicos e utilidades domésticas (R$ 781,1 milhões), além de itens de vestuário e calçados (R$ 622,9 milhões).

Contratação de temporários

Apesar do fraco avanço do volume de vendas, o aumento sazonal do consumo em relação ao mês anterior deverá demandar a criação de 10,2 mil postos de trabalho temporário. Confirmada essa previsão, a oferta de vagas temporárias seria 2,4% inferior à de 2017 (10,4 mil postos) e representaria apenas metade das vagas criadas para a data em 2014 (20,6 mil).

De cada dez vagas criadas, quatro deverão ocorrer nos segmentos de hiper e supermercados (4,1 mil postos) e de artigos de uso pessoal e doméstico (1,6 mil). No varejo, o salário médio de admissão desses trabalhadores deverá ser de aproximadamente R$ 1.221, que representa 1,3% a menos, em termos reais, do que o de R$ 1.180 pago no mesmo período do ano passado.


(Foto: Divulgação)
Oito nomes entram na disputa pelo Governo do RNConheça os nomes dos candidatos, e seus vices, ao cargo de governador do Rio Grande do Noorte

Nesse fim de semana foi encerrado o prazo para as convenções partidárias que deifniram os candidatos das chapas majoritárias e proporcionais. Confira a lista com os nomes dos oito candidatos ao governo do Estado. 

Brenno Queiroga (Solidariedade)

O candidato a vice-governador é o delegado Sérgio Leocádio, do PSC.

Brenno tem 37 anos e é engenheiro civil. Foi prefeito da cidade de Olho D'Água do Borges entre 2013 e 2016. Como plataforma de governo, ele defende a retomada do desenvolvimento do RN.

Carlos Alberto (PSOL)

A candidata a vice-governadora é a servidora pública Cida Dantas, do PSOL.

Carlos Alberto nasceu em São Paulo, tem 50 anos, é mestre em Administração de Recursos Humanos e doutor em Administração pela Universidade de São Paulo. 

Carlos Eduardo (PDT)

O candidato a vice-governador será Kadu Ciarlini, que é membro do PP.

Carlos Eduardo Alves se elegeu deputado estadual pelo PMDB em 1986, e ocupou uma cadeira na Assembleia Legislativa por quatro legislaturas. Em 2000, Carlos Eduardo foi eleito vice-prefeito de Natal na chapa encabeçada por Wilma de Faria e em 2002 assumiu a Prefeitura de Natal com a renúncia da titular para disputar e vencer o Governo do Estado. Em 2004, foi reeleito prefeito. Em 2012, foi eleito prefeito novamente. E em 2016, reeleito com 63,42% dos votos válidos. 

Dário Barbosa (PSTU)

A candidata a vice-governadora será professora Socorro Ribeiro, também do PSTU.

Dário tem 65 anos e é professor das redes estadual e municipal de ensino. Iniciou sua militância política no movimento popular, nos anos de 1980.

Fátima Bezerra (PT)

O candidato a vice-governador será Antenor Roberto do PCdoB

Fátima é professora e pedagoga. Atualmente é senadora e foi deputada estadual Fátima Bezerra elegeu-se deputada estadual por dois mandatos, em 1994 e 1998. Foi eleita três vezes deputada federal, em 2002, 2006 e 2010. Em 2014 foi eleita senadora.

Freitas Júnior (Rede)

O candidato a vice-governador será Flávio Rebouças, também do Rede.

Freitas Júnior nasceu em Alexandria, no interior do RN, e é servidor público estadual. Ele foi candidato a prefeito de Natal em 2016.

Heron Bezerra (PRTB)

Vice-governador em aberto

O bispo Heron Bezerra já foi candidato a prefeito em Mossoró, a vereador e também a deputado, porém nunca ocupou cargo público. Neste ano, tenta pela primeira vez a chefia do Poder Executivo do Rio Grande do Norte.

Robinson Faria (PSD)

O candidato a vice-governdor será Tião Couto, do PSDB

Robinson Faria é o atual governador do RN e concorre à reeleição. Filho de empresário, entrou para a política por iniciativa própria e foi eleito deputado estadual pela primeira vez em 1986. Nos dois últimos mandatos como deputado (2003-2006/2007-2010) foi presidente da Assembleia Legislativa. Em 2010, Robinson foi eleito vice-governador na chapa de Rosalba Ciarlini (DEM). Em 2014 foi eleito governador no segundo turno com 54,42% dos votos válidos.


(Foto: Martins em Pauta)
Hotéis do RN registram crescimento no número de hospedagemOs números fecham a primeira metade do ano de forma positiva para o setor.

O turismo do Rio Grande do Norte vem dando sinais de recuperação nos últimos meses. Natal, Pipa e Mossoró fecharam o último mês de 2018 com as taxas de ocupação na rede hoteleira superiores ao mesmo período do ano passado.

Segundo o último levantamento feito pela Associação Brasileira de Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIH-RN), a taxa de ocupação entre os seus associados em Natal, durante o último mês de julho foi de 76%, contra 69% em 2017. Em Pipa houve uma leve alta, de 60% para 63% em 2018. Já em Mossoró, a alta na taxa de ocupação hoteleira subiu consideravelmente de 47% para 63% em 2018, durante o mesmo período.

Os números fecham a primeira metade do ano de forma positiva e animadora. Para o presidente da ABIH-RN, José Odécio Jr, isso é o resultado de trabalhos e parcerias feitas com o foco de alavancar o mercado turístico do Estado. “O ano de 2018 está sendo muito desafiador para o turismo do Rio Grande do Norte. Mas esses números só mostram o quanto nossos esforços estão dando certo. Porém, ainda é preciso mais união entre os órgãos públicos e a iniciativa privada para aumentarmos os investimentos em promoção e divulgação do destino. Essa é a única forma de aumentarmos nossa ocupação e trazer divisas para o estado”, destacou.


(Foto: Divulgação)
Lula vai à Justiça para participar de debate na BandSerá o primeiro debate entre os presidenciáveis nas Eleições 2018

Na noite da próxima quinta-feira (9), os presidenciáveis se encontrarão na TV Bandeirantes, em São Paulo, para o primeiro debate entre eles em virtude das Eleições 2018.

Lula Inácio Lula da Silva, que teve oficializada a sua candidatura ao Planalto no último sábado (4), durante uma convenção do PT, vai à Justiça para tentar participar do debate na Band. De acordo com o UOL, o ex-presidente reforçará o pedido no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Recorda-se que uma primeira solicitação já foi feita e negada pela juíza federal Carolina Lebbos, que julgou na primeira instância, no último dia 17 de julho. Agora a questão está no TRF-4 e ainda não foi analisada pelo desembargador João Pedro Gebran Neto.

O jornalista Ricardo Boechat, que é um dos responsáveis pelo debate da Band, disse na manhã desta segunda-feira (6), em seu programa na rádio BandNews FM, que se Lula não for liberado para participar do encontro, ele não poderá ser representado por outra pessoa, neste caso, o vice da chapa, Fernando Haddad.

"Não cabe à Band garantir que ele saia da cadeia para vir ao debate. Cabe à Band convidar o partido para trazer seu candidato, seja ele qual for. Agora, pelo andar da carruagem, é improvável que o Lula tenha autorização da Justiça para deixar a cadeia para participar não só do debate da Band, como qualquer outro ato de campanha", declarou Boechat.

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde o dia 7 de abril. Ele foi condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. No entanto, a candidatura dele será registrada pelo PT no Tribunal Superior Eleitoral, no dia 15 de agosto.


(Foto: BBC)
Com saída de Benes, Tião será o vice na chapa de RobinsonO ex-presidente da Federação dos Municípios do RN que deve concorrer a uma vaga na Câmara Federal.

Mudanças de última hora. O empresário mossoroense Tião Couto, filiado ao PR, aceitou o convite e será o candidato a vice na chapa de reeleição do governador Robinson Faria. O novo mome para compor a chapa será oficializado neste domingo durante a convenção do PSD.

Tião Couto assume o posto após a desistência de Bene Leocádio, ex-presidente da Federação dos Municípios do RN, que deve concorrer a uma vaga na Câmara Federal.

Apoio

O PR realizou convenção nesta quinta-feira (2) e decidiu apoiar a reeleição de Robinson Faria (PSD) ao governo do Rio Grande do Norte.

A convenção aconteceu na sede do partido, em Natal, e reuniu correligionários e apoiadores. Segundo o presidente do PR João Maia, o partido não tem candidato próprio ao senado.


(Foto: Blog do Barreto)
Fátima Bezerra é oficializada na disputa pelo governoCaberá ao PC do B ocupar a vaga de vice-governador na disputa deste ano

O Partido dos Trabalhadores (PT) oficializou, este sábado (4), a candidatura de Fátima Bezerra para o governo do Rio Grande do Norte.

"Implementar um modelo de desenvolvimento, com inclusão social, econômica, com emprego, segurança, com saúde, com educação para o povo do Rio Grande do Norte. Eu acho que o Rio Grande do Norte cansou desse padrão oligárquico que predominou ao longo de décadas na política do estado. Estou preparada para ser a governadora do povo do Rio Grande do Norte", declarou Fátima Bezerra durante a convenção. 

A convenção aconteceu na sede do América Futebol Clube, no bairro Petrópolis, em Natal, e reuniu correligionários e apoiadores. Fátima Bezerra terá como vice na chapa Antenor Roberto (PCdoB).

"Temos a oportunidade única de fazer história e instalar um governo popular a partir de 1 de janeiro. Muito obrigada pela generosidade de vocês. A pré-campanha está bonita. É uma chama, uma onda popular que se espalha pelo estado", disse Fátima. 


(Foto: Divulgação)
MDB oficializa apoio a Carlos Eduardo para governadorMDB lançou Garibaldi Alves ao Senado e apoiou as candidaturas de Antônio Jácome (PODE) e Carlos Eduardo (PDT)

O Movimento Democrático Brasileiro (MDB) realizou convenção neste sábado (4) e oficializou o apoio à candidatura de Carlos Eduardo (PDT) ao governo do Rio Grande do Norte nas Eleições 2018.

A convenção foi realizada na sede do MDB, no Tirol, Zona Leste de Natal. O evento teve participação dos candidatos apoiados, do próprio partido e também de lideranças políticas.

O Vice

O Partido Progressista (PP) realizou convenção ontem (3) e oficializou o apoio à candidatura de Carlos Eduardo (PDT) ao governo do Rio Grande do Norte nas Eleições 2018. Kadu Ciarlini, que é membro do PP, será o vice na chapa. 


(Foto: Lucas Cortez/G1)
Alckmin e Bolsonaro empatam em cenário sem LulaNo cenário com Lula candidato, o petista tem 23% das intenções de voto no estado de São Paulo. Bolsonaro tem 18%, enquanto Alckmin, em terceiro, tem 15%

O ex-governador de São Paulo e candidato à Presidência do PSDB, Geraldo Alckmin, tem 19% das intenções de voto de acordo com pesquisa Ibope, divulgada nesta sexta (3) pela TV Bandeirantes, no cenário sem o petista Lula como candidato. 

Em segundo lugar, com 16%, aparece o capitão reformado Jair Bolsonaro (PSL). O resultado configura um empate técnico entre os dois candidatos. A pesquisa foi realizada no estado de São Paulo.

Marina Silva, pré-candidata da Rede, tem 11% da preferência do eleitorado do estado de São Paulo, enquanto Ciro Gomes, presidenciável do PDT, tem 8%. 

Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo, aparece com 4% -mas a legenda ainda considera Lula, que está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde abril, como o candidato oficial. Álvaro Dias, do PSC, também tem 4% das intenções de voto, segundo o Ibope. 

Obtiveram 1% das intenções Eymael (DC), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), João Amoêdo (NOVO), Levy Fidelix (PRTB), João Goulart Filho (PPL), Manuela D'Ávila (PCdoB) e Vera Lúcia (PSTU). Não sabem ou não responderam são 7%. Brancos e nulos somam, neste cenário, 23%.

No cenário com Lula candidato, o petista tem 23% das intenções de voto no estado de São Paulo. Bolsonaro tem 18%, enquanto Alckmin, em terceiro, tem 15%.

No cenário com Lula, Marina tem 8%, Ciro tem 4% e Álvaro Dias tem 3%. Com 1% das intenções de voto aparecem os candidatos Meirelles, Amoedo, Levy e Manuela. 

A pesquisa do Ibope ainda inclui números sobre rejeições aos presidenciáveis. Não votariam em Lula 44%. O ex-presidente é seguido por Bolsonaro, com 30%, Alckmin, com 27%, Ciro, com 24%, Haddad, com 20%, Marina, com 19%. 

Já a intenção de voto para senador tem o petista Eduardo Suplicy na liderança, com 32%. Marta Suplicy, que nesta sexta anunciou que deixa o MDB e que não tentará a reeleição, tem 26% da preferência. Mário Covas Neto (PSDB) aparece em terceiro lugar, com 17%. Em quarto, com 12%, aparece Major Olímpio, seguido por Ricardo Trípoli (6%), Educador Daniel Cara (4%) e Mara Gabrilli (4%). 

O instituto ouviu 1008 pessoas no estado de São Paulo entre os dias 29 de julho a 1 de agosto. A margem de erro máxima estimada é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. Com informações da Folhapress.


(Foto: Jornal do Brasil)
PT, PSDB, Rede e mais 6 partidos fazem convenções hojeRegistro das candidaturas na Justiça Eleitoral deve ser feito até dia 15

Quatorze partidos definem neste fim de semana os candidatos à Presidência que lançarão, a aliança que integrarão ou se vão optar pela neutralidade. As candidaturas podem ser registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até 15 de agosto.

Veja as convenções de sábado e domingo:

04/08

PT - Luiz Inácio Lula da Silva São Paulo (SP)

PSDB - Geraldo Alckmin Brasília (DF)

Partido Novo - João Amoêdo São Paulo (SP)

Rede - Marina Silva Brasília (DF)

Podemos - Álvaro Dias Curitiba (PR)

PPS - Aliança com Geraldo Alckmin Brasília (DF)

PR - Aliança com Geraldo Alckmin Brasília (DF)

Patriotas - Cabo Daciolo São Paulo (SP)

PROS - Indefinido Brasília (DF)

 

05/08

PRTB - Levy Fidelix São Paulo (SP)

PSB - Indefinido Brasília (DF)

PPL - João Goulart Filho São Paulo (SP)

PTC - Indefinido Rio de Janeiro (RJ)

PMB - Indefinido Brasília (DF)

 

São os candidatos confirmados:

Manuela D'Ávila (PCdoB) - Desde 2015, é deputada estadual no Rio Grande do Sul.

Jair Messias Bolsonaro (PSL) - O partido não tem coligações partidárias e ainda não há definição do candidato a vice-presidente.

Ciro Gomes (PDT) - Atual vice-presidente do partido.

Vera Lúcia (PSTU) - Foi expulsa do PT em 1992 junto com integrantes do grupo político Convergência Socialista, que anos depois fundou o PSTU.

Guilherme Boulos (PSOL) - Líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

José Maria Eymael (DC) - Já disputou quatro vezes a Presidência (1998, 2006, 2010 e 2014, derrotado em todas).

Henrique Meirelles (MDB) - Em maio de 2016, foi nomeado ministro da Fazenda por Temer, que assumiu após o afastamento e posterior impeachment de Dilma Rousseff. Meirelles permaneceu no governo até abril deste ano.


(Foto: O Globo)
Crise: Robinson acusa senadores do RN de boicoteGovernador diz que sofreu boicote dos senadores Garibaldi e Agripino para evitar repasse do governo federal para pagamento de salários dos servidores

O governador Robinson Faria está procurando dividir as responsabilidades pela debacle que se abateu sobre as finanças públicas do Rio Grande do Norte nos últimos anos. Em entrevista ao programa "RN Acontece", na TV Bandeirantes, ao meio dia desta sexta-feira (3), Robinson não mediu palavras ao se defender do caos econômico que se evidenciou fortemente em seu governo e chamou a atenção, entre outras coisas, para o fato de ter herdado um estado economicamente falido de sua antecessora Rosalba Ciarlini.

Procurando não admitir qualquer tipo de falha pessoal durante seus quase quatro anos à frente do governo do Estado, Robinson buscou argumentos e explicações para os problemas que se avolumaram em várias áreas de sua gestão. Tratando do problema que mais influi na alta rejeição popular ao seu governo, o do atraso no pagamento do funcionalismo estadual, Robinson Faria foi mais longe ainda, acusou políticos seus adversários de terem boicotado seus esforços para sanar a situação.

Robinson disse que chegou a praticamente garantir um repasse do governo federal ao governo do RN com a finalidade de colocar em dia o pagamento do funcionalismo. Repasse que, segundo ele, já tinha sido dado, e não apenas uma vez, ao governo do Rio de Janeiro e a outras unidades da federação.

O problema é que, segundo Robinson, enquanto ele e sua equipe tratavam em uma autêntica perigrinação pelos gabinetes ministeriais de Brasília para garantir o repasse, senadores do RN, seus adversários políticos, faziam o mesmo trajeto horas depois para evitar que o repasse fosse feito. Na entrevista, Robinson chegou a admitir que a ação de  boicote foi feita pelos senadores potiguares José Agripino Maia e Garibaldi Alves Filho. Segundo Robinson, Agripino e Garibaldi ainda não digeriram sua virória em 2014, e trabalham, ao lado de outros adversários, no propósito de "quanto pior, melhor".

O fato é que Robinson Faria só está trazendo à tona o suposto boicote dos senadores ao repasse federal para pagamento de salários dos servidores, vários meses depois do ocorrido e no início de uma campanha eleitoral na qual pretende garantir mais quatro anos de mandato à frente do governo do Rio Grande do Norte. O que, de fato, considerando que realmente o boicote aconteceu, levou Robinson Faria a não denunciar uma ação dessa dimensão na época da ocorrência?

De qualquer forma, com a acusação feita por Robinson sobre um tema de tal gravidade, a palavra está agora com os senadores Agripino e Garibaldi.


Governador se defende partindo para o ataque
180 mil crianças devem ser vacinadas no RNO dia D de mobilização nacional será sábado, 18 de agosto, quando os mais de 36 mil postos de vacinação

A nova Campanha Nacional de Vacinação Contra a poliomielite e sarampo começa na próxima segunda-feira, 6 de agosto, e vai até o dia 31/08. No Rio Grande do Norte, o público-alvo da campanha é de aproximadamente 188,8 mil pessoas. Em todo o país, 11,2 milhões de crianças devem ser vacinadas. Todas as crianças de um ano a menores de cinco do país devem se vacinar contra a pólio e sarampo, independente da situação vacinal. O dia D de mobilização nacional será sábado, 18 de agosto, quando os mais de 36 mil postos de vacinação no país estarão abertos ofertando as vacinas. A meta é vacinar, pelo menos, 95% das crianças para diminuir a possibilidade de retorno da pólio e reemergência do sarampo, doenças já eliminadas no país. A madrinha da campanha deste ano é a Xuxa, eterna rainha dos baixinhos.

A prioridade da campanha são as crianças de um até menores de cinco anos, público mais suscetíveis às doenças e suas complicações. Para atender a esse público, foram adquiridas 28,3 milhões doses das vacinas, um total de R$ 160,7 milhões. Todos os estados do país já estão abastecidos com 871,3 mil doses da Vacina Inativada Poliomielite (VIP), 14 milhões da Vacina Oral Poliomielite (VOP) e 13,4 milhões da Tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba. Para o estado do Rio Grande do Norte foram distribuídas 476,8 mil doses das três vacinas.

A campanha de vacinação deste ano é indiscriminada, ou seja, pretende vacinar todas as crianças dessa faixa etária no país e para manter coberturas homogêneas de vacinação. Para a poliomielite, as que não tomaram nenhuma dose durante a vida receberão a VIP. Já os menores de cinco anos que já tiverem tomado uma ou mais doses da vacina, receberão a VOP, a gotinha. Em relação ao sarampo, todas as crianças receberão uma dose da vacina Tríplice viral, independente da situação vacinal, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias.

Nos estados que registraram casos de sarampo, a vacinação foi antecipada como medida de bloqueio para interromper a circulação do vírus. Em Roraima, a campanha iniciou em março e envolveu pessoas de 6 meses a 49 anos. Já em Manaus (AM), aconteceu em abril e o público vacinado foi de 6 meses a 29 anos de idade. E, em Rondônia, a vacinação está em andamento para crianças de 6 meses a menores de cinco anos. Durante a mobilização nacional, esses estados devem convocar novamente as crianças de um a menores de cinco anos para receber a imunização.


(Foto: Visão Oeste)
Aluno potiguar ganha ouro em olimpíada de matemáticaEste ano, foram 54.496 escolas inscritas e mais de 18 milhões de alunos da rede pública e privada participaram da OBMEP

O gosto pela matemática levou Maurício de Azevedo Neto, de 15 anos, aluno da Escola Estadual Antônio de Azevedo, a ser Medalha de Ouro em competição nacional. O estudante participa na tarde de hoje (2), da cerimônia de premiação de entrega da medalha na 14ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), estando entre os três classificados no RN. O evento aconteceu na cidade do Rio de Janeiro.

A Olimpíada tem como objetivo estimular o estudo da disciplina e identificar talentos na área, contribuindo para melhoria da qualidade da educação básica, como também, incentivando o aperfeiçoamento dos professores das escolas públicas e sua valorização profissional.

A disciplina de matemática é uma das preferidas de Maurício, ele conta que o incentivo vem, além do gosto pelos cálculos, pelo fato dela causar aversão a muitos jovens. “Fazer a prova da OBMEP é uma tarefa desafiadora e, ser medalhista, é incrível. Saber que estou entre os melhores jovens da matemática em todo país é uma sensação inexplicável, tendo em vista, a dificuldade que muitos estudantes possuem”, declarou ele.

O aluno também conseguiu medalhas em edições anteriores. Na 11ª OBMEP ele ficou em terceiro lugar, com a medalha de bronze; e na 12ª OBMEP conseguiu o segundo lugar, com a medalha de prata.

Este ano, foram 54.496 escolas inscritas e mais de 18 milhões de alunos da rede pública e privada participaram da OBMEP.

Saiba mais

A OBMEP foi criada em 2005 e é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada - IMPA, com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática – SBM, e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC. O público-alvo da olimpíada são alunos do 6º ano do ensino fundamental até último ano do ensino médio.


(Foto: Assecom)
MDB oficializa candidatura de Meirelles à PresidênciaEx-ministro conseguiu 85% dos votos dentro do partido; vice ainda está em aberto, mas MDB quer nome de mulher

Dos 419 delegados do MDB que compareceram à convenção nacional do partido, 85% votaram pela oficialização da candidatura do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles como o nome do partido para disputar a Presidência da República.

A convenção nacional da sigla é realizada em Brasília nesta quinta-feira, 2, com uma plateia majoritariamente formada por integrantes do partido, já que Meirelles não conseguiu aglutinar nenhum apoio de outras legendas ao seu nome. Assim, ele deverá disputar o pleito eleitoral com uma chapa puro-sangue.

A senadora Marta Suplicy (SP) é um dos nomes cotados para ser vice na chapa. Ex-petista, ela ainda não tomou uma decisão sobre seu futuro político e não compareceu à convenção.

Integrante do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Meirelles tentará associar sua imagem à do petista, condenado e preso na operação Lava Jato, mas primeiro colocado nas pesquisas de intenção de votos. Ao mesmo tempo, Meirelles quer dissociar seu nome do presidente Michel Temer, que enfrenta rejeição de cerca de 82% da população.

Estacionado em 1% das intenções de voto, Meirelles está à procura de uma mulher para compor a chapa. A campanha avalia que Marta, ex-prefeita de São Paulo pelo PT, ajudaria o ex-ministro a crescer em pouco tempo para cerca de 5% dos votos.

Durante a convenção, poucos emedebistas se dispuseram a subir no palco para declarar apoio a Meirelles. Um de seus principais opositores internamente, o senador Renan Calheiros (AL) havia indicado a intenção de se pronunciar contra a candidatura, mas acabou desistindo. "Não tem nem lugar na mesa para mim", reclamou. Com informações do Estadão Conteúdo.


(Foto: Reuters)
Trabalhadores potiguares têm novo prazo para sacar abonoPagamento do benefício ano-base 2016 foi reiniciado em 26 de julho; valor disponível para trabalhadores no estado chega a mais de R$ 17,5 milhões

Quase 23 mil trabalhadores que não sacaram o Abono Salarial ano-base 2016 no Rio Grande do Norte têm nova oportunidade. A reabertura do prazo foi autorizada na quarta-feira (11), em resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). O prazo, que terminou em 29 de junho, foi reaberto em 26 de julho, e os trabalhadores terão até 30 de dezembro para retirar o dinheiro. Vale lembrar que o pagamento do benefício referente a 2017 também começará a ser pago no dia 26 de julho.

O valor do Abono Salarial 2016 disponível para os trabalhadores no estado chega a R$ 17.555.022,14. Na região Nordeste, o benefício poderá ser retirado por mais de 342,7 mil trabalhadores, totalizando R$ 262.678.164,76.

Nacional - No total, em todo o Brasil, são quase dois milhões de trabalhadores que não sacaram o benefício, o que corresponde a 7,97% do total de pessoas com direito ao recurso. O valor ainda disponível chega a R$ 1,44 bilhão. Este é o terceiro ano consecutivo em que ocorre prorrogação – no ano passado, essa mesma medida foi tomada. A reabertura do prazo atende um pedido dos representantes dos trabalhadores no Codefat.


(Foto: Ativa Contábil)
Eleitores do RN aptos a votar somam mais de 2,3 milhõesA maior parcela dos eleitores cursaram o ensino fundamental sem concluir

O eleitorado brasileiro aumentou 3,14% nos últimos quatro anos, saltando de 142.822.046 votantes, em 2014, para 147.302.354 eleitores, divulgou hoje (1º) o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os eleitores estão distribuídos pelos 5.550 municípios e em 171 localidades de 110 países.

Há ainda 1.409.774 eleitores que não poderão votar nem se candidatar este ano, por estarem com os direitos políticos suspensos, segundo o tribunal.

O Rio Grande do Norte conta com 2.373.619 eleitores aptos a votar. Deste número, 53% é formado por mulheres e, do número total, mais de seiscentos mil eleitores cursaram apenas o ensino fundamental incompleto. 

De acordo com o TSE, a maioria do eleitorado brasileiro é formada por mulheres, com 77.337.918 (52,5%), enquanto os homens somam 69.901.035 (47,5%). Em 2014, as mulheres eram 74.459.424 (52,13%) e os homens, 68.247.598 (47,79%).

Houve crescimento expressivo dos eleitores no exterior nos últimos quatro anos, passando de 354.184 para 500.727 eleitores, aumento de 41,37%.

Para o presidente do tribunal, Luiz Fux, esse aumento é resultado de um esforço conjunto entre a Justiça Eleitoral e o Ministério das Relações Exteriores para facilitar o cadastro de eleitores residentes em outros países.

Os dados foram divulgados durante lançamento do Centro de Divulgação das Eleições do TSE.


(Foto: Clicrbs)
Convenção: PT deve apresentar Lula sem vice definido A definição do nome ficará à cargo da equipe executiva e deve ser apresentado no limite do prazo, em 15 de agosto.

O PT (Partido dos Trabalhadores) organiza a convenção da sigla para o próximo sábado (4) e irá anunciar o candidato à Presidência: Luiz Inácio Lula da Silva. No entanto, segundo destaca a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o partido ainda não deve anunciar o vice de Lula.

A definição do nome ficará à cargo da equipe executiva e deve ser apresentado no limite do prazo, em 15 de agosto.

A publicação revela ainda que alguns membros do PT cogitam indicar a presidente do partido, Gleisi Hoffmann, como opção para a vice de Lula.

No entanto, ainda espera-se que o ex-ministro Jaques Wagner aceite substituir o ex-presidente.

A coluna destaca que Gleisi representa uma opção para aqueles que não tem simpatizam com o ex-prefeito Fernando Haddad (PT-SP).


(Foto: Reuters)
Jornal do RN: Jota Gomes relata dramático assalto sofridoMulher do conhecido repórter está passando pelos piores momentos depois do assalto, porque agora

Por Paulo Tarcício Cavalcanti, blog Jornal do RN

Estou aqui chocado com o relato que acabo de ouvir do meu antigo companheiro de trabalho, nos anos 80 e 90 na TV Ponta Negra, Jota Gomes.

Nada menos que seis homens invadiram sua casa na Praia de Rio do Fogo e fizeram um rapa geral além de tê-lo agredido e à sua esposa.

Num confronto com os bandidos, um policial levou um tiro na cabeça e se encontra no Hospital Walfredo Gurgel entre a vida e a morte.

A seguir a degravação do áudio que Jota Gomes postou em seu grupo de whats app:

DEGRAVAÇÃO

Transcrevo as partes mais importantes do áudio que o próprio Jota Gomes postou no whats app:

- Foram momentos de terror. De pavor.

Levei coronhadas. Desmaiei, minha mulher sofreu muitas agressões psicológicas. Seis homens dentro de casa, dois encapuzados.

Levaram meu carro. Foi recuperado na manhã de sábado, lá depois da Escola de Jundiaí, pra quem já vai pra Serrinha, pra´queles lado de Bom Jesus. Num matagal. Muito danificado. E eu tou começando tudo do zero. Perdi tudo.

Jota Gomes prossegue o seu relato:

- Não perdi a vida nem minha mulher, mas o resto, perdi tudo. Até o estímulo.

Eu que tanto amei a cidade de Rio do Fogo, a praia de Zumbi...

Passei... mais de 30 anos (como repórter)... Sabia do sofrimento das pessoas com quem eu fazia reportagem, mas não sabia que a dor era tão grande como a que a gente sofreu e sentiu.

Sabe o que é isso?

Um Estado desgovernado, um país entregue a bandidos, onde só quem tem o poder de sonhar e de realizar sonhos, são os bandidos.

O cidadão de bem, a cidadã de bem, não têm mais essa condição.

PALAVRAS DE GRATIDÃO

Procurando dominar a emoção e a revolta, Jota Gomes continua o seu relato:

- Meu sonho de ter uma casa, no mínimo, razoável, confortável, para receber familiares e amigos foi por água abaixo.

Não tou aqui chorando bens materiais, não. É uma vida inteira. Um sonho. Estou com 61 anos. Lutei muito na minha vida pra ter uma vida tranquila.

Quero agradecer aqui ao sargento Sales, Galdino, Cabo Cruz, Roger... e todos os outros que se empenharam muito. Ao Cabo Nilson, que levou um tiro na cabeça e está no Walfredo Gurgel. Não sei qual o estado de saúde dele. A Marcão, da Polícia Civil, a Gonzaguinha, da Polícia Civil, que me atenderam muito bem na DEPROV. Meus filhos e minha mulher que estiveram comigo... minha mulher agora é que está passando pelo problema mais sério, que a ficha tá caindo.

O DIA SEGUINTE

Jota Gomes prossegue relatando o drama trágico que enfrentou junto com a esposa:

- A gente está numa casa emprestada aqui, enquanto a gente aluga uma e, depois, quando estiver quase tudo normalizado, a gente vai voltar a se comunicar, pessoal.

Meu carro está numa oficina em Natal, mas sem nenhuma previsão, porque a despesa é muito forte, muito alta.

Enfim, agradecer a Deus por estar vivo, mas mostrar que, infelizmente, enquanto nosso aparelhamento de segurança pública é sucateado, não pelos nobres e valentes guerreiros - civis, militares e da guarda nacional, mas pelos governantes, que têm o poder da caneta.

Que, para eles, para eles, punir um policial num confronto direto quando tomba um bandido, eles estão dando uma satisfação à sociedade. Eu nunca vi bala perdida sair de um bandido. Só sai da arma de um policial. E nem nunca vi, nenhum membro dos Direitos Humanos na casa de uma viúva ou dos pais de um policial. E isso é revoltante e extremamente desgastante. Confio na secretária Sheyla, no dr. Marcelino, no comandante geral da PM e no diretor geral da Polícia Civil. Mas, eles não podem fazer nada. Porque eles não têm o poder da caneta.

Um forte abraço a todos.


(Foto: Agora RN)
Grupo pró-Lula inicia greve de fome e é barrado no STFOs manifestantes que iniciaram a greve de fome acusaram os seguranças da corte de truculência.

Manifestantes que pedem a libertação do ex-presidente Lula anunciaram o início de uma greve de fome em ato no STF (Supremo Tribunal Federal) nesta terça-feira (31). Após lerem um manifesto, os seis ativistas foram retirados da frente do prédio por seguranças da corte, por volta das 16h30. Houve empurrões, e três manifestantes caíram.

O local da confusão, a área externa do Salão Branco, por onde os ministros do Supremo chegam para as sessões plenárias, foi alvo de simpatizantes de Lula na semana passada. Na ocasião, um grupo jogou tinta vermelha no chão, enquanto gritava “Lula livre”.

Os manifestantes que iniciaram a greve de fome acusaram os seguranças da corte de truculência. O entorno da sede do Supremo foi fechado por grades, para evitar que mais manifestantes se aproximassem. Havia cerca de 40 pessoas do lado de fora com cartazes e instrumentos de percussão.

Jornalistas e fotógrafos que tentaram atravessar o isolamento para registrar o ato também foram barrados pelos seguranças. O STF foi procurado, por meio de sua assessoria, e deve se manifestar sobre o episódio.


(Foto: Diário do Nordeste)
PF investiga desvio em obras nas rodovias federais do RNAção foi iniciada na manhã desta terça-feira (31) no RN e em mais seis estados. Operação é desdobramento da Via Ápia, deflagrada em 2010.

A Polícia Federal iniciou na manhã desta terça-feira (31) uma operação para reunir provas de desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro, entre outros delitos, no Rio Grande do Norte. A ação apura corrupção nos contratos de adequação da BR-101 e em obras de manutenção das rodovias federais do estado entre 2009 e 2010.

Ao todo, 27 mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos por 120 policiais federais em Natal e Parnamirim, no RN, e nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Ceará e no Distrito Federal.

Um dos alvos foi a residência do ex-deputado federal João Maia, hoje presidente do PR no Rio Grande do Norte. Ele mora em Natal, onde foi cumprido um dos mandados de busca e apreensão. Em nota, ele disse que está tranquilo, firme em seus propósitos, com fé em Deus e na Justiça.

João Maia teria cobrado propina de empreiteiras contratadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) no Rio Grande do Norte, segundo a delação premiada do ex-chefe de Serviço de Engenharia do órgão. À Justiça, Gledson Golbery de Araújo Maia afirmou que a propina era cobrada em contratos de obras, manutenção e sinalização na malha viária federal no estado. O “custo político”, como ele se referia à cobrança, era de 4% do valor total de cada obra, livres de impostos. Pelo menos nove empresas ou consórcios teriam dado propina ao político.


(Foto: PF)
Bolsonaro diz que as eleições estão 'sob suspeição'Durante entrevista ao Roda Viva, Bolsonaro voltou a elogiar o regime militar, negando que tenha ocorrido um golpe em 1964

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, colocou em dúvida, nesta segunda-feira (30), a lisura do processo eleitoral de outubro.

"As eleições, de qualquer forma, estão sob suspeição", disse ele, durante entrevista ao programa "Roda Viva", da TV Cultura.

O argumento, segundo ele, é que o sistema eletrônico de votação é suscetível a fraudes. Ele criticou decisão do STF de anular dispositivo da lei eleitoral que previa a impressão do voto, após pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

"Eu lamento que a senhora Raquel Dodge tenha prestado um desserviço à sociedade há poucas semanas. Por intermédio de uma ação dela, o Supremo derrubou a possibilidade do voto impresso nessas eleições. Ou seja, vamos continuar sob a suspeição da fraude, e o voto é uma coisa sagrada da democracia", afirmou.Questionado sobre o motivo de disputar eleições que ele acredita serem passíveis de fraude, o político afirmou que não tinha outra escolha.

"Qual outro caminho eu tenho, entregar para o PT ou para o PSDB? Eu vou estar na luta de qualquer maneira. Todos nós desconfiamos."

Durante a entrevista, ele afirmou que sente que "tem mais votos que Lula".

"Eu sou recebido de uma forma completamente diferente do que o Lula foi em suas caravanas. E isso é em qualquer lugar que eu vá, em qualquer canto do Brasil. A aceitação é enorme para com o meu nome. O que o povo está vendo em mim é confiança, é credibilidade."

Pesquisa realizada pelo Datafolha em junho mostra que o capitão reformado mantém a liderança da corrida presidencial nos cenários em que Lula está ausente, com 19% das preferências.

Durante a entrevista, Bolsonaro voltou a elogiar o regime militar, negando que tenha ocorrido um golpe em 1964.

"Não foi golpe, golpe é quando é pé na porta", disse o candidato, com o argumento de que o presidente derrubado, João Goulart, abandonou o país e que seu cargo foi declarado vago pelo Congresso da época.

Ao mesmo tempo, disse que a tortura, comum durante o período militar, é algo que "abomina".

Como vem fazendo, ele negou que seja homofóbico, racista e misógino.

Também disse que recebe auxílio moradia da Câmara mesmo tendo apartamento próprio porque tem direito ao benefício. Com informações da Folhapress.


(Foto: Folha de São Paulo)
Desemprego tem queda de 12,4% e ainda afeta quase 13 miO resultado representa queda em relação ao verificado no trimestre encerrado em março, quando a taxa foi 13,1%

O número de pessoas que não trabalham e nem procuram emprego bateu recorde no país. Apesar da taxa de desemprego ter desacelerado no segundo trimestre do ano, o contingente fora da força de trabalho chegou a 65,6 milhões, alta de 1,2% sobre o período anterior e o mais alto da série histórica do IBGE, informou o órgão nesta terça-feira (31).

A taxa oficial de desemprego do país ficou em 12,4% no segundo trimestre. O resultado representa queda em relação ao verificado no primeiro do ano, quando a taxa foi 13,1%. Na comparação dos três meses encerrados em junho com igual período do ano passado, o emprego caiu também. Na ocasião, a taxa esteve em 13%.

O contingente de desocupados, que são as pessoas que estão sem emprego, mas em busca de oportunidade, somou 12,9 milhões no segundo trimestre deste ano. O indicador registrou queda frente ao apurado no trimestre encerrado em março, quando 13,6 milhões estavam nessa condição.

No total, 723 mil pessoas deixaram a fila do emprego na passagem do primeiro para o segundo trimestre deste ano. Já o número de ocupados, que são pessoas que de fato estão em algum emprego, somou 91,2 milhões em junho, alta de 0,7% em relação ao trimestre imediatamente anterior. Na passagem dos trimestres, 675 mil vagas foram geradas no país.

A queda no emprego está baseada em movimento que tem se repetido no mercado de trabalho brasileiro. O aumento de vagas registrado no período esteve baseado principalmente na geração de vagas informais. O número de empregados no setor privado com carteira de trabalho assinada atingiu o menor nível da série histórica iniciada em 2012, ao registrar contingente de 32,8 milhões de pessoas. Já o contingente de pessoas no setor privado sem carteira assinada somou 10,9 milhões.

Na passagem do trimestre encerrado em março para o trimestre encerrado em junho, 276 mil pessoas passaram a trabalhar sem carteira. No mesmo período, 113 mil pessoas passaram a trabalhar por conta própria. O aumento do número de pessoas fora da força de trabalho -que são as pessoas em idade para trabalhar mas que não estão procurando emprego- também fez cair a taxa de desemprego.

Na passagem dos trimestres, 774 mil pessoas ficaram fora da força, num contingente que somou 65,6 milhões no período. Parte das pessoas fora da força de trabalho estão nessa condição em razão do desalento, que é quando a pessoa desiste de procurar emprego depois de tentar se inserir no mercado sem sucesso.O contingente de pessoas fora da força atingiu o maior nível da série histórica, iniciada em 2012. Com informações da Folhapress.


(Foto: Reuters)
A intricada política mossoroense e o convívio dos RosadosA convenção do PSDB evidencia uma disputa entre os integrantes da família Rosado, que até agora estavam alinhados

Ao que tudo indica a família Rosado caminha para uma possível divisão, pelo menos no que toca a disputa proporcional, que é a que mais interessa aos seus membros em termos particulares. Alinhados após as eleições de 2014, quando apenas o jovem Betinho Rosado, sobrinho de Carlos Augusto, conseguiu garantir mandato, o de deputado federal, os membros da família Rosado se apresentam para disputar cadeiras nesta eleição em posições que tendem a serem conflitantes.

De um lado, a candidatura à reeleição do deputado federal Betinho Rosado, patrocinada pela prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini e por seu esposo, Carlos Augusto Rosado, e do outro lado, a candidatura também a deputada federal de Sandra Rosado, patrocinada por seu esposo, médico Laire Rosado, e com o apoio de sua filha, a atual deputada estadual Larissa Rosado.

Com relação a deputação estadual, a atual ocupante da família de uma cadeira na Assembleia Legislativa, Larissa Rosado, deve ter uma concorrência em solo mossoroense e no seio familiar de um membro do grupo liderado por Carlos Augusto, falando-se muito no nome da ex-deputada estadual Ruth Ciarlini.

O problema é que no meio de tudo isso está o filho da própria prefeita Rosalba Ciarlini, maior liderança da família Rosado e detentora de grande popularidade na segunda maior cidade do Estado. Kadu Ciarlini é candidato a vice na chapa de Carlos Eduardo Alves ao governo do RN e a prefeita mossoroense espera o apoio de todos os Rosados para a vitória dessa aliança. Apoio que tende a complicação já que em convenção realizada no domingo (29), em Natal, o PSDB, partido do qual fazem parte Sandra e Larissa Rosado, decidiu pelo apoio ao candidato Robinson Faria (PSD) que disputa a reeleição ao governo do RN.

As ambições de cada um e a necessidade de reafirmação de Rosalba Ciarlini, que se daria com uma vitória da chapa Carlos/Kadu, darão o tom das articulações e dos arranjos na cada vez mais complexa política mossoroense.


Sandra e Rosalba e a complexa formatação da política mossoroense (Foto: Mossoró Hoje)
PSDB homologa apoio a candidatura de RobinsonNa disputa pela Assembleia Legislativa, o partido terá vários nomes conhecidos concorrendo à reeleição

O PSDB realizou, neste domingo (29), no Hotel Holinday Inn, a maior convenção até aqui realizada para as eleições deste ano. O partido homologou apoio à reeleição do governador Robinson Faria (PSD) e lançou mais 12 candidaturas expressivas. É bom lembrar, para quem já viveu grandes convenções de verdade em Natal, que a até agora maior aconteceu dentro da estrutura de um hotel.

O ex-governador Geraldo Melo foi confirmado como candidato ao Senado. Após duas eleições de fora, Melo volta a sentir o gosto de participar do protagonismo de um pleito eleitoral.

Para a Câmara Federal, os tucanos referendaram o deputado Rogério Marinho, candidato à reeleição, e o nome da vereadora mossoroense Sandra Rosado.

Na disputa pela Assembleia, o partido, que "engordou" muito ultimamente, terá outro candidatos concorrendo à reeleição: o presidente (do PSDB e da Assembleia), Ezequiel Ferreira, Gustavo Fernandes, José Dias, Larissa Rosado, Gustavo Carvalho, Tomba Farias, Márcia Maia e Raimundo Fernandes. Também concorrerá o médico Tiago, de Parelhas, que vem crescendo no Seridó.

Ezequiel enfatizou a importância do partido na política do Rio Grande do Norte. “O nosso PSDB é o partido que mais cresceu no Rio Grande do Norte porque somos conscientes da nossa responsabilidade e do nosso desejo de fazer mais, muito mais, pelo Rio Grande do Norte”, enfatizou.

O evento foi prestigiado pelo governador Robinson Faria (PSD) e o deputado federal Fábio Faria (PSD). Também estiveram presentes os suplentes de senador Haroldo Azevedo e Ezequiel Ferreira (Pai), além de prefeitos, vice-prefeitos e lideranças de todo o Estado.

Dissidências

Apesar de oficialmente se coligar com Robinson, o PSDB vai se dividir. Raimundo Fernandes já anunciou apoio ao ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT). Outro nome dado como certo junto a Carlos Eduardo é o do deputado Gustavo Fernandes, com ação política mais voltada para o Oeste.


(Foto: Assessoria)
Marina oferece vice ao PV e partido conversa com siglasAinda não há decisão do partido sobre o convite

A campanha da pré-candidata à Presidência Marina Silva (Rede) fez neste sábado (28) convite para que o PV indique o vice de sua chapa. 

Ainda não há decisão do partido sobre o convite. 

"A Rede tem afinidades programáticas com o PV e considera que ter os verdes na vice é uma aliança quase natural", diz o porta-voz da sigla, Pedro Ivo Batista. 

Ele afirmou também que a campanha da ex-senadora continua conversando com outros partidos, como PHS, Pros e PMN para a formação de alianças. Os dois primeiros chegaram a oferecer filiados para compor chapa com Marina: o advogado criminalista Castellar Modesto e o ex-deputado Maurício Rands, respectivamente. 

Além disso, não está descartada a composição de uma chapa pura -ou seja, com dois nomes filiados à Rede. Neste caso, são cotados o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, o economista Ricardo Paes de Barros e até o ator Marcos Palmeira. 

O Partido Verde realizou no sábado sua convenção nacional, em Brasília. A sigla, pela qual Marina concorreu ao Planalto pela primeira vez, em 2010, flertou com o pré-candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, mas pendia para a neutralidade. 

A pré-candidata e sua equipe se encontraram com José Luiz Penna, presidente do PV, em São Paulo na quinta-feira (26). O convite para a Vice-Presidência, porém, não foi feito durante a reunião, mas neste sábado.  Com informações da Folhapress.


(Foto: Adriano Machado / Reuters)
PRB realiza convenção e lança pré-candidatos a deputadoDurante a convenção houve manifestação de apoio ao PSD, do atual governador Robinson Faria.

O Partido Republicano Brasileiro (PRB) realizou uma manhã cidadã e democrática durante a convenção partidária no Praiamar Hotel, neste sábado (28), no Bairro Ponta Negra, em Natal, capital do Estado. A convenção referendou os nomes de Abraão Lincoln e Sônia Torres como pré-candidatos a deputado federal e mais 25 nomes que concorrerão para deputado estadual. Ao todo serão 27 pré-candidatos, sendo oito mulheres e 19 homens.

“Hoje foi um dia especial. Homologamos candidaturas e uma aliança de partidos que têm plataformas semelhantes e querem servir o povo sem temer os desafios que teremos pela frente”, salientou Abraão Lincoln, pré-candidato a deputado federal. Sônia Torres enalteceu a garra e a coragem da mulher republicana. “É com este entusiasmo que queremos propor mudanças para o país e melhorias para o Rio Grande do Norte”, afirma.

Prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças municipais participaram do encontro e mostraram confiança de que vão repetir o mesmo resultado obtido nas eleições de 2016, mas agora para deputado federal e estadual. A meta é eleger pelo menos dois representantes para a Assembleia Legislativa e garantir uma vaga na Câmara dos Deputados.

Durante a convenção houve manifestação de apoio ao PSD, do atual governador Robinson Faria. O governador marcou presença, conversou com os convencionais e aproveitou o momento para receber contribuições para a futura plataforma de governo.


(Foto: Canindé Soares)
Jornal do RN: Magnólia aguarda companhia para o SenadoA atleta olímpica norteriograndense é a candidatura definida para uma das duas vagas para o Senado da coligação Renova RN

Por Paulo Tarcício Cavalcanti, blog Jornal do RN

A chapa senatorial da atleta olímpica Magnólia Figueiredo (Solidariedade) está com uma vaga aberta à espera da definição dos outros seis partidos que integram a coligação “Renova RN” – Patriota, PSC, DC, PSL, PV e PPL.

Sobre essa vaga de senador ainda não existe consenso, diante das pré-candidaturas do professor Joanilson de Paula Rego (DC) e do capitão Styvenson, ainda sem partido, mas que, na sua condição de militar, tem a prerrogativa de escolher até o dia 5 por qual sigla deseja concorrer.

Dos dois, só o professor Joanilson declarou aceitar a indicação, inclusive com a disposição de sair em chapa “solo”, caso outros partidos não aceitem acompanhar sua candidatura. O capitão, por sua vez, ainda procura se viabilizar politicamente, pois tem revelado muitas dúvidas, algumas das quais, inclusive, determinadas pela visão negativa que tem da atual legislação eleitoral.

Então, por enquanto só candidatura de Magnólia está sacramentada nessa coligação de sete partidos – Patriota, PSC, DC, PSL, PV, PPL e Solidariedade – que formam a Renova RN, e cuja chapa para o governo do Estado já está constituída. Tem como candidato a governador, o engenheiro Breno Queiroga, do Solidariedade; e como candidato a vice, o delegado aposentado da Polícia Civil do RN, Sérgio Leocádio, do PSC.

A espera pela preenchimento da outra vaga de senador, bem como de 3 candidatos a suplentes de senador vai até 5 de agosto.

Cada candidato a senador deve indicar dois candidatos a suplente. Até agora Magnólia só apresentou um – o professor Rivaldo Fernandes.


Magnólia vai disputar vaga no Senado pelo RN (Foto: Divulgação)
Era Trump: PIB dos EUA cresce 4,1%, maior ritmo desde 2014Crescimento foi impulsionado pelo consumo e pela venda antecipada de soja à China.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu a uma taxa anualizada de 4,1% no segundo trimestre de 2018. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (27), na primeira estimativa feita pelo Departamento de Comércio Americano. Já o avanço do 1º trimestre foi revisado de 2,2% para 2,5%.

Foi a melhor performance desde o terceiro trimestre de 2014. Os números, no entanto, vieram em linha com as projeções dos economistas.

O crescimento no trimestre foi impulsionado pelo avanço do consumo e pelos fazendeiros acelerando embarques de soja para a China antes que tarifas comerciais entrassem em vigor no início de julho.

A medida da demanda doméstica subiu a uma taxa de 4,3% no segundo trimestre. A produção cresceu 3,1% no primeiro semestre de 2018, colocando a economia dos EUA à caminho de atingir a meta de crescimento anual de 3% do governo Trump.

Os americanos compraram mais bens duráveis (+9,3%) e, em particular, automóveis. Outro fator fundamental para os números do trimestre foram as exportações, que subiram 9,3%, seu nível mais elevado em 5 anos, destaca a France Presse.

O relatório do Departamento do Comércio assinala "uma aceleração das exportações de produtos alimentícios, bebidas, alimentos para o gado e especialmente soja". As exportações contribuíram com 1,12% no crescimento, sua máxima contribuição em 5 anos.

Os EUA utilizam uma metodologia diferente da feita pela maioria dos países para a divulgação do PIB. No Brasil, por exemplo, o IBGE divulga o crescimento trimestral em relação ao trimestre imediatamente anterior e em relação ao mesmo período do ano anterior, e não a taxa anualizada.

Em comparação com o segundo trimestre de 2017, a economia dos EUA cresceu 2,8%. Em relação ao trimestre imediatamente anterior o PIB do 2º trimestre avançou 1,01%.

Em entrevista na Casa Branca nesta sexta-feira, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comemorou os números e disse que eles são "muito sustentáveis". Para ele, uma das maiores vitórias da revisão foi a queda do déficit comercial do país em mais de US$ 50 bilhões.

“Cada ponto [a mais no PIB] significa aproximadamente US$ 3 trilhões e 10 milhões de empregos. Não parece, mas é muito", disse Trump. Com informações do G1.


(Foto: NYT)
Biometria para alunos de Natal é prorrogada até agostoCadastramento é obrigatório para quem paga com dinheiro a meia passagem, e tem o objetivo de combater o falso estudante.

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal decidiu prorrogar, até o dia 31 de agosto, o cadastramento biométrico para os estudantes que pagam com dinheiro a meia passagem no sistema de transporte público da cidade. Antes, o prazo era até 31 de julho.

A meia passagem em dinheiro é utilizada por estudantes em situações de urgência, quando os créditos acabam nos cartões de passagem.

De acordo com a STTU, a realização da biometria foi definida como um procedimento obrigatório firmado na 6ª Vara da Fazenda Pública entre as entidades estudantis URNE, UJERN, CERN e o município com o objetivo de combater o falso estudante.

Onde fazer

Para fazer a biometria, os estudantes não precisam pagar nada. Os endereços para a realização do cadastramento são:

NatalCard da Zona Norte (Av. Dr. João Medeiros Filho, no bairro Igapó, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h).

NatalCard da Zona Sul (Av. Senador Salgado Filho, no bairro Candelária, de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h).


(Foto: Tribuna do Norte)
Sem Lula, Bolsonaro assume liderança e Alckmin avança Levantamento foi encomendado pela XP Investimentos e realizado pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas, entre os dias 23 e 25 de julho

Pesquisa encomendada pela XP Investimentos e realizada pelo Ipespe (Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas), entre os dias 23 e 25 de julho, traz novos números da corrida presidencial.

Segundo o levantamento, que ouviu mil pessoas, em entrevistas feitas por telefone, o deputado Jair Bolsonaro continua na liderança, no cenário sem Lula e sem candidato do PT, com 23%. Ele é seguido por Marina Silva, com 12%, Ciro Gomes e Geraldo Alckmin, com 10%, Alvaro Dias (Pode), 5%; Henrique Meirelles (MDB), 2%; Manuela D'Ávila (PCdoB), 2%; e Guilherme Boulos (Psol), 1%. Os não votos (nulos, brancos ou não sabe) somam 34%. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

De acordo com informações do jornal Valor Econômico, no cenário com Lula candidato, o petista lidera e tem 30% das intenções de voto, seguido por Bolsonaro com 20%, Alckmin com 9%; Marina e Ciro com 8% cada; Alvaro, que tem 5%; João Amoêdo (Novo), Meirelles e Manuela com 1% cada. Boulos não pontua. Os não votos ficam em 17%.

O petista está preso na Polícia Federal de Curitiba (PR), desde abril último, condenado a 12 anos e um mês de prisão, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, no caso do triplex no Guarujá (SP). Por causa da sentença em segunda instância, foi enquadrado na lei da Ficha Limpa e sua candidatura dependerá da Justiça Eleitoral.

Os cenários da pesquisa mostram um crescimento do tucano Geraldo Alckmin, que fechou acordo com o Centrão, bloco formado pelos partidos DEM, PP, PR, PRB e Solidariedade, na semana em que foi feito o levantamento. Pela primeira vez ele chegou aos dois dígitos.


(Foto: Montagem)
Queda histórica: Facebook perde US$ 121 bi na BolsaNo ano, os papéis da rede social acumulam agora perda de 0,11% -até quarta, ganhavam 23,26%.

Após um balanço decepcionante, as ações do Facebook despencaram 18,96% nesta quinta-feira (26), levando a empresa a registrar a maior perda diária em valor de mercado para uma companhia na história de Wall Street.

Em um dia, o Facebook teria perdido cerca de US$ 121 bilhões (R$ 453,4 bilhões). O montante é quase igual ao valor da Nike (US$ 125,1 bilhões) e maior que gigantes como General Electric (US$ 114,2 bilhões) ou todo o mercado de ações argentino.

No ano, os papéis da rede social acumulam agora perda de 0,11% -até ontem, ganhavam 23,26%.

Com o mergulho dos papéis, o presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, sofre uma perda líquida de cerca de US$ 15,4 bilhões (R$ 57,7 bilhões) em seu patrimônio, o equivalente à fortuna da 82ª pessoa mais rica do mundo pelo ranking da revista Forbes, Eric Schmidt, ex-chefe executivo da Alphabet, dona do Google.

No ranking fechado de 2018, Zuckerberg ocupava a 5ª posição, com US$ 71 bilhões. Agora, caiu para 6º, com US$ 67,1 bilhões (R$ 251,4 bilhões).

O Facebook arrastou consigo o índice de tecnologia Nasdaq, com baixa de 1,01%, e contaminou também o ânimo de investidores da Amazon, que estão no aguardo da divulgação de balanço. Os papéis da varejista caíram 2,98%.

"Investidores que estavam tentados a manter a Amazon até a divulgação do lucro viram o Facebook e decidiram vender", disse Jack Ablin, diretor de investimentos da Cresset Wealth Advisors.

A queda nas ações do Facebook ocorre após a empresa divulgar resultados trimestrais decepcionantes na quarta-feira (25).

Em comunicado, Zuckerberg disse que a comunidade da empresa e seus negócios crescem rapidamente. "Temos o compromisso de investir para manter as pessoas seguras e protegidas e para continuar a criar maneiras novas e significativas de ajudar as pessoas a se conectarem."

Corretoras cortaram seus preços-alvo para o Facebook depois que executivos da companhia afirmaram, no entanto, que os custos de melhoria de recursos de privacidade dos usuários, bem como desaceleração nos maiores mercados publicitários, vão afetar as margens de lucro da companhia por mais de dois anos.

Os investidores vêm acompanhando com atenção se a campanha #deletefacebook afetou o crescimento da base de usuários da companhia, depois das revelações de um grande vazamento de dados para a Cambridge Analytica, consultoria política que trabalhou para a campanha de Donald Trump em 2016.

Alguns analistas afirmaram que os problemas do Facebook não serão facilmente resolvidos. Com informações da Folha de São Paulo e CBN.


(Foto: ClickPB
Projeção para taxa de desemprego de 11,8% para 12,4%A previsão para a inflação medida pelo IPCA passou de 3,7% para 4,21%, abaixo, ainda, do centro da meta de 4,5% fixado para este ano

Além de piorar suas previsões para a atividade econômica em 2018, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) também espera um aumento no desemprego, nos juros e na inflação neste ano.

A projeção para a taxa de desemprego passou de 11,8% projetados em abril para 12,4%. "A frustração com a retomada do crescimento econômico tem sido a principal razão para a recuperação abaixo do esperado do mercado de trabalho", comentou.

A previsão para a inflação medida pelo IPCA passou de 3,7% para 4,21%, abaixo, ainda, do centro da meta de 4,5% fixado para este ano. A expectativa é que a taxa de juros feche o ano em 6,5%, acima da anterior, de 6,25%.

Para as contas públicas, a previsão é que o governo federal feche o ano com um déficit primário de 2% do PIB, ante 2,2% previstos anteriormente. A previsão, no entanto, é que um aumento no déficit nominal de 7,2% para 7,5%. A dívida bruta do setor público alcançará 76,3% do PIB, projeção que estava em 73,7% em abril.

A entidade ressalta que, com o déficit fiscal e a dívida pública crescentes, o próximo governo terá de fazer um grande esforço para equilibrar as contas e que, apesar de crucial, apenas a reforma da Previdência não será suficiente.

"São necessárias medidas adicionais de contenção do crescimento dos gastos obrigatórios, como o com o pessoal e outros programas, de modo a assegurar o cumprimento das metas fiscais constitucionais - o teto dos gastos e a regra de ouro -, além da meta do resultado primário", completa.

A confederação espera que o dólar chegue ao fim do ano cotado em R$ 3,80,fechando uma média anual de R$ 3,63. Anteriormente, a expectativa era de dólar em R$ 3,40 em dezembro, com média anual de R$ 3,35.

A CNI projeta ainda que o saldo da balança comercial feche o ano com superávit US$ 62 bilhões (ante US$ 58 bilhões). Para o saldo em conta corrente, a expectativa é de déficit de US$ 20 bilhões (ante US$ 25 bilhões). Com informações do Estadão Conteúdo.


(Foto: Gazeta SP)
Fábio Dantas desiste de ser candidato a governador do RNFábio criticou ‘velhas práticas’ da política potiguar

Através de suas redes sociais, o vice-governador Fábio Dantas (PSB), anunciou que não será mais candidato ao cargo de governador este ano. A nota é assinada ainda pelo empresário e até então pré-candidato ao Senado, José Vieira (PSB), que também retirou sua pré-candidatura ao.

Fábio e José Vieira agradeceram ao partido ao mesmo tempo em que relembram os municípios que visitaram durante a pré-campanha. Segundo eles a desistência se deve “a grande parte da classe política, que luta para perpetuar as velhas práticas, o tráfico de influências, o uso desmascarado da máquina pública, o ‘toma lá dá cá’, o caminho apagado e a boca torta, a parceria arraigada ao atraso e aos maus costumes”. A candidatura de Fábio Dantas ficou inviabilizada pelo isolamento ao PSB e a necessidade do partido eleger os deputados estadual Ricardo Mota e o seu filho federal Rafael Mota, que comandam o partido no RN.

Leia a nota: 

Ao Rio Grande do Norte:

As visitas que fizemos a 40 municípios potiguares nos deram uma certeza: as pessoas querem mudança. Os norte-rio-grandenses almejam um outro Estado – moderno, eficiente e justo. A disposição para promovê-lo esteve sempre conosco, assim como o apoio do Partido Socialista Brasileiro (PSB), que nos quis protagonistas da desejada e profunda transformação.

O sonho de um Rio Grande do Norte estabilizado, com suas contas em dia, o dito equilíbrio fiscal. Com capacidade e poder de crescimento, investindo em setores vitais da administração pública, com o funcionalismo respeitado e pago e não apenas os intocáveis felizardos dos supersalários. Com devolução automática das sobras orçamentárias por parte dos poderes para serem gastas por setores necessitados e pelo conjunto da sociedade. Esse sonho está desde muito nos corações e mentes do nosso povo.

Ao que parece, não em grande parte da classe política, que luta para perpetuar as velhas práticas, o tráfico de influência, o uso desmascarado da máquina pública, o “toma lá dá cá”, o cachimbo apagado e a boca torta, a parceira arraigada ao atraso e aos maus costumes. Apegada, com todos os botões, ao que deu errado historicamente, ao que causou prejuízos, ao que segue ontem e hoje a subjugar o RN. Nada de novo. Nem nomes nem projetos. Lamentável descompasso entre uma sociedade crítica, consciente, carente e aquelas mesmas bandeiras desfiguradas, caducas.

Demos muitos passos à frente juntos, dialogando, divulgando ideias e pararemos a caminhada igualmente unidos. Não nos lançaremos candidatos ao Governo do Estado e ao Senado Federal. Uma vírgula e não um ponto final, pois permaneceremos de mãos dadas em torno dos desejos de mudança e de caminhos modernizantes para o Estado, grande e sofrido.

As soluções que tanto pregamos, frutos de observações e estudos, certamente continuarão a ecoar nesse mar de dificuldades no qual transformaram o querido RN. A todos que nos apoiaram nesse projeto de avanço, o nosso muito obrigado. Coragem não nos falta, nunca nos faltou, mas precisa avançar na profundeza da luta política e da coletividade. Os olhares esperançosos e os abraços dados permanecerão como estímulos e motivos a novos papeis de um mesmo roteiro. Vamos em frente!

Um grande abraço,

Fábio Dantas e José Vieira


(Foto: Tribuna do Norte)
Confiança do comércio recua e atinge menor nívelA queda da confiança em julho, concentrou-se em apenas quatro dos 13 segmentos pesquisados

O Índice de Confiança do Comércio, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou 0,8 ponto de junho para julho e atingiu 88,8 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Esse é o menor nível desde agosto de 2017 (84,4 pontos).

A queda da confiança em julho, concentrou-se em apenas quatro dos 13 segmentos pesquisados.

O Índice de Situação Atual, que mede a confiança do empresário do comércio no momento atual, caiu 0,7 ponto e chegou 86,5 pontos, o menor nível desde dezembro de 2017 (85,6 pontos). O principal motivo para a queda é a avaliação sobre o volume da demanda no momento, que recuou 3,1 pontos.

O Índice de Expectativas, que mede a confiança em relação ao futuro, recuou 0,6 ponto, para 91,8 pontos, menor valor desde agosto de 2017 (89,6 pontos). A principal influência para a piora veio do indicador de vendas previstas, que recuou 2,2 pontos.

Segundo o coordenador da Sondagem do Comércio, da FGV, o resultado de julho mostra que o setor continua perdendo fôlego da recuperação que vinha ocorrendo até o início do ano. Entre os motivos para a perda da confiança estão a visão desfavorável em relação à demanda e a vagarosa retomada do mercado de trabalho. A FGV acredita que os empresários do comércio continuarão cautelosos nos próximos meses devido a níveis elevados de incerteza política e econômica. Com informações Agência Brasil.


(Foto: Exame)
Eleições: Ciro Gomes se coloca como libertador de LulaCandidato do PDT chama para si a responsabilidade exclusiva de libertar Lula, caso eleito presidente

O candidato do PDT, cearense Ciro Gomes, continua expandindo sua capacidade de previsão futurológica através de uma linguagem afiada e desconexada com a realidade. Nesse sentido, Ciro se posiciona como um hipotético governante, caso eleito presidente da República, acima das estruturas públicas dos poderes constituídos vigentes.

Em entrevista dada a TV Difusora, no Maranhão, Ciro criticou a condição que o PT dá a Lula de influir nos destinos do partido e até na provável escolha de um nome para disputar o Planalto nas eleições deste ano. "Lá para o meio de setembro, quando a Justiça disser que o Lula não é candidato, ele vai dizer: já que não pode ser eu, vai ser fulano. O Brasil não aguenta um presidente por procuração a uma altura dessas", disse Ciro, em crítica direta a maneira Lula de liderar o PT e de buscar "soluções eleitorais para o país".

Ciro foi mais além em suas críticas: "Eu gosto muito do Lula, mas só porque gosto muito, ele vai apontar outra Dilma? O Brasil está em um momento difícil, precisando de pulso, liderança, autoridade para corrigir a carga", afirmou Ciro Gomes, obviamente se referindo a ele mesmo como líder.

Ciro Gomes não foi apenas crítico com relação ao ex-presidente petista, ele se posicionaou como a única chance de Lula sair da cadeia. "(Lula) só tem chance de sair da cadeia se a gente assumir o poder e organizar a carga. Botar juiz para voltar para a caixinha dele, botar o Ministério Público para voltar para a caixinha dele e restaurar a autoridade do poder político", afirmou o presidenciável.

Com essas colocações, que têm conteúdo autoritário, Ciro Gomes se posiciona, com antecedência, como acima dos poderes constituídos, e assume a condição de "resolver" o futuro do ex-presidente Lula, que é o principal líder popular do país. Nesse sentido, ao se posicionar, caso se eleja presidente, como "dono" da liberdade de Lula, até essa condição carece de legitimidade, já que o líder petista preso estaria em suas mãos e a mercê de seus interesses e humores de momento.

Por outro lado, colocar Ministério Público em sua caixinha, botar juiz em sua caixinha, são afirmações despropositadas e inconsequentes, que partem de pressupostos que esses importantes entes do Estado Democrático de Direito se limitam a caixinhas. Ciro Gomes, nesse caso, está se posicionando perigosamente como uma espécie de Jair Bolsonaro sem o raciocínio hierárquico próprio do militar. Ciro Gomes está se posicionando de forma escancarada como um autoritário guiado pela ânsia de poder. A vantagem, para ele e para o eleitor, é que a campanha eleitoral ainda está em seu começo, e ele é apenas um candidato. Vantagem para ele porque tudo o que tem falado pode ser apenas da ordem do discurso e da bravata tão própria nos rincões do país.


Ciro se coloca como depositário da liberdade de Lula
Ibope: Robinson, Carlos, Garibaldi e Fátima, e certezasEntre as certezas apontadas pela pesquisa estão a total indefinição para o Senado e a perda de votos em quatro anos do atual governador Robinson Faria

A pesquisa Ibope divulgada pelo jornal Tribuna do Norte nesse final de semana traz inúmeras dúvidas na corrida eleitoral que se inicia no Rio Grande do Norte indicando que tudo pode acontecer em matéria de surpresas, até mesmo nenhuma. A pesquisa ouviu 812 eleitores no período de 14 a 17 deste mês, o que sugere a constatação de uma realidade aproximada em matéria de pensamento de momento do eleitor.

Entre as certezas da pesquisa está certamente o pífio desempenho do governador Robinson Faria na pesquisa estimulada, já que não faz ainda quatro anos quando ele disputou o segundo turno com seu então adversário Henrique Alves e venceu com boa margem na maioria das cidades do Rio Grande do Norte. Hoje, considerando os dados da pesquisa Ibope, Robinson (PSD) aparece apenas com 9% dos votos na pesquisa estimulada (naquela que o entrevistado fala o nome dos candidatos para o entrevistado escolher), enquanto a senadora Fátima Bezerra (PT) aparece com 31% e o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT), com 15%.

Outra certeza trazida pela pesquisa Ibope e que tem o "protagonismo" do atual governador é a da simulação do segundo turno. Robinson Faria perderia para Fátima Bezerra em um segundo turno por 52% a 16%, e também perderia para Carlos Eduardo por 42% a 17%. No caso da disputa ser entre Fátima e Carlos, o resultado seria de 47% para a petista e 27% para o ex-prefeito de Natal.

O que dá para se deduzir na simulação de segundo turno em termos de Robinson Faria é que o atual governante do RN e postulante a uma reeleição não tem hoje mais que 17% junto a um eleitorado que já lhe deu vitória com larga margem há quatro anos, mas isso ficou no passado.

Para o Senado outra certeza que deixa os candidatos em um vendaval de dúvidas: tudo está em aberto e não existem favoritos na disputa das duas vagas. A pesquisa Ibope aponta o atual senador Garibaldi Filiho com 24%, seguido do ex-governador Geraldo Melo com 22%, do capitão Styvenson com 19%, e da deputada federal Zenaide Maia com 18%. As intenções de voto, praticamente dentro ou nas proximidades da margem de erro, indicam que até mesmo a reeleição do senador Garibaldi Filho, sempre um campeão de votos no Rio Grande do Norte, corre risco. Outro dado significativo é a boa posição do ex-governador Geraldo Melo, afastado da política há algum tempo, e que aparece com reais chances eleitorais na segunda colocação antes mesmo do início da campanha de rua e de palanque. Nessa disputa apertada faltam ainda os nomes do deputado Antonio Jácome, líder evangélico incontestável, e da atleta Magnólia Figueiredo.

Entre as dúvidas apontadas na pesquisa Ibope está o desempenho dos candidatos na espontânea. A própria Fátima Bezerra cai de seus 31% na estimulada para apenas 8% na espontânea, Carlos Eduardo despenca de 15% para 5%, e Robinson cai de 9% para 4%. A dúvida maior nesse caso é até que ponto o eleitor realmente está decidido quando aponta um dos nomes na pesquisa estimulada?


Período eleitoral começa com muitas dúvidas
Folha de julho será paga no dia 10 de agosto, diz governoPagamento do 13º de quem recebe acima de R$ 3 mil segue em aberto

Governo do Rio Grande do Norte anunciou nesta segunda (23) que vai pagar, até o próximo dia 10 de agosto, toda a folha de julho dos servidores públicos do estado. O pagamento do 13º salário de quem ganham acima de R$ 3 mil, no entanto, segue sem previsão.

Segundo a Assessoria de Comunicação do governo, a folha de julho começa a ser depositada no dia 31, quando devem receber os servidores da Educação, DETRAN, IPERN, IDEMA, JUCERN, DEI e ARSEP.

No dia 4 de agosto, recebem os servidores da área de segurança: SESED, SEJUC, PC, PM, CBM, ITEP e policiais do GAC e da Vice-Governadoria (ativos, inativos e pensionistas PM e CBM).

No dia 7 de agosto, recebem todos os servidores ativos da Saúde, independente da faixa salarial, e os servidores ativos e inativos das demais secretarias que recebem até R$ 4 mil.

Por fim, no dia 10 de agosto, recebem todos os demais servidores que ganham acima de R$ 4 mil, totalizando 100% da folha.

13º atrasado

A respeito do restante do 13º de 2017, para quem recebe acima de R$ 3 mil, o governo disse que “segue acompanhando as receitas para anunciar em breve a data de pagamento”.

No dia 10 de julho, receberam a antecipação de 40% do 13º salário de 2018 os servidores da Educação e dos órgãos da Administração Indireta com arrecadação própria.


(Foto: Assecom)
Lula diz não entender pressão do PT por apoioEx-presidente reclamou novamente a seus interlocutores, afirma jornal

O ex-presidente Lula teria reclamado novamente a seus interlocutores de estar sofrendo uma pressão indevida por parte de governadores do PT para endossar um nome de outro partido na disputa eleitoral, segundo informações da coluna Painel, da "Folha de S. Paulo".

Segundo o jornal, aliados dizem que ele não entende a insistência, especialmente dos petistas do Nordeste, em fazer repetidos gestos para nomes de fora da sigla.

Uma ala da legenda desconfia sobre as chances de Lula transferir votos a um substituto colhido na própria sigla.

A indefinição teria começado a agravar uma briga interna no PT. De acordo com a coluna, Jaques Wagner (PT-BA) e Fernando Haddad (PT-SP), ambos citados como possíveis substitutos de Lula, viraram alvos de críticas.


(Foto: Reuters)
Potiguares têm novo prazo para sacar abono salarialPagamento do benefício ano-base 2016 será reiniciado no próximo dia 26 de julho; valor disponível para trabalhadores no estado chega a mais de R$ 17,5 milhões

Quase 23 mil trabalhadores que não sacaram o Abono Salarial ano-base 2016 no Rio Grande do Norte terão nova oportunidade. A reabertura do prazo foi autorizada na quarta-feira (11), em resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). O prazo, que terminou em 29 de junho, será reaberto em 26 de julho, e os trabalhadores terão até 30 de dezembro para retirar o dinheiro. Vale lembrar que o pagamento do benefício referente a 2017 também começará a ser pago no dia 26 de julho.

O valor do Abono Salarial 2016 disponível para os trabalhadores no estado chega a R$ 17.555.022,14. Na região Nordeste, o benefício poderá ser retirado por mais de 342,7 mil trabalhadores, totalizando R$ 262.678.164,76.

Nacional - No total, em todo o Brasil, são quase dois milhões de trabalhadores que não sacaram o benefício, o que corresponde a 7,97% do total de pessoas com direito ao recurso. O valor ainda disponível chega a R$ 1,44 bilhão. Este é o terceiro ano consecutivo em que ocorre prorrogação – no ano passado, essa mesma medida foi tomada. A reabertura do prazo atende um pedido dos representantes dos trabalhadores no Codefat.

O valor que cada trabalhador tem para sacar depende de quanto tempo ele trabalhou formalmente em 2016. Quem trabalhou o ano todo recebe o valor cheio, que equivale a um salário mínimo (RS 954). Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo, que é R$ 80. 

Direito - Tem direito ao abono salarial ano-base 2016 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2016 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos; e teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Os trabalhadores da iniciativa privada devem procurar a Caixa. A consulta pode ser feita pessoalmente, pela internet ou no telefone 0800-726 02 07. Para os servidores públicos, a referência é o Banco do  Brasil, que também fornece informações pessoalmente, pela internet e pelo telefone 0800-729 00 01.


(Foto: Divulgação)
Aposta de Geraldo Alckmin é ir para 2º turno com o PTTucano acredita que o candidato apoiado por Lula desidratará Ciro, e que parte dos votos de Bolsonaro irá para ele

Três dias antes de o centrão chancelar o apoio a seu nome na disputa pelo Palácio do Planalto, Geraldo Alckmin (PSDB) fez o cálculo político mais importante de sua pré-campanha: como de costume, resolveu esperar.

Desistiu de um encontro que estava marcado para a segunda-feira (16) com Álvaro Dias (Podemos), que também concorre à sucessão de Michel Temer. Na conversa reservada, ofereceria ao ex-colega de partido a vaga de vice na sua chapa à Presidência.Avaliou, porém, que o movimento -inicialmente programado para evitar um possível isolamento partidário- poderia romper de vez suas pontes com o chamado centrão.

Naquele momento, o grupo formado por DEM, PP, PRB, PR e Solidariedade ainda estava dividido entre avalizar Alckmin ou apoiar Ciro Gomes (PDT), em uma jogada que levaria o bloco a um campo pouco vivenciado por ele: a esquerda.

A habitual paciência do ex-governador de São Paulo, atrelada a conversas individuais que teve com dirigentes do grupo no início da semana, surtiram efeito. Na tarde de quinta-feira (19), o centrão decidiu fechar acordo com o tucano.

O acerto deu sobrevida à candidatura de Alckmin e força à sua principal tese: o candidato apoiado pelo ex-presidente Lula desidratará Ciro Gomes e a disputa deste ano será, mais uma vez, polarizada entre PT e PSDB.

Em sua segunda tentativa de chegar ao Planalto, Alckmin considera que precisa recuperar o espaço que perdeu para Jair Bolsonaro (PSL), principalmente no eleitorado jovem e rico, se quiser voltar à tradicional formatação das eleições presidenciais desde 1994 -e a aliança com o maior bloco de partidos entre os concorrentes pode ajudá-lo.

Com estrutura nos estados, prefeitos e parlamentares engajados na campanha, além dos cerca de 4 minutos e meio que terá na propaganda eleitoral na TV, Alckmin acredita que vai conseguir sair dos 7% que tem há meses nas pesquisas.

Na ponta dos levantamentos, pretende encontrar, no meio de setembro, o adversário petista lançado e apoiado por Lula, que, preso há três meses em Curitiba, lidera as pesquisas com 30%.

Os cotados como plano B do PT, Fernando Haddad e Jaques Wagner, têm apenas 1% quando Lula não aparece na disputa, mas o potencial de transferência de votos do ex-presidente é significativo.

Segundo o Datafolha, 30% das pessoas dizem votar em um candidato apoiado por ele, enquanto 17% afirmam que talvez votariam.

A aliados Alckmin admite que a estratégia do PT de levar a candidatura de Lula até o limite, a despeito do veto imposto pela Lei da Ficha Limpa, é "a melhor possível", porque preserva de ataques dos adversários o nome que será escalado para substituir o ex-presidente nas urnas.

Além disso, o tucano acredita que, quanto mais perto do primeiro turno, mais eficaz será o potencial de transferência de votos do petista.

A aposta de Alckmin é pragmática: em um eventual segundo turno contra o PT, ele receberia parte dos votos de Bolsonaro -que hoje lidera a corrida ao Planalto na ausência de Lula-, principalmente pelo discurso antipetista.

O tucano acredita que, em uma eleição tão fragmentada como esta, será muito difícil um nome alinhado à esquerda ficar fora do segundo turno. Para duelar com esse personagem, no entanto, precisa de impulso para chegar ao primeiro pelotão das pesquisas.

A receita, dizem seus auxiliares, além do amplo tempo de TV, será atacar frontalmente Bolsonaro, apontando contradições e mostrando o que dizem ser "nítido despreparo" do capitão reformado.

Alckmin pediu que sua equipe fizesse uma espécie de inventário de fracassos da ditadura militar, exaltada por Bolsonaro como um período em que o país crescia com ordem social. O tucano quer um levantamento sobre o número de estatais daquela época, além dos índices de inflação, que dispararam na década de 1980, no fim da ditadura.

Com o material em mãos, pretende atacar sistematicamente o presidenciável do PSL e mostrar inconsistências em seu discurso, reforçando que ele não está preparado para governar o país.

Até agora, aliados e parte do mercado -antes simpática ao PSDB- estavam céticos quanto à viabilidade do ex-governador de São Paulo.Além do centrão, o tucano deve ter o apoio de PSD, PTB, PPS e PV e, assim, somar os valiosos 4 minutos e meio na TV. O PT, por ora sozinho, tem perto de 1 minuto e 35 segundos. Com informações da Folhapress.


(Foto: Estadão)
Ibope: No RN, Lula, Fátima e Garibaldi lideram pesquisasPesquisa foi realizada com 812 pessoas nos últimos dias 14 e 17 e divulgada hoje (21).

Segundo eleitores consultados pelo Ibope em pesquisa encomendada pela Tribuna do Norte, a senadora Fátima Bezerra (PT) lidera as intenções de votos entre os potiguares para o governo do Estado com 31%. A pesquisa foi realizada nos últimos dias 14 e 17 e divulgada pela TN hoje (21).

O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, aparece em segundo (15%) e o governador Robinson Faria (9%) em terceiro. 

O IBOPE ouviu 812 eleitores. Na resposta estimulada (o eleitor pesquisado recebe uma lista com nomes dos pré- candidatos), a senadora Fátima Bezerra ficou com 31% das intenções de votos (na resposta espontânea, sem a apresentação da lista de pré-candidatos, ela tem 8%); seguida pelo ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo, com 15% das intenções de votos (na resposta espontânea, ele tem 5%), e pelo atual governador e candidato a reeleição, Robinson Faria, com 9% das intenções de votos (na espontânea, 4%).

Senador e presidente

Garibaldi Alves aparece em primeiro lugar na intenção de voto para senador (24%), seguido por Geraldo Melo (22%), Capitão Styvenson (19%) e a deputada Zenaide Maia (PHS) com 18%. 

Já na disputa presidencial, 56% dos entrevistados pelo IBOPE indicaram Lula como favorito. O deputado federal Jair Bolsonaro é segundo com 11%, seguido por Ciro Gomes (6%) e Marina Silva (5%). Álvaro Dias, Geraldo Alckmin e Rodrigo Maia do DEM, aparecem em seguida com 1% das menções, cada um. Demais pré-candidatos não somaram 1% ou não foram citados.

Os registros da pesquisa, junto à Justiça Eleitoral, são RN-03429/2018 (TRE) e BR-07949/2018 (TSE). 


(Foto: Montagem)
Solidariedade confirma candidatura de Queiroga ao governoA convenção aconteceu na sede do partido, no bairro de Lagoa Nova, em Natal

O Partido Solidariedade oficializou em votação unânime, durante convenção realizada nesta sexta-feira (20), a candidatura de Brenno Queiroga para o cargo de governador do Rio Grande do Norte nas Eleições 2018.

A convenção aconteceu na sede do partido, no bairro de Lagoa Nova, em Natal, e reuniu correligionários e apoiadores. Na ocasião, também foi oficializado o nome de Magnólia Figueiredo para a disputa pela vaga no Senado. O Partido Social Cristão (PSC) indicou para o vice da chapa o delegado Sérgio Leocádio.

Brenno tem 37 anos e é engenheiro civil. Foi prefeito de Olho D'Água do Borges entre 2013 e 2016. Como plataforma de governo, ele defende a retomada do desenvolvimento do RN.

“Nosso plano se divide em três eixos: modernizar a máquina pública, para poder ter capacidade de gestão sobre ela; desenvolver a economia do Rio Grande do Norte, voltar a gerar emprego e oportunidades para os jovens, para eles não estarem inseridos no crime; e a participação social, queremos a sociedade envolvida em nosso projeto”, declarou Brenno Queiroga.


(Foto: Assessoria)
RN registra saldo positivo de postos de trabalho em junhoEsse é o melhor desempenho no mês de junho deste 2013. Resultado foi motivado por admissões na agropecuária.

O Rio Grande do Norte teve um resultado positivo na geração de empregos formais no mês de junho passado. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho, nesta sexta-feira (20), o estado fechou o mês passado com saldo positivo de 805 postos de trabalho criados. O número representa a diferença entre a quantidade de admissões e a de demissões no período. Em junho, foram registradas 11.750 novos empregos e 10.945 vagas desligadas.

O desempenho potiguar foi o melhor de junho desde 2013, quando o Rio Grande do Norte contabilizou saldo positivo de 1.112 empregos.

Desde então, o estado contou com saldos negativos nos meses de junho e, em junho passado, 453 postos de trabalho foram criados a mais do que demissões.

O setor da economia que alavancou o desempenho positivo potiguar em junho deste ano, segundo o Caged, foi a agropecuária, com aumento de 873 postos de trabalho. Em segundo lugar veio o setor de serviços, com crescimento de 185 vagas de emprego.

O pior resultado no período foi a construção civil, que fechou junho com saldo negativo de 157 empregos.

Semestre negativo

Apesar dos números positivos em junho, quando se considera o acumulado nos seis primeiros meses de 2018, o estado tem resultado negativo. No período foram criados 68.244 vagas de emprego, mas desligados 72.478, o que gera um saldo negativo de 4.234 postos de trabalho.

Quem motivou essa baixa foi exatamente o setor agropecuário. No primeiro semestre foram -3.397 vagas, resultado de 3.069 admissões e 6.466 demissões no período.

Levando em conta o primeiro semestre de 2018, o setor de serviços foi o que mais admitiu empregados: 29.969 pessoas. Mas também essa foi a área que mais demitiu: 28.019, o que gerou um saldo de 1.950 postos de trabalho. Com 


(Foto: Rádio Globo)
Confira datas das convenções partidárias para presidentePartidos têm até dia 5 de agosto para fazer as convenções; nomes têm que ser registrados até o dia 15

Já foram definidos três nomes de candidatos à Presidência da República até a manhã deste sábado (21). São eles:

Ciro Gomes (PDT) - Atual vice-presidente do partido.

Paulo Rabello de Castro (PSC) - Economista, deixou a presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em março deste ano para se filiar ao partido.

Vera Lúcia (PSTU) - Foi expulsa do PT em 1992 junto com integrantes do grupo político Convergência Socialista, que anos depois fundou o PSTU.

Veja a agenda das próximas convenções:

21/07

PSOL Guilherme Boulos São Paulo (SP)

Avante Sem pré-candidato Belo Horizonte (MG)

PMN Sem pré-candidato Brasília (DF)

 

22/07

PSL Jair Bolsonaro Rio de Janeiro (RJ)

 

28/07

Democracia Cristã José Maria Eymael São Paulo (SP)

PTB Sem pré-candidato Brasília (DF)

PV Sem pré-candidato Brasilia (DF)

PSD Sem pré-candidato São Paulo (SP)

 

01/08

PCdoB Manuela D'Ávila Brasília (DF)

 

02/08

MDB Henrique Meirelles Brasília (DF)

DEM Rodrigo Maia Indefinido

PP Sem pré-candidato Brasília (DF)

 

04/08

PT Luiz Inácio Lula da Silva São Paulo (SP)

PSDB Geraldo Alckmin Brasília (DF)

Novo João Amoêdo São Paulo (SP)

Rede Marina Silva Brasilia (DF)

Podemos Álvaro Dias Curitiba (PR)

PPS Sem pré-candidato Brasília (DF)

PR Sem pré-candidato Brasília (DF)

 

05/08

PRTB Levy Fidelix São Paulo (SP)

PSB Ainda sem definição Brasília (DF)


(Foto: Bahia no Ar)
Com o Centrão, Alckmin se apresenta como experienteSegundo a campanha do tucano, há por trás da série uma crítica subjacente aos governos do PT

om novo fôlego depois de fechar aliança com o centrão, o pré-candidato à Presidência Geraldo Alckmin (PSDB) dará início a uma série de vídeos na internet que o apresentam como preparado em meio a adversários inexperientes.

As peças dão peso dramático a problemas como a fome, a falta de moradia e a evasão escolar no país e questionam o eleitor: "seu candidato está preparado para isso?".

Segundo a campanha do tucano, há por trás da série uma crítica subjacente aos governos do PT como responsáveis pela situação atual do Brasil.

"O recado não é só para Jair Bolsonaro (PSL), mas para os outros candidatos que não passaram por cargos executivos", diz Lula Guimarães, o publicitário de Alckmin.

Os filmes são criação da equipe comandada por Átila Francucci, sob coordenação de Guimarães -a dupla atuou junta na campanha de João Doria (PSDB) para a Prefeitura de São Paulo. 

O slogan da campanha de Alckmin é "preparado para o Brasil". A equipe de comunicação do tucano argumenta que, diante do pouco carisma do tucano, sua experiência administrativa e política é seu principal ativo. Com informações da Folhapress.


(Foto:Adriano Machado / Reuters)
Ciro lança candidatura sem alianças fortesEm jantar com as legendas do centrão, em junho, Ciro já havia sido cobrado pelo gênio forte.

Em sua terceira campanha presidencial, Ciro Gomes oficializa sua candidatura ao Palácio do Planalto nesta sexta (20), em Brasília, com o desafio de controlar o estilo verborrágico e de tentar contornar o risco de isolamento político.

As duas dificuldades foram seus principais obstáculos nas disputas presidenciais passadas, nas quais foi derrotado no primeiro turno, e voltaram a ameaçá-lo nesta semana, antes mesmo do início oficial da corrida eleitoral.

Na segunda-feira (16), Ciro tinha a certeza de que conseguiria o apoio de cinco partidos do chamado centrão, dando uma demonstração pública de força política na convenção nacional do PDT. Ele chega à convenção, contudo, sem o respaldo de nenhum deles, sem nenhuma aliança confirmada e sem um nome para o posto de vice. O bloco formado por DEM, PP, PR e Solidariedade decidiu formar uma aliança com Geraldo Alckmin, do PSDB. Desde o início de junho, dirigentes das siglas vinham criticando, em conversas reservadas, o comportamento imprevisível do pedetista, que, na quarta (18), xingou uma promotora de São Paulo. Além dos episódios recentes de destempero, causou desconforto crítica feita pelo presidenciável no passado ao ex-presidente nacional do PR Valdemar Costa Neto. Em 2004, Ciro disse que ele estava "embriagado" ao ter pedido a saída do então ministro da Fazenda, Antonio Palocci.

Em jantar com as legendas do centrão, em junho, Ciro já havia sido cobrado pelo gênio forte. O marqueteiro dele, Manoel Canabarro, e o coordenador da campanha, seu irmão Cid Gomes, já lhe pediram para evitar palavrões. Em resposta, ele tem prometido conter o pavio curto. "Ele tem tentado se policiar", afirma o irmão. Até agora, no entanto, o esforço não surtiu efeito. A cúpula do partido, que tinha a expectativa inicial de que ele adotasse um perfil "paz e amor" na disputa deste ano, estratégia que ajudou a eleger Lula em 2002, já descartou essa possibilidade.

A personalidade explosiva é apontada por dirigentes pedetistas como um dos fatores que prejudicaram a candidatura de Ciro em 2002. Na época, perguntado pela imprensa, ele respondeu que um dos papéis na campanha eleitoral de sua então mulher, a atriz Patrícia Pillar, era dormir com ele. O episódio causa reflexos até hoje na imagem do candidato, cujo desempenho eleitoral entre as mulheres é inferior ao dos homens em todos os cenários das pesquisas eleitorais, o que o tem levado a tentar desconstruir crítica de que seja machista. O recuo dos partidos do centrão pode ainda impactar as negociações com partidos de esquerda, como PSB e PC do B. Com a preocupação de um isolamento do PDT, os dirigentes das duas siglas voltaram a cogitar de maneira mais enfática um apoio ao PT. Sozinho, o PDT tem apenas 33 segundos em cada bloco fixo de 12 minutos e 30 segundos na TV, durante a campanha.No PSB, o movimento é puxado principalmente pelo governador Paulo Câmara (PE), que quer evitar, com um acordo nacional, o lançamento pelo PT da candidatura de Marília Arraes, que ameaça a sua reeleição.

Para evitar que Ciro fique isolado na disputa eleitoral, o PDT esboçou nesta quinta (19) estratégia de contra-ataque. Além de aumentar a ofensiva sobre o PSB, ele buscará separadamente partidos que integram o bloco de centro, na tentativa de reverter o apoio a Alckmin. A cúpula do partido ainda considera possível viabilizar uma aliança com o Solidariedade que, como tem defendido Ciro, prega a revogação da reforma trabalhista e a discussão de uma alternativa de financiamento às centrais sindicais com o fim do imposto sindical obrigatório. Em uma tentativa de dividir o centrão, o presidenciável evitará temas polêmicos e defenderá a adoção de um "manual de decência" na convenção partidária desta sexta.


(Foto: Exame)
Eleições: Rosalba apoia Carlos e indica filho como vicePrefeita de Mossoró firma acordo com Carlos Eduardo e indica seu filho, Kadu Ciarlini, como vice

Carlos Eduardo Alves consolida um dos mais importantes apoios em qualquer eleição estadual que se faça no Rio Grande oo Norte: o do grupo Rosado, tendo à frente a prefeita Rosalba Ciarlini, em Mossoró. A ex-governadora e atual prefeita da principal cidade oestana indica como companheiro de chapa de Carlos, seu filho Kadu Ciarlini.

Trata-se de um apoio por completo já que, pela composição da chapa, com a indicação de Kadu Ciarlini como vice, o empenho terá que ser redobrado, entendem os analistas da cena política mossoroense. As articulações visando uma aproximação entre Carlos e Rosalba já vinha se desenvolvendo a alguns dias. Várias arestas foram superadas, já que mágoas existiam e até fortes desconfianças, mas prevaleceu o pragmatismo político de Rosalba e de seu esposo, Carlos Augusto. O grupo Rosao entende que é Carlos Eduardo, entre os três principais competidores ao governo, que enseja a maior possibilidade de avanço político e que uma vitória do pedetista vai colocar no centro do do poder estadual, novamente um Rosado, agora o filho do casal, Kadu Ciarlini.

Para Carlos Eduardo apresenta-se o desafio de dar sequência a onda de entusiasmo que se segue a entrada na disputa estadual ao seu lado do principal grupo político do Oeste. O Partido Progressista (PP), partido liderado no estado pelo grupo Rosado, oficializou seu apoio a Carlos Eduardo na tarde desta quinta-feira (19).

"O nosso grupo político, nosso partido e amigos analisaram as pré-candidaturas que estão colocadas e vimos que para o novo momento do Rio Grande do Norte são necessários trabalho, competência e experiência. Carlos Eduardo reúne as condições políticas para ser governador do Estado, por ter sido prefeito quatro vezes de Natal, secretário de Estado e deputado", declarou na oportunidade Rosalba Ciarlini.

O ingresso do PP na coligação de Carlos Eduardo se soma ao PDT, MDB, Podemos e DEM. Com a entrada do PP, a coligação do ex-prefeito de Natal ganha mais tempo ainda de televisão na propaganda eleitoral gratuita já que o partido tem uma das maiores bancadas da Câmara Federal.


Rosalba declara apoio a Carlos Eduardo (Foto: Portal Acontece RN)
Eleições: Robinson Faria escolhe Carlos Eduardo para baterGovernador já tem definido quem vai ser seu principal adversário na disputa pela reeleição: o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves

O governador Robinson Faria, candidato a reeleição, já escolheu seu adversário preferencial para o embate na campanha deste ano. Em entrevista a mídia radiofônica natalense, Robinson fez questão de dizeer que foi, ao mesmo tempo, administrador do Rio Grande do Norte e de Natal. "Tive que ser governador e prefeito. Algumas obras de mobilidade foram feitas pelo Governo do Estado. Governei o Estado e Natal, simultaneamente", ressaltou.

O alvo das palavras de Robinson está nitidamente claro: o ex-prefeito de Natal e candidato ao governo pelo PDT, Carlos Eduardo Alves. Observando a iniciativa de Robinson do ponto de vista político-eleitoral, o atual governador e candidato a reeleição aposta numa polarização na campanha com o ex-prefeito Carlos Eduardo. Polarização que visaria deixar em segundo plano a atual líder nas pesquisas - a senadora Fátima Bezerra, que é a pré-candidata do PT ao governo do Estado.

Inicialmente, um embate entre o ex-prefeito Carlos Eduardo e Robinson Faria poderia ser visto como definidor de quem vai para o segundo turno para enfrentar a petista Fátima Bezerra. Contudo, se esse embate tomar conta das ruas e das cidades poderá até levar os dois, Robinson e Carlos, para o segundo turno, deixando a senadora petista fora da final eleitoral.

Para corroborar com suas afirmações de que também foi prefeito de Natal, apesar de Carlos Eduardo Alves ter estado o tempo todo ocupando este posto no Palácio Felipe Camarão, eleito que foi para isso, Robinson Faria cita as obras de mobilidade urbana feitas por seu governo. Obras como Anel Viário Metropolitano, o Viaduto da Redinha, e o prolongamento da Prudente de Morais.

A argumentação de Robinson deixa duas questões no ar. A primeira é a de que Robinson Faria, ao colocar sua administração para realizar obras na capital do Estado estava simplesmente o seu papel como governador de todo o Rio Grande do Norte, o que inclui Natal, sua cidade mais importante, mais populosa e mais forte economicamente. A segunda questão é a de que o eleitorado de Natal não entende, por não ter sido bem informado, que o governador fez tanta coisa por sua cidade. Essa questão, que atravessou todo o mandato de Robinson, tem a ver com a ineficiência da equipe governamental na comunicação com a sociedade. O governo fez algo importante em Natal, Robinson não faria essas afirmações se não fosse verdade, contudo, o povo da Cidade não sabe disso, talvez venha a saber na campanha eleitoral, mas aí já pode ser tarde.

Para Carlos Eduardo, diante da afirmação de Robinson que também foi prefeito durante seu mandato à frente do Palácio Felipe Camarão, fica a indagação sobre a capacidade administrativa, pelo menos no que toca a mobilidade urbana, algo tão necessário na cidade de Natal. 


Estratégia é de tentativa de polarização entre os dois
Centrão reflui em torno de Ciro e se aproxima de AlckiminAntes dividido, o grupo formado por DEM, PP, PRB e SD mudou de postura com a entrada do PR

A correlação de forças do centrão mudou desde o início da semana e fez com que a tendência de apoio a Ciro Gomes (PDT) refluísse, abrindo espaço para uma aproximação mais assertiva do bloco com Geraldo Alckmin (PSDB).

Antes dividido, o grupo formado por DEM, PP, PRB e SD mudou de postura com a entrada do PR, de Valdemar Costa Neto, que sinalizou preferência pelo ex-governador de São Paulo durante jantar na noite desta quarta-feira (18) com a cúpula do centrão. 

Nesta quinta-feira (19), em reunião na casa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Valdemar manteve discurso pouco assertivo, mas repetiu seu diagnóstico de que Ciro é explosivo, politicamente pouco confiável e com uma agenda de propostas muito diferente daquela defendida pelo grupo. Alckmin, pondera o comandante do PR, é mais previsível e, com até 7% nas pesquisas, pode crescer com o apoio massivo do bloco.

Outra avaliação é de que o candidato que será lançado pelo PT quando o ex-presidente Lula for impedido de disputar o Planalto deve desidratar Ciro, principalmente entre os eleitores do Nordeste.

Apesar do revés de Ciro e da tendência pró-Alckmin das últimas horas, o grupo decidiu anunciar a decisão somente na quinta-feira (26). Em nota após o encontro, o bloco reafirmou a união dos partidos —que marcharão juntos em torno de um nome ao Planalto— mas deixou a batida de martelo para a próxima semana.

Alckmin e seus auxiliares passaram a semana em conversas individuais com integrantes do centrão. O tucano se reuniu com Valdemar Costa Neto na segunda-feira (16). Nesta quinta, o ex-governador de São Paulo cancelou compromisso que teria em Minas Gerais e resolveu ficar em São Paulo à espera de notícias.


(Foto: Folhapress)
Confiança do empresário potiguar perde força em julhoO indicador de condições atuais, por sua vez, aponta percepção de piora da situação, na comparação com os últimos seis meses,

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) do Rio Grande do Norte passou de 48,4 para 49,4 pontos, mostrando que a falta de confiança dos empresários recuou entre junho e julho. Ou seja, apesar do crescimento, o ICEI continua abaixo de 50 pontos (valor abaixo de 50 pontos indica falta de confiança). Com isso, o ICEI alcançou o melhor resultado para um mês de julho desde 2016, quando o indicador atingiu 49,9 pontos. Ressalte-se que este declínio na falta de confiança deve-se, principalmente, ao maior otimismo dos executivos potiguares com relação aos próximos seis meses, especialmente da própria empresa.

O indicador de condições atuais, por sua vez, aponta percepção de piora da situação, na comparação com os últimos seis meses, ainda que em menor intensidade. Os empresários da Construção revelam maior falta de confiança, enquanto os executivos das Indústrias Extrativas e de Transformação se mostram confiantes. As médias e grandes empresas reportam confiança, à medida que entre as pequenas a falta de confiança diminuiu.

Quanto ao ICEI nacional, a tendência também foi de aumento. De acordo com a CNI, o ICEI subiu de 49,6 para 50,2 pontos, muito próximo da linha divisória que separa a confiança da falta de confiança. Note-se, porém, que apesar da alta, o indicador está 0,4 ponto abaixo do de julho de 2017 (50,6 pontos) e 3,9 pontos inferior à sua média histórica (54,1 pontos).


(Imagem: Fecomércio)
Convenções dos candidatos a presidente começam amanhãPartidos têm que se reunir até o dia 5 de agosto para definir os nomes

Ainda com o cenário das coligações indefinido, os partidos políticos iniciam nesta sexta-feira (20) as convenções nacionais que vão decidir os candidatos à Presidência da República, nas eleições de outubro. Os nomes dos candidatos a presidente e a vice têm que ser aprovados nas convenções até 5 de agosto e registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até 15 de agosto.

Neste momento, há 18 pré-candidatos, mas esse número já foi superior a 20 - alguns desistiram no meio do caminho, outros foram barrados pelos partidos políticos. O total de candidatos poderá ser menor, já que alguns partidos, como o DEM, o SD e o PCdoB, estão sendo provocados a desistir da candidatura própria para apoiar chapas mais competitivas.

O quadro de indefinição, segundo o cientista político Leonardo Barreto, se deve a fatores diversos, começando pelo fato de o Palácio do Planalto não estar influenciando o processo eleitoral. "Quando o Executivo está forte, tentando a reeleição ou fazer o sucessor, a tendência é que a coligação governista seja reproduzida, a oposição se organize e até surja a terceira via. Neste ano, o governo não tem um candidato forte nem colocou peso no candidato da oposição. Isso levou à pulverização de candidaturas", argumentou.

Neste cenário com vários candidatos, avaliou Barreto, até agora nenhum nome empolgou nem se apresentou como favorito, o que cria dificuldades para os partidos se posicionarem, pois todos querem apostar em alguém com chances de vitória. Além disso, os partidos querem ter claro o papel que exercerão no futuro governo. "Todos esses fatores levam ao quadro de barata voa nas convenções", afirmou.

Articulações

Três partidos - PDT, PSC e PCB - têm reuniões marcadas para amanhã (20). Em Brasília, os convencionais do PDT e do PSC vão decidir se confirmam as candidaturas de Ciro Gomes e Paulo Rabello de Castro, respectivamente. Ciro e Rabello ainda não têm nomes para vice. O PCB se reunirá no Rio de Janeiro, mas não terá candidato próprio na eleição presidencial de outubro.

Neste sábado (21), será o dia de PSOL, PMN e Avante realizarem suas convenções. PMN e Avante tendem a não ter candidaturas próprias, enquanto o PSOL deve confirmar a chapa Guilherme Boulos e Sônia Guajajara. Domingo (22), o PSL se reúne no Rio de Janeiro para debater a candidatura do deputado Jair Bolsonaro, as alianças possíveis e o nome do vice.

Conforme Barreto, a partir das convenções, as articulações políticas para formação das alianças nacionais deverão se afunilar, com vantagem para os maiores partidos que têm "mais meios de troca". Ou seja, as negociações vão levar em conta o tempo de televisão que pode ser agregado nas disputas estaduais, os recursos para finaciamento das campanhas, as bancadas de deputados federais e estaduais e o total de prefeitos, que são cabos eleitorais decisivos nas eleições.


(Foto: Montagem)
TSE rejeita pedido do MBL para declarar Lula inelegívelNa decisão, Rosa Weber não entrou no mérito do pedido e entendeu que os representantes do movimento não têm legitimidade

A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou hoje (18) pedido feito pelo Movimento Brasil Livre (MBL) para que o tribunal declare a inelegibilidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na decisão, Rosa Weber não entrou no mérito do pedido e entendeu que os representantes do movimento não tem legitimidade para levantar a causa. Além disso, a ministra afirmou que antes do período de registro de candidaturas, não se pode discutir legalmente a questão da inelegibilidade de candidatos.

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 7 de abril, por determinação do juiz Sérgio Moro, que ordenou a execução provisória da pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, no caso do triplex em Guarujá (SP). A prisão foi executada com base na decisão do STF que autorizou prisões após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça.

Apesar de a Lei da Ficha Limpa ter definido que condenados por órgãos colegiados estão inelegíveis, o momento no qual a Justiça Eleitoral analisa a restrição ocorre após a apresentação do pedido de registro de candidatura, que deve ser feito a partir do próximo dia 20 de julho até 15 de agosto, depois da aprovação do candidato na convenção de seu partido. 


(Foto: O Globo)
Campo Grande pode ter nome trocado nas eleições de outubroNa esfera estadual, a cidade é conhecida como Campo Grande, mas para os órgãos da esfera federal, está registrada oficialmente como Augusto Severo

Além de votar nos representantes políticos, os moradores de uma cidade do Oeste potiguar irão escolher o nome do município durante as eleições deste ano. O plebiscito foi aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e os eleitores decidirão se preferem Campo Grande ou Augusto Severo.

Na esfera estadual, a cidade é conhecida como Campo Grande, mas para os órgãos da esfera federal, está registrada oficialmente como Augusto Severo, o que provoca problemas à administração municipal e dificulta o recebimento de recursos da União.

Requisitado pelo Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE-RN), o plebiscito foi aprovado pelo órgão federal. Assim, no dia 7 de outubro - primeiro turno das eleições deste ano - a população terá uma tela a mais para escolher o nome da cidade.

Antes do período da consulta, serão formadas duas frentes populares, com a participação de membros do Legislativo municipal em ambas. Uma frente vai apoiar o nome Augusto Severo, e a outra vai defender Campo Grande. Os grupos poderão fazer propaganda entre 16 de agosto e 6 de outubro.

De acordo com a resolução do TRE-RN, a pergunta que aparecerá na urna será "você é a favor da alteração do nome do município de Augusto Severo para Campo Grande?". A população poderá votar nas alternativas sim, não ou branco. O voto será obrigatório para maiores de 18 anos, sendo facultativo apenas para analfabetos, maiores de 70 anos e adolescentes entre 16 e 18.


(Foto: PMCG)
FAB abre inscrições para 270 vagas do curso para SargentosAs inscrições começam no dia 12 de agosto e irão até 10 de setembro com taxa de R$ 60,00

Força Aérea Brasileira (FAB) vai abrir inscriçoes para exame de seleção do Curso de Formação de Sargentos com 270 vagas. As inscrições começam no dia 12 de agosto e terminam em 10 de setembro com taxa no valor de R$ 60,00. O ingresso no curso, para os selecionados, está previsto para o mês de julho do próximo ano.

Os interessados em ingressarem no curso de formação de sargentos da Aeronáutica, turma 2/2019, não podem ter menos de 17 anos nem ter completado os 25 anos de idade na data de 31 de dezembro do ano da matrícula (2019). Tembém ter que ter concluído o Ensino Médio na data da validação dos documentos para a Seleção.

As provas ocorrerão no dia 25 de novembro deste ano. O processo seletivo é feito por provas escritas de Matemática, Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Física, exame de aptidão psicológica, inspeção de saúde, teste de avaliação do ocndicionamento físico e validação documental.

Os concursados que forem aprovados em todas as etapas do exame de admissão e selecionados pela Junta Especial de Avaliação deverão se apresentar na Escola de Especialistas de Aeronáutica, em Guaratinguetá, SP, no dia 30 de junho de 2019. O curso de sargento de Aeronáutica tem duração de dois anos.


270 vagas para curso de sargento da Aeronáutica em Guaratinguetá (Foto: Diário Catarinense)
Al não vota texto que obriga devolução de "sobras"Lei de Diretrizes Orçamentárias foi aprovada em sessão nesta terça-feira (17).

Os deputados da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovaram, nesta terça-feira (17), o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que fixa as normas que vão servir de norte para a elaboração do orçamento geral de 2019 (OGE), sem o dispositivo que obriga os Poderes a devolverem ao Tesouro Estadual os saldos financeiros do orçamento a ser votado em dezembro. O projeto tramitou na Comissão de Finanças e Fiscalização (CFF) e teve a relatoria do deputado José Dias (PSDB).

A LDO 2019 chegou a plenário com 21 emendas encartadas pelo relator e mais 15 apresentadas pelos deputados. Ao apresentar seu parecer, o relator registrou o trabalho da comissão e destacou a importância do documento em discussão. “Espero que os Poderes tenham consciência da execução do orçamento. Todos nós precisamos entender que é responsabilidade nossa, e não dos outros, resolver os problemas do nosso povo”, ressaltou José Dias.

Debate

Antes da votação da LDO 2019 os deputados presentes destacaram o caráter conciliatório da peça apresentada pela Comissão de Fiscalização e Finanças. A Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2019 foi classificada, em plenário, como conservadora. Coerente, segundo os parlamentares, com a situação econômica do país e do Rio Grande do Norte.

A necessidade de repensar o papel das finanças públicas do RN também foi levantada durante a discussão. Questões como o debate em torno do cumprimento do papel de uma série de empresas que possuem isenção fiscal.

A LDO

As metas e prioridades da administração estadual para 2019 são estabelecidas pela Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO). A Lei fixa o valor dos recursos que o Governo pretende economizar, traça regras, vedações e limites para as despesas dos Poderes. Também autoriza as despesas com pessoal; regulamenta as transferências a entes públicos e privados; disciplina o equilíbrio entre as receitas e as despesas e indica prioridades para os financiamentos pelos bancos públicos.

A LDO serve como um ajuste anual das metas colocadas do Plano Plurianual (PPA). É também essa Lei que define a política de investimento das agências oficiais de fomento. Ela delimita o que é e o que não é possível realizar no ano seguinte.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias orienta a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) dispondo sobre as alterações na legislação tributária e estabelecendo a política de aplicação das agências financeiras de fomento


(Foto: João Gilberto/Ascom AL)
Conta de luz subirá até 3,86% com reajusteA remuneração total recebida pelas usinas, de julho de 2018 a junho de 2019, será de R$ 7,944 bilhões.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje (17) reajuste de 45,52% na receita anual de geração de 69 usinas hidrelétricas que atuam no regime de cotas. A medida vai provocar aumento nas contas de luz entre 0,02% e 3,86%, segundo a Aneel. O impacto médio será de 1,54%.

O impacto na conta de luz depende da data do reajuste aprovado pela Aneel e da quantidade de cotas (volume de energia) que cada distribuidora compra das hidrelétricas. O volume de cotas de cada distribuidora representa, em média, 22,64% dos contratos de energia das concessões.

A remuneração total recebida pelas usinas, de julho de 2018 a junho de 2019, será de R$ 7,944 bilhões.

Segundo a Aneel, a receita anual de geração é calculada considerando os valores do Custo da Gestão dos Ativos de Geração (GAG), acrescidos de encargos de uso e conexão, receita adicional por remuneração de investimentos em melhorias de pequeno e grande porte, investimentos em bens não reversíveis, Taxa de Fiscalização dos Serviços de Energia Elétrica, custos associados aos programas de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética e eventuais ajustes.

O regime de cotas foi implantado por meio da Medida Provisória nº 579, de 2012, com renovação automática das concessões de usinas hidrelétricas. Para isso, as hidrelétricas tiveram que vender energia às distribuidoras por um preço fixo, determinado pela Aneel, ao contrário de firmarem preços conforme o mercado e as realidades das instituições. Com informações da Agência Brasil. 


(Foto: O Mossoroense)
Líderes em pesquisas dividirão 4,9% do fundo eleitoralJuntos, o PSL de Bolsonaro, a Rede de Marina Silva e o PDT de Ciro Gomes receberão R$ 81,3 milhões do total de R$ 1,7 bilhão destinados às campanhas

Os partidos dos líderes das pesquisas de intenção de votos para a sucessão presidencial de 2018, quando não considerada a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, irão ratear uma fatia de 4,9% dos recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, criado para compensar a proibição de doações de empresas. Juntos, o PSL de Bolsonaro, a Rede de Marina Silva e o PDT de Ciro Gomes receberão R$ 81,3 milhões do total de R$ 1,7 bilhão destinados pelo Orçamento da União ao financiamento da campanha.

O início da liberação do dinheiro esbarra na indefinição de requisitos para o repasse. Dois partidos, o PMN e o PRB, foram os primeiros a protocolar os pedidos de recursos no Tribunal Superior Eleitoral. Na última quinta-feira (12), o PSDB também apresentou pedido para receber dinheiro do fundo. As informações são da ONG Contas Abertas, que apurou que não está descartada a necessidade de uma regulamentação por parte do tribunal para definir, por exemplo, quando caberá às candidaturas majoritárias e proporcionais. O assunto é avaliado pelo presidente da Corte, ministro Luiz Fux.

 

A campanha eleitoral começa oficialmente em 16 de agosto. O primeiro turno das eleições ocorrerá em 7 de outubro.

A Coordenação de Execução Orçamentária e Financeira do TSE já definiu quanto exatamente caberá a cada um dos 35 partidos brasileiros, considerados os critérios de rateio definidos em lei. De acordo com regras aprovadas pelos deputados e senadores, a maior parcela do Fundo (48%) será distribuída entre os partidos na proporção do número de deputados federais em 28 de agosto de 2017; 15% do valor seguirá o número de senadores na mesma data. Outros 35% serão repartidos entre os partidos com pelo menos um representante na Câmara e proporcionalmente aos votos obtidos na última eleição para deputados federais. E os 2% restantes serão divididos igualmente entre todos os partidos.

As maiores fatias do fundo irão para o MDB (R$ 234 milhões), o PT (R$ 212 milhões) e o PSDB (186 milhões). A cada um, coube uma parcela superior a 10% do total de recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, de respectivamente 13,6%, 12,4% e 10,8%. Lula está preso em Curitiba, e o PT ainda não indicou quem vai substituí-lo na disputa. Os pré-candidatos do MDB e do PSDB, Henrique Meirelles e Geraldo Alckmin, registraram percentual próximo a 1% das intenções na pesquisa de voto espontâneo, de acordo com a mais recente pesquisa CNI-Ibope, divulgada no final de junho.

Sem candidatos próprios ao Planalto, o PP, o PSB, o PR e o PSD terão, cada um, mais de R$ 110 milhões cada um para a campanha, ainda segundo o cálculo divulgado pelo TSE. Um grupo de seis partidos sem representantes no Congresso Nacional em agosto de 2017 receberá o piso de R$ 981 mil, cada um.

O dinheiro do Fundo Especial se soma aos recursos do Fundo Partidário e totalizam R$ 2,6 bilhões, um volume recorde de verbas do Orçamento da União destinadas a partidos políticos. Além do dinheiro público e com a proibição do financiamento empresarial pelo Supremo Tribunal Federal, os candidatos também podem recorrer ao financiamento coletivo: a arrecadação nessa forma está liberada desde 15 de maio. Os candidatos poderão ainda financiar suas campanhas com recursos próprios até um teto estabelecido para cada cargo.


(Foto: Agência Brasil)
Economia brasileira encolhe 3,34% em maio, diz BCRecuo veio após crescimento de 0,5%, em abril comparado a março

A atividade econômica recuou em maio. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) apresentou queda de 3,34%, na comparação com abril, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (16). O recuo veio após crescimento de 0,5%, em abril comparado a março. As informações são da Agência Brasil.

Em maio, o país foi afetado pela crise de desabastecimento gerada pela greve dos caminhoneiros no final do mês. Na comparação com o mesmo mês de 2017, houve queda de 2,90%. No ano, foi registrado crescimento de 0,73%. Em 12 meses, a expansão chegou a 1,13%.

O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajuda o Banco Central a tomar suas decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic.

O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos.

O indicador foi criado pelo BC para tentar antecipar, por aproximação, a evolução da atividade econômica. Mas o indicador oficial é o Produto Interno Bruto (PIB -soma de todas as riquezas produzidas no país), calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Com informações da Folhapress.


(Foto: REUTERS/Leonardo Benassatto)
Trump se encontra com Putin para discutir o mundoEncontro em Helsinque evidencia a simpatia do principal líder mundial por aquele que torceu por sua vitória nas eleições americanas

Encontro que acontece nesta segunda-feira (16) em Helsinque, capital da Finlândia, entre o presidente norteamericano Donald Trump e o presidente russo Vlademir Putin, tem relevância em escala global e comporta, entre outras coisas, as duas potências que detém 90 por cento das armas nucleares do mundo.

É também um encontro que mostra com clareza a simpatia do homem mais poderoso do mundo, o presidente dos Estados Unidos, por seu interlocutor, o líder russo Vlademir Putin. Diante dessa constatação e da dimensão geográfica da Rússia e seus potenciais econômicos com ênfase no gás e no petróleo, a simpatia de Trump pode significar avanços também na esfera do comércio. Em contraposição está o interesse russo em ser um protagonista global, coisa perdida com o fim da União Soviética, e isso entra em choque com os aliados americanos na Europa. Estes aspectos estão no cardápio das conversas da cúpula Trump e Putin.

O sisudo presidente norteamericano ao dizer "vamos ter uma relação extraordinária" com relação a Putin, indica sua expectativa e mais do que isso, algo que a imprensa mundial não tem considerado, a forte simpatia que vem de um desejo de êxito, de vitória, na própria eleição que fez de Trump o presidente dos Estados Unidos. Naquela eleição, ocorrida em 2016, a esmagadora maioria dos presidentes e líderes mundiais evidenciaram apoio a candidata Hillary Clinton, enquanto o presidente russo torceu por Donald Trump.

Essa torcida de Putin por Trump é certamente um forte componente no desejo do líder norteamericano em estabelecer parcerias com a Rússia. Enquanto deixa clara sua antipatia pela primeira ministra alemã Angela Merkel, que notadamente desejou a vitória de Hillary, Trump mostra seu contentamento com Putin, que quis sua vitória.

Trump provavelmente não vai inaugurar nada novo em termos de relações globais, o que ele está fazendo é mostrando para os líderes internacionais que as eleições americanas, por sua imensa influência e dimensão mundial, devem ser encaradas como capazes de definirem rumos em larga escala com condições de afetar a todos. Diante disso, as eleições americanas chamam para si o interesse de todos os líderes, independentemente do continente em que se encontrem.

A primeira ministra alemã tem aprendido uma contundente lição: quando o eleitor americano se posicionar no estado do Arizona por um candidato à presidência dos Estados Unidos, é como se ele estivesse se posicionando nas eleições de seu país, em Munique, por exemplo. O mundo está globalizado e isso não ocorre apenas na economia, mas também na política. As eleições americanaa significam em termos globais uma verdadeira Copa do Mundo, só que é bem mais demorada e representam um complexo funil com cinquenta mata-matas nas demoradas primárias, e mais os cinquenta mata-matas no dia da eleição geral.

Foi exatamente por esse funil complexo que Trump passou superando um a um os seus contendores e tendo contra si a antipatiia da maioria dos líderes internacionais. Eleito, Trump vai deixando claro seu desconforto com aqueles que torceram contra ele e, em contrapartida, sua simpatia por quem torceu a favor dele.


Trump e Putin em encontro de simpatia recíproca (Foto: Reutters/Carlos Barria
Solidez francesa conquista Copa do Mundo da RússiaDefesa sólida, meio de campo pegador e dois craques no ataque, fazem a diferença, e franceses derrotam croatas por 4 a 2

França é bi-campeão do mundo com gols de Manzukic (contra), Griezmann, Pogba e Mbappé, estabelecendo vitória inquestionável sobre a Croácia por 4 a 2. Os gols da Croácia foram de Perisic e Mandzukic (falha bizarra de Lloris).

A vitória francesa na final culmina um desempenho sólido em todo transcurso da Copa do Mundo da Rússia. A seleção francesa, como também a brasileira, entraram na Copa como detentoras de sistemas defensivos sólidos e jogadores capazes de desequilibrarem favoravelmente na frente. A seleção francesa manteve durante todos os seus jogos a fama de defesa sólida, já a brasileira fraquejou diante da Bélgica, que nem conseguiu jogar todo esse futebel no confronto com a canarinha.

Para todos os efeitos, se a seleção francesa conta com Dogba no centro de campo, bem à frente da zaga, a do Brasil tem a consistência daquele que pode ser considerado o melhor desarmador do mundo - Casemiro. A questão é que no jogo contra a Bélgica, o Brasil não pôde contar com Casemiro, punido com o segundo cartão amarelo, e Tite, ingenuamente, tratou de substituir seis por meia dúzia. Triste erro, substituir Casemiro por Fernandinho de maneira nenhuma era mudar um jogador por outro com as mesmas características. Fernandinho em momento nenhum da partida com  a Bélgica teve desempenho semelhante a Casemiro.

Nesse sentido, o que deveria fazer Tite? Falar agora pode até ser fácil, mas o técnico de uma seleção brasileira, calejado com jogos complicados à frente do Corinthians, time respeitado por seu sistema defensivo, não poderia ter se enganado como se fosse um comentarista de televisão. A substituição de Casemiro em jogo tão decisivo contra a Bélgica, que contava com um ataque rápido, forte e habilidoso, tinha que obrigatoriamente ter mudado a maneira do Brasil jogar na Copa da Rússia. Em outras palavras, sem Casemiro a seleção brasileira teria que ter entrado com dois jogadores de retenção na cabeça de área - aí sim poderia ser Fernandinho e Fred, ou até Fernandinho e Renato Augusto.

Em contrapartida, a França em momento algum abdicou em nome de nenhuma mudança, de  nenhum craque, sua condição de defesa forte, de prioridade absoluta na capacidade de se defender. Isto, mesmo contando com craques da envergadura de Griszmann e de Mbappé. Griezmann e Mbappé que, por sinal, não estiveram bem em todos os jogos, tiveram a tranquilidade de contarem  com uma defesa sólida e com um meio de campo marcador e pegador.

A França ganha uma Copa do Mundo que poderia ser brasileira ou até mesmo alemã, mas que vai para a conta dos azuis. Ganha sem jogar um futebol vistoso, aliás visto por poucas vezes nesta Copa - em algumas partidas da Bélgica e da própria Croácia, mas ganha porque foi certamente a equipe mais consistente e que soube "sofrer" com eficácia e utilizar seus craques com equilíbrio. Um lição disso tudo deve servir ao Brasil, não existe substituição de seis por meia dúzia, esse é um argumento gasto de comentarista que às vezes não tem o que dizer, e que não pode ser condutor de decisões de um técnico de equipe pentacampeã do mundo. 


Franceses comemoram título mundial com a taça da Copa (Foto: El País)
MBL pede ao TSE que Lula seja inelegívelRubens Gatti Nunes e Kim Kataguiri querem também que o tribunal proíba institutos de pesquisa de incluírem Lula nos questionários

O MBL (Movimento Brasil Livre) apresentou na quinta (12) ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) uma arguição pedindo que a corte desde já considere o ex- presidente Luiz Inácio Lula da Silva inelegível.

Na peça, Rubens Gatti Nunes e Kim Kataguiri, coordenadores do movimento, defendem que o TSE proíba o petista de participar de qualquer ato de campanha, bem como de arrecadar recursos e aparecer em programas eleitorais de TV.

Os dois querem também que o tribunal proíba institutos de pesquisa de incluírem Lula nos questionários de sondagens eleitorais.

"É certo que a eventual possibilidade de candidatura do requerido (Lula) gera severa insegurança jurídica à sociedade brasileira", afirmam.

O caso pode ser julgado pela ministra Rosa Weber, que está de plantão no recesso judicial.

Em sua defesa, os advogados de Lula afirmam que os integrantes não têm "legitimidade ativa" para entrar com a arguição. Com informações do jornal Folha de São Paulo. 


(Foto: DR)
Bélgica bate ingleses e conquista o 3º lugar da CopaCom gols de Hazard e Meunier, a “talentosa geração belga” se despede da Rússia com uma grande exibição

O terceiro lugar da Copa do Mundo da Rússia ficou com a Bélgica, que venceu a Inglaterra por 2 a 0 neste sábado (14), em São Petersburgo. Os gols do triunfo foram marcados por Meunier e Hazard. Vale destacar que o camisa 10 da “talentosa geração belga” jogou muito e, definitivamente, se credenciou ao prêmio de melhor jogador do Mundial.

Meunier abriu o placar para a Bélgica logo no início da partida, aos 3 minutos. Dentro da área, ele recebeu um cruzamento pelo lado esquerdo, se atencipou e empurrou para o fundo do gol.

Com o tento, Meunier foi o décimo jogador diferente da Bélgica a marcar na Copa do Mundo da Rússia, igualando a Itália em 2006 e a França em 1982 como equipes com mais atletas marcando na mesma edição da competição.

No minuto 36 do segundo tempo, Hazard ampliou para a Bélgica após receber um belo passe de De Bruyne. O craque 10 camisa 10 acertou um chute rasteiro, tirando do goleiro Pickford, para fazer o segundo gol belga: 2 a 0.


(Foto: Getty Images)
Flávio Rocha desiste de concorrer a presidência do BrasilA sigla faz parte do grupo que discute se sela uma aliança com Ciro Gomes (PDT) ou com Geraldo Alckmin (PSDB)

O empresário Flávio Rocha (PRB), dono da Riachuelo, desistiu de ser candidato à Presidência.

O movimento abre espaço para que o seu partido, o PRB, declare apoio a outro candidato na corrida ao Planalto.

A sigla faz parte do grupo que discute se sela uma aliança com Ciro Gomes (PDT) ou com Geraldo Alckmin (PSDB), mas o PRB pende para um apoio ao presidenciável tucano. 

Aliados de Rocha dizem que a retirada será justificada como um gesto a favor do país e contra "o flerte com os extremos". O PRB deve fazer um apelo pela união das forças de centro em torno de um único projeto.

Ao abandonar a candidatura, Flávio Rocha dirá que abre espaço para o diálogo sobre a construção de uma proposta "mais equilibrada para o Brasil".

Neste sábado (14), os presidentes dos quatro partidos do centrão -PRB, DEM, PP e Solidariedade- se reúnem em São Paulo para definir o caminho do bloco. Com informações da Folhapress.


(Foto: Agora RN)
Caso Henrique: entenda a prisão e a soltura do ex-ministroEx-ministro, que estava em prisão domiciliar, é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro

O ex-ministro Henrique Eduardo Alves (MDB) teve a prisão domiciliar revogada pelo juiz Francisco Eduardo Guimarães Farias, da 14ª Vara Federal de Natal. Com isso, ele passará a responder em liberdade ao processo da operação Manus, em que é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro em investigação de desvios na construção da Arena das Dunas. A defesa acredita que o processo "caminha para absolvição".

Alves foi preso no dia 6 de junho de 2017 por causa da operação Manus e também da operação Sépsis, que investigou desvios no Fundo de Investimentos do FGTS. Ele ficou detido na Academia de Polícia Militar, em Natal, até o dia 3 de maio de 2018 quando passou a cumprir prisão domiciliar.

Henrique Alves foi ministro do Turismo nos governos Dilma Rousseff e Michel Temer e presidente da Câmara Federal.

Investigações

A operação Manus investigou um suposto esquema de corrupção e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas. Além de Henrique Alves, também foram denunciados na operação o ex-deputado Eduardo Cunha, o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, o ex-dirigente da Odebrecht Fernando Reis e mais duas pessoas ligadas ao ex-ministro.

Os dois ex-deputados são acusados pelos procuradores da República de terem recebido propinas disfarçadas de doações eleitorais, oficiais e não oficiais. Segundo o MPF, em troca do suborno eles teriam atuado para favorecer empreiteiras como OAS e Odebrecht nas obras da Arena das Dunas, em Natal, uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. Com informações do portal G1  RN. 


(Foto: Pedro Vitorino)
Liberdade de Henrique reforça palanque de Carlos EduardoLiberdade do ex-deputado neutraliza discurso anticorrupção dos adversários, e pode reforçar postura e articulações de Carlos Eduardo na campanha para governo do RN

A notícia da liberdade do ex-deputado Henrique Alves, que estava em prisão domiciliar, está repercutindo fortemente nos bastidores da política do Rio Grande do Norte. O Alvará de Soltura, datado desta sexta-feira  (13) e assinado pelo Juiz Federal da 14ª Vara, Francisco Eduardo Guimarães Farias, estampado nos noticiosos digitais locais e nacionais, é motivo de contentamento e de preocupação dependendo dos interlocutores em conversas pelas diversas regiões do Estado.

Henrique Alves, apesar de sua forte rejeição junto a significativa parcela do eleitorado, tem um relevante peso político quando se trata de eleições no RN. Peso para contribuir com candidatos que contem com seu apoio, e peso também para prejudicar candidatos que tenham o seu apoio, dependendo do momento que esteja vivendo e dependendo das circunstâncias políticas locais.

Henrique solto por decisão da própria Justiça, mesmo que seja por concessão de habeas corpus, retira de seu primo Carlos Eduardo, candidato ao governo do RN, o peso de ser vidraça em matéria de corrupção para seus adversários. Apesar de o problema de Henrique não afetar diretamente a Carlos Eduardo, existe o grau de parantesco e o ex-prefeito tem o PMDB como aliado n o Estado. Agora em liberdade, Henrique favorece também o discurso de Carlos Eduardo frente aos adversários, principalmente se algum deles, o que é o caso, tem processos por improbidade em andamento na Justiça.


Justiça determina liberdade para Henrique Alves (Foto do Alvará: Tribuna do Norte)
Exército chega a Touros para ajudar desabrigadosMoradores perderam móveis, roupas e objetos pessoais com a inundação.

O Exército Brasileiro foi enviado nesta quinta-feira (12) para Touros, no Litoral Norte potiguar, para ajudar a escoar a água nos pontos de alagamento espalhados pela cidade. O Município decretou situação de emergência no sábado (7) por causa das inundações provocadas pela chuva.
Moradores perderam móveis, roupas e objetos pessoais com a inundação. Segundo a Secretaria de Administração da cidade, cerca de 8 mil pessoas foram atingidas direta ou indiretamente pelos estragos provocados pelas chuvas.
De acordo com o tenente Jardel, o setor de Engenharia do Exército foi enviado para Touros e instalou bombas de sucção para levar a água acumulada nas ruas até o mar. Uma retroescavadeira e uma escavadeira estão sendo usadas para abrir caminho na areia.
Exército foi acionado para auxiliar população de Touros após inundações (Foto: Exército Brasileiro) Exército foi acionado para auxiliar população de Touros após inundações (Foto: Exército Brasileiro)
Exército foi acionado para auxiliar população de Touros após inundações (Foto: Exército Brasileiro)
A prefeitura informou que está vacinando os moradores que foram atingidos pelas inundações visando a evitar a proliferação de doenças.
Doações
O carro com as doações da campanha em prol das famílias de Touros, realizada pela Arquidiocese de Natal, sairá nesta sexta-feira (13), às 9h, da Catedral Metropolitana. Muitas pessoas contribuíram com a campanha. De acordo com a assessoria de comunicação da Arquidiocese, nesta fase final de arrecadação, o foco é conseguir alimentos não perecíveis e material de limpeza, especialmente sabão e detergente. Os donativos podem ser entregues na Catedral. Com informações do G1 RN. 


(Foto: Exército Brasileiro)
Meirelles em Natal: "reforma tributária é prioridade"Meirelles ressalta que o país superou a maior recessão – saindo de uma queda do PIB de -3,5% em 2016.

Reforma tributária será prioridade de Governo, caso o pré-candidato do MDB à Presidência da República, Henrique Meirelles, seja eleito. A afirmação foi dada durante coletiva de imprensa concedida antes do Fórum FIERN Caminhos do Brasil, na manhã desta quinta-feira (12), na Casa da Indústria. O ex-ministro defendeu privatizações, políticas específicas para o Nordeste e garantiu que a reforma da previdência será retomada tão logo a intervenção militar no RJ se encerre. Meirelles é o 5º presidenciável a participar do Fórum, que já recebeu Aldo Rebelo (Solidariedade), Jair Bolsonaro (PSL), Álvaro Dias (Podemos), e João Amoedo (Partido Novo).

“Precisamos simplificar a vida do brasileiro. A reforma tributária deve ser a primeira reforma fundamental a ser feita, que daremos andamento nos seis primeiros meses de mandato”, afirma. Ele antecipa que a proposta da reforma tributária e outros 15 projetos prioritários, como o cadastro positivo, a duplicata eletrônica para baixar os custos das MPEs, já foram apresentados ao Congresso. Bem como, a simplificação da cobrança de impostos e a adoção do Imposto de Valor Adicionado (IVA), para dar maior transparência ao sistema tributário brasileiro.

Ex-ministro da Fazenda do Governo Temer e ex-presidente do Banco Central do Governo Lula, Meirelles ressalta que o país superou a maior recessão – saindo de uma queda do PIB de -3,5% em 2016. Cresceu 1% em 2017, um incremento de 4,5% e atribui o crescimento abaixo do esperado para 2018 à indefinição do cenário político, com “propostas irresponsáveis” de alguns candidatos que travam a confiança na retomada do investimento e também do consumo.

“A economia brasileira estava em colapso, tivemos uma queda acentuada do PIB, mas tiramos o país da maior recessão da história. A expectativa era de que 2018 fosse ainda melhor que 2017 quando o país cresceu 2%. As razões de ser menor são as propostas radicais e irresponsáveis de alguns candidatos em voltar atrás em tudo aquilo que tirou o país da crise”, afirma o pré-candidato. Ele projeta para 2019, com o cenário político definido, que o país volte a crescer na taxa de 3,5 ao ano.

Meirelles defendeu a privatização. À exemplo do que foi proposto para Eletrobras – para garantir que sejam bem administradas no futuro -, o ex-ministro Henrique Meirelles disse, durante o Fórum FIERN Caminhos do Desenvolvimento, que pretende ampliar a participação do capital privado em bancos públicos e de economia mista, como a Caixa Econômica, Banco do Brasil, entre outros. “O Governo precisa, como propusemos para Eletrobras, rua participação, mas aumentar o investimento privado e ter a correta e continuidade governança das empresas públicas”, afirma.


(Foto: Assecom)
França despacha a Bélgica e faz final com a CroáciaJogando um simples feijão com arroz a França superou a Bélgica sem maiores esforços e vai para sua terceira final de Copa do Mundo

A França não precisou mostrar um futebol bonito, nem do brilho de seus craques Mbappé e Griezman, para despachar a Bélgica e seguir para sua terceira final de Copa do Mundo. O time francês fez tudo aquilo que o Brasil não fez, tirou da Bélgica o veneno do contra-ataque e prevaleceu nas jogadas pelo alto. O Lukaku virou um atacante comum, desses que existem com fartura na Europa, e o De Bruyne se mostrou sem forças frente a marcação segura dos franceses.

A Bélgica viu seu sonho de virar grande no futebol mundial ir por água abaixo. A vitória da França, sem jogar bem, mostrou que simplesmente deve se ver o resultado da Bélgica sobre o Brasil, 2 a 1, não como um específico êxito do time europeu, mas como uma derrota dos brasileiros.

A vitória da França foi configurada e resolvida em um escanteio aos cinco minutos do segundo tempo cobrado por Griezman na cabeça do zagueiro Umtiti - gol dos franceses, e passagem para a final.

O adversário de domingo (15) na decisão do mundial será a Croácia, que venceu nesta quarta-feira (11) a Inglaterra pelo placar de 2 a1 - com o último gol saindo já na prorrogação.


Umtiti coloca ponto final no sonho belga
TCE determina que AL diminua proporção de comissionadosA Assembleia Legislativa do RN possui hoje 1.667 servidores comissionados e 544 efetivos

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) determinou que a Assembleia Legislativa do RN (ALRN) realize em 120 dias o redimensionamento do quadro de pessoal e exonere os ocupantes de cargos comissionados que excedam a quantidade de cargos efetivos. A ALRN terá de atingir uma proporção na qual o número de efetivos seja maior que o de comissionados.

Segundo o voto do relator, conselheiro Carlos Thompson Costa Fernandes, apresentado em sessão extraordinária do Pleno realizada nesta quarta-feira (11) e acatado pelos demais conselheiros, a Assembleia Legislativa terá de cumprir 20 medidas cautelares para adequar a gestão de seu quadro funcional e despesas com pessoal aos princípios de legalidade, legitimidade e economicidade.

A Assembleia Legislativa do RN possui hoje 1.667 servidores comissionados e 544 efetivos, o que implica em 75,4% de comissionados e 24,6% de efetivos. De acordo com os termos do voto, há jurisprudência fixada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para que “a proporção de cargos efetivos, providos por meio de concurso público, que é a regra de ingresso no serviço público” seja “superior à de cargos de provimento em comissão, o que evidentemente não tem sido observado na Assembleia Legislativa potiguar”.

Além disso, o TCE determinou, dentre outras medidas, que a ALRN republique os Demonstrativos de Despesa com Pessoal dos Relatórios de Gestão Fiscal referentes ao 3º quadrimestre de 2015 e aos quadrimestres seguintes; exonere ocupantes de cargos comissionados inexistentes ou suja remuneração tenha sido fixada em resolução e com equiparação remuneratória vedada pela Constituição Federal, de cargos comissionados fracionados para mais de um servidor ou que não exerçam função de direção, chefia ou assessoramento; conclua as apurações referentes a casos de acúmulo irregular de cargos e exercício de atividade empresarial ou de administração de empresas por servidores do Poder Legislativo estadual; cesse definitivamente o pagamento da Parcela Autônoma de Equivalência (PAE) aos Procuradores Legislativos e de remunerações acima do teto constitucional, inclusive ao Presidente da ALRN, bem como o pagamento de adicional de insalubridade a servidores que não exercem atividades atestadas como insalubres; não efetue pagamentos de adicionais de férias e de 13º salário a qualquer Deputado Estadual enquanto não editada lei em sentido formal instituidora de tais vantagens; passe a exigir de seus servidores e membros declaração de bens e valores que compõem seu patrimônio privado; encaminhe ao TCE atos de admissão e de aposentadoria que ainda não foram submetidos a registro pela Corte de Contas; e exija de seus servidores declaração de inexistência de nepotismo, bem como exonere aqueles em relação aos quais esteja configurado nepotismo, proibido pela Súmula Vinculante nº 13, editada pelo STF.

O Processo nº 004801/2016-TC, a que se refere a auditoria nos atos de gestão relativos ao quadro funcional e às despesas com pessoal da ALRN, terá continuidade no TCE, com as citações dos responsáveis, possibilitando apresentações das respectivas defesas. Participaram da votação, além do conselheiro relator e do conselheiro presidente, Antônio Gilberto de Oliveira Jales, os conselheiros substitutos Ana Paula de Oliveira Gomes, Marco Antonio de Moraes Rêgo Montenegro e Antonio Ed Souza Santana.


(Foto: Correio do Seridó)
Juíza nega pedidos de entrevistas com LulaA magistrada analisou quatro pedidos de entrevistas, um deles feito por veículos de mídia para que Lula falasse na condição de pré-candidato.

A juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, rejeitou, nesta quarta-feira (11), pedidos de entrevistas e sabatinas com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele está preso desde o dia 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba

A magistrada analisou quatro pedidos de entrevistas, um deles feito por veículos de mídia para que Lula falasse na condição de pré-candidato. Para Carolina Moura Lebbos, no entanto, o ex-presidente no momento “se identifica com o status de inelegível. Em tal contexto, não se pode extrair utilidade da realização de sabatinas ou entrevistas com fins eleitorais”.

Ela também informou que “o direito do preso de contato com o mundo exterior e sua liberdade de expressão estão sendo devidamente assegurados, mediante correspondência escrita e visitação, nos termos legais”.

Outro dos pedidos foi feito pelo Partido dos Trabalhadores (PT), solicitando que Lula fosse autorizado a realizar atos de pré-campanha, como gravar vídeos. Em sua negativa, a juíza afirmou que é “incabível a extensão para a realização de atos de pré-campanha ou de campanha eleitoral, pois ausente previsão legal. Além disso, restaria violada a isonomia em relação aos demais detentos, sem fundamento constitucional ou legal para o emprego de diferenciação”.

O ex-presidente cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva no processo relativo ao tríplex do Guarujá, em São Paulo.


(Foto: Estadão)
Dólar sobe 2,20% com aumento da tensão entre EUA e ChinaO Banco Central continua sem atuar em leilões extraordinários de swaps cambiais

O anúncio dos Estados Unidos de que poderá ampliar a taxação de produtos da China levou o dólar comercial a subir 2,20% nesta quarta-feira (11), e a moeda norte-americana chegou à cotação de R$ 3,8811 para venda.

O Banco Central continua sem atuar em leilões extraordinários de swaps cambiais (venda futura de dólares), apostando no cenário dos últimos dois pregões, quando houve queda de 3,5% na cotação da moeda.

O Ibovespa (índice da Bolsa de Valores de São Paulo) refletiu o aumento da tensão comercial entre Estados Unidos e China, fechando o pregão de hoje em baixa de 0,62%, com 74.398 pontos.

Papéis de grandes empresas acompanharam a tendência de queda, com Petrobras fechando em -1,97%; Vale, em -1,11%; e Bradesco, em -0,29%.


(Foto: NYT)
Empresas poderão ingressar no eSocial em novembroA Receita Federal lembra que somente os MEI que têm empregados precisarão prestar informações ao eSocia

Micro e pequenas empresas poderão ingressar no eSocial, a partir de novembro. Hoje (11), foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (11/7), a Resolução nº 4 do Comitê Diretivo do eSocial permitindo que micro e pequenas empresas – que são aquelas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões – e Microempreendedores Individuais (MEI) possam ingressar no programa que unifica as informações fiscais, previdenciárias e trabalhistas dos empreendedores em um banco de dados administrado pelo governo federal.

A Receita Federal lembra que somente os MEI que têm empregados precisarão prestar informações ao eSocial. Atualmente, são aproximadamente 155 empregadores.

A obrigação de ingressar no eSocial para micro e pequenos empreendedores e para os MEI será somente em novembro, mas a norma publicada hoje oferece a opção de ingresso já na próxima segunda-feira (16), juntamente com empresas privadas do país que têm faturamento anual inferior a R$ 78 milhões. No caso dessas empresas, o ingresso no eSocial é obrigatório a partir de segunda-feira.

Desde janeiro deste ano, o eSocial já está em operação para as grandes empresas – que possuem faturamento anual superior a R$ 78 milhões – e que formam, no âmbito do eSocial, as chamadas empresas do primeiro grupo. Atualmente, 97% delas já integram as bases do eSocial.

Quando totalmente implementado, o eSocial reunirá informações de mais de 44 milhões de trabalhadores do setor público e privado do país em um mesmo sistema e representará a substituição de até 15 prestações de informações ao governo – como GFIP, RAIS, Caged E DIRF – por apenas uma. Com informações da Agência Brasil. 


(Foto: Divulgação)
STJ nega pedido de liberdade ao ex-presidente LulaO pedido de liberdade não foi feito pela defesa de Lula e é um dos 146 que chegaram ao tribunal

A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, decidiu há pouco negar um habeas corpus protocolado em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O pedido de liberdade não foi feito pela defesa de Lula e é um dos 146 que chegaram ao tribunal após as recentes decisões conflitantes que determinaram a soltura e a manutenção da prisão de Lula. 

Na decisão, a ministra entendeu que a decisão do juiz plantonista Rogério Favreto, que estava no plantão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, no último fim de semana, desrespeitou a decisões anteriores que mantiveram a prisão do ex-presidente.

"Causa perplexidade e intolerável insegurança jurídica decisão tomada de inopino, por autoridade manifestamente incompetente, em situação precária de Plantão judiciário, forçando a reabertura de discussão encerrada em instâncias superiores, por meio de insustentável premissa", decidiu ministra. 

 

Para a ministra, o argumento de que Lula é pré-candidato à Presidência da República não é fato jurídico para justificar a concessão de liberdade pelo desembargador Favreto. A questão foi levantada por deputados do PT que recorreram ao plantão judicial.

"Em face do, repito, inusitado cenário jurídico-processual criado, as medidas impugnadas no presente habeas corpus – conflito de competência suscitado nos próprios autos e a decisão do Presidente do TRF da 4.ª Região resolvendo o imbróglio – não constituíram nulidade, ao contrário, foram absolutamente necessárias para chamar o feito à ordem, impedindo que Juízo manifestamente incompetente (o Plantonista) decidisse sobre questão já levada ao STJ e ao STF", argumentou Laurita.


(Foto: Terceira Via)
Último garoto e técnico deixam caverna na TailândiaO que poderia ter se tornado uma tragédia, acabou com um final feliz

Nos últimos dias, a notícia dos 12 meninos e do seu treinador de futebol que ficaram presos em uma gruta na Tailândia causou comoção mundial. A operação de resgate foi realizada durante dias, e o que poderia ter sido uma tragédia, acabou com um final feliz para familiares, amigos e comunidade internacional. 

Nesta terça-feira (10), os últimos meninos foram resgatados, por isso, todos os membros dos 'Javalis Selvagens' foram retirados com vida do local, afirma a AFP. Eles estavam encurralados desde 23 de junho, após terem ficado diversos dias sem comer, e cerca de 4 quilômetros da entrada da caverna, que teve a saída bloqueada pelas inundações das chuvas.

Ekapol Chanthawong, de 25 anos, é o treinador e quase um herói. Como foi noticiado pelo "The Washington Post", órfão e já tendo estudado para ser monge budista, ele ficou muito debilitado por ter comido pouco para dar o alimento aos menores, que tem entre 11 e 16 anos.

A operação de resgate era bastante arriscada e foi feita via mergulho com máscara. O jornal The Telegraph noticiou que pílulas contra a ansiedade foram usadas nos garotos. Vale ressaltar que um mergulhador morreu no começo das atividades de salvamento.

Durante os dias angustiantes, os parentes ficaram todos juntos em um acampamento montado na entrada da caverna. Como as crianças foram resgatadas aos poucos, diversos cuidados foram tomados pelas autoridades.

A identidade dos jovens que iam saindo, por exemplo, não foram reveladas nem mesmo para os familiares, pois o governo não queria que, enquanto alguns celebravam a alegria de ver suas crianças salvas, outros viviam a agonia de seguir minuto a minuto o restante das operações.


(Foto: CGN)
Ufersa ganha Prêmio de Iniciação Científica do CNPqO Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) concede o Prêmio Destaque na Iniciação Científica à Ufersa

A Universidade Federal Rural do Semi Árido (Ufersa) conquista o Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Tecnológica, na categoria Mérito Institucional, na edição 2017. O Prêmio, em sua 15ª edição, é concedido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). 

A importante conquista da Ufersa está relacionada com a participação da Universidade no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) e também por ter bolsistas inscritos no Prêmio apresentando maior índice de egressos titulados na pós-graduação em cursos reconhecidos pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). "Isso mostra a qualidade da nossa iniciação científica e o compromisso da Ufersa com a área. Hoje temos um número de bolsas 50% maior que o oferecido pelo CNPq e essa premiação comprova esse trabalho", ressaltou o reitor, José de Arimatea Matos.

A solenidade de entrega do Prêmio ocorrerá na 70ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que vai acontecer de 22 a 28 de julho na Universidade Federal de Alagoas, em Maceió, em data e horário a serem definidos. O Reitor Arimatea Matos confirmou participação na entrega e deve receber a comenda representando toda a comunidade acadêmica da Ufersa. Além de receber a premiação, o Reitor deve receber do Presidente do CNPq mais bolsas de iniciação científica para a Ufersa. "Vamos viajar para receber o Prêmio e também trazer mais bolsas e oportunidades para a nossa iniciação científica", acrescentou.


Edição 2017 do Seminário de Iniciação Científica (Foto: Assecom Ufresa)
Ex-prefeito de Angicos é condenado por nepotismoMinistério Público comprovou prática de improbidade a partir da contratação de professora com grau de parentesco com a então secretária de Educação

Atendendo a pedido do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MPRN), a Justiça potiguar condenou o ex-prefeito de Angicos Ronaldo de Oliveira Teixeira por ato de improbidade administrativa. Na ação de improbidade, o MPRN demonstrou a prática de nepotismo a partir da contratação temporária de professora que possuía parentesco com a secretária municipal de Educação à época.

A ação, fundamentada em inquérito civil público, apresenta o contrato nº 014/2012, que tinha como objetivo a contratação de professora para a prestação de serviços no Centro Infantil Dom Manoel Tavares de Araújo. O contrato, que seria de 18 de abril de 2012 a 16 de julho de 2012, foi prorrogado por três meses devido à necessidade da Secretaria de Educação.

Diante da irregularidade o MPRN expediu a recomendação n° 018/2012, alertando sobre a prática de nepotismo e orientando o réu a efetuar a rescisão do contrato de trabalho por tempo determinado da professora.

Durante a instrução, Ronaldo de Oliveira alegou inicialmente que não tinha conhecimento do grau de parentesco da professora contratada com a secretária de Educação, todavia, ao prestar depoimento apresentou uma nova alegação afirmando que a contratação se deu por se tratar de uma questão emergencial. Por fim, o réu confessou que possuía conhecimento do grau de parentesco e de que a contratação era uma prática ilícita.

Com base nas provas apresentadas pelo MPRN, o TJRN condenou o demandado à suspensão de direitos políticos pelo período de três anos, ao pagamento de multa no valor de duas vezes o valor da remuneração recebida por ele à época dos fatos e à proibição de contratar com o poder púbico ou receber benefícios ou incentivos fiscais, direta ou indiretamente, além de ter seu nome inserido no cadastro de condenados por improbidade administrativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 


(Foto: Blog do VT)
Fecomércio RN promove Jogos dos Comerciários 2018A 18ª edição do certame terá abertura dia 17 de agosto em Natal. Dia 24 de agosto terá início em Mossoró

A 18ª edição dos Jogos dos Comerciários começa no mês de agosto, com abertura em Natal no dia 17 e em Mossoró no dia 24. O evento é promovido pelo Sistema Fecomércio, por meio do SESC, e terá competições nas cidades de Natal, Mossoró, Macaíba, caicó e Assu.

As inscrições para as modalidades de Futsal e Futebol Socirty, que terão competições realizadas em Natal e Mossoró, irão até o dia 10 de agosto. Os interessados em se inscrever podem ir às centrais de relacionamento do Sesc Cidade Alta, em Natal, e do Sesc Mossoró. O valor da inscrição é de R$10,00 por modalidade. O torneio de Futsal em Natal irá acontecer no ginásio da unidade Sesc Cidade Alta, enquanto a modalidade Futebol Society terá como sede dos jogos o Sesc Zona Norte. As duas modalidades são voltadas exclusivamente a trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo. Em Mossoró, as duas competições serão realizadas na unidade Sesc da Cidade.

Os congressos técnicos para as equipes participantes dos jogos acontecem em Natal, às 19h do dia 15 de agosto para todas as equipes; e em Mossoró, o congresso para atletas de Futsal será no dia 20 de agosto, e para os de Futebol Society no dia 21, ambos às 19h.

Até novembro deste ano, a 18º edição dos Jogos dos Comerciários realizará ainda torneios recreativos de futebol e competições de karatê e natação nas cidades de Natal, Macaíba, Caicó e Assú.


Futsal nos Jogos dos Comerciários (Foto: Divulgação)
PT deve recorrer ao STJ sobre prisão de LulaNeste domingo, foram mais de nove horas de impasse no Judiciário, após desembargador conceder habeas corpus ao ex-presidente

Após mais de nove horas de impasse no Judiciário, o presidente do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, manteve a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, colocando fim ao confronto de decisões dos desembargadores Rogério Favreto e João Pedro Gebran Neto.

Em seu despacho, Thompson Flores afirmou que os argumentos usados no pedido de habeas corpus a favor do ex-presidente são os mesmos já submetidos e analisados pela 8ª Turma do TRF, inclusive o fato de Lula ser pré-candidato à Presidência da República. Segundo ele, "rigorosamente, a notícia da pré-candidatura eleitoral (de Lula) é fato público/notório do qual já se tinha notícia" no julgamento da 8ª Turma. Por isso, considerou que deveria ser preservada a revogação da soltura de Lula, feita pelo desembargador Gebran Neto. As informações são da Agência Brasil.

No entanto, a defesa do ex-presidente pretende recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) da decisão de Gebran Neto, de acordo com informações de O Globo, alegando que ela não teria validade porque o magistrado se encontra de férias e, sendo assim, não teria jurisdição sobre o caso deste domingo (8).

"Gebran, o relator em férias, que não está no plantão e portanto não tem autoridade para determinar qualquer ação judicial, em conluio com a PF, quer manter Lula preso! Rompidas as garantias constitucionais e do direito! Todos a Curitiba, todos as rua", escreveu a presidente do PT Gleisi Hoffmann no Twitter.

Integrantes do PT ainda avaliam qual o melhor momento para agir, já que ainda estão na expectativa de outro possível pronunciamento de Favreto questionando a jurisdição de Gebran Neto.

O TRF-4 negou que o desembargador Gebran Neto está em férias e explicou que ele apenas não estava no plantão do fim de semana.

Também ontem, em nota, o advogado do ex-presidente, Cristiano Zanin Martins, já havia criticado a atuação do juiz Sérgio Moro, que também se pronunciou contra a soltura, e do Ministério Público Federal (MPF). “O juiz Moro e o MPF de Curitiba atuaram mais uma vez como um bloco monolítico contra a liberdade de Lula, mostrando que não há separação entre a atuação do magistrado e o órgão de acusação”, acrescenta a defesa.


(Foto: Filipe Araújo / Fotos Públicas)
Lula continua preso: decide presidente do TRF-4Após um dia de idas e vindas com relação a prisão do ex-presidente Lula, o presidente do TRF-4 decide pela continuidade da pena

Já na noite deste domingo (8), o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Carlos Eduardo Thompson Flores Lez, decidiu pela manutenção da cadeia para Lula. A decisão chegou após um dia inteiro de idas e vindas sobre a prisão do ex-presidente. O presidente do TRF-4 concluiu que o caso é de competência do relator do processo de Lula, o desembargador Gebran Neto, e não ao plantonista de momento, o desembargador Rogério Favreto.

A decisão de Carlos Eduardo Thompson foi tomada após provocação da Procuradoria Regional da República da 4ª Região e do Ministério Público Federal arguindo sobre qual era mesmo o desembargador responsável pelo caso- se o plantonista de momento, Favreto, ou o relator doi processo, Gebran Neto. Argumenta o presidente do TRF-4: "Determino o retorno dos autos ao gabinete do Desembargador Federal João Pedro Gebran Neto, bem como a manutenção da decisão por ele proferida".

Surpreendendo muitos, mas não a defesa de Lula, na manhã deste domingo (8) o plantonista de momento do TRF-4, desembargador Rogério Favreto, havia determinado pela soltura de Lula, em resposta ao pedido de habeas corpus apresentado por deputados federais do PT na noite de sexta-feira (6). Em resposta ao ato de Favreto, o juiz Sérgio Moro, ao meio dia deste domingo, questionou a competência do desembargador plantonista para decidir sobre o caso e decidiu pela não obediência a decisão e pela espera da manifestação do relator da Lava-Jato, desembargador federal Gebran Neto.

O desembargador Gebran Neto se manifestou por volta das 14h afirmando que era de sua responsabilidade as decisões envolvendo o ex-presidente Lula no âmbito do processo. Favreto não dormiu no ponto e, três horas depois, manteve sua decisão de libertar o ex-presidente chegando a dar um prazo para a Polícia Federal soltá-lo: uma hora.

Favreto à parte, com a palavra de Thompson Flores, presidente do TRF-4, o ex-presidente permanece preso cumprindo sua pena.


Lula permanece preso em Curitiba (Foto: Gilberto Leda)
Lula determina sucessor para corrida ao PlanaltoEx-presidente deve se manter como pré-candidato até o fim dos prazos legais

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já decidiu quem o substuirá para concorrer à Presidência pelo PT nas eleições deste ano. Os principais cotados ao posto eram o ex-ministro Jacques Wagner e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

De acordo com a revista Veja, Lula elegeu Haddad como seu sucessor. O partido deve manter o nome do ex-presidente como pré-candidato oficial até o fim dos prazos. Haddad só deve ser anunciado como concorrente ao Planalto por volta do dia 17 de setembro, data-limite para os partidos substituírem candidaturas.

Até lá, a sigla deve intensificar esforços para reverter a prisão de Lula, além de vincular a imagem de Haddad ao do ex-presidente. Ainda de acordo com a revista, a troca de candidatos será tratada como "imposição da Justiça", e não como uma escolha pessoal de Lula.


(Foto: DR
Período de restrições eleitorais começa neste sábadoEntre as condutas vedadas está a transferência voluntária de recursos

A transferência voluntária de recursos da União para os estados e municípios, bem como dos governos estaduais aos municipais, está proibida a partir de hoje (7), devido às eleições de outubro. Essa é uma das condutas vedadas pela Lei Eleitoral três meses antes do pleito, visando evitar que atos do poder público afetem a igualdade de oportunidades entre os diversos candidatos. O descumprimento das proibições pode levar desde a anulação do ato, passando por multa para o agente público responsável pela iniciativa até a cassação do registro ou do diploma do candidato beneficiado.

Segundo o assessor da Presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Sérgio Ricardo dos Santos, a legislação proíbe atos que possam influenciar o pleito, desequilibrando a disputa eleitoral. "Essa previsão visa trazer equilíbrio à eleição, ainda mais no cenário em vivemos em que é possível a reeleição. Quem tem a caneta na mão, no caso o governante, poderia eventualmente explorar aquele ato de uma forma não ortodoxa, incluindo aspectos que possam favorecer possíveis candidatos", argumentou. "A promoção do equilíbrio da disputa é fundamental para a garantia da democracia", completou.

Conforme dados do Portal da Transparência, neste ano, a União transferiu R$ 157,7 bilhões, o que representa 11,5% dos gastos públicos. Desse total, R$ 107,3 bilhões são repasses obrigatórios (constitucionais e royalties). Os demais R$ 50,5 bilhões são transferências voluntárias.

A Lei Eleitoral abre exceção para o repasse voluntário de recursos decorrentes de convênios assinados anteriormente, para a realização de obras ou serviços em andamento e com cronograma pré-fixado, além da liberação de verbas para atender situações de emergência e calamidade pública. 

Condutas proibidas

Uma das ações vedadas mais recorrentes na Justiça Eleitoral é a propaganda institucional. Neste período é proibida a veiculação da propaganda institucional de órgãos públicos. Ou seja, a publicidade dos atos do governo terá caráter exclusivamente educativo, informativo ou de orientação social, sem nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção de autoridades. Pode ser veiculada também publicidade de produtos e serviços que disputem mercado. Por exemplo, do Banco do Brasil.

As campanhas de utilidade pública, como os anúncios de vacinação, são permitidas desde que submetidas à deliberação da Justiça Eleitoral. "É avaliado se existe gravidade de fato e urgência que indique a necessidade de o poder público fazer uso da mídia", explicou Santos. Neste período também não pode haver pronunciamentos em rede de rádio e televisão, exceto em casos de urgência autorizados pela Justiça Eleitoral.

A Lei Eleitoral proíbe ainda nomear, contratar, admitir, demitir sem justa causa, tirar vantagens funcionais, impedir o exercício profissional, transferir, remover ou exonerar servidor público até a posse dos eleitos. Nesse caso também há exceções: são permitidas nomeações e exonerações de cargos de confiança, nomeações para cargos do Poder Judiciário, do Ministério Público, dos tribunais ou conselhos de contas e dos órgãos da Presidência da República, bem como de aprovados em concurso públicos homologados até este sábado.

A partir de hoje, o poder público não pode contratar shows pagos com dinheiro público para inaugurações de obras, bem como os candidatos não devem participar desses eventos. Em ano eleitoral é proibida a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios pela administração pública, exceto nos casos de calamidade pública, de estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária no exercício anterior. Os programas sociais não poderão ser executados por entidade nominalmente vinculada a candidato ou por ele mantida. Com informações da Agência Brasil. 


(Foto: Agência Brasil/Fabio Rodrigues Pozzebom)
Desconto no diesel fica abaixo de R$ 0,46Para o governo, a redução do preço em todas as regiões demonstra que o programa está funcionando.

Pouco mais de um mês após a adoção da política de subvenção ao óleo diesel, o preço do combustível nas bombas recuou entre R$ 0,36 e R$ 0,41 em todo o País, segundo levantamento do Ministério da Fazenda feito até 3 de julho. A queda foi mais acentuada nas Regiões Sudeste e Centro-Oeste e menor no Norte.

Para o governo, a redução do preço em todas as regiões demonstra que o programa está funcionando. Foi o que avaliou o chefe da Assessoria Econômica do Ministério da Fazenda, Marcos Mendes, em reunião no Congresso Nacional que discutiu o tema esta semana. O governo havia prometido aos caminhoneiros no fim de maio, para encerrar a paralisação, uma redução de R$ 0,46 no preço do litro nas distribuidoras.

O desconto menor na bomba é compreendido por representantes dos caminhoneiros. O presidente do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Carga (Sinditac) de Ijuí, Carlos Alberto Litti Dahmer, cita dois fatores para a diferença ser menor que a prometida: a tributação de cada Estado - em alguns, o valor de referência para a cobrança de ICMS não foi reduzido, o que dilui parte do corte prometido, e a mistura de 10% de biodiesel no diesel.

Para assegurar o desconto, que permanecerá até o fim deste mês, o governo gastou entre R$ 0,14 e R$ 0,30 por litro comercializado, de forma a amortecer os aumentos de preço das refinarias. Esse dinheiro sai da conta de subvenção criada especificamente para segurar a variação do preço do diesel até o fim do ano - até lá, o programa vai consumir R$ 9,5 bilhões.

Pesquisa

No período, a diferença entre o preço de comercialização e o preço de referência calculado pelo governo ultrapassou o R$ 0,30 máximo de desconto em quatro dias.

Os dados foram exibidos em reunião da comissão mista do Congresso que analisa a Medida Provisória (MP) 838. Assinada pelo presidente Michel Temer no dia 30 de maio para encerrar a greve, ela cria um programa de subvenção para conter a oscilação do preço do diesel até o fim do ano. No entanto, a redução de 10% no valor do diesel (correspondente aos R$ 0,46) ficou assegurada só por 60 dias. A partir daí, o diesel terá apenas reajustes mensais, para dar "previsibilidade" aos motoristas.

O relator da MP, Arnaldo Jardim (PPS-SP), só deve apresentar seu parecer em agosto, após o recesso parlamentar. Antes será necessário resolver como será a política de reajustes do diesel a partir do próximo dia 1.º.

O assessor da diretoria da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) Pietro Adamo Sampaio Mendes, informou que a entidade analisa 179 sugestões que recebeu para estabelecer a política que começará no próximo mês. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo e Estadão Conteúdo. 


(Foto: Época)
Com queda do Brasil, Copa da Rússia terá final inéditaSó em 1930 Brasil, Alemanha e Itália não ficaram entre os quatro

A Copa do Mundo de 2018, na Rússia, terá uma final inédita. Com a eliminação do Brasil para a Bélgica, não há mais possibilidade de uma decisão repetida no maior torneio de seleções do planeta, que tem ainda quatro "não-campeões" na disputa.

A única possibilidade de final que já ocorreu era Brasil e Suécia, que decidiram a edição de 1958, a primeira vencida pela seleção. Independentemente de quem vença os confrontos daqui em diante, a decisão da Copa de 2018 será inédita.

Além de França e Bélgica, que farão uma das semifinais, seguem na briga Rússia, Croácia, Suécia e Inglaterra, que definem o outro confronto da próxima fase neste sábado (7). Dessas seis, apenas França (1998) e Inglaterra (1966) já foram campeãs mundiais.

Também é a primeira vez desde 1930 que Brasil, Itália ou Alemanha, donos de 13 títulos, não ficam entre os quatro primeiros colocados. Já a última decisão inédita ocorreu em 2010, entre Holanda e Espanha. (ANSA)


(Foto: Sergio Perez/Reuters)
Brasil precisa de novos talentos e apostar no coletivoSem espaço para quem acredita em conquistar título com individualismo no futebol.

O Brasil precisa urgentemente reter seus talentos, favorecendo seus clubes em todas as regiões. A vaca tá indo pro brejo e alguém tem que mudar a direção do animal.

Na atual Copa da Rússia fica claro que não há mais espaço para quem insiste na formação de seleção em função de um só jogador. Brasil (Neymar), Argentina (Messi) e Portugal com Cristiano Ronaldo são visíveis exemplos do que estou falando. Vai levar à taça para casa quem pratica o princípio, o óbvio, que é o futebol associado, sem boçalidade, sem individualismo com ou sem talento. O alerta segue até para os clubes brasileiros.

No futebol moderno a função do comando técnico é fundamental para decisão de resultados. Parte dele o comportamento de cada atleta em campo de jogo, afinal, futebol é pratica de associação. Na beira do campo Tite demostrou ser uma figura paternal, insistindo em manter alguns em campo mantendo a esperança de um dia melhorar. É um erro para quem quer ganhar uma copa, acabou-se o tempo de treinador “paisão”, meu caro Tite.

Para o Brasil chegar mais perto da conquista de mais uma Copa do Mundo será preciso deixar de shopping center de craques, território de exportação de jogadores para clubes do exterior, principalmente os da Europa que fazem transações milionárias, alguns com risco de receita. O Brasil precisa fazer retenção de talentos, enriquecendo seus clubes em todas as regiões.

O próprio Tite reconhece que no Brasil ficaram de fora da seleção alguns jogadores melhores dos que foram à Rússia.

Por fim, o exemplo de quem planeja melhora será o confronto de Bélgica e França, na terça-feira, jogo decisivo, quem vencer poderá conquistar a Copa no domingo. Digo, pode, pq futebol também guarda surpresa. O Brasil nem surpresa deixou para uma nação que ainda espera uma chuteira de esperança em dias melhores.


(Foto: El País)
Cesta básica fica mais cara pelo segundo mês seguidoAs altas mais expressivas foram em Cuiabá (7,54%), Recife (5,82%), Curitiba (3,84%), Belém (3,83%) e Porto Alegre (3,45%)

Os preços dos alimentos que compõem a cesta básica subiram no mês de junho em 15 das 20 capitais brasileiras pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Na aferição de maio, o custo da cesta também aumentou na maioria das capitais (18).

As altas mais expressivas foram em Cuiabá (7,54%), Recife (5,82%), Curitiba (3,84%), Belém (3,83%) e Porto Alegre (3,45%). As reduções foram observadas em Campo Grande (4,51%), Florianópolis (3,70%), Belo Horizonte (0,32%), Goiânia (0,23%) e Rio de Janeiro (0,10%).

A cesta com custo mais elevado foi em Porto Alegre, no valor de R$ 452,81, seguida por São Paulo, R$ 451,63; Rio de Janeiro, R$ 445,58, e Cuiabá, R$ 425,32. Os menores valores foram observados em Salvador, R$ 333,00 e Aracaju, R$ 349,55.

 

No acumulado de junho de 2017 a junho de 2018, os preços caíram em 13 cidades, com destaque para Goiânia (-6,23%), João Pessoa (-5,40%) e Salvador (-4,92%). As altas foram registradas em sete capitais, sendo as principais Cuiabá (7,61%) e Rio de Janeiro (6%).

Sofreram aumento de preços, o leite integral, a carne bovina de primeira, o feijão, a farinha de trigo, o óleo de soja e o açúcar. O leite integral subiu em todas as capitais, com variação entre 2,34%, em Belém, e 18,01%, em Curitiba.

O quilo da carne bovina de primeira aumentou em 18 capitais, com altas que oscilaram entre 0,27%, em Goiânia, e 8,07%, no Rio de Janeiro. A elevação do volume de carne exportada e o maior abate de novilhos (carne de melhor qualidade) explicam a alta do quilo da carne no varejo.

O Dieese estimou em R$ 3.804,06 o salário mínimo ideal para a manutenção de uma família de quatro pessoas, equivalente a 3,99 vezes o salário mínimo brasileiro, hoje R$ 954. Com informações da Agência Brasil.


(Foto: Divulgação)
Ministro do Trabalho é afastado pelo STF devido fraudeMedida faz parte da terceira fase da Operação Registro Espúrio, em curso nesta quinta (5)

O STF (Supremo Tribunal Federal) determinou o afastamento do ministro do Trabalho, Helton Yomura, do cargo. A medida, confirmada à reportagem por pessoas com acesso às investigações, faz parte da terceira fase da Operação Registro Espúrio, em curso nesta quinta (5).

A apuração mira esquema de fraudes e corrupção no Ministério do Trabalho. Também estão entre os alvos o deputado federal Nelson Marquezelli (PTB-SP) e o chefe de gabinete de Yomura, Júlio de Souza Bernardes, que teve mandado de prisão temporária expedido.

As medidas foram autorizadas pelo ministro do STF Edson Fachin, a pedido da PF e da Procuradoria-Geral da República. Segundo a PGR, "os investigados utilizam rotineiramente os cargos para viabilizar a atuação da organização criminosa e para solicitar tratamento privilegiado a processos de registros sindicais".

Tanto Yomura quanto o congressista estão proibidos de frequentar a pasta, além de ter contato com seus servidores e investigados no caso.

Marquezelli só poderá ir até o órgão se considerado imprescindível para o exercício do mandato. Para isso, terá de enviar prévia justificativa ao STF.

Os agentes da PF cumprem três mandados de prisão temporária, contra o superintendente do ministério no Rio de Janeiro, Adriano José Lima Bernardo; Jonas Antunes Lima, assessor de Marquezelli; além de Júlio de Souza Bernardes, chefe de gabinete de Yomura.

Há ainda em curso dez mandados de busca e apreensão no Rio e em Brasília. Policiais vasculham os gabinetes de Yomura e Marquezelli.

A operação apura suposta atuação de políticos na cobrança de propinas e de apoio político em troca da concessão de registros sindicais. O PTB e o Solidariedade, partidos que controlam o ministério, além de centrais sindicais, estão no centro das apurações.

Segundo a PF, as investigações e o material coletado nas duas primeiras fases da Registro Espúrio indicam a participação de novos atores e apontam que "importantes cargos da estrutura do Ministério do Trabalho foram preenchidos com indivíduos comprometidos com os interesses do grupo criminoso, permitindo a manutenção das ações ilícitas praticadas na pasta".

Na segunda etapa da operação, a PF fez buscas no apartamento da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha do presidente nacional do partido, Roberto Jefferson. Os dois são padrinhos hefe de gabinete de Yomura. Com informações da Folhapress.


(Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Pontos turísticos do RN ganharão sinalização específica O investimento de quase R$ 3,5 milhões para a sinalização turística abrangerá municípios de quatro polos turísticos do Estado

A sinalização turística chegará a 50 municípios do interior potiguar nos próximos meses. A ordem de serviço para início do projeto será assinada pelo governador Robinson Faria nesta sexta-feira, a partir das 9h, no antigo Vale das Cascatas (Via Costeira), onde já foi iniciada as obras para construção do Parque da Costeira.

O investimento de quase R$ 3,5 milhões para a sinalização turística abrangerá municípios de quatro polos turísticos do Estado: Serrano, Costa Branca, Seridó e Agreste/Trairi. O investimento conta com recursos do Projeto Governo Cidadão, através do acordo de empréstimo com o Banco Mundial.

“Este é um projeto pleiteado há muito pelos gestores e por nós da Secretaria de Turismo. É um projeto elaborado de maneira participativa com os municípios. Os atrativos turísticos do nosso Estado se destacarão do restante do país, que hoje sofre com esse problema de falta de sinalização”, pontua o secretário estadual de Turismo, Manuel Gaspar.

“Quando falamos em interiorização do turismo, significa que temos atuado em várias frentes e a sinalização é uma delas. Vamos sinalizar os principais pontos turísticos do Estado, apontados via estudo estratégico também contratado com recursos do Banco Mundial. É importante lembrar que estamos oferecendo 940 capacitações para os profissionais do turismo do interior”, comenta Vagner Araújo, secretário da Sethas e coordenador do Projeto Governo Cidadão.

Para este investimento o Governo do RN se baseou em pesquisas do Ministério do Turismo e Embratur, onde dados revelam a deficiência de demandas turísticas internacionais por falta de sinalização e no estudo de competitividade dos destinos indutores, realizados pelos órgãos responsáveis pela política do Turismo: o Ministério do Turismo, a Embratur e pela Setur RN.

“Para divulgarmos um destino é necessário infraestrutura adequada para receber o turista. De certo esse projeto contribui, sobremaneira, para que o visitante se sinta mais confortável e seguro no transporte e na circulação do destino, Reduz tempo de viagem e aumenta sua satisfação”, acrescenta o presidente da Emprotur, Rogerinho Pessoa.

SERÃO SINALIZADOS:

Serrano - 18 municípios

Agreste – Trairi  - 11 municípios

Seridó - 11 municípios

Costa Branca  - 10 municípios

 

INVESTIMENTO POR POLO:

Serrano - R$ 1.248.835,22

Agreste-Trairi - R$ 509.864,05

Seridó- R$ 681.765,07

Polo Costa Branca- R$ 977.897,40

Totalizando: R$ 3.418.361,74


(Foto: Divulgação)
Lava Jato cumpre 22 mandados de prisão em RJ e SPAção desta quarta-feira é uma sequência da Operação Fratura Exposta

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (4) a Operação Ressonância para prender empresários do setor de equipamentos de saúde. São alvo de mandados de prisão e busca e apreensão pessoas ligadas a grandes multinacionais que atuam no setor.

Há ao menos dois mandados de prisão contra executivos da Philips do Brasil. A investigação menciona outras grandes empresas internacionais. A investigação aponta fraudes em licitações da Secretaria de Saúde e no Into (Instituto Nacional de Traumatologia).

A investigação é um desdobramento da Operação Fatura Exposta, que prendeu o ex-secretário de Saúde Sérgio Côrtes em abril de 2017. A estimativa inicial era que as fraudes geraram um desvio de cerca de R$ 300 milhões ao governo do Rio de Janeiro. 

Um dos alvos da operação é o empresário Miguel Iskin, que já havia sido preso na Fatura Exposta, e solto em dezembro por decisão do ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal). Ele é apontado como um organizador do cartel de pregões internacionais na pasta e no Into.

Além do mandado de prisão contra Iskin, há outros 21 a serem cumpridos por determinação do juiz Marcelo Bretas. Côrtes é alvo de um mandado de busca e apreensão - outros 42 são cumpridos no Rio de Janeiro, São Paulo, Paraíba, Minas Gerais e no Distrito Federal.

A suspeita é que o grupo embutia nos preços de equipamentos médicos importados adquiridos pelo Estado impostos de até 40% que órgãos públicos não são obrigados a pagar. Dessa forma, o valor das taxas saíam dos cofres públicos para os fornecedores para, depois, serem repassados aos integrantes da quadrilha.

Outro elemento da investigação é a delação premiada do ex-subsecretário de Saúde César Romero, que também originou a Fatura Exposta. Em depoimento, ele detalhou o cartel que foi adotado na Secretaria de Saúde. O colaborador mencionou 18 multinacionais do setor de saúde.

A investigação também tem participação do Cade (Conselho de Atividade de Defesa Econômica). Parte das provas foi fornecida por meio de acordo de leniência firmado pelo órgão. Com informações da Folhapress.


(Foto: Sergio Moraes / Reuters / Imagem de arquivo)
Copa: Inglaterra vence a Colômbia nos pênaltis Ingleses agora enfrentam a Suécia

A Inglaterra venceu a Colômbia nos pênaltis, após uma partida com um segundo tempo eletrizante realizada em Moscou, no estádio Spartak. Foi a primeira vez na história que o English Team venceu uma disputa de pênaltis em Copa. Eram três derrotas até então: Alemanha, em 1990, Argentina, 1998, e Portugal, 2006.

As equipes protagonizaram um primeiro tempo ruim, mas fizeram uma segunda etapa digna de fase eliminatória de Copa. Harry Kane abriu o placar, de pênalti, após, mais uma vez, o colombiano Carlos Sánchez cometer uma falta infantil dentro da área, como no primeiro jogo de sua seleção no Mundial. Mas aos 49', de novo ele, Yerri Mina, que já marcou três vezes pra a Colômbia, empatou o duelo e mandou o jogo para a prorrogação.  

Os ingleses agora enfrentam a Suécia, que venceu a Suíça por 1 a 0, nesta tarde, e conseguiu a classificação para a próxima fase. 

JOGO

Após um primeiro tempo quase sem emoção, as duas equipes voltaram mais tensas para a segunda etapa. E quem sentiu a pressão foi Carlos Sánchez. O colombiano havia sido expulso na estreia, após meter a mão na bola dentro da área aos três minutos de jogo e ser expulso. O pênalti ajudou o Japão a abrir o placar e vencer o jogo, com um a mais. Hoje, mais uma vez, Sánchez fez um pênalti infantil e Harry Kane estava lá para marcar seu sexto gol na Copa: 1 a 0.

O gol inglês deixou o time da Colômbia ainda mais nervoso. Os jogadores reclamaram muito com o árbitro após lances de faltas e Falcão e Bacca acabaram amarelados. Ainda houve tempo para um cartão para Lingaard.

Aos 49', o castigo chegou para o English Team. Após escanteio, Mina marcou de cabeça seu terceiro gol no Mundial e deixou tudo igual, obrigando a disputa na prorrogação. 

Como de costume, nenhum dos dois times tentou muito no tempo extra, embora a Inglaterra tenha sido um pouco mais ousada. No fim, tudo igual.


(Foto: Jornal do Comércio)
FHC: 'Renovação não depende só de horror à corrupção'Ex-presidente também afirmou que falta no país uma instância moderadora

Para o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), a renovação política nas eleições pode ser dificultada pela distribuição atual de recursos eleitorais, embora o povo esteja com "horror à corrupção", e que isso pode levar a frustração do eleitorado.

"A renovação não depende só do povo que tem horror a isso ou aquilo, depende das engrenagens", afirmou em entrevista após participar de painel no Enai (Encontro Nacional da Indústria) em Brasília.

Em sua fala, ele havia dito que o povo "tem horror à corrupção e descobriu pela Lava Jato as bases podres do poder".

"A legislação atual deu dinheiro só para os partidos. A oligarquia partidária que dispõe de recursos, ela vai jogar esses recursos para ajudar a eleger quem é próximo a ela. Então é complicado isso daí, você vai ter de novo a possibilidade de uma frustração", disse.

O PSDB, partido do ex-presidente, tem direito a R$ 185 milhões do fundo eleitoral para a campanha deste ano.

O ex-presidente também afirmou que falta no país uma instância moderadora. Segundo ele, a sociedade está fragmentada e é preciso eleger alguém com poder moderador.

FHC defendeu uma união de centro, mas disse que não se trata de unir o chamado centrão em torno de uma candidatura. "Tem que ser um centro popular, progressista. Não é o centrão, juntar os interesses fisiológicos de cada partido, senão dá na mesma coisa que hoje", afirmou.

O tucano elogiou o candidato de seu partido, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, mas disse que ele precisa ser capaz de mostrar ao eleitor suas qualidades.

Questionado sobre a possibilidade de Henrique Meirelles (MDB) compor chapa como vice de Alckmin, o ex-presidente desconversou e disse não ter ouvido nada a respeito.


(Foto: Nacho Doce / Reuters)
Dólar fecha em alta de 0,87%, cotado a R$ 3,91O Banco Central não realizou hoje nenhum leilão extraordinário de swap cambial

No primeiro pregão do segundo semestre, o dólar fechou em alta hoje (02) de 0,87%, cotado a R$ 3,9111 para venda. A moeda norte-americana fechou o primeiro semestre valorizada em 16,99%.

Apesar de ter anunciado na última sexta-feira (29) que continuará atuando no mercado cambial, o Banco Central não realizou hoje nenhum leilão extraordinário de swap cambial (venda futura da moeda norte-americana) ou leilão de linha (venda com promessa de recompra). Os investidores seguem atentos ao comércio exterior, principalmente com guerra comercial anunciada entre Estados Unidos e China e os efeitos das eleições no Brasil em outubro.

O Ibovespa, índice da B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), fechou hoje (02) em alta de 0,11%, com 72.839 pontos, invertendo uma tendência de queda na parte da manhã, quando registrava queda de 0,97% na abertura do mercado. Os papéis da Eletrobras e da Petrobras ajudaram no resultado positivo no primeiro pregão do segundo semestre, registrando alta de 1,40% (Petrobras) e 7,16% (Eletrobras). Com informações da Agência Brasil. 


(Foto: Agência Brasil)
Neymar não é CR7, nem Messi: Brasil segue na CopaCamisa 10 brasileiro vai assumindo sua melhor forma, mostra suas credenciais, e México não consegue pará-lo

O placar de 2 a 0 do Brasil sobre o México no jogo das oitavas de final nesta segunda-feira (2), em Samara, na Rússia, indica uma seleção brasileira forte e pronta para ultrapassar as dificuldades que se aprsentarem na mais importante e complicada competição do futebol mundial.

Enquanto outras seleções, tidas como favoritas, foram ficando pelo caminho, a Itália nem chegou a se classificar para disputar a Copa do Mundo 2018. A Alemanha caiu na fase de grupos, Portugal de Cristiano Ronaldo foi despachada nas oitavas pelo Uruguai, e a Argentina de Messi caiu diante da França também nas oitavas.

Recuperando sua melhor forma física, ainda falta alguma coisa, Neymar assusta adversários, que simplesmente não conseguem mais pará-lo no pau (no futebol nunca conseguiram), e entusiasma até mesmo seus críticos mais inconsequentes, vale dizer que um deles é o recalcitrante Juca Kfouri, da ESPN, rede de esportes da Disney (Mickey já está de olho na baixa audiência).

Parar Neymar, não conseguido pelo México, vai ser agora o desafio da seleção da Bélgica, que não tem uma defesa com maior consistência, nas quartas de final. O Brasil, contudo, não é apenas Neymar, e isso é o que fortalece a seleção brasileira - é também Thiago Silva (zagueiro seguro e clássico), Casemiro (o melhor cabeça de área do mundo), Coutinho (grande articulador e condutor de bola), William (atacante incansável), e um elenco qualificado em todas as posições e com um banco de reservas em condições de se titular a qualquer momento.


Neymar completa jogada que ele começou e manda para as redes do México (Foto: Correio da Bahia)
Resultado da 1ª chamada do ProUni já está disponívelA pré-seleção assegura ao candidato apenas a expectativa de direito à bolsa.

A lista dos candidatos pré-selecionados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) do segundo semestre de 2018 foi divulgada hoje (2) pelo Ministério da Educação e já está disponível na página do programa. O prazo para os estudantes comparecerem às instituições de ensino e comprovarem as informações prestadas no momento da inscrição começa hoje e vai até o dia 10 de julho.

A pré-seleção assegura ao candidato apenas a expectativa de direito à bolsa. Aquele que estiver na lista deverá comparecer à instituição de ensino para a qual foi selecionado e apresentar os documentos que comprovem as informações prestadas na ficha de inscrição. A lista com a documentação necessária pode ser consultada na página do ProUni.

O candidato deve verificar, na instituição, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação do candidato. 

O resultado da segunda chamada será divulgado no dia 16 de julho.

ProUni

O ProUni oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior. Ao todo, neste processo seletivo, serão ofertadas 174.289 vagas, sendo 68.884 bolsas integrais e 105.405 parciais, em 1.460 instituições. 


(Foto: Divulgação)
Neymar e Firmino marcam e seleção avança na CopaBrasil recebe agora Bélgica ou Japão

Brasil e México decidiram vaga nas quartas de final da Copa. Com gols de Neymar e Firmino, o Brasil conquistou a vitória a agora aguarda Bélgica ou Japão nas quartas.

Tite definiu o Brasil com Alisson, Fagner, Thiago Silva, Miranda e Filipe Luís; Casemiro e Paulinho; Willian, Philippe Cotinho, Neymar e Gabriel Jesus.

O México, treinado por Juan Carlos Osorio, vai a campo da seguinte forma: Ochoa, Edson Álvarez, Ayala, Salcedo e Gallardo; Rafa Márquez, Herrera e Guardado; Vela, Chicharito e Lozano.

A ausência mais sentida na seleção brasileira foi a de Marcelo, que teve um problema na coluna durante a vitória contra a Sérvia e nem aqueceu com o time. 

HISTÓRICO

Esta foi a quinta partida das duas seleções na história dos mundiais. Nas outras quatro, 11 gols e três vitórias do Brasil, e um empate em 0 a 0. Com o 2 a 0 de hoje, o México segue sem marcar contra a seleção brasileira em copas.


(Foto: Getty Images)
Clima de terror no Frasqueirão em queda do AbcTorcida, funcionários e dirigentes culpam a arbitragem pela eliminação da Copa do Nordeste e evidenciam a fragilidade do estádio para abrigar jogos importantes

Não só a eliminação da Copa do Nordeste vai marcar o jogo da última quinta-feira (28) para o Abc. O jogo que terminou 1 a 1, em um empate com absoluto sabor de derrota para o Abc frente a um rival voluntarioso, mas fraco, o Sampaio Corrêa, dando ao time maranhense a condição de ir para a final do principal torneio regional do país, a Copa do Nordeste. Vale lembrar que os maranhenses ganharam por 1 a 0 no jogo da ida na cidade de São Luís.

Ocorre que o placar e a queda do alvinegro natalense, que chega a sua quinta partida sem saber o que é ganhar, virou fichinha diante dos acontecimentos desastrosos que ocorreram a partir de meados do segundo tempo da partida. Aos 36 minutos da etapa final, o jogo foi paralisado devido a autêntica chuva de objetos que se abateu sobre o árbitro assistente. Outros elementos torcedores do Abc invadiram o gramado e começaram a chutar as placas de publicidade. O Batalhão de Choque da Polícia teve que entrar em ação na tentativa de retomar o controle da situação.

Controle que não foi retomado de imediato. A súmula do árbitro Péricles Bassols Pegado (PE), afirmar que aos 36 minutos do segunto tempo, "quando a partida encontrava-se paralisada, torcedores do Abc pularam o alambrado atrás da meta da equipe adversária e invadiram o campo de jogo, um destes torcedores agrediu o goleito do Sampaio Correia, Sr. Andrey da Silva Ventura, nº 42, com um tapa na altura do tórax, este fato foi observado e a mim narrado pelo árbitro assistente nº 1, Senhor Clóvis Amaral da Silva, informo ainda que o goleito não necessitou de atendimento médico e continuou na partida normalmente".

Essa agressão, por si só, já seria motivo de inquérito policial para determinar e punir culpado ou culpados, o que inclui a própria gestão do Abc e da própria Copa do Nordeste, por bancar um jogo dessa magnitude, semifinal do torneio, em um estádio que certamente não oferece a mínima segurança aos jogadores, árbitros, e muito menos aos torcedores.

Com a violência reinando dentro de campo, os jogadores Wellington Rato e Emaxwell foram expulsos por distribuirem bordoadas ao invés de jogarem futebol. Terminada a partida o clima de terror se abateu sobre a arbitragem. Um elemento por nome Wlamir Ney Machado, que é cargo de confiança do Abc, na condição de preparador de goleiros, entrou dentro de campo e agrediu verbalmente o assistente da arbitragem, Cleberson Nascimento, dizendo: "vocês são desonestos e minha vontade é dá um tapa na sua cara, seu moloque safado".

O auxiliar técnico do Abc,  elemento que atende pelo nome de Gilmar Oliveira de Souza, tambem adentrou no gramado e se dirigiu a equipe de arbitragem com impropérios, segundo a súmula: "Vâo todos vocês tomar no (...), filhos da (...), ladrões, vieram aqui roubar.

Outro elemento, que a  súmula aponta como executivo do Abc, Giscard Salton, também invadiu o campo e atacou verbalmente o árbitro Péricles Bassols: "Você é um canalha safado que veio aqui para (...) a gente! Não sei como a CBF escalha um canalha aposentado e safado! Vocé um canalha filho da (...)! Se aposenta filho da (...).

A súmula também diz que no momento que a equipe de arbitragem ia para o vestiário, devidamente escoltada pela Polícia, "a torcida do Abc arremessou pedras de gelo e copos com bebida em direção aos oficiais de arbitragem e aos policiais militares que faziam a escolta, contudo, não atingindo nenhum dos citados".


Torcida enfurecida derruba frágil alambrado expondo a segurança dos jogadores e da arbitragem (Fofo: Portal No Ar)
Acionistas da Fox já têm data para votar venda à DisneyA Disney colocou sobre a mesa uma cifra de US$ 71,3 bilhões

No dia 20 de junho a Disney aumentou consideravelmente os valores de sua oferta de compra da Fox, superando os números da concorrente Comcast, que dias antes anunciara uma proposta de US$ 65 bilhões. Contra-atacando, a Disney colocou sobre a mesa uma cifra de US$ 71,3 bilhões, a qual foi aceita pela Fox. Isto significa que, caso a Comcast não faça uma oferta superior, a proposta da Disney é a única que os acionistas da companhia irão considerar durante a reunião para decidir a venda.

Antes agendada para 10 de julho, a reunião dos acionistas da Fox irá acontecer agora no dia 27 do mesmo mês e será simultânea a assembleia de acionistas da Disney que também irão votar. As duas reuniões serão realizadas no hotel Hilton em Nova York, às 11h00 (horário de Brasília). (via Heroic Hollywood) A Comcast, portanto, tem até esta data para fazer uma proposta superior, caso contrário a oferta da Disney deve ser aceita. Além da cifra maior, pesa também a favor da companhia do Mickey o fato de ser mais fácil para ela conseguir a aprovação dos órgãos reguladores antitruste.

Segundo a CNBC (via Heroic Hollywood), o Departamento de Justiça dos EUA deu sinal verde para a compra dos ativos da Fox pela Disney, desde que esta venda canais regionais de esportes, evitando assim um monopólio, já que esta é proprietária dos canais ESPN. Como a Disney concordou em se desfazer dos canais esportivos, o Departamento de Justiça concedeu a aprovação, entendendo que o negócio não irá gerar risco de falta de concorrência.

O anúncio oficial do acordo para a compra da 21th Century Fox, e todas as suas subsidiárias, além do 20th Century Fox Studios, assim como os canais a cabo, pela Disney aconteceu em 14 de dezembro de 2017.

Com a aquisição do 20th Century Fox Studios, a Disney passará a ser proprietária de todo o conteúdo original exibido no canal – que não faz parte do pacote porque a Disney já possui a ABC. Isto significa que, a partir de agora, Os Simpsons, Family Guy, Bob’s Burgers, Futurama e séries como This Is Us e The Orville, passam a ser propriedade da Disney.

Os canais a cabo FX e NatGeo também passarão a ser da Disney, que sempre foi focado em produções mais família. Porém, com a aquisição da FX, a companhia do Mickey passa a contar com um incrível porfólio de séries mais adultas, como Sons of Anarchy, The Americans, Atlanta.

O conteúdo tanto do 20th Century Fox, quanto do FX e NatGeo deve integrar a plataforma de streaming que a Disney pretende lançar no próximo ano, tornando-se uma importante concorrente a Netflix. Mas, além disso, a Disney também torna-se a principal acionista de outra plataforma de streaming, a Hulu, que atualmente exibe uma série da Marvel, Fugitivos, e que ganhou vários prêmios no Emmy com a série The Handmate’s Tale.

O negócio também vai ter impacto em Star Wars, pois, apesar de ser proprietária da LucasFilm, os direitos sobre a trilogia original de Star Wars ainda pertenciam a Fox. Com a aquisição, é possível que versões originais da trilogia original, sem as modificações feitas depois, sejam lançadas, como sonham os fãs.

E com a 21th Century Fox, ou seja, a divisão de cinema, os selos Fox Searchlight (especializado em filmes mais adultos e de menor orçamento) e Blue Sky (responsável pelas animações Era do Gelo e Rio) também passam a ser da Disney, que vai diversificar ainda mais o seu portfólio com franquias como Avatar, Alien, Planeta dos Macacos, Kingsman, Kick-Ass, Duro de Matar, Independence Day, Uma Noite no Museu e outras. Com informaçõess do portal Notícias da TV. 


Polo Industrial de Macaíba ganha novo acessoA pavimentação vai permitir ainda que as empresas de transporte coletivo ofereçam linhas regulares de acesso

Após vinte anos de reivindicação, os industriais de Macaíba ganharam o acesso ao polo industrial da cidade. A inauguração foi realizada nesta quinta-feira (28) pelo Governo do Rio Grande do Norte.  “Um sonho de duas décadas estamos realizando hoje. O que antes era terra e muita areia, hoje é uma estrada novinha, que vai aumentar a produtividade das indústrias e os empregos da região”, disse o governador Robinson Faria.

Desde que foi criado nos anos 1990, o Distrito Industrial de Macaíba, às margens da BR-304, não possuía acessos pavimentados. Com investimentos na ordem de R$ 1,5 milhão, a extensão de 2,2 km foi pavimentada e sinalizada a fim de proporcionar melhor tráfego e economia para a produção, bem como facilitar o acesso aos mais de 3 mil trabalhadores das empresas instaladas, conforme defendeu Sandro Peixoto, da Condimentos Sadio. “Os empresários estão felizes, o nosso pesadelo acabou. O governador nos ouviu, foi o único durante duas décadas a se sensibilizar e ter a iniciativa. Agora, as empresas vão poder investir mais”, ponderou o empresário ao agradecer a realização da obra.

Presidente da Associação dos Polos Industriais do RN, Hélio Oliveira reforçou a ideia de que a conclusão da obra representa um avanço para o desenvolvimento da economia local. “Este é um momento de alegria, celebração e reconhecimento. Dentre uma série de dificuldades econômicas existentes no Governo, o governador priorizou o emprego e a renda e reconheceu a importância dessa obra não só para os empresários, como para o desenvolvimento de Macaíba”, disse ao destacar que a partir de agora a tendência é de crescimento. “Esperem que os empregos crescerão, pois esta obra se configura como uma grande motivação para nós empresários”, completou Hélio. 

A pavimentação vai permitir ainda que as empresas de transporte coletivo ofereçam linhas regulares de acesso àquela região, assim como os serviços de coleta de lixo e de entrega dos Correios que antes eram inviáveis devido a falta de acessibilidade.

Atualmente o Polo Industrial conta com 30 empresas, que geram três mil empregos. Entre elas estão a Condimentos Sadio, Produtos Boku’s, DVN Vidros, e Fortcola Argamassa.


(Foto: Divulgação)
Estudantes têm até hoje para se inscrever no ProUniPara se candidatar, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

Terminam hoje (29) as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni). As inscrições são feitas exclusivamente pela internet, na página do programa. O ProUni oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior.  Ao todo, neste processo seletivo, serão ofertadas 174.289 vagas, sendo 68.884 bolsas integrais e 105.405 parciais, em 1.460 instituições. As bolsas são para o segundo semestre.

Para se candidatar, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, ter alcançado no mínimo 450 pontos e ter tido nota superior a zero na redação.  

Além disso, só podem participar alunos brasileiros sem curso superior e que tenham feito o ensino médio completo na rede pública ou como bolsista integral na rede privada. Alunos que fizeram parte do ensino médio na rede pública e a outra parte na rede privada, na condição de bolsista, ou que sejam deficientes físicos ou professores da rede pública também podem solicitar uma bolsa.

O candidato que quiser uma bolsa integral deve ter renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais de 50% são destinadas aos alunos que têm renda familiar per capita de até três salários mínimos. Quem conseguir uma bolsa parcial e não tiver condições financeiras de arcar com a outra metade do valor da mensalidade, pode utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os resultados com a lista dos candidatos pré-selecionados estarão disponíveis também na página do ProUni, a partir do dia 2 de julho para a primeira chamada, e 16 de julho para a segunda.


(Foto: Portal da Feira)
"Não existe isso de racismo", diz Bolsonaro em FortalezaAfirmação foi feita no dia em que a procuradora-geral da República defendeu o recebimento de denúncia contra o pré-candidato

Em visita a Fortaleza, o pré-candidato do PSL à Presidência da República nas eleições 2018, Jair Bolsonaro, disse que no Brasil não existe racismo. "Aqui no Brasil não existe isso de racismo, tanto é que meu sogro é Paulo Negão e quando eu vi a filha dele não queria saber quem era o pai dela", afirmou a uma plateia de cerca de 15 mil pessoas em um hotel na praia de Iracema.

A afirmação de Bolsonaro foi feita no mesmo dia em que a Procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu em parecer o recebimento da denúncia no Supremo Tribunal federal (STF) contra o presidenciável por racismo contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e LGBTs.

A denúncia narra que em uma palestra no Clube Hebraica do Rio de Janeiro, em abril de 2017, o deputado, em pouco mais de uma hora de discurso, "usou expressões de cunho discriminatório, incitando o ódio e atingindo diretamente vários grupos sociais".

Em seu discurso, Bolsonaro disse que a demarcação de terras indígenas deve ser direcionada para a aquisição de royalties com a mineração. "Quem é o índio? Ele não tem dinheiro. Não fala a nossa língua. Como ele consegue grandes espaços de terra? A esquerda os mantém em grandes espaços como se fossem animais em um zoológico. Isso vai mudar", disse.

O deputado federal também aproveitou o evento em Fortaleza para fazer críticas ao programa Mais Médicos, do Governo Federal. Segundo ele, Cuba exportou ao Brasil guerrilheiros "fantasiados de médicos". 

Bolsonaro chegou em Fortaleza por volta de 11h no Aeroporto Pinto Martins, onde falou com simpatizantes de cima de um trio elétrico na parte externa do terminal. Em seguida, partiu para a Praça Portugal, no bairro Meireles, onde discursou, também do trio elétrico, com apoiadores, dentre eles o presidente estadual do PSL, Heitor Freire. Com informações do jornal Estadão. 


(Foto: NE 10)
Supremo começa a julgar validade do imposto sindicalAs federações sindicais alegam que o fim do imposto sindical obrigatório viola a Constituição

O Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar há pouco ações protocoladas por diversos sindicatos de trabalhadores contra alterações na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), feitas pela Lei 13.467/2017, a reforma trabalhista. A primeira ação que será julgada trata do fim da contribuição sindical obrigatória.

As federações sindicais alegam que o fim do imposto sindical obrigatório viola a Constituição, pois inviabiliza suas atividades por extinguir repentinamente a fonte de 80% de suas receitas. Para os sindicatos, o imposto somente poderia ser extinto por meio da aprovação de uma lei complementar, e não uma lei ordinária, como foi aprovada a reforma.

Em parecer enviado ao STF, a Procuradoria-Geral da República (PGR) deu parecer a favor das alterações. “A supressão da compulsoriedade extinguiu a natureza tributária até então conferida pelo STF à contribuição sindical, ensejando a instituição de uma nova espécie de contribuição que, embora com idêntico título, passou a constituir mera doação patrimonial, que não obriga sequer os associados à entidade sindical”, sustentou a procuradoria.


(Foto: Exame)
Ibope: Lula na frente, seguido por Bolsonaro, Marina e CiroLevantamento ouviu dois mil eleitores, espalhados por 128 municípios, entre 21 e 24 de junho

O Ibope divulgou pesquisa eleitoral, nesta quinta-feira (28), sobre a intenção de voto dos brasileiros para a Presidência da República no primeiro turno. O levantamento ouviu dois mil eleitores, espalhados por 128 municípios, entre 21 e 24 de junho. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Foram apresentados dois cenários, com e sem o ex-presidente Lula na disputa. O petista está preso, desde o dia 7 de abril, na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR), onde cumpre pena de 12 anos e um mês, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, na operação Lava Jato.

Por ter sido condenado em segunda instância, ele foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa e dependerá da Corte Eleitoral para concorrer ao cargo.

Com Lula:

Luiz Inácio Lula da Silva (PT): 33%

Jair Bolsonaro (PSL): 15%

Marina Silva (Rede): 7%

Ciro Gomes (PDT): 4%

Geraldo Alckmin (PSDB): 4%

Álvaro Dias (Podemos): 2%

Manuela D'Ávila (PC do B): 1%

Fernando Collor de Mello (PTC): 1%

Flávio Rocha (PRB): 1%

Levy Fidelix (PRTB): 1%

João Goulart Filho: 0

Outro com menos de 1%: 2%

Branco/nulo: 22%

Não sabe/não respondeu: 6%

 

Sem Lula:

Jair Bolsonaro (PSL): 17%

Marina Silva (Rede): 13%

Ciro Gomes (PDT): 8%

Geraldo Alckmin (PSDB): 6%

Álvaro Dias (Podemos): 3%

Fernando Collor de Mello (PTC): 2%

Fernando Haddad (PT): 2%

Flávio Rocha (PRB): 1%

Guilherme Boulos (PSOL): 1%

Henrique Meirelles (MDB): 1%

Levy Fidelix (PRTB): 1%

Manuela D'Ávila (PC do B): 1%

Rodrigo Maia (DEM): 1%

João Goulart Filho: 1%

Outro com menos de 1%: 1%

Branco/nulo: 33%


(Foto: Divulgação)
BC interfere e dólar fecha em alta de 2,04%A notícia positiva do dia ficou com a valorização das ações preferenciais da Petrobras, que subiram 2,49%.

Mesmo com a forte atuação do Banco Central (BC), o dólar fechou hoje (27) em alta de 2,04%, cotado a R$ 3,8755 na venda. O BC entrou em ação no mercado cambial logo pela manhã, anunciando leilões de linha (venda com compromisso de recompra) de US$ 2,425 bilhões, além dos contratos de swaps cambial (venda futura da moeda norte-americana). A cotação da moeda chegou à máxima do dia a R$ 3,8768.

O índice da B3, bolsa de valores de São Paulo, Ibovespa, acompanhou o cenário negativo, fechando em baixa de 1,11%, com 70.609 pontos.

A notícia positiva do dia ficou com a valorização das ações preferenciais da Petrobras, que subiram 2,49%.


(Foto: MYP)
Brasil segue para oitavas de final contra o MéxicoCom a vantagem do empate para se classificar, o Brasil teve paciência para tocar a bola

Em sua melhor atuação na Copa, até agora, a seleção brasileira venceu a Sérvia por 2 x 0 em Moscou. Com a vantagem do empate para se classificar, o Brasil teve paciência para tocar a bola, arriscar pouco e não ceder contra-ataques ao adversário. A defesa brasileira saiu-se bem contra os atacantes sérvios que, embora mais altos e fortes, tiveram poucas chances de gol.

Foi uma vitória sem sustos, em que o “jogo seguro” prevaleceu sobre o “jogo bonito”. Com gols de Paulinho e Thiago Silva, o Brasil soube se defender bem e aproveitar as falhas da defesa sérvia.

Na entrevista após a partida, Thiago Silva afirmou que a seleção teve paciência e aplicação durante o jogo e “soube sofrer”.

“Desde o primeiro jogo até aqui, tivemos dificuldades em alguns momentos. O mais importante foi que a equipe soube sofrer. O outro lado também tem qualidades.” O Brasil não foi para cima da Sérvia, buscando o gol o mais rápido possível, como alguns poderiam esperar. Neymar usou pouco seu repertório de dribles e fez um jogo mais voltado para o coletivo.


(Foto: Maxim Shemetov/Reuters)
STF concede habeas corpus ao ex-ministro José DirceuVotos de Gilmar Mendes e Dias Toffoli garantiram maioria para aceitar o pedido da defesa

A 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta terça (26) conceder liminar em habeas corpus para que o ex-ministro José Dirceu aguarde em liberdade o esgotamento da análise de seus recursos nas cortes superiores -o STJ (Superior Tribunal de Justiça) e o STF (Supremo Tribunal Federal).

A defesa do petista, liderada pelo advogado Roberto Podval, apresentou reclamação à corte argumentando que ele não poderia ficar preso já que sua condenação não tinha transitado em julgado.

Além disso, a detenção, ordenada pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), teria ocorrido baseada em uma súmula daquele tribunal que diz que a prisão depois de condenação em segunda instância, como ocorre com Dirceu, deve ser automática.

Os advogados afirmam que, ao contrário do que diz a súmula, a prisão, mesmo depois de segundo grau, deve ser fundamentada.

A maioria dos ministros concordou com os argumentos. De acordo com entendimento da 2ª Turma, a prisão só pode ocorrer nessa etapa se houver fundamentos para isso.

O ministro Edson Fachin tentou adiar a decisão pedindo vista do processo. O ministro Dias Toffoli, no entanto, concedeu a liminar. Foi seguido por Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes. Com informações da Folhapress.


(Foto: Reuters)
José Agripino pode ser candidato a deputado federalSenador líder do DEM não estaria muito confiante na força de um palanque de grande peso nas eleições deste ano

Articulações políticas de José Agripino que apontam para uma não candidatura sua ao Senado indicam uma avaliação que o calejado líder do DEM faz sobre possíveis peso e força de um palanque que por ser completo, até demais, pode ruir pela pujança das ambições que congrega.

Agripino desde que disputou a primeira eleição contra Aluízio Alves nunca deixou de ter uma mandato. Saiu do governo, logo após seu primeiro mandato, para disputar uma vaga de senador, na manjada chapa “João, Lavô e Jajá”. Foi eleito junto com seu companheiro de chapa para o Senado, Lavô, mas seu candidato ao governo, João Faustino, não conseguiu êxito. Desde essa época remota, isso aconteceu em 1986, José Agripino olha com certa desconfiança para chapas completas em demasia. Naquela oportunidade, quem sobrou foi João Faustino, mas em algum momento pode ser ele.

Ocorre que José Agripino sempre disputou campanhas majoritárias, como principal referência em seu grupo político e como líder no plano estadual e, dessa forma, conseguiu se manter com mandatos até o dia de hoje. No momento em que ele, pelo que tudo indica, abdica do direito de disputar mais uma vez sua reeleição para o Senado algo deve ser considerado. Agripino sabe que está em jogo seu futuro político e as margens de manobra não são lá muito amplas, erro pode custar caro e torna-lo sem mandato, como aconteceu com Henrique Alves, e deixa-lo vulnerável para o enfrentamento de processos que tramitam contra ele na Justiça.

Uma possível candidatura sua a deputado federal dentro de uma coligação que tem PDT, PMDB, DEM, e que articula a chegada de novas legendas, significa um atuação eleitoral dentro da zona de conforto e manutenção de um mandato no Congresso Nacional. Agripino deve estar trabalhando com a expectativa de que a chapa liderada por Carlos Eduardo, candidato ao governo, e com a candidatura já definida de Garibaldi Filho à reeleição para o Senado, pode ser forte, mas necessita entusiasmar o eleitor – pressuposto fundamental em qualquer candidatura majoritária de oposição. Por enquanto, deve estar observando Agripino, o eleitor do Rio Grande do Norte, como também o do Brasil, está tratando a eleição deste ano com absoluta frieza e até com desconfiança, desconfiança dos políticos. E essa frieza não é nada boa para quem é candidato de oposição. Quem é governo e procura se reeleger, por sua vez, pode-se dizer que não tenha nada contra a frieza do eleitor, já que frieza pode até significar acomodação.


Agripino está de olho em uma vaga na Câmara Federal (Foto: Assessoria)
Mercado espera por mais inflação e menor crescimentoPara alcançar a meta de inflação, o BC usa como instrumento a taxa básica de juros, a Selic.

Instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) continuam reduzindo a projeção de crescimento da economia e aumentando a estimativa para a inflação. No sexto aumento seguido, a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 3,88% para 4% neste ano. Para 2019, a estimativa segue em 4,10%.

Mesmo com o aumento nas projeções, as estimativas seguem abaixo da meta de 4,5%, com limite inferior de 3% e superior de 6% para este ano. Para 2019, a meta é 4,25% com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%.

Para alcançar a meta de inflação, o BC usa como instrumento a taxa básica de juros, a Selic. Na semana passada, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC decidiu manter a Selic em 6,5% ao ano.

Taxa Selic deve ficar em 6,5% ao ano

Para as instituições financeiras, a Selic deve permanecer em 6,5% ao ano até o fim de 2018. Para 2019, a expectativa é de aumento da taxa básica, terminando o período em 8% ao ano.

Quando o Copom aumenta a Selic, objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação.

A manutenção da Selic, como prevê o mercado financeiro, indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação, objetivo que deve ser perseguido pelo BC.

Atividade econômica

A estimativa do mercado financeiro para o crescimento da economia continua sendo reduzida. A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – passou de 1,76% para 1,55% na oitava redução seguida.

A previsão de crescimento do PIB para 2019 caiu, pela terceira vez consecutiva, ao passar de 2,70% para 2,60%.

 

A previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar passou de R$ 3,63 para R$ 3,65 no fim deste ano, e permanece em R$ 3,60 para o fim de 2019.


(Foto: IBO News)
STF dsicute prisão em 2ª instância ao julgar DirceuDefesa questiona a decisão de prender imediatamente o ex-ministro, após TRF-4 rejeitar último recurso dele na Corte

A prisão após condenação em segunda instância volta a ser discutida no Supremo Tribunal Federal (STF), nesta semana, quando ação impetrada pela defesa do ex-ministro José Dirceu (PT-SP) será analisada pela Segunda Turma da Corte.

Os advogados alegam, de acordo com informações da colunista Mônica Bergamo, que a decisão de prender Dirceu imediatamente, após o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) rejeitar, no mês passado, o último recurso do ex-ministro, é inconstitucional, já que o Supremo não obriga, apenas permite a prisão, desde que fundamentada.

Dirceu foi condenado a 30 anos e nove meses e, regime fechado, pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e participação em organização criminosa, no âmbito da Operação Lava Jato.

Formam a Segunda Turma do STF os ministros Ricardo Lewandowski, Celso de Mello, Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Edson Fachin. Pelo menos três deles já mandaram soltar presos por considerar que a necessidade de detenção não estava justificada e não poderia se dar de forma automática.

Antes de retornar à Papuda (DF), no dia 18 de maio, Dirceu estava solto, por força de um habeas corpus concedido, há cerca de um ano passado, pela própria Segunda Turma. Antes disso, ele havia ficado quase dois anos preso preventivamente, em Curitiba (PR), por ordem do juiz Sérgio Moro, responsável pela condenação em primeira instância.


(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/Arquivo)
Eleitores do Tocantins elegem governador neste domingoSegundo turno terá disputa entre Carlese e Vicentinho

Eleitores do Tocantins voltam neste domingo (24) às urnas para eleger um novo governador. O segundo turno das eleições suplementares ocorrem após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassar, em março, os mandatos de Marcelo Miranda (MDB), e de sua vice, Cláudia Lélis (PV), por arrecadação ilícita de recursos para a campanha de 2014. A votação ocorrerá de 8h às 17h.  De acordo com a Justiça Eleitoral, cerca 1,5 milhão de pessoas estão aptas a votar.

O candidato Mauro Carlese (PHS) vai disputar a cadeira de governador com Vicentinho Alves (PR). No primeiro turno, realizado no dia 3 de junho, Carlese obteve 30,3% dos votos, enquanto Vicentinho ficou com 22,2%. Entre os demais candidatos, Carlos Amastha (PSB) alcançou 21,4%, Kátia Abreu (PDT) 15,6% e Márlon Reis (Rede), chegou a 9,9%.

Mauro Carlesse disputou o pleito representando uma coalizão formada pelo PHS, DEM, PRB, PP, PPS, PMN e PTC. Paranaense, fez carreira como empresário no ramo agropecuário no Tocantins. Em 2014, foi eleito deputado estadual pelo PTB.

Vicentinho representa chapa formada pelo PR, PPL, PROS, Solidariedade e PMB. Ele é senador pelo estado desde 2011. O político ficou em terceiro lugar nas eleições de 2010, mas assumiu uma cadeira no Senado com a cassação de Marcelo Miranda (MDB) naquele pleito. Ele foi prefeito de Porto Nacional, deputado estadual, governador e deputado federal.

Municípios

Mais sete municípios realizarão eleições suplementares neste domingo. Os eleitores de Santa Luzia (MG), Itanhomi (MG), Timoteo (MG), Cabo Frio (RJ), Rio das Ostras (RJ), Moju (PA) e Santa Cruz das Palmeiras (SP) voltarão às urnas, mas para eleger prefeitos e vice-prefeitos em substituição aos que foram cassados. 


(Foto: MPGO)
Inquérito que investiga Temer deve ser concluído em julhoCorporação mobilizou pelo menos 25 agentes para participar da fase final da investigação, diz coluna

A Polícia Federal está prestes a concluir o chamado inquérito dos portos, que investiga o suposto pagamento de propina ao presidente Michel Temer e a aliados dele em troca de um decreto que beneficiaria a empresa Rodrimar, que atua no porto de Santos (SP). O presidente nega as acusações.

De acordo com o blog de Matheus Leitão, do G1, a PF mobilizou pelo menos 25 policiais federais e três peridos para o caso, que deve ser concluído até 10 de julho.

No início de maio, o ministro Luís Roberto Barroso, relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a prorrogação do prazo do inquérito por 60 dias.


(Foto: Marcos Corrêa/PR)
Desaprovação a Bolsonaro sobe a 64%, diz pesquisaA aprovação caiu de 23% para 20%

Depois de três meses de estabilidade, a desaprovação ao pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) subiu de 60% para 64%, enquanto a aprovação caiu de 23% para 20%. Esta é a principal novidade da pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos, que todos os meses analisa a opinião dos brasileiros sobre personalidades do mundo político e jurídico. Praticamente não houve mudanças nas taxas dos demais possíveis concorrentes ao Planalto.

"Bolsonaro vem mantendo esse patamar de aprovação há um ano", disse Danilo Cersosimo, diretor do Ipsos. "É possível que seja um dado que confirme seu teto. O início da campanha eleitoral, após a Copa, vai testar a solidez dessa aprovação."

Todos os presidenciáveis seguem com taxas altas de reprovação. O que aparece em pior situação é Geraldo Alckmin, do PSDB: 70% desaprovam seu desempenho, contra 18% de aprovação.

Apesar de o Ipsos incluir o nome de possíveis concorrentes ao Planalto em sua pesquisa, o instituto não procura medir intenção de voto. O que os pesquisadores dizem aos entrevistados é o seguinte: "Agora vou ler o nome de alguns políticos e gostaria de saber se o (a) senhor (a) aprova ou desaprova a maneira como eles vêm atuando no País."

Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) têm taxas de desaprovação de 65% e 63%, respectivamente, e estão empatados com Bolsonaro nesse quesito. Marina, porém, têm aprovação de 29%, cerca de dez pontos porcentuais acima desses dois adversários.

Citado como possível substituto do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva como candidato do PT, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad tem desaprovação de 57% e é aprovado por apenas 7%.

No caso de Lula, preso desde o dia 7 de abril, a desaprovação oscilou para cima (de 52% para 54%), após dois meses de tendência de queda. O ex-presidente é aprovado por 45% - a taxa mais alta entre todos os 19 nomes apresentados pelo Ipsos aos entrevistados.

O juiz Sérgio Moro, responsável pela condenação de Lula em primeira instância, enfrenta desgaste de imagem nos últimos meses. Desde março, sua taxa de desaprovação subiu oito pontos porcentuais, de 47% para 55%, enquanto a aprovação passou de 44% para 37%. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil)
Fachin arquiva pedido de liberdade de LulaA defesa de Lula pode alegar urgência e recorrer da decisão de Fachin até a próxima segunda (25)

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), arquivou nesta sexta-feira (22) o pedido de liberdade apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A defesa de Lula pode alegar urgência e recorrer da decisão de Fachin até a próxima segunda (25), por meio de um instrumento chamado agravo regimental.

Lula está preso desde abril, após ter sido condenado na Lava Jato, e o pedido seria julgado na próxima terça (26). O recurso já foi retirado da pauta de julgamentos da Segunda Turma do Supremo.

Fachin decidiu pelo arquivamento após o Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4), responsável pela Lava Jato em segunda instância, enviar o caso de Lula para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), e não para o STF.

Para o ministro, desta forma, o pedido de liberdade ficou "prejudicado".

A defesa do ex-presidente chegou a pedir ao STF que, se a liberdade fosse rejeitada, o petista passasse a cumprir a pena em prisão domiciliar.


(Foto: Exame)
Brasil vence com acerto de Coutinho e lágrimas de NeymarO meia balançou as redes aos 45 minutos do segundo tempo e salvou a seleção brasileira de um vexame; Neymar marcou aos 50

A seleção brasileira venceu a Costa Rica por 2 a 0 nesta sexta-feira (22), com muito sufoco e na base da raça. Pressionando durante toda a partida, mais ainda no segundo tempo, o time do técnico Tite caminhava para mais um empate, quando, aos 45 minutos do segundo tempo, Philippe Coutinho balançou as redes milagrosamente, no momento em que os torcedores já começavam a aceitar o resultado.

E já nos acréscimos, Neymar ampliou! A Costa Rica saiu jogando errado, Casemiro puxou contra-ataque e rolou para Douglas Costa. Sozinho, ele toca para o camisa 10 mandar para o fundo das redes. Pronto, o pesadelo estava afastado. 

Quando o árbitro apitou o fim do jogo, Neymar caiu no gramado de joelhos e foi às lágrimas. Criticado, o craque não segurou a emoção.

Com o resultado, o Brasil chega aos 4 pontos no Grupo E. Já a Costa Rica somou a sua segunda derrota e está matematicamente eliminada da Copa do Mundo. Mais tarde, às 15h (de Brasília), Suíça e Sérvia encerram a segunda rodada da chave.


(Foto: Veja)
Empresas potiguares sentem efeitos após adesão do RepisA implantação do regime especial está acontecendo de forma escalonada por meio das negociações

Em meio à crise econômica, quando todos trabalham para cortar gastos e otimizar recursos, os empresários do Rio Grande do Norte ganharam um aliado desde abril deste ano. Trata-se do Regime Especial de Piso Salarial (Repis), que permite que as Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP) do setor de comércio e serviços pratiquem pisos salariais diferenciados, diminuindo os custos e permitindo a manutenção dos empregos gerados e a eventual realização de novos investimentos.

O Repis teve sua viabilidade garantida para o Rio Grande do Norte por meio de uma Resolução do Conselho de Representantes da Fecomércio e pode ser implantada pelos sindicatos filiados à entidade que incluírem o regime em suas convenções coletivas. O primeiro a incluir o Repis foi o Sindicato do Comércio Varejista e de Serviços do Rio Grande do Norte (Sicomércio RN) através da Convenção Coletiva de Trabalho 2018/2019 firmada com o Sindicato dos Empregados do Comércio.

Desde que entrou em vigor, mais de duas mil empresas já se cadastraram para aderir ao Repis. Destas, 1.450 concluíram o processo de adesão e estão aptas a usar novo modelo.

“Minha empresa existe desde 2001 e esse é o momento em que passamos pelas maiores dificuldades, em meio a uma crise que se estende. Desta forma, nesse atual cenário, onde analisamos tudo com muita cautela, aderir o Repis foi o adequado, visando a redução de custos, que é o que está sendo necessário”, afirma Verônica Veloso, empresária do segmento de Alimentos e Bebidas, acrescentando ainda que o Repis é uma alternativa positiva para o empreendedor que precisa de um equilíbrio entre receitas e despesas, principalmente numa situação de mudança constante da economia.

A implantação do regime especial está acontecendo de forma escalonada por meio das negociações entre sindicatos patronais e laborais em todo o país para fechamento das convenções coletivas de trabalho. No Rio Grande do Norte, além do Sicomércio, outros sindicatos filiados à Fecomércio RN estão apresentando os benefícios do Repis aos seus associados e ressaltando os resultados positivos na contabilidade do empreendimento.

“O Sicomércio Rio Grande do Norte enxergou no Repis uma alternativa para os comerciantes enxugarem seus custos, que ficaram difíceis de serem cumpridos com a crise que abateu todo o país. Na negociação coletiva apresentamos a ferramenta, que foi aceita e logo depois divulgada aos associados e está tendo uma boa adesão”, explicou o presidente em exercício da Fecomércio e presidente do Sicomércio RN, Gilberto Costa.

Costa esclareceu ainda as microempresas e empresas de pequeno porte que aderirem o Repis podem adotar o piso salarial de R$ 986. O piso salarial das empresas das demais categorias será de R$ 1.005.

O que mais me atraiu para aderir ao Repis foi a possibilidade de reduzir os custos da folha de pagamento. Explicamos aos funcionários que foi uma medida para abater os efeitos da crise que ainda vivemos, porém, o dinheiro economizado será empregado para o trabalhador, iremos investir na nossa força de trabalho”, comentou o empresário Luis Cláudio Domotor, do segmento de material de construção de Mossoró.

Para detalhar os efeitos do Repis, o Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Norte (CRC) promoveu em Natal e em Mossoró um ciclo de palestras para explicar o regime aos contadores. No estado, a classe soma mais de 13 mil contabilistas.

“Orientamos os contadores para eles orientarem os seus clientes, explicando que o Repis veio trazer benefícios, um pacote de serviços que a Fecomércio, junto aos sindicatos, está proporcionando. As empresas que aderirem poderão praticar pisos salariais diferenciado àqueles praticados pelas demais empresas, além de simplificar outras obrigações das convenções coletivas”, comentou o presidente do CRC RN, Luzenilson Moreira que completou, “o modo de aderir ao Repis é muito simples”.


(Foto: Divulgação)
Croácia humilha Argentina em mais um dia apagado de MessiPartida é válida pelo Grupo D

Argentina e Croácia abriram a segunda rodada do Grupo D do Mundial da Rússia e, com péssima atuação do time sul-americano, os europeus venceram por 3 a 0. Após empatar com a Islândia, na estreia, Jorge Sampaoli fez modificações na equipe que não surtiram efeito, como as entradas de Acuña, Mercado e Pérez, e saídas de Rojo, Biglia e Di Maria. 

Já a Croácia veio com Brozovic no lugar de Kramaric e sem Nikola Kalinic, dispensado após se recusar a entrar no fim, na vitória sobre a Nigéria.

A partida foi marcada pelo encontro, na primeira vez na história, dos camisas 10 de Barcelona e Real Madrid em um jogo de Mundial: Lionel Messi e Lukas Modric. Melhor para Modric.

Primeiro Tempo:

A partida começou com pressão croata, que logo aos 4' tentou com Perisic, obrigando Caballero a trabalhar. Aos 12', foi a vez da Argentina. Meza recebeu passe de Acuña e bateu para o gol, mas Lovren cortou antes mesmo da defesa de Subasic. 

Aos 29', Enzo Perez errou uma boa chance, quando estava livre para o gol. Na sequência do lance, a Croácia voltou a atacar e aí foi a vez de Manzukic perder um gol feito.

Segundo Tempo:

O jogo começou truncado, com poucas chances. Mas aos 8', Mercado recuou uma bola com Rebic na cola. Caballero tentou um chutão, mas a bola acabou saindo de rosca e voltou no pé do atacante croata, que pegou bonito por cobertura. Falha grosseira do goleiro argentino e 1 a 0 para a Croácia.

Nervoso e com o time mais tenso ainda, Jorge Sampaoli optou por mudar e trocou Salvio e Aguero por Pavón e Higuaín. Dalic também mexeu e tirou o autor do gol, Rebic, para entrada de Kramaric. Poucos minutos depois, mais mudanças: Dybala para saída de Enzo Pérez.

Para decepção de Messi e companhia, aos 35', o desastre total para a Argentina: gol de Modric. De fora da área, o craque croata mandou um chutaço, à esquerda de Caballero, que não conseguiu evitar: 2 a 0.

Quem achava pouco, teve espaço pra mais. Aos 46', Rakitic chutou da entrada da área para defesa de Caballero. No rebote, Kovasic teve tempo de tocar para Rakitic de novo marcar: 3 a 0.

Com o resultado, a Argentina se complica na tabela, já que precisa vencer a Nigéria e torcer para derrota da Islândia.


(Foto: Reuters/Carlos Barria)
Servidores fazem manifestação devido atraso salarialAto aconteceu na manhã desta quarta-feira (20) em frente no Centro Administrativo do Estado, em Natal.

Servidores do Rio Grande do Norte fizeram uma manifestação em frente à sede do governo, no Centro Administrativo do estado, na manhã desta quarta-feira (20). De acordo com representantes de sindicatos, o ato cobrou pagamento do 13º salário de 2017 e o depósito, dentro do mês, dos salários, que estão em atraso.

Os servidores também querem revisão dos salários desde 2010 e realização de concurso público. De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Direta (Sinsp), Janeayre Souto, há mais de dois anos os servidores públicos estaduais recebem os salários com atraso. "Os servidores estão ficando doentes, desesperados, com contas acumulando", disse.

Ela ainda criticou o fato de servidores de outros poderes terem recebido a primeira parcela do 13º salário de 2018, enquanto os do Executivo não receberam ainda o de 2017. "A crise não é apenas do Executivo, é do Estado, mas estão ninguém fala nada sobre isso", argumentou.

Uma comissão foi formada durante o protesto para os servidores tentarem apresentar a pauta de reivindicações ao governo. Até a última atualização, porém, a reunião ainda não tinha sido marcada.


(Foto: Sinsp/Divulgação)
Copa: Portugal vence com gol relâmpago de Cristiano RonaldoO camisa 7 abriu o placar aos 4 minutos do primeiro tempo e a equipe lusa conseguiu suportar a pressão marroquina até o fim da partida em Moscou

Portugal venceu o Marrocos por 1 a 0 nesta quarta-feira (20), em Moscou, com gol relâmpago de Cristiano Ronaldo. O camisa 7 abriu o placar para a seleção lusa logo aos 4 minutos do primeiro tempo.

O tentou saiu a partir de um cruzamento de Cédric. CR7 aproveitou a cochilada de Da Costa e testou a pelota para o fundo do gol: 1 a 0.

Com o gol, o astro português superou Puskás (Hungria) na lista dos maiores artilheiros de todas as seleções. Agora é o segundo (85 gols), atrás de Ali Daei, do Irã (109). E na artilharia da Copa da Rússia, ele aparece isolado, com 4 gols anotados.

No segundo tempo, a pressão foi total do Marrocos, que insistiu na busca pelo empate. Apesar de criar boas oportunidades, a equipe africana não conseguiu colocar a bola para o fundo do gol.

Com o revés, o Marrocos não consegue mais avançar às oitavas de final, mesmo tendo ainda mais um jogo pela frente, contra a Espanha. O time estreou na Copa com derrota diante do Irã, que pega a Fúria logo mais.

A vitória deixa a seleção portuguesa com muito bem na luta pela classificação. Com informações do portal Notícias ao Minuto. 


(Foto: Getty Images)
Trump suspende política que separa famílias de imigrantesPelo menos 2 mil crianças estão sendo mantidas longe dos pais desde abril

Após dias de controvérsia e críticas, o presidente americano, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira (20) que irá acabar com a separação de famílias na fronteira, que afastou pelo menos 2.000 crianças imigrantes de seus pais desde abril.

Trump assinou hoje uma ordem executiva, uma espécie de decreto presidencial, para manter as famílias unidas.

"Nós vamos manter as famílias unidas, mas temos que fortalecer nossas fronteiras", declarou o republicano à imprensa. "Temos que manter a linha-dura ou nosso país será invadido por pessoas que não deveriam estar no nosso país, pelo crime, por todas as coisas que não queremos."

O presidente não deu detalhes sobre a ordem, mas disse que a assinará na tarde desta quarta.

As histórias de crianças sendo separadas de seus pais e as imagens de adolescentes em centros de detenção que mais parecem jaulas se tornaram uma crise de grandes proporções para Trump e os congressistas republicanos, que agora buscam uma resposta para uma situação que os críticos chamam de desumana e demoníaca.


(Foto: REUTERS/Leah Millis)
Copa: Senegal domina Polônia e vence na estreiaPartida foi a última da primeira rodada

Senegal e Polônia fecharam a primeira rodada do Mundial. A partida, realizada no estádio Spartak, em Moscou, capital russa, foi válida pelo Grupo H, o mais equilibrado da competição.  Com bom domínio do jogo, os senegaleses venceram por 2 a 1.

Mais cedo, também pelo Grupo H, o Japão conseguiu a primeira vitória de um asiático sobre um sul-americano, ao vencer a Colômbia por 2 a 1.

JOGO

Primeiro Tempo:

Com atenções voltadas para Lewandowski, da Polônia, e Sadio Mané, de Senegal, o início do jogo é  marcado pela força das defesas. O astro do Bayern de Munique não conseguiu se impor perante a gigante defesa senegalesa, que tem Koulibaly, com 1,95m, e Sali Sané, com 1,96m.

A falta de criatividade polonesa acabou custando caro. Aos 37, Gueye chegou na entrada da área e bateu. A bola desviou no brasileiro Thiago Cionek e acabou enganando o goleiro: 1 a 0.

Segundo Tempo:

A partida foi retomada e, logo no primeiro minuto, um susto: Bednarek foi ao chão após uma pancada e precisou ser atendido. Médicos entraram no gramado, mas o jogador se recuperou em seguida. 

O Senegal conseguiu manter o domínio do jogo e, aos 15', chegou ao segundo gol. Krychowiak errou no recuo e Niang tirou do goleiro para empurrar pra dentro das redes: 2 a 0.

O jogo seguiu pegado a partir do segundo gol e, aos 38, uma pequena confusão esquentou o clima na linha de fundo, mas a turma do deixa disso chegou para apaziguar. 

Na sequência do lance, o volante polonês Krychowiak aproveitou um cruzamento na área para diminuir: 2 a 1. Mas a recuperação não foi a tempo. Os senegaleses conseguiram manter a bola no campo polonês, nos minutos finais, e conseguiram a vitória.

Na próxima rodada, o Senegal enfrenta o Japão, que venceu a primeira, sobre a Colômbia. Os sul-americanos fazem duelo decisivo com a Polônia.


(foto: © Getty Images)
Feira reúne público intercambista de 11 países em NatalEvento acontece nesta quinta-feira (21) em universidade na Zona Sul de Natal. Entrada é gratuita.

Natal vai receber nesta quinta-feira (21) um evento multicultural com intercambistas de vários países. O Global Village está na quinta edição e vai acontecer na Universidade Potiguar (UnP), na unidade da Avenida Roberto Freire, Zona Sul da capital. A entrada é gratuita.

Promovido pela Associação Internacional dos Estudantes de Ciências Econômicas e Comerciais (AIESEC), o evento contará com a presença de mais de 80 estrangeiros dos seguintes países: Turquia, Argentina, Polônia, Itália, Chile, Hungria, Espanha, Hong Kong, México, França e Colômbia.

De acordo com Túlio Xavier, diretor de Marketing da AIESEC em Natal, a festividade vai proporcionar uma troca cultural através de conversas, comidas e apresentações de dança.

A AIESEC é uma rede mundial formada por jovens que promove oportunidade de intercâmbio e trabalho voluntário em mais de 1.800 locais pelo mundo. Além disso, para os que não desejam ou podem viajar, é possível vivenciar outra cultura através da hospedagem de intercambistas.


(Foto: AIESEC/Divulgação)
PIS/Pasep colocarão R$ 34,3 bilhões na economiaPelas contas do governo, 28,7 milhões de pessoas serão beneficiadas.

A partir de hoje (18), os brasileiros com mais de 57 anos, que são titulares de contas inativas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), poderão sacar esses recursos.

Entre os dias 14 e 28 de setembro, a autorização será ampliada para todas as idades, diferentemente do que ocorria até então, quando o saque total só podia ser feito quando o trabalhador completasse 70 anos, se aposentasse, tivesse doença grave ou invalidez ou fosse herdeiro de titular da conta.

A mudança da regra ocorreu na última semana, quando o presidente Michel Temer assinou decreto que amplia as possibilidades de saque até o dia 28 de setembro. A estratégia do governo é impulsionar a economia, seguindo o modelo adotado na liberação de saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que representaram cerca de R$ 43 bilhões em movimentação.

Pelas contas do governo, 28,7 milhões de pessoas serão beneficiadas. Em cifras, são R$ 34,3 bilhões disponíveis para saque no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Isto porque 3,6 milhões de pessoas já resgataram R$ 5 bilhões em recursos dos dois programas. Com informações da revista Isto É


(Foto: Info Money)
Candidatos do PT podem ficar isolados em 8 EstadosJuntas, estas unidades federativas representam 70,9 milhões de eleitores ou 49,3% do total de brasileiros aptos a votar

Levantamento feito pelo Estado com dirigentes nacionais e estaduais do PT mostra que o partido pode ficar isolado nas disputas por governos em ao menos oito das 27 unidades da Federação, que somam quase a metade do eleitorado brasileiro.

Luiz Marinho, em São Paulo; Marcia Tiburi, no Rio; Miguel Rossetto, no Rio Grande do Sul; Dr. Rosinha, no Paraná; Décio Lima, em Santa Catarina e Humberto Amaducci, no Mato Grosso do Sul, até agora não conseguiram apoio de nenhuma outra sigla. No Mato Grosso e no Distrito Federal, o PT não definiu nomes até o momento, mas a tendência também é de isolamento.

Juntas, estas unidades federativas representam 70,9 milhões de eleitores ou 49,3% do total de brasileiros aptos a votar no dia 7 de outubro.

Dirigentes petistas dizem que o isolamento é inédito desde a década de 1980, quando o PT ainda era um coadjuvante nas disputas eleitorais e tinha postura restritiva em relação à política de alianças.

Segundo líderes petistas, a situação é um resquício da série de tombos que o partido levou desde as manifestações de junho de 2013, passando pela Operação Lava Jato, o impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff e culminando com a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado no caso do triplex do Guarujá (SP).

Além disso, o cenário nos Estados onde os petistas estão isolados repete o quadro nacional. Decidido a manter até o fim a candidatura de Lula, mesmo condenado em segunda instância e preso em Curitiba, o PT ainda não conseguiu fechar uma aliança nem sequer para a disputa presidencial. Em 2014, a coligação que reelegeu Dilma tinha nove legendas.

"O debate sobre alianças ainda está em curso e há tempo para aumentar as nossas coligações", disse o deputado Paulo Teixeira (SP), um dos vice-presidentes do PT e integrante da Comissão Eleitoral do partido. "As possibilidades de apoio é um ativo político. Por isso ninguém quer revelar as conversas que teve", completou.

De acordo com Teixeira, vários partidos têm manifestado interesse no apoio do PT, principalmente por causa do tempo de TV (a sigla tem a maior bancada da Câmara) e da liderança de Lula nas pesquisas, mas o calendário eleitoral que permite definições até o início de agosto tem atrasado as definições.

O isolamento é maior na Região Sul, onde a onda antipetista, iniciada em 2013, teve mais força. No Rio Grande do Sul, Estado governado duas vezes pelo PT, o ex-ministro Rossetto é pré-candidato a governador em uma chapa "puro-sangue".

"O quadro no Estado é muito dependente do cenário nacional que está muito complexo", disse o vice-presidente do PT-RS, Carlos Pestana. "Não é só o PT. O MDB, PSDB e (Jair) Bolsonaro também", completou.

O partido que governou o País por 13 anos deve lançar 16 candidatos a governador neste ano, um a menos do que nas eleições de 2014, quando o PT teve 17 candidatos e elegeu cinco (MG. BA, CE, PI e AC).

No quadro atual, o PSB, com quem o PT tenta uma aliança nacional, é o principal parceiro e deve receber apoio petista em ao menos 12 Estados (AM, AP, ES, PB, SE, RO e TO). Por outro lado, o PT espera ser retribuído em outros cinco: BA, CE, AC, PI e GO. Em Minas Gerais e Pernambuco, onde o petista Fernando Pimentel e Paulo Câmara (PSB) tentam se reeleger, ainda não há definição.

Em Minas, o PT acena com a vaga de vice na chapa presidencial ao ex-prefeito de Belo Horizonte Márcio Lacerda (PSB), que insiste em manter a pré-candidatura ao governo.

No fim de semana passada, a Executiva nacional petista aprovou o adiamento do calendário de encontros estaduais para ganhar tempo em Pernambuco, onde a vereadora Marília Arraes busca a candidatura própria, e tentar convencer o partido a apoiar Câmara. O objetivo é garantir uma aliança com o PSB em nível nacional.

No entanto, líderes do PSB têm dito que a estratégia petista de manter o nome de Lula atrapalha o entendimento. Em entrevista ao Estado, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, disse preferir o ex-prefeito Fernando Haddad.


(Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)
Neymar não brilha e seleção estreia de maneira pífiaCom o resultado, o Brasil fica em segundo lugar no Grupo E, com um ponto

A seleção brasileira estreou na Copa do Mundo da Rússia com um empate amargo diante da Suíça, neste domingo (17), em Rostov. Com Neymar muito mal no jogo, o time do técnico Tite encontrou dificuldades para superar a forte marcação suíça.

Coutinho colocou o Brasil na frente com um golaço, no primeiro tempo, mas a Suíça empatou no início do segundo tempo, numa cobrança de escanteio que contou com a “colaboração” do goleiro Alisson, que falhou no lance.

Com o resultado, o Brasil fica em segundo lugar no Grupo E, com um ponto, assim como a Suíça. A Sérvia lidera, com três pontos, e a Costa Rica aparece em último, sem pontos somados.


(Foto: Reuters)
Revista Foco Nordeste faz a entrega do prêmio Top of MindEvento de lançamento da revista especial e de premiação acontece na segunda-feira (25) no Centro de Convenções de Natal

A Revista Foco Nordeste faz o lançamento da edição mais esperada do ano, o prêmio Top of Mind 2018, na segunda-feira (25). A grande noite de entrega dos troféus Top of Mind acontece no Centro de Convenções de Natal, na Via Costeira, Ponta Negra.

A cerimônia de premiação Top of Mind entregará os troféus as marcas mais lembradas e preferidas pelo consumidor natalense. A pesquisa Top of Mind sobre a lembrança de marcas pelo consumidor é um dos balizadores fundamentais para as empresas sobre o andamento de seus produtos junto ao mercado. Por mais um ano, a pesquisa Top of Mind é feita pelo Instituto Smart para a Revista Foco Nordeste.

A solenidade de entrega da premiação Top of Mind terá também show especial com a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte.


Cena da cerimônia Top of Mind 2017 (Foto: Revista Foco Nordeste)
Juízes não poderão fazer manifestações políticasDecisão provocou reação de entidades representativas da magistratura

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) proibiu magistrados de fazer ataques pessoais a candidatos, lideranças políticas ou partidos "com a finalidade de descredenciá-los perante a opinião pública, em razão de ideias ou ideologias de que discorde" nas redes sociais. A decisão assinada pelo corregedor do CNJ e ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio Noronha, provocou reação de entidades da magistratura.

Quatro delas condenaram o provimento do corregedor - a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), a Associação dos Juízes para Democracia (AJD) e a União Nacional dos Juízes Federais (Unajuf) - e uma informou que vai pedir esclarecimentos: Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe). Além de apontar censura aos magistrados, as associações consideram que o texto do CNJ pode permitir perseguições políticas a juízes.

"A liberdade de expressão dos juízes e juízas deve ser garantida para que o sistema jurídico funcione de modo adequado no Estado democrático", disse a juíza Laura Rodrigues Benda, da AJD. Para a ela, a resolução pode servir de instrumento de controle ideológico de magistrados. Posição semelhante é do juiz federal Eduardo Cubas, da Unajuf. "Não tenho a menor dúvida de que o provimento constitui uma censura aos magistrados."

A decisão do CNJ acontece depois de o órgão receber representações contra magistrados sobre manifestações em redes sociais. Esse foi o caso que envolveu a desembargadora Marília Castro Neves. Em março, após o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), no Rio, ela postou no Facebook notícia falsa que vinculava a vítima ao crime organizado. Antes, publicara comentários contra uma professora com síndrome de Down.

"Isso vem crescendo muito na magistratura. Esse tipo de comportamento está começando a se exagerar. Você não deve confiar num juiz que está escrevendo bobagem em rede social. Juiz tem de ter credibilidade", disse o ministro Noronha.

Para o futuro corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, do STJ, a norma reproduz o que a Lei Orgânica da Magistratura (Loman) já dispõe. "Não há inovação na ordem jurídica." O conselheiro Henrique Ávila, do CNJ, concorda e acredita que o texto só detalha e reproduz, na linguagem e "no estágio tecnológico atuais", o que já está previsto na Constituição e na Loman. "Não haverá qualquer dificuldade de aplicação, pois a esmagadora maioria dos magistrados observa seus deveres sem necessidade de lembretes, mas o provimento foi necessário porque aqui e ali se tem visto abusos em manifestações públicas e até políticas de magistrados."


(Foto: Amazonas Atual)
BC: PIB indica que economia ganhou impulso em abrilO Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB)

A economia brasileira ganhou impulso em abril, após contração no mês anterior, de acordo com dados do Banco Central, ritmo que está sob ameaça devido à greve dos caminhoneiros que prejudicou o abastecimento em todo o país no final de maio.

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), expandiu 0,46 por cento em abril na comparação com o mês anterior, segundo dado dessazonalizado divulgado pelo BC nesta sexta-feira.

A expectativa em pesquisa da Reuters era de alta de 0,50 por cento, na mediana das projeções de especialistas consultados. Em março, o IBC-BR havia recuado 0,5 por cento, em dado revisado pelo BC após divulgar queda de 0,74 por cento. Nos dois primeiros meses do ano, o indicador também apresentou resultados negativos.

Na comparação com abril de 2017, o IBC-Br cresceu 3,70 por cento, enquanto que no acumulado em 12 meses apresentou expansão de 1,52 por cento, ainda segundo o BC.

Os dados de abril do IBC-Br acompanham os resultados favoráveis da indústria, varejo e serviços. No mês, a produção industrial cresceu 0,8 por cento, enquanto as vendas no varejo aumentaram 1 por cento e o setor de serviços teve seu primeiro resultado positivo no ano.

No primeiro trimestre, o PIB do Brasil acelerou ligeiramente o ritmo e registrou expansão de 0,4 por cento em relação aos três meses anteriores, marcando o quinto período seguido no azul e favorecido pela agropecuária, segundo o IBGE.

O cenário positivo apontado pelo indicador do BC, entretanto, está ameaçado devido aos efeitos da paralisação da greve dos caminhoneiros, que afetou o abastecimento de combustíveis, alimentos e outros insumos em todo o país.

Além disso, o Brasil vive momento de incerteza com as eleições presidenciais, além de confiança abalada e desemprego elevado. As projeções para o crescimento da economia deste ano vêm sendo reduzidas por analistas e a pesquisa Focus realizada semanalmente pelo Banco Central aponta agora expectativa de 1,94 por cento. Com informações do portal Exame.


(Foto: Exame)
Governo e prefeitura mudam expedientes para a CopaOs serviços essenciais, como saúde e segurança, serão mantidos durante o feriado e o ponto facultativo.

O Governo do Rio Grande do Norte decretou ponto facultativo na próxima sexta-feira (22) e suspendeu o expediente nas repartições públicas a partir das 13h do dia 27 (sábado), com retorno do funcionamento normal na segunda, 28. O ponto facultativo e a suspensão foram definidos em razão da exibição dos jogos da seleção brasileira de futebol na Copa do Mundo da Rússia.

Sendo classificada a seleção brasileira para as demais fases do Mundial, será decretado ponto facultativo nos dias em que os jogos forem realizados às 11h, e expediente das 8h às 13h quando os jogos forem às 15h.

Ainda de acordo com o decreto, serviços essenciais, como saúde e segurança, serão mantidos durante o feriado e o ponto facultativo.

A Prefeitura Municipal de Natal decretou que o dia 22, data do segundo jogo do Brasil na Copa da Rússia, será ponto facultativo. Já no dia 27, na terceira partida, o expediente será até o meio-dia. O primeiro jogo da seleção ocorre neste próximo domingo, não havendo necessidade de alteração de horário das repartições.

Ainda segundo o decreto, caso a seleção brasileira se classifique para a próxima fase da Copa, sendo o jogo realizado pela manhã, será ponto facultativo. Caso a partida seja no turno da tarde, o expediente será até às 12h.


(Foto: Odds Shark)
Justiça do RN sequestra R$ 1,5 mi de fraudadores Ministério Público obteve na Justiça o sequestro em bens móveis e imóveis de suspeitos de fraudes na iluminação pública em Parnamirim

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) obteve na Justiça o sequestro de R$ 1.524.382,49 em bens móveis e imóveis de pessoas e empresas suspeitas de envolvimento com fraudes em contratos de iluminação pública em Parnamirim. Nesta segunda-feira (11), o MPRN deflagrou a operação Curto Circuito, que apura os crimes de formação de cartel, fraude em licitações, corrupção ativa e passiva, peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro na cidade da Grande Natal. O valor sequestrado deve ser usado para ressarcimento dos danos ao erário municipal. 

A operação Curto Circuito cumpriu seis mandados de prisão e outros 20 de busca e apreensão. Os mandados foram cumpridos nas residências e nos locais de trabalho em Parnamirim e no Recife, capital de Pernambuco.

 

Foram presos preventivamente Maurício Ricardo de Moraes Guerra, sócio-administrador da empresa Enertec Construções e Serviços Ltda.; Gaspar de Lemos Alcântara, secretário municipal adjunto de Serviços Urbanos de Parnamirim; e Ilton Geraldo Bezerra de Oliveira e George Kennedy Araújo de Medeiros, respectivamente engenheiro e funcionário da Enertec. O ex-secretário de Obras Públicas de Parnamirim Naur Ferreira da Silva e o filho dele, o empresário Ruan Ferreira de Souza e Silva, foram presos temporariamente por 5 dias.

 Além das prisões, a Justiça potiguar determinou o sequestro de bens de quatro das pessoas presas, de duas empresas e ainda da mulher de um dos presos, que é funcionária da Prefeitura de Parnamirim. Tiveram os bens sequestrados: Maurício Ricardo de Moraes Guerra; Gaspar de Lemos Alcântara; Naur Ferreira da Silva, o filho dele, o empresário Ruan Ferreira de Souza e Silva, e a mulher dele, Karina Figueiredo Medeiros. A decisão também se estende às empresas Enertec Construções e Serviços Ltda. e Ferragens Souza Ltda. ME.

 Para conseguir o valor sequestrado, a Justiça determinou o bloqueio de valores existentes em instituições financeiras do país titularizados pelos suspeitos; o cadastramento da ordem de sequestro na Central Nacional de Indisponibilidade de Bens (CENIB) para constrição dos imóveis registrados em nome deles; o cadastramento de ordem de sequestro com o registro da constrição judicial dos veículos registrados em nome deles; e ainda a expedição de ofício à Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) e à Controladoria-Geral do Município de Parnamirim determinando a retenção de medições ainda não pagas em favor das empresas Enertec.


(Foto: Aqui RN)
PGR pede mais prazo para investigar Temer e ministrosO caso envolve o suposto favorecimento da empresa Odebrecht ao MDB

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu hoje (14) ao Supremo Tribunal Federal (STF) a prorrogação por mais 60 dias do inquérito que tem o presidente Michel Temer  e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência) como investigados. 

A prorrogação será decidida pelo relator do caso, ministro Edson Fachin. O caso envolve o suposto favorecimento da empresa Odebrecht durante o período em que Padilha e Moreira Franco foram ministros da Secretaria da Aviação Civil, entre os anos de 2013 e 2015. Na época, Temer era vice-presidente da República. 

De acordo com depoimento de delação premiada do ex-executivo da Odebrecht Claudio Melo Filho, houve um jantar no Palácio do Jaburu, em maio de 2014, para tratativas de um repasse de R$ 10 milhões como forma de ajuda de campanha para o PMDB, atualmente MDB.

Após ser incluindo no inquérito pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin, o presidente Temer enviou uma carta à PGR defendendo que o presidente da República deve responder somente “por atos que guardem estrita relação com o exercício do mandato”.

O Palácio do Planalto informou que não irá comentar o pedido da PGR. Com informações da Agência Brasiil. 


(Foto: Jornal do Brasil)
Tite confirma titulares para a estreia do Brasil na CopaO Brasil está no Grupo E da Copa do Mundo, com Suíça, Costa Rica e Sérvia.

Durante o treinamento desta quinta-feira (14), o técnico Tite distribuiu coletes e confirmou a escalação da seleção brasileira para a estreia na Copa do Mundo.

O Brasil vai enfrentar a Suíça no próximo domingo (17) com a seguinte formação: Alisson, Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Philippe Coutinho; Willian, Neymar e Gabriel Jesus.

Deste modo, o Brasil mantém o time titular que venceu a Áustria no último amistoso antes do Mundial. Vale ressaltar também que é a primeira vez que o técnico Tite repete escalação desde que assumiu o comando da seleção.

O Brasil está no Grupo E da Copa do Mundo, com Suíça, Costa Rica e Sérvia.


(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Antecipação dos royalties gera caixa para o GovernoGoverno pretende usar o montante para pagamento dos funcionários públicos do Estado.

Os deputados aprovaram o Projeto de Lei que autoriza o Executivo a ceder às instituições financeiras, públicas, créditos decorrentes de royalties e participações especiais, relacionados à exploração de petróleo e gás natural e autoriza a substituição da fonte de recursos para a constituição de garantia de contraprestação do Fundo Garantidor das Parcerias Público Privadas.

Com a emenda do deputado Mineiro Lula (PT) encartada na Comissão de Finanças e Fiscalização (CFF) e aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), os recursos terão que ser aplicados, exclusivamente, para pagamento de pessoal. São estimados cerca de R$ 162 milhões.

As prestações de contas das administrações do governador Robinson Faria (PSD), estas referentes aos anos de 2016 e 2015, bem como da então governadora Rosalba Ciarlini (PP), de 2013, também foram aprovadas, além de outros projetos de iniciativa parlamentar.

Na discussão das matérias, o líder governista, deputado Dison Lisboa (PSD), ressaltou a necessidade dos recursos para colocar a folha de pagamento dos aposentados em dia. O deputado afirmou que as parcelas não irão comprometer 100% do valor. “Temos a menor dívida do País, uma dívida pequena e esse recurso será destinado para um importante fim, colocar a folha dos aposentados em dia”, afirmou.


(Foto: João Gilberto)
Aeroporto de Mossoró volta a receber voos comerciaisO voo inaugural foi realizado pela companhia aérea Azul e partiu de Recife

O aeroporto de Mossoró, segunda maior cidade do Estado, voltou a receber linhas comerciais nesta quarta-feira, 13. O voo inaugural foi realizado pela companhia aérea Azul e partiu de Recife, com decolagem às 13h35 e aterrisagem às 15h05. "Começamos hoje um novo momento para a economia mossoroense. O aeroporto está totalmente recuperado e funcionando com uma linha direta para Recife e, de lá, permitindo o acesso para todo o Brasil e para o mundo", afirmou o governador Robinson Faria.

O chefe do Executivo estadual explicou que as obras físicas e o processo para a emissão da certificação pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) demandaram três anos e grande esforço do Governo. "Mas agora tudo isso é recompensado. Mossoró volta a ter voo regular, o que vai impactar positivamente na economia, atrair novas empresas, gerar emprego, renda e estimular o turismo", destacou.

Para viabilizar a operação do equipamento, a administração estadual executou várias melhorias que modernizaram as áreas operacional e administrativa. A reforma dotou o aeroporto de estruturas como check-in de passageiros, embarque, sala VIP, lojas de artesanato, mirante, salas para administração, Infraero e para empresas aéreas e até banheiros. No Anexo do aeroporto foram reformadas as instalações para abrigar o Corpo de Bombeiros. Foi instalada, também, cerca de isolamento da pista.

O diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) - órgão responsável pela ampla reforma, Ernesto Fraxe, disse que "O governo tomou uma decisão corajosa de restaurar e colocar em funcionamento o aeroporto, em um esforço conjunto envolvendo uma grande equipe que agora apresenta resultados."

A prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, reconheceu e elogiou as ações do Governo do Estado para retomar as operações comerciais do aeroporto. "Senhor Governador, não sei como expressar em palavras o agradecimento pelo reinício dos voos para Mossoró. Quando eu era menina, em 1954, lembro que embarquei com meu avô em um voo da Panair. Mas essa linha acabou. Depois, como prefeita da cidade consegui trazer voos da BRA, da Trip e da Noar. Mas eles também foram suspensos. Agora é tudo novo. Agradeço ao Governador e sua equipe, à nossa classe política e empresarial que apoia esta realização", registrou.


(Foto: Assecom)
Supremo faz de Agripino réu por corrupção pela 2ª vezSTF aceitou denúncia da Procuradoria-Geral da República e abriu processo criminal contra o senador José Agripino por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e falsidade documental

Notícias pesarosas sobre a cabeça do senador José Agripino, do DEM do Rio Grande do Norte, desta feita vindas do Supremo Tribunal Federal. A 2ª Turma do STF aceitou por três votos a dois a denúncia feita pela PGR e abriu inquérito contra o senador Agripino por corrupção passiva, falsidade documental e lavagem de dinheiro.

Na denúncia, a Procuradoria-Geral da República diz que José Agripino recebeu R$ 1.150.000 de propina para influenciar o governo do Rio Grande do Norte na escolha de uma empresa que pretendia conseguir um contrato de serviços de inspeção veicular no Estado. Esse dinheiro, segundo a PGR, teria servido para custear despesas de campanhas eleitorais do próprio Agripino e da ex-governadora Rosalba Cirarlini no ano de 2010. A PGR também denuncia que Agripino teria apresentado documentos particulares e públicos ideologicamente falsos quando de sua defesa.

O ministro Celso de Mello, ao proferir o quinto voto desempatando o placar contra o senador do DEM do RN disse estar "convencido da viabilidade da denúncia em análise", e que há elementos suficientes para abrir uma ação penal.

Rosalba Ciarlini, ex-governadora do RN, também denunciada pela PGR, teve as acusações rejeitadas pela 2ª Turma do STF, por unanimidade, já que os magistrados consideraram que ela não chegou a se envolver pessoalmente com os delatores, o que não é o caso de José Agripino.

A defesa de Agripino declarou, durante o julgamento, que não há provas contra ele e que o contrato de inspeção veicular foi rescindido pelo governo do RN, o que evidenciaria o não acerto de propina junto à empresa.

Agripino é réu pelo STF pela segunda vez, já que em dezembro do ano passado a 1ª Turma do Supremo aceitou denúncia de corrupção contra o senador do DEM potiguar em processo que o acusa de ter exercido influência para mudar parecer do Tribunal de Contas do RN com a finalidade de conseguir liberar o financiamento da Construtora OAS para a obra do estádio Arena das Dunas.

Ser réu duas vezes e, ainda mais pelo STF, em ano no qual precisa disputar uma eleição e garantir um mandato não é coisa alvissareira. José Agripino, que já vem com as barbas de molho e guardando certa quietude, agora tem mais este abacaxi para descascar junto à corte maior da Justiça brasileira, e isso deve ter prioridade ainda maior do que ir atrás de votos para conseguir algum mandato.

Com informações do UOL Notícias.  


Senador Agripino é réu pela segunda vez junto ao STF (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)
Kim e Trump assinam acordo histórico e diminuem tensãoDocumento repete o compromisso de dar fim às armas nucleares feito pelo norte-coreano no final de abril

Em condições ainda vagas e com compromissos que ficaram de fora do papel, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o ditador norte-coreano, Kim Jong-un, assinaram nesta terça-feira (12) em Singapura um acordo que prevê a desnuclearização da península Coreana, no qual os dois países se comprometem à "paz e prosperidade" na região.

O documento repete o compromisso de dar fim às armas nucleares feito pelo norte-coreano no final de abril, em uma reunião com a Coreia do Sul, e não estabelece, por ora, passos concretos rumo à desnuclearização.

Um dos principais itens do combinado entre Kim e Trump, a destruição de um local de testes de mísseis nucleares, foi obtido após a assinatura final, segundo o americano -e ficou de fora do documento divulgado pelos dois países.

As sanções econômicas contra a Coreia do Norte permanecem inalteradas, até que sejam tomados passos concretos rumo à desnuclearização, de acordo com o americano. E o esperado término oficial da Guerra da Coreia, que divide a península coreana há quase 70 anos, não foi anunciado desta vez.

Trump afirmou que o momento era "histórico" e que inaugura "um novo capítulo na história nas nações", mas reconheceu que é o início de um processo e disse que "não há como garantir tudo".

"Eu apenas sinto, muito fortemente, que eles querem fazer um acordo", declarou o presidente, durante uma longa entrevista à imprensa em Singapura. "É isso que eu faço. Minha vida toda foi de negociação. Isso é o meu negócio."

Em troca do compromisso de desnuclearização, os EUA se comprometeram a interromper os exercícios militares aéreos conjuntos com a Coreia do Sul, na fronteira dos países, que desagradaram o norte-coreano durante as negociações para a cúpula desta terça e quase ruíram o encontro.

"Em primeiro lugar, é tremendamente caro. E segundo, é uma situação muito provocadora", afirmou Trump. "Diante das circunstâncias de que estamos negociando um acordo bastante abrangente, [abandonar os exercícios militares] é algo que eles [Coreia do Norte] apreciaram bastante."

Ao ser perguntado se havia interpelado o ditador, que sufoca a oposição ao regime e detém centenas de presos políticos em campos forçados, Trump disse que falou, sim, do assunto -mas de forma "muito breve" em comparação ao tema das armas nucleares, principal foco do encontro.

Em um clima ineditamente amistoso com a imprensa no local, Trump não quis responder, porém, a um jornalista que o questionou, de forma incisiva, se o encontro dava legitimidade a um regime ditatorial que oprime e retira direitos da população. "Eu acabei de responder", desconversou o americano.


(Foto: Independent)
Vacinação contra Influenza no RN termina na sextaJá foram aplicadas 750.330 mil doses, o que corresponde a uma cobertura vacinal de 81,8% do público-alvo.

A campanha de vacinação contra a Influenza, iniciada em 23 de abril, será encerrada na sexta-feira (15) em todos os postos de vacinação do Rio Grande do Norte. Até o momento o estado aplicou 750.330 mil doses, o que corresponde a uma cobertura vacinal de 81,8% do público-alvo. Segundo a Secretaria de Saúde Pública (Sesap), o RN está em quarto lugar no Nordeste e décimo segundo do país em números de cobertura vacinal.

Devem se vacinar até a próxima sexta (15) as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), indivíduos a partir dos 60 anos, trabalhadores da saúde, professores de escolas públicas e privadas, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

“Orientamos que toda população que se encontrar inserida no grupo prioritário e que ainda não se vacinou que procure a unidade básica de saúde mais próxima de sua residência. Em especial as crianças, idosos, gestantes e pessoas com comorbidades, por se enquadrarem em grupos com grande suscetibilidade às complicações causadas pela influenza e por não terem atingido ainda a meta para esta campanha”, enfatizou Katiucia Roseli, coordenadora estadual de imunização. Com informações do portal G! RN. 


(Foto: Revide)
Temer sanciona com vetos SUS da Segurança PúblicaIniciativa pretende unificar informações sobre ocorrências policiais, rastreamento de armas e munições e banco de dados genético e biométrico a nível nacional

O presidente Michel Temer sancionou nesta segunda-feira (11)  proposta que unifica o sistema de segurança do país, chamado SUSP (Sistema Único de Segurança Pública).

A iniciativa propõe a integração das ações e dados de todos os órgãos do país por meio de conselhos administrados pelas três esferas de governo. Ela será gerida em nível nacional pelo Ministério da Segurança Pública.

A proposta é que informações como ocorrências policiais, rastreamento de armas e munições e banco de dados genético e biométrico sejam centralizadas em um único sistema nacional.

Caso as unidades da federação não forneçam e atualizem os dados criminais, o governo federal poderá congelar o repasse de recursos para a área.

O presidente sancionou a medida com vetos parciais, que não foram detalhados pelo Palácio do Planalto. Ela será publicada na edição desta terça-feira (12) do "Diário Oficial da União".


(Foto: PR)
Eduardo Rocha solta o verbo sobre situação do AméricaApós eliminação, dirigente rubro diz que Série D é um verdadeiro inferno e injusta, mas não foi a atual diretoria que colocou o América nela

“O América vai mudar em todos os seus setores”, isso foi o que disse o presidente Eduardo Rocha ao falar publicamente pela primeira vez após eliminação do Campeonato Brasileiro da Série D, na manhã desta segunda-feira (11).

Eduardo Rocha disse que não foram eles (atual diretoria) que colocaram o América na Série D e que diretores de clubes não cobram pênaltis nem fazem gols.

Para ele, a série D é um inferno de campeonato brasileiro, uma competição muito complicada e não garante calendário.

A partir de agora, a diretoria do América vai dar apoio integral ao trabalho de base, formando novos atletas para o clube. “No próximo ano vamos garantir sementes plantadas hoje”, falou.

Erro na contratação de treinador

Eduardo Rocha pediu desculpa a torcida americana, que ele acredita ser a maior do Rio Grande do Norte. Ele falou que um dos erros que foram fatais nesta temporada foi a contratação de comandantes, nenhum deles de forma acertada, e que culminaram com perdade de todos as competições.

Os jogadores serão dispensados, como foi foram contratos, até o final da competição. “Ninguém sabia até quando continuaria pq não tem calendário a Série D”.

Competição injusta

O presidente do América acha a Série D uma competição injusta e falou que seu time conquistou 17 pontos e seu adversário, o imperatriz, somente 12, mesmo assim continua para mais uma etapa de mata-mata.

Visando o calendário de 2019, a reapresentação do América será em novembro ou em dezembro. “O momento é de muita amargura, mas não vamos baixar a cabeça”, completa.


Dirigente fala também na dispensa de jogadores (Foto: Fernando Amaral FC)
Resistência:Lula mantém liderança para presidentePetista mantém sintonia com parte considerável do eleitorado, mesmo após dois meses preso e distante da cena política

A pesquisa do Instituto Datafolha mais recente, feita entre os dias 6 e 7 deste mês, revela um dado de relevância para o cenário político que está se desenhando com vistas as eleições presidenciais deste ano: apesar de preso por um período que supera os dois meses, o ex-presidente Lula lidera com folga a disputa pelo Palácio do Planalto.

Na pesquisa, que ouviu 2.824 pessoas em 174 municípios brasileiros, Lula está com 30% das intenções de votos, Bolsonaro, na segunda posição com 17%, e Marina com 10%. Em seguida surgem o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, com 6%; Ciro Gomes (PDT) com também 6%; Álvaro Dias (Podemos) com 4%; Manuela D'Ávila (Pc do B) na faixa entre 1% e 2%; Rodrigo Maia (DEM) também na faixa de 1% a 2%; e os demais oscilando entre 0 e 1%.

Em uma simulação de segundo turno, Lula venceria Bolsonaro com 49% a 32%. Contra o candidato tucano, Lula teria 49% e Alckmin 27%. Já com Marina Silva, Lula teria 46% e Marina 31%.

Quando os pesquisadores procuram saber o grau de influência de Lula na disputa presidencial e o valor de seu apoio, o resultado também indica sua forte liderança. 47% admitem que poderaim levar em consideração a influência do ex-presidente, destes 30% dizem que certamente votariam no candidato que ele apoiasse. 51% afirmarm rejeitar um candidato que tenha seu apoio.

Essa resistência de imagem diante de parte grande do eleitorado brasileiro é reveladora de que o político Lula continua a maior expressão de liderança política do país e que todo o processo judicial que se desencadeou sobre ele, independente de razões justas ou injustas, não teve o poder de devorar seu capital político. Em um cenário no qual muitas das figuras carimbadas dos partidos são alvos de investigações criminais por corrupção e por prevaricação com o dinheiro público, e que disto não se exclui nem o atual presidente da República, o fato de Lula ter sido condenado e estar preso por corrupção apresenta-se perante o eleitorado de maneira relativa - afinal, ele está preso, mas tem muita gente graúda e atolada na corrupção que está solta.

Como o principal líder popular da política nacional nos últimos 30 anos, Lula se mantém como uma chama viva diante de um eleitorado que olha para todos os lados e ainda não vislumbrou uma alternativa confiável.


Lula em evento com seguidores
Operação aponta calhordice na AL e governador envolvidoDelação da ex-procuradora da Assembleia Legislativa do RN implica desembargadores, ex-governadores, parlamentares e o atual governador em esquema de desvio de dinheiro através de laranjas

A Operação Dama de Espadas do Ministério Público do RN está trazendo à tona um esquema de desvio de dinheiro dos cofres públicos por parte de autoridades do Judiciário, Legislativo e Executivo do Estado. Deflagrada em agosto de 2015, com o objetivo de investigar o que de sujo estava acontecendo no âmbito da Assembleia Legislativa, a Operação Dama de Espadas deparou-se de início com uma figura parda e de enorme influência junto aos poderosos de então, a procuradora da Casa legislativa estadual, Rita das Mercês.

Presa e questionada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público, Rita das Mercês topou suavizar sua situação deplorável com uma delação premiada, afinal não existiam dúvidas de que tinha tubarão no pedaço abocanhando o dinheiro público, e a alta funcionária era apenas uma peça numa engrenagem vergonhosa e constrangedora para a sociedade do Rio Grande do Norte.

Os informes da delação de Rita das Mercês, que chegaram ao conhecimento da imprensa, apontam para a participação no esquema fraudulento de dez desembargadores (dois deles já aposentados), quatro ex-governadores, o atual Robinson Faria, cinco deputados federais, um ex-deputado federal, dois senadores, um ex-senador, oito conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (três deles já aposentados), deputados estaduais e outros chefes e chefetes políticos menos votados. Esses elementos, segundo Rita das Mercês, cometeram suas delinquências com o dinheiro público no período de 2006 a 2015.

De acordo  com a delação feita à Justiça por Rita das Mercês, o desvio de dinheiro da Assembleia Legislativa do RN, começado em 2006, tinha como maior objetivo arrecadar grana para o então presidente da Casa, o atual governador Robinson Faria. Esse esquema fraudulento, segundo Rita das Mercês, se manteve nas gestões que se seguiram a de Robinson na AL - as de Ricardo Motta (2011/2015) e de Ezequiel Ferreira (2015).

Uma das linhas de ação predominantes do esquema fraudulento, segundo Rita das Mercês, foi o da nomeação de cargos comissionados e de funcionários fantasmas na Assembleia Legislativa do RN. Nomeações que eram feitas a toque de caixa atendendo pedidos vindos de gente graúda do Tribunal de Justiça, do Tribunal de Contas do Estado e de parlamentares. Rita das Mercês disse que todos os deputados sabiam do esquema de desvios de dinheiro dos cofres públicos via Asembleia Legislativa: "O esquema todos os deputados sabiam de como era a questão dos laranjas porque isso é público e notório diante da Assembleia, que o gabinete que é mínimo não cabe 60 ou 70 pessoas indicadas pelo deputado (...)". Essa afirmação à Justiça de Rita das Mercês bate com o que sempre foi percebido por quem ia até os superlotados gabinetes de deputados, três ou quatro funcionários trabalhando, e dezenas apenas conversando ou ocupando espaços de forma revezada já que as saletas não cabiam o enorme contingente de comes-dormes. Estava também estampado que tinha alguém ganhando com aquele tipo de marmota.

Segundo Rita das Mercês, deputados federais e senadores também tiravam uma casquinha no esquema, e agiam por razões políticas e financeiras. "A questão de votos do partido em uma matéria para ser votada. O presidente entrava em contato e fazia negociações", informou a ex-procuradora da AL. Rita das Mercês também disse que até 2015, políticos e juízes haviam indicado centenas de nomes para serem nomeados e receberem salários da Assembleia Legislativa, e que muitos desses recebiam suas remuneraçóes sem prestarem nenhum serviço.

A delação de Rita das Mercês foi homologada em 4 de outubro de 2017 pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin. Pela cooperação na delação premiada, ficou estabelecido Rita e seus familiares (ao todo, são ses pessoas), não serão presos quando acontecer o julgamento. A própria Riita terá a substituição de uma pena que possivelemente seria de quatro anos por prestações de serviços durante sete horas por semana.

O advogado José Luis Oliveira Lima, advogado que representa a defesa de Robinson Faria no caso não se manifestou sobre o assunto até que o jornal Tribuna do Norte tenha fechado a matéria. Já a assessoria do Governo disse em nota que não irá se pronunciar sobre a operação Dama de Espadas por ser uma questão pessoal de Robinson Faria. A defesa de Ricardo Motta, representada pelo advogado Thiago Cortez, disse que irá se manifestar nos autos do processo; e a assessoria jurídica do deputado Ezequiel Ferreira disse que não teve acesso aos termos da colaboração premiada de Rita das Mercês, mas que seu cliente rechaça a existência de irregularidades no exercício de seu mandato e se coloca à disposição da justiça ou de qualquer órgão de investigação para esclarecimentos, caso sejam necessários.

Com informações do portal da Tribuna do Norte.


A delação de Rita das Mercês assombra Rosinson
Trecho do viaduto de Nova Parnamirim será liberado dia 16A liberação vai acontecer a partir das 8h. No mesmo instante, a saída da avenida para acesso à rodovia também será desbloqueada.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) anunciou nesta sexta-feira (8) que no sábado, dia 16, fará a liberação da pista principal do viaduto que está sendo erguido na BR-101, entre Natal e Parnamirim, na entrada da Av. Abel Cabral.

A liberação vai acontecer a partir das 8h. No mesmo instante, a saída da avenida para acesso à rodovia também será desbloqueada.

Inicialmente, a liberação do tráfego na parte superior do viaduto estava prevista para até o final de maio. Porém, ainda segundo o Dnit, o atraso aconteceu em razão das fortes chuvas que caíram na região – o que retardou a execução das obras dos dutos de saneamento da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern).


(Foto: Dnit/Divulgação)
Grupo da Odebrecht doou a tucanos após pedido de FHCRepasses foram feitos a Antero Paes de Barros, candidato ao Senado pelo PSDB em 2010

Um cruzamento de dados entre a planilha da Odebrecht contendo doações de caixa 2 e a declaração eleitoral de Antero Paes de Barros, candidato ao Senado pelo PSDB em 2010, mostra que empresas ligadas ao Grupo Petrópolis, usadas pela empreiteira para fazer pagamentos a políticos, doaram R$ 100 mil ao tucano.

O depósito do dinheiro teria sido feito, segundo registro de movimentações financeiras da construtora, em 29 de setembro, 16 dias após o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, então presidente de honra do PSDB, enviar e-mail para Marcelo Odebrecht, pedindo doações justamente às campanhas de Paes de Barros, além de Flexa Ribeiro.

A troca de mensagens entre ambos consta em relatório da Polícia Federal a respeito de um disco rígido apreendido com o empresário, durante as investigações da Operação Lava Jato.

"Caro Marcelo, recordando nossa conversa no jantar de outro dia, envio-lhe um sos. O candidato ao senado, Antero Paes de barros, ainda está em segundo lugar, porém a pressão do governismo, ancorada em muitos recursos, está fortíssima. Seria possível ajudá-lo? Envio abaixo os dados bancários (...)", escreveu Fernando Henrique, de acordo com informações de O Globo.

"Presidente, estou fora até amanhã, mas até 4ª dou uma olhada e retorno. Fique tranquilo (no que depender de nós). Depois aproveito, e lhe dou o feedback dos demais apoios e reforços que fizemos na linha do que conversamos", respondeu Odebrecht. "Já solicitei que fosse feito o apoio ao Antero. Vou pedir para verificarem sua disponibilidade para lhe apresentar um balanço", completou o empresário, em mensagem enviada um dia depois.

Ainda conforme O Globo, no dia 21 de setembro de 2010, Fernando Henrique enviou um novo e-mail com o título "O de sempre". "Estimados amigos: desculpem a insistência e nem mesmo sei se já atenderam o que lhes pedi, mas olhando o quadro geral, há dois possíveis senadores que precisam atenção: 1. Antero Paes de Barros, de Mato Grosso 2. Flexa Ribeiro, do Pará. Ainda há tempo para eles alcançarem, no caso na verdade é manterem, a posição que os leva ao êxito", disse.

"Já contactamos Antero, está fora, mas já sabe que iremos apoiá-lo. Flexa não sei dizer, mas vou verificar", reforçou Marcelo Odebrecht.

Procurado para comentar o assunto, Fernando Henrique alegou não se lembrar se as doações foram feitas, mas salientou que, ainda assim, não estaria cometendo nenhuma ilegalidade, pois não ocupava cargo no governo.

Já Antero Paes de Barros, atualmente sem partido, negou ter recebido qualquer contribuição da Odebrecht. O mesmo foi dito por Flexa Ribeiro.

A Odebrecht, por sua vez, voltou a declarar que está colaborando com a Justiça no Brasil e nos países em que atua, e implantou um sistema para prevenir, detectar e punir desvios ou crimes. Segundo a defesa de Marcelo Odebrecht, os e-mails são autoexplicativos e se referem a pedidos que sempre foram normais e comuns por parte de políticos. Com informações do portal Notícias no Minuto. 


(Foto: Nacho Doce / Reuters)
Potiguar deve gastar R$ 100 para o dia dos namoradosQuem vai presentear terá um gasto médio de R$ 124,72 em Natal, e R$ 120,59 em Mossoró.

O Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio (IPDC) da Fecomércio RN, ouviu 652 pessoas de Natal e 500 pessoas de Mossoró para aferir a intenção de compras para o Dia dos Namorados deste ano. Os questionários foram respondidos entre os dias 15 e 18 de maio em Natal, e nos dias 21 e 23 de maio em Mossoró. Em Natal, 52,5% dos consumidores pretendem presentear seus companheiros no Dia dos Namorados. Já em Mossoró, 47,2% vão às ruas comprar presentes. O número de consumidores em Natal que irão às compras nesta data diminuiu 2,4%. Já em Mossoró o número permaneceu igual, em relação a 2017.

Por outro lado, 47,5% dos consumidores de Natal e 52,8% dos consumidores de Mossoró confirmaram que não irão comprar presentes, tendo como as duas principais justificativas: não terem quem presentear (50,3% em Natal e 44,7% em Mossoró); e falta de dinheiro (25,8% em Natal e 31,4% em Mossoró).

Quem vai presentear terá um gasto médio de R$ 124,72 em Natal, e R$ 120,59 em Mossoró. Em relação a 2017, o gasto médio em Natal aumentou 4% e em Mossoró o aumento foi de 3,1%. A média de gasto pela maioria dos entrevistados – 41,6% em Natal e 36,1% em Mossoró – é de R$ 100 com os produtos. As pesquisas indicam que o setor de vestuário será o mais procurado este ano (31,9% em Natal e 43,6% em Mossoró).

Outras opções de presentes, segundo os próprios entrevistados, são perfumes, cosméticos e maquiagem (19,3% em Natal; 14,4% em Mossoró); calçados (9,4% em Natal; 10,6% em Mossoró); joias, relógios e acessórios (8,8% em Natal; 6,4% em Mossoró); eletrônicos e celulares (5,6% em Natal; 5,1% em Mossoró); cestas, bombons e chocolates (4,4% em Natal; 2,5% em Mossoró); livros (3,8% em Natal; 3% em Mossoró); flores (3,5% em Natal; 3,8% em Mossoró); e viagem (1,5% em Natal; 3,4% em Mossoró).

A maioria dos entrevistados (91% de Natal; 91,6% de Mossoró) opta por comprar um único presente. Os consumidores também irão preferir pesquisar os preços dos produtos antes de comprar, 65,5% dos entrevistados de Natal vão comprar o presente na véspera do Dia dos Namorados, e 31% dos entrevistados de Mossoró vão às compras no sábado dia 9.

49,4% dos consumidores natalenses preferem comprar nos shopping centers, e 50,2% dos consumidores mossoroenses preferem comprar em lojas de comércio de rua. Na hora da compra, 42,4% dos natalenses vão optar por locais que ofereçam qualidade, enquanto que 44,5% dos mossoroenses são mais influenciados pelas promoções, preços e descontos.

De acordo com a pesquisa, a forma de pagamento mais utilizada será o dinheiro, com 55,4% entre os natalenses e 58,4% entre os mossoroenses. A segunda opção é usar o cartão de crédito na forma parcelada (31,2 em Natal; 28,2% em Mossoró).

O Dia dos Namorados é apontado como uma importante data do calendário varejista. Além de movimentar o comércio, o setor de serviços como restaurantes, cinemas, teatros e hotéis, ficam bastante cheios nesta data. Porém, 62,9% dos consumidores natalenses e 69,5% dos mossoroenses disseram que não vão realizar nenhuma celebração especial. Entre os 36,3% dos consumidores de Natal que farão algum passeio, 23,8% pretendem sair para almoçar ou jantar em restaurantes. Entre os 29,3% dos consumidores de Mossoró que farão algum passeio, 23% pretendem sair para almoçar ou jantar em restaurantes.


(Foto: Tribuna do Norte)
Estimativa para salário mínimo em 2019 é de R$ 998Por lei, o reajuste do salário mínimo é feito com base na variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA).

A estimativa para o salário mínimo em 2019, proposta em abril, foi reduzida de R$ 1.002 para R$ 998. A informação consta de nota técnica da Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional que analisa o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentária para 2019.

Por lei, o reajuste do salário mínimo é feito com base na variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), acumulada em 12 meses, acrescida da variação real do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país de dois anos anteriores. Assim, o salário mínimo de 2019 deve ser corrigido pelo INPC de 2018 e terá aumento real equivalente à taxa de crescimento do PIB em 2017.

Neste ano, o salário mínimo está em R$ 954.

Segundo a nota técnica, ao enviar em abril o projeto da LDO ao Congresso, o governo utilizou a estimativa de 3,8% de INPC para 2018, constante no Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias do 1º Bimestre e, ainda, a variação real do PIB de 1% em 2017. No Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias do 2º bimestre de 2018, por sua vez, o governo reduziu a estimativa de INPC para 3,3%.

Além da mudança na estimativa de inflação, para fazer a nova previsão, foi considerado o fato de a correção do salário mínimo de 2018 ter ficado aquém do INPC anual apurado. Assim, nesse cálculo, foi considerado o valor de R$ 956,40 para 2018. Sobre esse valor, foi aplicada a recente estimativa do INPC divulgada pelo Poder Executivo. Com isso, chega-se ao valor aproximado de R$ 998 (R$ 997,84).

Despesas

De acordo com a nota técnica, cada R$ 1 de aumento no salário mínimo gera despesas de R$ 303,9 milhões, sendo R$ 243 milhões de gastos previdenciários. Esse cálculo considera o impacto no caso de benefícios, como previdenciários e seguro desemprego, de até um salário mínimo.

O aumento previsto de R$ 954,00 para R$ 998,00 acarretará um impacto líquido de aproximadamente R$ 13,4 bilhões nas contas públicas.


(Foto: Divulgação)
Meirelles: Caixa está sendo preparada para privatizaçãoEx-chefe da equipe econômica de Michel Temer defende maior participação do setor privado em empresas como Petrobras e bancos públicos

O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB) afirmou nesta quarta-feira (6) que a Caixa Econômica Federal está sendo preparada para iniciar um processo de abertura de capital e venda de parte da empresa para a participação privada, modelo que também defende para a Petrobras e o Banco do Brasil.

"A Caixa está sendo preparada para isso, com o novo estatuto e etc. Com o tempo, podemos até pensar, sim, em abrir o capital da Caixa, começar a vender participação privada", disse Meirelles durante sabatina com pré-candidatos ao Planalto promovida pelo jornal Correio Braziliense.

O ex-chefe da equipe econômica de Michel Temer evita falar em "privatização clássica" para a Petrobras e os bancos públicos, mas defende maior participação do setor privado nessas empresas, com o cuidado de manter um mercado competitivo em vigor.

O ex-ministro disse ainda que não é solução vender a Petrobras para um único comprador ou o BB -que hoje já tem acionistas na Bolsa- para uma instituição financeira privada, o que geraria o chamado monopólio privado que, na sua avaliação, "é um perigo".

A proposta, segundo ele, é fazer a pulverização e abertura de capital das empresas de maneira gradual. Ele diz que a União não precisaria, necessariamente, perder o controle político das instituições no processo, mas que é preciso aumentar a competição do setor.

COMBUSTÍVEL

Questionado sobre como resolver a alta do preço dos combustíveis, que gerou a greve dos caminhoneiros e a consequente crise do desabastecimento no país, Meirelles voltou a propor a criação de um fundo de estabilização com o objetivo de equilibrar o preço da gasolina nas bombas.

Segundo ele, é preciso preservar a política de preço da Petrobras, mas a questão dos impostos pode subir ou descer em função do preço do petróleo e, dessa forma, é necessária uma compensação, que viria com o fundo.

"A política de preço da Petrobras não pode e nem deve ser controlada. Isso é uma coisa. Outra é o preço na bomba, que aí tem a parcela dos impostos. O fundo poderia ser usado para compensar a queda [dos preços]", explicou. Com informações da Folhapress


(Foto: Reuters / Ruben Sprich)
Acidente deixa 14 pessoas feridas em NatalTrês ônibus colidiram na Avenida Bernardo Vieira, na Zona Leste de Natal.

Quatorze pessoas foram hospitalizadas com ferimentos leves depois que três ônibus colidiram na Avenida Bernardo Vieira, na Zona Leste de Natal. O acidente aconteceu no começo da noite desta terça-feira (5).

Os três veículos seguiam pelo corredor exclusivo de ônibus, quando o que ia na frente freou bruscamente. Dos dois que vinham logo atrás, no segundo faltou freio e o terceito bateu nele. O impacto fez com que os passageiros caíssem e sofressem algumas escoriações. Todos os feridos foram levados ao Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel.

Policiais do Comando de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE) da PM prestaram socorro às vítimas e orientaram o trânsito no local, para evitar novos acidentes. Com informações do portal G1 RN.


(Foto: PMRN)
Justiça suspende privatização da EletrobrasTRT da 1ª Região determinou que a companhia e suas distribuidoras apresentem laudo sobre consequências da desestatização nos contratos de trabalho em curso

A Eletrobras informou nesta terça-feira (5) que o Tribunal Regional do Trabalho 1ª Região, determinou que a companhia e suas distribuidoras “se abstenham de dar prosseguimento ao processo de desestatização“ em decisão de tutela de urgência. As informações são da agência Reuters.

Segundo o comunicado da estatal, o Tribunal pediu que seja apresentado “estudo sobre o impacto da privatização nos contratos de trabalho em curso” no prazo de 90 dias.

“A companhia analisará as medidas cabíveis e manterá o mercado informado”, destaca a nota da Eletrobras.


(Foto: Reuters)
Defesa pede liberdade de Lula ao STF e STJPetição é para que as Cortes suspendam os efeitos da condenação no caso do triplex no Guarujá

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso há quase dois meses em Curitiba (PR), entrou com novo pedido de liberdade nos tribunais superiores, Supremo Tribunal Federal (STF) e Superior Tribunal de Justiça (STJ). A petição é para que as Cortes suspendam os efeitos da condenação no caso do triplex no Guarujá até que julguem no mérito os recursos extraordinário (analisado no STF) e especial (do STJ).

Os recursos, contra a condenação que resultou na prisão de Lula, ainda precisam ser admitidos pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), que, no início do mês, rejeitou a concessão de efeito suspensivo no caso.

"A matéria posta à apreciação do Supremo Tribunal clama pela concessão do efeito suspensivo, haja vista que o cumprimento provisório da decisão recorrida que, inquestionavelmente, viola um dos direitos mais basilares do requerente (e também de qualquer cidadão brasileiro) - seu direito à liberdade", afirma a petição ao Supremo, assinada, entre outros, pelo ex-ministro da Corte e advogado de defesa de Lula, Sepúlveda Pertence, e Cristiano Zanin.

Segundo os advogados, como pré-candidato à presidência da República, Lula corre "sérios riscos" de ter seus "direitos políticos" indevidamente cerceados, o que é "gravíssimo e irreversível" frente ao processo eleitoral em curso.

A defesa do ex-presidente volta a reclamar de execução antecipada da pena de Lula, chamando-a de ilegal e inconstitucional. Para os advogados, ao autorizar a prisão após condenação em segunda instância, o STF não estabeleceu o encarceramento automático, o que teria ocorrido no caso do ex-presidente, de acordo com os advogados.

A argumentação de que o juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Criminal de Curitiba, responsável pela condenação de Lula na primeira instância, não deveria conduzir o processo do petista também volta a aparecer na documentação entregue ao Supremo. Segundo os advogados, houve usurpação de competência no caso e imparcialidade do magistrado durante a tramitação de sua ação penal.

"No caso, consoante exaustivamente demonstrado, a imagem que a sociedade possui da relação entre o magistrado de primeira instância e o Requerente, é de que se trata de rivais. São vistos como inimigos, ocupando polos opostos", dizem os advogados.

Entre outros pontos, a defesa do petista fala em violação à ampla defesa, ao princípio da não culpabilidade, e ao princípio da legalidade.

Para a defesa de Lula, a justiça de Curitiba foi escolhida pelos Procuradores da Lava Jato para julgar a ação penal proposta contra o ex-presidente sem nenhuma comprovação de que recursos da Petrobras teriam sido direcionados ao ex-presidente.

"A impossibilidade de aguardar o julgamento do mérito do recurso extraordinário fica evidente no caso concreto, visto que o ilegal recolhimento do Requerente ao cárcere restou consumado na data apontada e a situação violadora ao seu status libertatis, à sua honra, imagem, nome, dignidade e bem estar, se agrava a cada dia", reforça a defesa.

Lula, preso no dia 7 de abril, foi condenado pelo TRF-4 a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O ex-presidente havia recorrido à 2ª instância contra a condenação de 9 anos e 6 meses determinada por Moro, mas, ao julgar o recurso, o TRF-4 resolveu aumentar a pena do ex-presidente. Com informações do Estadão Conteúdo. 


(Foto: Reuters)
Auxiliares de Temer defendem reajuste mensal da gasolinaDentro do governo, avaliação é de que mudança diário no preço do combustível é "insustentável"

Após o reajuste mensal para o diesel ser aprovado, assessores do presidente Michel Temer defendem que o mesmo regime seja adotado para o preço da gasolina. Na opinião, da cúpula do Planalto, o mudança diária no preço do combustível é "insustentável" num contexto de instabilidade econômica.

Nesta segunda-feira (4), a equipe econômica se reúne com representantes do Ministério de Minas e Energia e da Petrobras para debater o assunto.

Ainda segundo a publicação, a própria estatal , que criou a regra de ajustes diários, já estaria convencida de que o sistema terá de sofrer alterações. A medida também é defendida por economistas e parte do mercado financeiro.

Defensor dos reajustes mensais, o ministro Moreira Franco (Minas e Energia) garante que o governo manterá autonomia para que a Petrobras decida sobre a questão. "Não vamos interferir na política da Petrobras de garantir sua lucratividade, isso não será feito, como não foi no caso do diesel. Mas precisamos pensar na população, e isso é tarefa do governo, que passará a avaliar o que deve ser feito", afirmou o ministro, em declarações ao blog de Valdo Cruz, do G1.


(Foto: DR)
Seis cidades do RN elegeram novos prefeitos Ao todo, são 46.857 eleitores distribuídos nos cinco municípios.

Os eleitores de Parazinho, João Câmara, Galinhos, São José do Campestre e Pedro Avelino foram às urnas neste domingo (3) para escolher um novo prefeito nas eleições suplementares.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral, a votação aconteceu de maneira tranquila em todos os municípios. A Polícia Militar registrou uma ocorrência de suspeita de compra de votos em São José de Campestre e um suspeita de transporte de eleitores em João Câmara.

Ao todo, são 46.857 eleitores distribuídos nos cinco municípios.

Confira os eleitos:

Parazinho

Prefeito eleito: Carlinhos De Veri (PMN) - 2.208 votos, o que representa 58,35% dos votos válidos.

Vice-prefeito: Marcos Antônio de Oliveira

João Câmara

Prefeito eleito: Manoel dos Santos Bernardo (DEM) - 10.390 votos, o que representa 56,29% dos votos válidos.

Vice-prefeita: Anna Katharina Bandeira da Costa Dias Almeida

Galinhos

Prefeito eleito: Irmão Naldo (PR) - 1.302 votos, o que representa 62,15% dos votos válidos.

Vice-prefeita: Ivone Lima Bezerra da Rocha

São José do Campestre

Prefeito eleito: Nenem Borges (MDB) - 3.949 votos, o que representa 50,77% dos votos válidos.

Vice-prefeito: Eribaldo Lima

Pedro Avelino

Prefeito eleito: José Alexandre Sobrinho (MDB) - 2.888 votos, o que representa 52,58% dos votos válidos.

Vice-prefeito: Elson Batista da Trindade

Com informações da CBN e G1. 


(Foto: TRE)
Abastecimento está 'completamente normalizado', diz governoDiante deste cenário, a GLO (Garantia da Lei e da Ordem), iniciada no dia 25 de maio, não será prorrogada nesta segunda-feira (4).

Após reunião neste domingo (3) do grupo de monitoramento criado para acompanhar a mobilização de caminhoneiros pelo país, o ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional), general Sergio Etchegoyen, afirmou que, para o governo, o abastecimento está "completamente normalizado" e que o quadro atual é de normalidade.

Diante deste cenário, a GLO (Garantia da Lei e da Ordem), iniciada no dia 25 de maio, não será prorrogada nesta segunda-feira (4), quando termina sua vigência.

Pela GLO, militares podem atuar provisoriamente com poder de polícia. O presidente, Michel Temer, editou decreto estabelecendo a Garantia da Lei e da Ordem para permitir que as Forças Armadas agissem para desmobilizar os caminhoneiros que pararam em rodovias pelo país, provocando uma crise de abastecimento em todo o Brasil.

"Nossas reuniões continuam, as avaliações continuam, os acompanhamentos continuam até que todos os aspectos da questão estejam devidamente equacionados, sanados, resolvidos, o que inclui as questões dos acordos firmados e dos compromissos assumidos por cada parte. Estamos 24 horas no ar zelando para que todos os compromissos assumidos pelo governo estejam devidamente cumpridos", afirmou Etchegoyen.

O general disse que o governo está avaliando uma eventual nova mobilização de caminhoneiros nesta segunda-feira.

"O governo não lida com boatos, mentiras, inverdades, imprecisões. A verdade é há um movimento na mídia e há um acompanhamento nosso. Não temos nenhuma indicação de que isso mude a atitude do governo e de que mude a nossa preocupação. Nossa avaliação é que estamos num quadro de normalidade e que não tende a ser modificado", disse o ministro do GSI.

Uma nova reunião de monitoramento está marcada para a manhã desta segunda-feira. Com informações da Folhapress.


(Foto: Reuters)
Neymar marca golaço e Brasil vence a CroáciaO amistoso contra a Croácia foi o penúltimo teste da seleção brasileira para a Copa do Mundo.

O Brasil venceu a Croácia por 2 a 0 neste domingo (3), com gols de Neymar e Firmino. O camisa 10 voltou aos gramados após ficar três meses e meio parado devido a uma fratura no quinto metatarso do pé direito. Ele entrou na partida no segundo tempo e balançou as redes de forma incrível no minuto 23.

O JOGO

A seleção brasileira começou o duelo com Alisson, Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Fernandinho e Paulinho; Willian, Gabriel Jesus (capitão) e Philippe Coutinho. O primeiro tempo foi bastante corrido e disputado, mas terminou sem gols.

Neymar entrou no internavlo, no lugar de Fernandinho.

No minuto 14 da segunda etapa, Tite fez mais duas alterações: saíram Marcelo e Gabriel Jesus, e entraram Filipe Luis e Roberto Firmino.

Aos 23 minutos. Willian tocou a bola para Coutinho, que rapidamente entregou a Neymar. Já na área, o camisa 10 driblou dois marcadores e soltou uma pancada. A bola acertou o travessão e entrou para o fundo do gol. Na comemoração, o camisa 10 correu para dar um abraço no médico da seleção, Rodrigo Lasmar, que o acompanhou desde o início de sua recuperação da fratura no quinto metatarso do pé direito, no final de fevereiro.

Aos 35, Coutinho e Willian saíram e deram lugar a Fred e Taison.

No minuto 47 do segundo tempo, Firmino ampliou o placar. O atacante do Liverpool recebeu lançamento de Casemiro, dominou a bola no peito, se livrou da marcação e tocou por cobertura para fazer o segundo.

O amistoso contra a Croácia foi o penúltimo teste da seleção brasileira para a Copa do Mundo. No próximo dia 10 de junho, a seleção brasileira enfrenta a Áustria, em Viena, e estreia na Copa no dia 17 de junho, contra a Suíça, em Rostov.


(Foto: Getty Images)
Motorista de transporte alternativo é morto em Natal Ainda de acordo com os parentes, a carteira e o celular de Josivan da Costa foram levados pelos criminosos. Ninguém foi preso.

Um homem de 50 anos de idade foi morto na manhã deste sábado (2) na frente da casa onde morava, no conjunto Parque dos Coqueiros, Zona Norte de Natal. Segundo familiares, Josimar Domingos da Costa saía de casa para trabalhar e foi vítima de um assalto.

Ele era motorista do transporte alternativo. Passava das 4h30 quando deixou a residência em que morava com a mulher e o filho de cinco anos para fazer a primeira viagem do dia. Antes que Josimar chegasse até a van, que estava estacionada em frente ao imóvel, foi abordado pela pessoa que o assassinou.

Ainda de acordo com os parentes, a carteira e o celular de Josivan da Costa foram levados pelos criminosos. Ninguém foi preso.

Protesto

A morte de Josimar da Costa causou revolta entre vizinhos e amigos de profissão. Na tarde deste sábado (2), motoristas do transporte alternativo pararam os veículos em fila na Zona Norte de Natal, em protesto ao assassinato. A manifestação deixou lento o trânsito na Ponte de Igapó, no sentido que dá acesso à Zona Oeste da capital. Com informações do g1 RN.


(Foto: Cedida)
Petrobras anuncia aumento de 2,25% no preço da gasolinaAlteração de preço vale a partir deste sábado (2)

A Petrobras eleva em 2,25% o preço da gasolina nas refinarias a partir deste sábado (2). Com a alta, o litro do combustível passará de R$ 1,9671 para R$ 2,0113. Segundo informações do G1, esta é a segunda alta seguida após uma sequência de cinco quedas.

Na útima quarta-feira (30), a petroleira anunciou aumento de 0,74% na gasolina. No dia anterior, os preços tinham sido reduzidos em 2,84%. O preço do combustível teve 14 altas e seis quedas desde o início do mês.

Diesel

Já o diesel permanece com preço fixo de R$ 2,1016 o litro nas refinarias até 7 de junho, seguindo o programa de subvenção ao combustível anunciado pelo governo, que prevê redução de R$ 0,46 no preço do combustível por 60 dias.


(Foto: © REUTERS/Sergio Moraes)
Novas regras para cartão de crédito entram em vigorA principal mudança foi o fim da regra que fixava o pagamento mínimo das faturas em 15% do valor total.

Começam a valer nesta sexta-feira (1º) as novas regras para o cartão de crédito. As medidas foram aprovadas no fim de abril pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e buscam diminuir as taxas de juros cobradas nessa modalidade de crédito.

A principal mudança foi o fim da regra que fixava o pagamento mínimo das faturas em 15% do valor total. A partir de agora, cada banco ou empresa (lojistas e empresas de seguro, por exemplo, que também emitem cartões) poderá definir um percentual de pagamento mínimo para cada cliente, de acordo com o perfil dele e relacionamento com a instituição.

Também acabou a possibilidade de cobrança de duas taxas de juros diferentes para quem deixa de pagar a fatura total: a do rotativo “regular” e a do rotativo “não regular”.

Os juros do rotativo regular, mais baixos, são cobrados daqueles clientes que quitam pelo menos o pagamento mínimo de uma fatura. Já os juros do rotativo não regular, mais altos, são aplicados pelos bancos àqueles clientes que pagam menos que o mínimo ou não pagam a fatura, e ficam inadimplentes.

De acordo com o Banco Central, no mês de março a taxa média do rotativo regular foi de 10,8% ao mês e a do rotativo não regular, de 14,3% ao mês.

A partir de agora, os bancos poderão cobrar apenas uma taxa, a do rotativo regular, definida em contrato. Em caso de inadimplência, o CMN autorizou ainda a aplicação de juros de mora e multa.

Especialistas ouvidos pelo G1, porém, acreditam que o efeito das alterações para baixar os juros será limitado.

As novas regras foram anunciadas um ano após o governo divulgar as primeiras mudanças nas normas para uso dos cartões. Na época, a principal medida foi o fim da possibilidade de os consumidores pagarem o valor mínimo das faturas por vários meses seguidos.

Desde então, é possível entrar no rotativo apenas em um mês. No mês seguinte, o cliente é obrigado a pagar o saldo total da fatura. Caso não consiga, o banco é obrigado a oferecer a ele o parcelamento do débito em linhas de crédito com juros mais baixos que os do cartão.

Veja perguntas e respostas sobre as regras do cartão de crédito:

Pagamento mínimo

Como é hoje – Existe a previsão de um pagamento mínimo, fixado em 15% do valor da fatura, que os clientes precisam quitar para não serem considerados inadimplentes.

Como fica – Instituições financeiras vão ter liberdade para definir o percentual do pagamento mínimo, que pode inclusive ser diferente para cada cliente.

Rotativo e juros

Como é hoje – Clientes que não quitam o total da fatura, mas pagam pelo menos o valor mínimo, entram no chamado rotativo regular, com juros mais baixos. Quem pagam menos que o mínimo ou não paga a fatura, entra no chamado rotativo não regular, com juros mais altos.

Como fica – Instituições ficam proibidas de praticar duas taxas diferentes e terão que cobrar os juros do rotativo regular, tanto para o cliente que pagou o mínimo da fatura quanto para aquele que não pagou nada.

Entretanto, no caso dos inadimplentes (que pagaram menos que o mínimo ou não pagaram a fatura), as instituições vão poder cobrar multa (2%, paga uma única vez) e juros de mora (limitado a 1% ao mês).

Acesso a crédito mais barato

Como é hoje – Os clientes só podem pagar o valor mínimo da fatura e usar o rotativo por um mês. No mês seguinte, são obrigados a pagar a fatura total, ou seja, não podem continuar pagando apenas o valor mínimo. No caso das pessoas que não conseguem quitar o valor total após entrarem no rotativo, os bancos são obrigados a parcelar o valor em uma linha de crédito diferente do cartão, com juros mais baixos.

Como fica – Regra continua valendo sem alteração.


(Foto: Juros Baixos)
Parente pede demissão da presidência da PetrobrasPedro Parente comunicou saída do cargo nesta sexta-feira (1º)

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, pediu demissão na manhã desta sexta (1º), em reunião com o presidente Michel Temer. Eles estão reunidos neste momento. Parente estava na empresa desde junho de 2016.

Parente vinha sendo criticado pela insistência com a política de preços dos combustíveis implantada durante sua gestão, que levou a aumentos que culminaram com a paralisação dos caminhoneiros.

Em fato relevante, a Petrobras informou que um presidente interino será escolhido pelo conselho de administração da companhia nesta sexta. Disse ainda que não haverá mudanças na diretoria.

Ao assumir, disse que recebeu garantias de Temer de que a Petrobras praticaria preços de mercado e não sofreria interferência política. Nas últimas semanas, porém, sua política de preços esteve no centro do debate, com críticas partindo inclusive da base aliada do governo. Para tentar aliviar a pressão grevista, a Petrobras chegou a reduzir em 10% o preço do diesel em suas refinarias.

 

+ Apoio da população a caminhoneiros causa perplexidade, diz Economist

 

Nos últimos dias, Parente se dedicou a defender as mudanças na política de preços e na gestão da área de refino da estatal, que entraram no foco do debate eleitoral após o início da greve dos caminhoneiros, no último dia 21. Promoveu duas teleconferências com analistas e gravou vídeos para convencer os empregados que a política é melhor para a empresa.

 

Em julho de 2017, a Petrobras autorizou a realização de ajustes diários nos preços, alegando que precisava combater importações de derivados de petróleo por terceiros. A partir do início de 2018, porém, a escalada das cotações internacionais do petróleo e a desvalorização do real pressionaram os preços internos dos combustíveis.

As ações da Petrobras estão em intervalo -quando chega um fato relevante de empresa, é normal as negociações dos papéis daquela empresa serem suspensas por 20 minutos. As ADRs (recibos de ações negociadas nos EUA) caiam 7,93% às 11h50 (horário de Brasília). Com informações da Folhapress.


(Foto: Pilar Olivares/Reuters)
Bolsonaro deve mudar discurso para alcançar voto religiosoHernandes disse que o deputado federal terá de ajustar seu discurso para conquistar mais evangélicos

Após o apóstolo Estevam Hernandes ter dito ao Broadcast Político que o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) precisava ajustar seu discurso por causa de referências ao "ódio", o parlamentar afirmou que também é contra o ódio.

"Nós também somos contra. Aqui é lugar de perdão, é de entendimento, de amor ao próximo, não é lugar para atacar ninguém", disse o deputado, pré-candidato ao Planalto, ao chegar à Marcha para Jesus, em São Paulo, organizada por Hernandes, líder da igreja Renascer, nesta quinta-feira (31).

Bolsonaro chegou acompanhado do senador Magno Malta (PR-ES), cotado para ser vice na chapa do presidenciável do PSL. "Ele é meu chefe", disse Bolsonaro a jornalistas, apontando para Malta. Os dois se recusaram a falar sobre eleições e Bolsonaro limitou-se a sorrir diante de uma pergunta sobre a possibilidade de Malta ser seu vice. Já o senador disse que estava ali para "marchar para Jesus."

Bolsonaro chegou ao local do evento cerca de cinco minutos após o governador de São Paulo, Márcio França (PSB).

Mais cedo, o apóstolo Hernandes disse ao Broadcast Político que o deputado federal Jair Bolsonaro terá de ajustar seu discurso para conquistar mais evangélicos. "Alguns posicionamentos dele podem fazer com que realmente ganhe a simpatia dos evangélicos. Agora, existem outros que são antagônicos com os valores cristãos, como a força, talvez o ódio, algumas coisas mais extremistas", disse o apóstolo. Com informações do Estadão Conteúdo.


(Foto: Adriano Machado / Reuters)
Petroleiros: Federação orienta volta ao trabalhoGreve dos petroleiros iniciada na quarta-feira (30) não avança e entidade nacional da categoria pede retorno as atividades

A greve dos petrooleiros, que começou na quarta-feira (30), com o objetivo de protestar contra a gestão de Pedro Parente à frente da Petrobras não conseguiu respaldo na população e, após ter sido considerada como ilegal pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), está chegando ao seu fim pouco mais de 24 horas depois de seu início.

Com uma multa diária imposta pela Justiça do Trabalho da ordem de R$ 2 milhões, inicialmente era de R$ 500 mil, a Federação Única dos Petroleiros (FUP) tratou de orientar aos sindicatos pela suspensão da greve. O aumento da multa se deveu ao fato de sindicatos em diversas regiões do país terem descumprido as determinhações do TST no sentido de que a paralisação era ilegal, e terem parado as atividades.

O fim da tentativa de greve dos petroleiros pode ser vista como uma vitória do governo federal, depois de vários insucessos com relação ao movimento dos caminhoneiros, mas também como um cansaço por parte da opinião pública com relaçao a onda de manifestações que, apesar de defenderem reivindicações que podem  ter sentido, trazem transtornos para a vida das pessoas.


Petroleiros em começo de greve (Foto: Jornal GGN)
Greve dos caminhoneiros: infiltrados ainda estão atuandoMovimento perdeu vigor e está em pleno processo de desmobilização, mas infiltrados ainda permanecem atuando com ameaças

Mesmo perto do fim já anunciado por autoridades e difundido com entusiasmo pela grande mídia, greve dos caminhoneiros ainda se mantém em vários pontos do país. Com o objetivo de terminar de vez com as paralisações e bloqueios nas estradas, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann anunciou  nesta quarta-feira (30), que o governo está criando um canal de denúncia sobre qualquer tipo de violência que seja exercida contra os caminhoneiros que optarem pela volta ao trabalho.

O próprio governo tem informações que muitos caminhoneiros que já fizeram essa opção estão sofrendo ameaças e, em alguns casos, até agressões de militantes exaltados do movimento que está em seu décimo dia. O ministro chamoju esse tipo de atitude que se contrapõe ao livre exercício da cidadania de "violência política".

Raul Jungmann está pedindo que os caminhoneiros denunciem as ameaças e as agressões e chamou a atenção para a presença, já detectada pelos policiais federais, de muitos militantes políticos infiltrados no movimento. "Quem se sentir ameaçado e não conseguir sair para trabalhar que nos enviem as informações, vamos repassar para as forças para que elas se desloquem até ao local onde se encontram. Vamos punir com rigor esses que estão cometendo covardia contra seres humanos indefesos e toda a sociedade. Pedimos apoio de toda a sociedade para que nos ajude a evitar essa violência política", completou o ministro da Segurança Pública.

Segundo Raul Jungman, ainda existem cerca de 540 aglomerações e dois pontos de obstrução em estadas do país nesta quarta-feira (30), mas na maioria das cidades a situação está retonando a normalidade. 


Policial acompanha movimentação na estrada (Foto: O Povo Online)
Saiba os impactos após paralisação dos caminhoneirosA previsão é de que a greve termine nesta terça-feira (29) em todo o Brasil

Um dia após o governo federal anunciar novo acordo com os caminhoneiros, parte dos caminhões continua parada nas estradas pelo oitavo dia consecutivo e as prateleiras dos supermercados estão sem diversos produtos. Os postos estão recebendo aos poucos combustível, mas ainda há registros de filas enormes de motoristas aguardando para encher o tanque. 

O presidente Michel Temer disse ter “absoluta convicção” de que a paralisação terminará até amanhã (29). Para convencer a categoria a voltar ao trabalho, o governo aceitou as reivindicações de reduzir em R$ 0,46 por litro o preço do diesel na bomba por 60 dias e eliminar a cobrança do pedágio dos eixos suspensos dos caminhões em todo o país. O presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, disse que 30% dos caminhões estão parados e que a desmobilização total deve ocorrer nesta terça-feira. 

O último balanço divulgado pela polícia há ainda 594 pontos de aglomeração de caminhoneiros em rodovias federais. Não há vias total ou parcialmente obstruídas e o abastecimento de combustível e o transporte de itens essenciais à população estão sendo restabelecidos aos poucos, sobretudo em aeroportos e para a garantia de serviços públicos essenciais.

Parte da categoria está dividida se volta ao trabalho. No Rio de Janeiro, caminhoneiros cobram novas reivindicações do governo federal: querem maior queda do preço do diesel e mais isenção de pedágio.

CAMINHONEIROS

Ao conceder entrevista à imprensa, o presidente da Abcam afirmou que grupos políticos estão agindo dentro do movimento para manutenção dos bloqueios. Segundo ele, os grupos atuam contra o presidente Michel Temer e a favor de uma intervenção militar no país. Ele pediu apoio do governo federal para desmobilizar esses bloqueios remanescentes. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que está ajudando a identificar "as falsas lideranças" que estariam ameaçando os caminhoneiros que querem voltar ao trabalho.

VOOS

O cancelamento de voos programados chegou a pelo menos 6%. No total, 91 viagens deixaram de ocorrer até o início da tarde. E dez aeroportos continuam sem combustível, conforme a Infraero.

GÁS

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) alertou que alguns pontos de distribuição de GLP, o gás de cozinha, estão com estoque adequado, mas não tem botijões para encher, pois os vazios não estão chegando às bases.

PRODUTOS

A chegada de produtos às centrais de abastecimento ainda é prejudicada. Os oito dias de paralisação derrubaram em 46,5% a oferta de produtos na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp). No total, os atacadistas deixaram de comercializar 29.419 toneladas.

Na Central Estadual de Abastecimento do Rio de Janeiro (Ceasa-RJ), a situação não é diferente: 90% das lojas não abriram por não terem o que vender, e apenas 37 caminhões chegaram ao local. Em uma segunda-feira normal, 400 caminhões trazem produtos do interior do Rio e de outros estados à Ceasa.

Ainda no Rio, as escolas municipais suspenderam as aulas, pois funcionários, professores e alunos não conseguem chegar às escolas. Quase 30% das escolas particulares da cidade também pararam. As prefeituras de Niterói e Nova Iguaçu também suspenderam as aulas nas escolas municipais, e São Gonçalo anunciou que fará o mesmo nesta terça-feira.

SAÚDE

No caso dos hospitais, a Secretaria Estadual de Saúde chegou a anunciar a interrupção das cirurgias eletivas, mas reavaliou a decisão e manteve as operações marcadas em cinco hospitais.

TRANSPORTE

Os ônibus ainda operam com parte da frota na maioria das capitais, para economizar combustível.

PREJUÍZOS

Depois de oito dias de paralisação, governos e entidades calculam os prejuízos. 

A prefeitura de São Paulo, por exemplo, estima uma queda na arrecadação de impostos entre R$ 100 e R$ 150 milhões na última semana. As indústrias do Rio de Janeiro apontam que 91,5% sofreram algum tipo de impacto e a perda pode chegar a R$ 77 milhões. 

AVICULTURA

O setor de produção de aves diz que os caminhões com rações estão parados em 22 estados e, desde o início da greve, quase 70 milhões de aves morreram por falta de alimentação. Cerca de 1 bilhão de aves e 20 milhões de suínos têm risco de morrer. 

MERCADO EXTERIOR

A Associação de Comércio Exterior do Brasil projeta que a balança comercial será afetada com perda de US$ 1 bilhão com exportações que deixaram de ser feitas. Os vizinhos, argentinos e paraguaios, sentem os efeitos. Centenas de empresas dos dois países aguardam o fim da paralisação para embarcar mercadorias para o Brasil.

FIM DA PARALISAÇÃO

As entidades de classe patronais da indústria divulgaram em rede nacional nesta noite um apelo para que a paralisação dos caminhoneiros termine imediatamente. Alegando questões humanitárias, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) classificou como urgente a volta do reabastecimento de produtos essenciais. O setor exortou as autoridades dos Três Poderes a agirem para normalizar a vida dos brasileiros."Quem está pagando a conta é a população e o setor produtivo", disse a entidade. 

Durante o dia de hoje, a CNI já havia divulgado uma nota em que considerava inadmissível que a paralisação de caminhoneiros "mantenha o país refém, provocando desabastecimento da população, prejuízos na economia, na mobilidade, na segurança, na saúde e na educação". A entidade também discorda do tabelamento do frete e sustenta que a proposta, reivindicada pelos caminhoneiros e aceita pelo governo, significará aumento de preços para o consumidor.   Com informações da Agência Brasil.


(Foto: Reuters)
Fátima lidera pesquisa e Carlos e Robinson empatam em 2ºSenadora petista deve iria para o segundo turno se o pleito eleitoral fosse hoje.

O nome com maior expressvidade do PT no RN, a senadora Fátima Bezerra, lidera a corrida eleitoral para o Governo do Estado e, se a eleição fosse hoje, estaria no segundo turno contra o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) ou o governador Robinson Faria (PSD), que estão tecnicamente empatados. 

Isso é o que mostra a mais recente pesquisa do Instituto Seta encomendada pelo portal Agora RN. A sondagem, realizada entre os dias 11 e 13 de maio, ouviu 1,3 mil eleitores em municípios de todas as regiões potiguares. A margem de erro do levantamento é de 3% para mais ou menos, com grau de confiabilidade de 95%.

Na pesquisa estimulada, quando os nomes dos possíveis candidatos são apresentados ao eleitor, Fátima Bezerra tem 29,3% das intenções de voto, seguida por Carlos Eduardo (12%) e Robinson Faria (8,4%).

Na sequência das citações, atrás de Fátima, Carlos Eduardo e Robinson, aparecem o deputado estadual Kelps Lima (SD), com 3,2%, que retirou recentemente sua pré-candidatura; o ex-governador Geraldo Melo (PSDB), com 2,6%; a vereadora de Grossos Clorisa Linhares (SD), com 1,4%; o general da reserva do Exército Girão Monteiro, com 1,1%; o professor Carlos Alberto Medeiros (PSOL), com 1,0%; o vice-governador Fábio Dantas (PSB), com 0,5%; e o professor Freitas Júnior (Rede), com 0,1% das intenções de votos.

Além disso, 31,3% dos entrevistados disseram que vão votar em branco ou nulo e outros 9,2% não souberam ou não quiseram responder ao Instituto Seta.

Os três primeiros colocados melhoraram seus desempenhos, em relação à pesquisa Agora RN/Seta anterior, realizada apenas em Natal. Naquela oportunidade, na estimulada, Fátima tinha 17,5%; Carlos Eduardo, 11,3%; e Robinson, 7%. Foram ouvidas 600 pessoas na capital potiguar entre os dias 20 e 22 de dezembro de 2017. A margem de erro foi de 3,5%, com grau de confiabilidade de 95%.

ESPONTÂNEA

Na pesquisa espontânea, em que o entrevistado pode declarar o voto em quem quiser, prevalece ainda a indecisão. Neste formato de sondagem, 43,3% disseram que vão votar em branco ou nulo e outros 38,8% não souberam ou não quiseram responder a pesquisa. Ou seja, mais de 82% do eleitorado não sabem em quem votar.

Entre os que disseram algum nome, a liderança também é de Fátima Bezerra, assim como na estimulada. Aqui, a petista aparece com 11,6% das citações, seguida por Carlos Eduardo (2,6%). Com informações do portal Agora RN. 


(Foto: Montagem)
Lojistas estimam perdas de R$ 27 bi durante a greveOutras entidades ainda não fizeram seus cálculos, mas consideram que as perdas podem ser expressivas, especialmente se a greve continuar.

A CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) estimou perdas  de R$ 27 bilhões no setor de comércio e serviços como consequência da paralisação de caminhoneiros.

A entidade aponta que, com a perda do setor, o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) poderá ser negativo no segundo trimestre e será menor do que o inicialmente esperado para 2018, ficando próximo a 2%.

Outras entidades ainda não fizeram seus cálculos, mas consideram que as perdas podem ser expressivas, especialmente se a greve continuar.

Altamiro Carvalho, assessor econômico da FecomércioSP, diz que os setores mais sensíveis à paralisação são os que trabalham com bens perecíveis, combustível e serviços (como restaurantes e turismo).

Esses segmentos sofrem mais com as perdas pois as vendas que deixaram de acontecer nos últimos oito dias não serão compensadas no futuro. Quem deixou de colocar gasolina por uma semana não abastecerá mais por causa disso no futuro, explica.

Por outro lado, supermercados podem ter tido mais vendas nos últimos dias, devido a compras maiores feitas por consumidores com medo de desabastecimento, pondera Carvalho.

Ele diz que o efeito mais danoso da paralisação é a perda de confiança que ela gera em investidores que apostam no Brasil.

Marcelo Solimeo, economista da Associação Comercial de São Paulo, diz que vendas de produtos que não sejam essenciais estão praticamente paradas.

Isso acontece porque os consumidores estão reservando combustível e, por isso, adiam o quanto podem idas a shoppings e lojas em geral. Com informações da Folhapress.


(Foto: Reuters)
Motoristas de aplicativo fazem bloqueios nas pontes de NatalA alta do preço da gasolina foi principal motivo para interdição das vias

Motoristas dos aplicativos de transporte Uber e 99POP iniciaram dois protestos em Natal na tarde desta segunda-feira (28) contra a alta de combustíveis. Um deles fechou completamente a ponte Newton Navarro no sentido Zona Norte. O outro acontece na Ponte de Igapó, estrutura que liga as zonas Oeste e Norte da cidade, com bloqueio parcial que deixou o trânsito lento na região.

A informação foi confirmada pelo inspetor Carlos Eugênio, da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) ao portal de notícias G1 RN. Segundo ele, a manifestação dos motoristas causa uma retenção no trânsito na Ponte de Igapó no sentido que leva à ZN.

O outro aconteceu em forma de carreata. Ainda de acordo com Carlos Eugênio, os condutores passaram pelos principais cruzamentos da cidade, em direção à Ponte Newton Navarro. “Temos a informação de que eles vão se encontrar na Ponte de Igapó depois de atravessarem a Newton Navarro”, afirma o inspetor. Com informações do G1.


(Foto: Adriano Abreu/Tribuna do Norte)
Greve se mantém e caminhoneiros mostram forçaO que o país observa é uma autêntica queda de braço entre um segmento econômico, o dos transportes de cargas, e o governo federal

O governo se mexe para um lado e para outro, e a greve dos caminhoneiros ainda permanece em boa parte do país com a paralisação tendo ganhar ares de bandeira de luta para se legitimar junto à população. A Confederação Nacional dos Transportes Autônomos, que mostrou-se de acordo com o prometido  pelo governo na quinta-feira (24), está dizendo agora que quem deve decidir sobre a parada do movimento são os próprios caminhoneiros. Por outro lado, a turma que faz a Associação Brasileira dos Caminhoneiros considera que as propostas do governo resolvem a questão.

Segundo informações divulgadas pela mídia paulista, continuam acontecendo protestos nesta segunda-feira (28) em dez estados brasileiros, e em várias estradas que ligam o interior paulista à capital - maior cidade do país.

Entidade de forte representação história, a Confederação Nacional do Transporte (CNT), participante das mesas de negociação com o governo federal considera que "os caminhoneiros foram muito bem atendidos" e, consequentemente, os motivos da paralisação cessaram.

Para o presidente da Agência Nacional dos Trasportes Terrestres (ANTT), José Natan Emídio Neto, os movimentos estão continuando porque as lideranças políticas de Brasília estã distante e desconhecem o que acontece nas estradas do país. "Quem está negociando isso aqui não tem noção do que está acontecendo. Ahcam que as medidas do governo vão resolver o problema, mas eles não têm noção do sofrimento do caminhoneiro", sintetizou José Natan Emídio.

Os desdobramentos da crise com a greve dos caminhoneiros, que ainda permanece, se arrastarão por dias e até semanas, mesmo depois que ela acabar. Nessa altura dos acontecimentos, existem ameaças das frotas de ônibus pararem de circular por falta de óleo diesel em várias capitais e grandes cidades do país, ameaças concretas de cancelamentos de boa parte das atividades em vários aeroportos, e concreto desabastecimento, que já existe, nos mercados públcos, ceasas e supermercados.

Também não estão de fora, imune ao caos gerado pela paralisação dos caminhoneiros, os hospitais públicos e privados, que enfrentam dificuldades no abastecimento com medicamentos e problemas na circulação de ambulâncias.

O caos criado pela paralisação de um segmento do mercado e de uma categoria específica revela a fraqueza do Brasil em se garantir enquanto Estado protetor de si mesmo e do povo que o torna uma nação. A paralisação é produto de um acordo informal, movido por interesses específicos, entre os empresários do setor de transportes de cargas e os caminhoneiros. A surpreendente dimensão que tomou, surpreendente até mesmo para quem está à sua frente, deu o suporte e a confiança necessária para que o governo fosse peitado e a sociedade, atônita, fizesse pressão sobre as debilitadas autoridades federais para resolver o caso que está gerando tanto malefício.

Pressionado pelo povo e por um mercado em franco declínio, o governo liderado por um presidente permanentemente acossado por denúncias contra si de corrupção, Michel Temer, partiu para negociar com os grevistas em absoluta desvantagem. Mesmo com o jogo de cintura próprio do político e que em Temer chega ao seu mais alto grau, as autoridades governamentais estão se rendendo a uma evidência concreta: não dá para se viver neste Brasil montado sobre rodas de borracha sem os caminhões.

A paralisação está continuando apesar dos compromissos assumidos pelo governo com os representantes dos grevistas, e os periculosos por trás da greve, os empresários do setor de transportes de cargas, passam a colocar a responsabilidade pelo fim da parada nas mãos dos caminhoneiros, dos verdadeiros protagonistas das estradas.

Até o momento o governo se viu na condição de ter fazer condições que oneram, segundo seus próprios técnicos, os cofres públicos. O próprio acordo para garantir o diesel mais barato aos caminhoneiros vai ter um custo para os cofres públicos de R$ 9,5 bilhões. Esse dinheiro de subsídio para o diesel será dividido em R$ 3,8 milhões que serão cortados de várias áreas do orçamento, e mais R$ 5,7 bilhões que o governo já tinha como sobre do próprio orçamento.

Cegonheiros satisfeitos

O Sindicato Nacional dos Cegonheiros distribui nota à  imprensa, recebida pela redação do Portal Foco Nordeste, dizendo que as medidas anunciadas pelo governo atingem as reivindicações dos caminhoneiros. 

Nota à imprensa

O Sindicato Nacional dos Cegonheiros - Sinaceg - considera que as medidas anunciadas pelo governo atingem as reivindicações preponderantes dos caminhoneiros, e espera que a normalidade seja restabelecida nas rodovias brasileiras.

Reiterando que não tem conhecimento da participação de seus associados em piquetes ou obstruções nas estradas.

Diretoria Sinaceg


Caminhões continuam paralisando estradas brasileiras (Foto: Bastidores da Política PB)
Caminhoneiros liberam passagem de combustível em NatalApós a passagem das carretas, os caminhoneiros desbloquearam totalmente a BR-406.

A Polícia Rodoviária Federal confirmou que os caminhoneiros que bloqueiam a BR-406, em João Câmara, liberaram a passagem de pelo menos 40 carretas com combustíveis e gás de cozinha na tarde deste sábado (26). De acordo com o Sindipostos, a expectativa é que os postos de Natal e região metropolitana sejam reabastecidos durante a madrugada. A greve dos caminhoneiros completou 6 dias neste sábado (26).

Após a passagem das carretas, os caminhoneiros desbloquearam totalmente a BR-406.

Neste sábado, os potiguares tiveram que rodar em busca de combustível e longas filas se formaram nos estabelecimentos que ainda tinham estoque. Alguns postos chegaram a restringir a quantidade de litros por cliente.

Em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, um posto localizado na BR-406 estava restringindo a compra de 15 litros de gasolina ou 20 litros de etanol por cliente. Com informações do G1 RN. 


(Foto: Agora RN)
RN sofre com desabastecimento de comida e combustívelEste é o sexto dia seguido de protestos contra o aumento do preço do óleo diesel.

Embora o governo federal tenha autorizado o uso das forças armadas para impedir interdições, boa parte das rodovias federais que cruzam o Rio Grande do Norte permanecem com bloqueios parciais. É o que informa a Polícia Rodoviária Federal na manhã deste sábado (26). Este é o sexto dia seguido de protestos contra o aumento do preço do óleo diesel.

Em consequência, o estado já enfrenta problemas de desabastecimento de alimentos, combustíveis e gás de cozinha. Na indústria, produtores de sal e camarão - dois dois principais itens da pasta de exportações - também têm dificuldades para fazer escoar a produção. Na capital, a frota de ônibus foi reduzida para evitar um colapso no sistema de transporte público.

Alimentos

De acordo com a direção da Central de Abastecimento do Estado (Ceasa), ainda não é possível estimar prejuízos, mas já há falta de vários tipos de alimentos. Produtos como tomate, pimentão, laranja e repolho não têm mais, e outros produtos tiveram disparada nos preços.

Transporte público

Enquanto durar a greve, a frota de ônibus em Natal e região metropolitana foi reduzida para 70% desde a sexta (25) para se evitar um colapso no sistema. Durante o final de semana, no entanto, a frota nas ruas é ainda menor: 50%.

Gás de cozinha

Pelo menos 80% das revendedoras potiguares de gás liquefeito de petróleo, mais conhecido como gás de cozinha, não terão o produto disponível para venda a partir deste sábado (26), segundo o Singás. Pelo menos 200 revendedores, que representam 25% das 800 unidades no Rio Grande do Norte, já estão com os botijões vazios.

Combustíveis

Quase metade dos postos de combustíveis de Natal já enfrenta problemas com desabastecimento. Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Rio Grande do Norte, pelo menos 40% acusam a falta de pelo menos um tipo de combustível, seja etanol, gasolina ou mesmo óleo diesel.

Com informações do portal G1 RN.


(Foto: José Aldenir / Agora Imagens)
Avião presidencial fica sem gasolina para viagens longasSe o presidente precisar se deslocar para um destino longo, terá muita dificuldade, disse uma fonte ligada à Presidência da República.

Não são apenas cidadãos comuns e passageiros da aviação comercial que enfrentam transtornos com a crise de abastecimento de combustíveis. A falta de querosene de aviação (QAV) no aeroporto internacional de Brasília afeta também a aeronave que atende ao presidente Michel Temer.

— Se o presidente precisar se deslocar para um destino longo, terá muita dificuldade, disse uma fonte ligada à Presidência da República.

Segundo esta mesma fonte, a equipe responsável pelos deslocamentos de Temer também foi pega de surpresa com o desabastecimento que afeta o aeroporto de Brasília e outros 10 terminais. O gabinete presidencial teria sido alertado sobre a dificuldade de decolagem da aeronave presidencial, a depender do destino.

O ACJ319, fabricado pela Airbus, tem autonomia máxima de 9 horas e 45 minutos de voo, equivalente a uma viagem entre Zurique, na Suíça e Havana, em Cuba.  O problema, no entanto, é que, segundo a mesma fonte, não haveria combustível suficiente estocado em Brasília para um percurso semelhante. Para percursos menores é possível que haja combustível, mas a FAB não informa quanto. Com informações do portal R7.


(Foto: PR)
Forças Armadas vão atuar para garantir abastecimentoO presidente Temer poderá editar decreto para a requisição de bens

O governo vai acionar as forças de segurança federais para liberar as estradas e as Forças Armadas serão utilizadas para garantir o abastecimento da população. Para isso, será editada uma operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), válida até o dia 4 de junho. A notícia foi dada hoje (25), em entrevista coletiva no Palácio do Planalto.

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmman, afirmou ainda que o presidente Michel Temer poderá editar um decreto para permitir a requisição de bens, prevista na Constituição, para que alimentos, combustíveis, medicamentos e insumos cheguem à população, em todo o país. Ele acrescentou que os militares têm o respaldo legal para assumir a direção dos caminhões dos grevistas, se assim necessário. “O artigo 5, inciso 25 da Constituição Federal permite a requisição de bens, caso se faça necessário, em condições de pilotar veículo para que o desabastecimento seja contido e voltemos a ter distribuição regular”.

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, anunciou que houve redução considerável dos bloqueios de estradas em todo o país. Segundo os números apresentados pelo governo, informados pela PRF, das 938 obstruções e interdições de rodovias, 419 já foram liberadas até este momento. Há ainda 519 pontos de interdições, já parciais, segundo o governo. O ministro admitiu que a liberação ocorre com menos velocidade do que o esperado.

Locaute

O ministro da Segurança disse ainda que a Polícia Federal abriu inquérito e vai ouvir 20 empresários de transportadoras para investigar se fizeram locaute, o que é ilegal e punível com prisão e multa.  "Estamos investigando se grandes empresas, transportadoras, patrões usaram os trabalhadores para ampliarem suas margens de lucro", afirmou Jungmann. "Greve é direito constitucional; locaute é ilegalidade", definiu. "Nós vamos ver quem está tirando proveito das reivindicações de trabalhadores. Se há patrões explorando os trabalhadores e o sofrimento da população", completou. O ministro disse que se o locaute for comprovado, os infratores serão enquadrados em sete tipos de crimes.


(Foto: Folha de São Paulo)
Greve dos caminhoneiros mostra país fraco e dependente A greve que chega ao seu quinto dia paralisa o Brasil e mostra um país completamente dependente e imobilizado

Enquanto uma entidade chamada de Associação Brasileira dos Caminhoneiros divulga dados de demonstração de força que apontam para 521 pontos de interdição nas estradas e vias do país, o brasileiro comum sente os efeitos da paralisação, que chega nesta sexta-feira (25) ao seu quinto dia e se pergunta como foi que se chegou a essa situação de calimidade e de dependência de um tipo específico de transporte.

Essa dependência ganha força no governo de Juscelino Kubitschek (1956 a 1961) com a priorização do transporte rodoviário e, conseguentemente, do transporte de cargas por caminhões. Desde Juscelino, vários governantes passaram por Brasília, mas nada foi feito para evitar o que viria ser uma enorme dependência de um tipo de transporte. O que se fez mesmo foi sucatear o que existia de malha ferroviária. O Brasil de hoje é um país totalmente dependente do transporte de cargas por via rodoviária e os caminhoneiros e, principalmente os proprietários de transportadoras de cargas, estão descobrindo com esta paralisação que detém um poder enorme para fazer valer suas vontades.

Os pontos de interdições, impostos pela parada de centenas de caminhões no meio de estradas principais, acontecem em maior número nos estados de forte produção agrícola como são os casos do Rio Grande do Sul (74 pontos), Paraná (73), Santa Catarina (54), Minas Gerais (51), e Mato Grosso do Sul (36 pontos) - segundo informações da própria Associação Brasileira dos Caminhoneiros).


Paralisação em estrada do Mato Grosso do Sul (Foto: Midiamax)
Calamidade: Cidade de São Paulo em estado de emergênciaGreve dos caminhoneiros, que na verdade é greve das empresas de transportes de cargas, praticamente está paralisando a capital paulista

5º dia da greve dos caminhoneiros levam o prefeito de São Paulo (SP), Bruno Covas, a decretar estado de emergência na cidade, na manhã desta sexta-feira (25). Com o decreto, a Prefeitura pode requisitar ou apreender bens privados - como é o caso de combustível que esteja estocado em postos, fazer gastos sem depender de empenho no orçamento, e comprar sem licitação.

São Paulo, a mais rica e maior cidade do país, sofre crise de abastecimento de bens de consumo, de combustível, e está com problemas para abastecer os seus aeroportos principais - Cumbica (Guarulhos) e Congonhas. A maior cidade do país também enfrenta sérios problemas no tráfego com sua principais vias tomadas por intermináveis filas de caminhões parados.

O estado de emergência decretado pela Prefeitura de São Paulo pode evoluir para estado de calamidade pública, caso se intensifiquem os problemas que afligem hoje a economia, o abastecimento, o direito de ir e vir, e a própria vida dos paulistanos.

Com o estado de emergência, a Prefeitura de São Paulo anunciou medidas como a suspensão dos serviços administrativos que não sejam essenciais com o objetivo de fazer economia de combustível. 


Caminhões paralisam estradas paulistas (Foto:Tudo Rondônia)
Protestos contra a alta dos combustíveis param NatalAté às 14h30, a PRF havia registrado pelo menos 13 pontos de interdição parcial em cinco BRs.

Um dia caótico para quem utiliza o transporte público. Assim pode ser definido o dia de hoje na capital potiguar e em outros pontos do RN. Motivados pelo aumento do preço dos combustíveis, caminhoneiros fecharam as principais vias da capital e os motoristas de ônibus realizaram protesto pelo esfaqueamento de um funcionário de companhia de tranporte público. 

Até às 14h30, a PRF havia registrado pelo menos 13 pontos de interdição parcial em cinco BRs. Já a PM, contabilizou 5 pontos de interdição em três RNs.

Reação

Uma liminar emitida pela 4ª Vara Federal de Niterói, na tarde desta quinta-feira (24), determinou a reintegração de posse do trecho da rodovia federal BR-101, sob gestão da concessionária Autopista Fluminense.

O local está tomado por caminhoneiros grevistas há quatro dias. O juiz federal William Douglas Resinente dos Santos determinou ainda que o Comando do Exército apoie a Polícia Rodoviária Federal (PRF) no cumprimento da sentença.

Segundo apurado pelo O Globo, o juiz atendeu a um requerimento de desobstrução da pista feito pela Autopista Fluminense, que administra 322km da BR - 101 entre Niterói, incluindo a Ponte Rio-Niterói e a divisa do Rio de Janeiro com o Espírito Santo. Com informações da Agência Brasil. 


(Foto: Pedro Vitorino/G1 RN)
Tucanos: prisão de Azeredo complica candidatura AlckminEx-governador mineiro se entregou para cumprir pena de 20 anos e um mês de prisão. Já debilitada pelo episódio Aécio, candidatura Alckmin sofre mais este revés

A prisão do ex-governador de Minas Gerais e ex-presidente do PSDB, Eduardo Azeredo, que se entregou na tarde dessa quarta-feira (23), em uma delegacia de Belo Horizonte, evidencia a grande dificuldade enfrentada pelos partidos mais estruturados da política brasileira. Azeredo se entregou para cumprir pena de 20 anos e um mês de prisão pelos crimes de lavagem de dinheiro e peculato, com condenação em segunda instância, no chamado mensalão tucano, por supostos desvios de recursos da ordem de R$ 3,5 milhões para sua campanha de reeleição ao governo mineiro no ano de 1998.

O ex-governador está preso na Academia de Bombeiros Militar, na região central de Belo Horizonte. Devido sua condição de ex-governador, Azeredo está numa sala de Estado Maior, com 27 metros quadrados contando com uma mesa de apoio, cama, banheiro e chuveiro elétrico.

A prisão de Eduardo Azeredo, considerado pelos seus companheiro de partido e por lideranças de outras agremiações, como um sujeiro pacato e equibilibrado, traz complicações políticas para a já debilitada candidatura de Geraldo Alckmin. O PSDB nacional, que sofre perda de credibilidade desde o esforço para livrar o pescoço de Aécio Neves, se agiganta no consciente coletivo como um partido tão corrupto como as outras grandes legendas da cena brasileira - PT e PMDB.

O mais grave ainda para o PSDB é que o partido dos tucanos foi criado por Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso e Mário Covas, como uma resposta as malandragens do PMDB paulista, na  época liderado por Orestes Quércia. O PSDB, desde sua criação, procurou ser referência exatamente na conduta ética no exercício da atividade política, até porque se trata de um partido que não tem significativa força em movimentos de base. E é essa conduta ética que está indo para o ralo, sobretudo com o esforço para livrar um elemento visto como corrupto pela população, como é o caso de Aécio Neves, e agora com a prisão de um de seus nomes mais ilustres.


Eduardo Azeredo se entrega à Polícia (Foto: O Vigilante Online)
Lula deixará a prisão para depor em defesa de CabralDepoimento ocorrerá na próxima terça-feira em Curitiba

Preso desde 7 de abril na sede da Polícia Federal em Curitiba, o ex-presidente Lula deixará a carceragem pela primeira vez na próxima terça-feira (29). Ela será levado à Justiça Federal da capital paranaense para depor, por meio de videoconferência, ao juiz Marcelo Bretas.

De acordo com o jornal O Globo, o petista será testemunha de defesa do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, também preso, no âmbito da Operação Unfair Play, que investiga suposta compra de votos para favorecer o Rio de Janeiro na disputa pelos Jogos Olímpicos de 2016.

Cabral também é acusado de chefiar um grande esquema criminoso para o desvio de dinheiro aplicado em obras relacionadas à Olimpíada.


(Foto: Handout )
Petrobras anuncia redução de preços nos postosA redução será nas refinarias e entra em vigor amanhã (23)

A partir de amanhã (23), a gasolina e o óleo diesel ficarão mais baratos nas refinarias de todo o país. Informações divulgadas hoje (22) no site da Petrobras indicam que o preço da gasolina cairá 2,08% e o do diesel, 1,54%.

A queda no preço da gasolina ocorre depois de 11 aumentos consecutivos nos últimos 17 dias e de o preço do produto ter fechado os primeiros 21 dias do mês de maio com alta acumulada de 16,07%. Com a queda de 2,08% que entra em vigor amanhã, o preço da gasolina nas refinarias cairá para R$ 2,0433.

No caso do diesel, com a queda de 1,54%, após sete aumentos consecutivos, o produto passará a custar a partir de amanhã nas refinarias R$ 2,3351. O diesel acumula desde o dia 1º de maio alta de 12,3%.

A queda de preços anunciada hoje pela Petrobras se dá um dia depois de a companhia ter informado mais um aumento nas refinarias de todo o país nos valores do diesel, que subiu 0,97%, e nos da gasolina, com alta de 0,9%.

No mesmo dia, mais cedo, caminhoneiros de todo o Brasil iniciaram uma greve geral contra os aumentos do diesel, o que levou à paralisação dos transportes de carga e ao bloqueio de rodovias em vários estados. Com informações da Agência Brasiil. 


(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Temer desiste e lança candidatura de MeirellesAnúncio foi feito nesta terça-feira (22), durante lançamento do documento

Durante o lançamento do documento "Encontro com o futuro", nesta terça-feira (22), o presidente Michel Temer deixou claro que abriu mão da candidatura à Presidência da República em prol do nome do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles.

"O Meirelles é o melhor entre os melhores. Por isso tem condições de estar à frente do nosso partido e à frente da nossa campanha eleitoral. Que você, queria Deus, seja o único candidato do centro para continuar o que começamos. Se produzirmos agora 1/3 do que já produzimos, Meirelles, você vai pegar o país com tranquilidade absoluta. Será que o MDB tem o direito de ignorar tudo que fizemos ou de levar adiante? Levar adiante. Não podemos negar, melhorou e em pouquíssimo tempo. Imagina em mais quatro anos. E não podemos brincar que a crise volta. O MDB nunca faltou ao país. Ficarei orgulhosíssimo se um dia Meirelles for proclamado presidente do Brasil", disse Temer, ao discursar para uma plateia de emedebistas, na Fundação Ulysses Guimarães.

De acordo com O Globo, Temer destacou, por vários minutos, a "competência" de Meirelles. "Se há dois anos atrás dissesse que esse nome conseguiria baixar a inflação, os juros e ainda fazer a Bolsa bater recordes, com 86, 87 pontos, se há dois anos dissesse que o Meirelles viria para o MDB e estaria aqui lançando o Encontro com toda certeza diriam: Temer, conta outra. E foi por isso que escolhi o Meirelles para conduzir a economia e fiz a escolha corretíssima. É correto, homem simples de Goiás que ganhou o mundo, nome mais do que honrado", disse Temer.

O presidente ainda disse que "a dor da acusação injusta não vai nos paralisar. "Escolhas sempre foram marcas do nosso governo. Sou realista: sei o que fiz e o que não fiz; o que falei e o que falam por mim. Se estou resistente, é porque estamos com a verdade e ela nos fortalece. A dor da acusação injusta não vai nos paralisar. Do meu momento cuido eu, do país cuidamos todos nós, o MDB", destacou.


(Foto: Marcos Corrêa/PR)
Diesel em alta: Caminhoneiros fecham BR-101 em protesto Nesta segunda (21), foi anunciada mais uma alta do valor nas refinarias, de 0,97% a partir de terça (22)

Em protesto contra o aumento do óleo diesel, caminhoneiros fecharam uma das vias da BR-101, sentido Natal-Parnamirim, na região metropolitana da capital potiguar. A interdição começou por volta das 10h30 no Km 105,8 da rodovia, em frente ao Parque de Exposições Aristófanes Fernandes. Por volta das 12h, a pista foi liberada.

Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal está no local, já que existe a possibilidade de o trecho ser novamente interditado a partir das 14h.

Caminhoneiros protestam contra o aumento do diesel em vários estados. Nesta segunda (21), foi anunciada mais uma alta do valor nas refinarias, de 0,97% a partir de terça (22). Na semana passada, foram cinco reajustes diários seguidos. A escalada nos preços acontece em meio à disparada nos preços internacionais do petróleo. Com informações do portal G1. 


(Foto: PRF/Divulgação )
Pesquisa: Alckmin é o pior candidato tucano em 24 anosEx-governador de São Paulo teve 6% das intenções de voto em abril, segundo o Datafolha

Candidato do PSDB ao Palácio do Planalto, Geraldo Alckmin registrou em abril o pior desempenho de um presidenciável tucano em 24 anos, tendo como base as estatísticas do Datafolha.

No período, o ex-governador de São Paulo alcançou 6% das intenções de voto, percentual só não pior do que os mesmos 6% obtidos no pleito de 1989 por Mário Covas, que terminou a disputa na quarta colocação. 

Em abril de 2006, quando concorria à Presidência com Luiz Inácio Lula da Silva, Alckmin tinha 20% dos votos.

Levantamento do jornal Folha de São Paulo mostra que, a partir de 1994, os candidatos do PSDB ao Planalto sempre estiveram entre a primeira e a segunda colocações, com percentuais de ao menos 14%


(Foto: IG - Último Segundo)
Morre aos 76 anos o delegado Maurílio Pinto de MedeirosO velório começou por volta das 6h deste domingo e deve continuar até 15h em Natal

Morreu na noite deste sábado (19), em Natal, o delegado aposentado da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, Maurílio Pinto de Medeiros, de 76 anos. Ele estava internado na Casa de Saúde São Lucas e lutava contra complicações provocadas pela diabetes, sofreu amputações para conter uma infecção, mas não resistiu.

Maurílio Pinto se aposentou em 2011 após 47 anos de serviços prestados ao Estado. Ele foi chefe da Polícia Civil por duas décadas e ainda atuou em funções de subsecretaria e secretaria adjunta de Segurança Pública.

O velório começou por volta das 6h deste domingo e deve continuar até 15h no Centro de Velório da rua São José, onde haverá uma missa. O corpo segue para o sepultamento às 16h no Cemitério Morada da Paz de Emaús, em Parnamirim, região metropolitana da capital.

"Todo o Rio Grande do Norte de luto pela perda irreparável do Dr. Maurílio Pinto de Medeiros. Governo do Estado e Polícia Civil prestam suas homenagens ao homem público e profissional competente, exemplo para as nossas polícias.", publicou o governo do estado em um perfil oficial nas redes sociais.


(Foto: Blog do Seridó)
Casamento de Harry e Meghan mostra força da realezaCasamento real britânico mobilizou o mundo na manhã deste sábado (19) sendo acompanhado por mais de 3 bilhões de pessoas

O casamento do príncipe Harry e da atriz Meghan Markle neste sábado (19) evidenciou, mais uma vez, a força planetária e midiática da realeza britânica, que atravessa séculos, supera guerras, vence batalhas políticas, e mantém-se viva na realidade e, principalmente, no imaginário social.

Todo o transcurso tradicional e, dentro do possível, obedecendo a um ritual consagrado pela história, teve a marca de um poder que perdura ao longo de centenas de anos, o do Reino Unido, que, embora não seja mais o mesmo, ainda está evidente e, pelas asas da tecnologia, penetrando nos mais distantes recônditos do mundo e se reforçando na mente das pessoas.

O domínio midíatico de um evento dessa magnitude e o que ele representa em termos de presença da realeza britânica no inconsciente coletivo, em todas as partes do planeta, já que não é mais apenas ocidente, mas agora todo o mundo, não tem como ser medido apenas com dados de audiência ou coleta de dados de acesso às redes sociais, ou de pesquisas em ferramentas de buscas da internet pelo assunto - é um domínio que vai bem mais além, já que tem a condição de permanecer no imaginário das pessoas e de ali se desdobrar estabelecendo parâmetros de  moda, de beleza, de desejos, de contemplação e de referências.

O bolo, o vestido da noiva, as roupas dos famosos, as celebridades e políticos presentes, os ausentes, o beijo do novo casal real, a presença da Marinha Real, o pai do noivo, a mãe da noiva, as crianças, o casal real anterior (William e Kate), a rainha Elizabeth, a leitura do texto bíblico, a orquestra e os músicos, a procissão em Windsor - tudo funciona de forma instigante e envolvente para com um público fã que observa com lupa de admiração em tempo real, no próprio Reino Unido, e em todas as partes do mundo.

O mundo britânico forjado com a Revolução Industrial e com guerras, já não é mais o mesmo em sua dimensão direta, mas, provavelmente, contrariando a própria descrição da geografia e da história, é até maior, pois não tem mais limites, está presente em todas as partes, e, mais ainda, é admirado.


Casamento real de Harry e Meghan
Bolsonaro: policial deve atirar primeiro e perguntar depoisPresidenciável que lidera as pesquisas participou nessa quinta-feira (17), em Natal, de pré-convenção de seu partido no RN e de debate com empresários no auditório da Federação das Indústrias (Fiern)

Sempre acompanhado de boa presença popular, o deputado Jair Bolsonaro, um dos líderes nas pesquisas para a presidência da República nas eleições deste ano, participou em Natal nessa quinta-feira (17) da pré-convenção estadual de seu partido, o PSL, realizada no final da tarde no Palácio dos Esportes e à noite esteve debatendo com empresários no auditório da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN) sobre seus projetos para o Brasil.

Abordando com mais ênfase a questão da segurança pública, que representa hoje o grande problema da população brasileira, afligindo tanto trabalhadores como empresários, Bolsonaro defendeu, entre outras coisas, o fim do desarmamento. "Mexendo em dois artigos do código penal, o índice de violência cairia pela metade, mexendo no estatuto do desarmamento cai mais um quarto", enfatizou.

Para o enfrentamento ao avanço da criminalidade mais periculosa e devastadora, Bolsonaro defende tolerância zero: "Se acharmos que estrupador e homicida precisam de outra chance, vamos continuar chorando por parentes e amigos. Não prego o extermínio, porém mais do que a liberdade, o dever do policial é atirar primeiro e perguntar despois, não temos outro caminho para combater a violência a não ser dessa maneira", afirmou.

Para os apoiadores

Falando aos apoiadores, ainda no entorno do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante, Jair Bolsonaro foi taxativo ao dizer que quer representar nas eleições que se aproximam o "anti-PSDB e o anti-PT". Dessa maneira, pretende forçar uma outra via de escolha para um eleitorado nacional que tem se dividido ao longo dos últimos 20 anos entre candidatos petistas e tucanos.


Bolsonaro é recepcionado por apoiadores (Foto: Blog do Walter Batista)
BC mantém taxa básica de juros em 6,50% ao anoA poupança ganha de fundos com taxa de administração de 1,5% se o resgate for feito em até um ano

A manutenção da taxa básica de juros em 6,5% ao ano deixou a poupança mais atrativa que a maioria dos fundos de investimento de renda fixa, em especial aqueles com taxa de administração salgadas, de acordo com simulações feitas pela Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade).

Nesta quarta (16), o Copom (Comitê de Política Monetária) decidiu manter a Selic, apesar de o mercado esperar novo corte da taxa básica, em meio a um cenário que considera a inflação sob controle e a atividade econômica ainda fraca no país.

A Anefac estima o rendimento mensal da poupança em 0,37% com a Selic a 6,5% ao ano.

Pelas contas da associação, fundos com taxa de até 0,5% ao ano ganham da poupança, independentemente do prazo de resgate considerado. A caderneta empata com fundos com taxa de 1% ao ano em caso de resgate em até seis meses e perde se o prazo for superior a esse período.

A poupança ganha de fundos com taxa de administração de 1,5% se o resgate for feito em até um ano, empata se o saque ocorrer entre um e dois anos. Acima disso, a caderneta perde.

Já fundos com taxas iguais ou superiores a 2% ao ano perdem para a caderneta independentemente do prazo considerado. Com informações da Folhapress.


(Foto: iStock)
TSE avalia impugnar 'de ofício' candidatura de LulaReceio é de que o PT consiga postergar impasse sobre o assunto até as vésperas da eleição e a Corte fique sem condições técnicas para retirar da urna o nome e a foto do ex-presidente

Após condenação em segunda instância, a 12 anos e um mês de prisão, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa.

A sentença, proferida pelos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), levou o petista à prisão, no dia 7 de abril. Desde então, ele ocupa uma "sala especial", na superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR).

Com isso, caberá ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a decisão sobre impugnar, ou não, a candidatura do petista à Presidência da República. O PT, por enquanto, segue defendendo o nome de Lula e rechaça qualquer plano B.

O objetivo, conforme o blog do Gerson Camarotti, no portal G1, é postergar uma decisão sobre o assunto, a fim de transferir o máximo de votos para um possível substituto de Lula na corrida ao Planalto e, dessa forma, tentar levá-lo ao segundo turno.

Embora o PT negue oficialmente, o nome mais cogitado é o do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad. "É claro que há conversas. Só que não podemos cogitar isso oficialmente, seria burrice. Além de deixar Lula vulnerável, seria um tiro contra nós mesmos. Hoje, Lula é nosso principal cabo eleitoral", admitiu um senador petista, pedindo anonimato.

As estratégias pensadas pelo partido e pela defesa do ex-presidente estariam preocupando os ministros da Corte Eleitoral, que já começam a discutir, nos bastidores, soluções para evitar a indefinição do cenário até setembro.

O receio é de que, restando apenas um mês para as eleições, o TSE fique sem condições técnicas para retirar da urna eletrônica o nome e a foto de Lula, ainda que o candidato do PT venha a ser outro.

"Convém à democracia que uma pessoa sabidamente inelegível prossiga a sua propaganda eleitoral e fique na urna"?, questiona o ministro Admar Gonzaga, sem fazer referência ao ex-presidente.

Para evitar essa situação, alguns ministros do TSE cogitam até mesmo tomar uma decisão "de ofício", o que significa não esperar a contestação da candidatura por um partido ou pelo Ministério Público.


(Foto: Ricardo Moraes/Returs)
Nas alturas: Dólar fecha o dia custando R$ 3,70O dólar comercial subiu 0,62%, para R$ 3,700. É o maior nível desde 16 de março de 2016.

Um dia após o Banco Central manter a taxa de juros em 6,5% ao ano por causa das turbulências internacionais, o exterior voltou a provocar instabilidade no mercado brasileiro.

A alta dos rendimentos de títulos americanos pressionou o dólar, que subiu para R$ 3,70 nesta quinta-feira (17), no quinto dia de valorização. Já a Bolsa brasileira teve a maior queda diária em um ano afetada por uma venda generalizada de ativos.

O dólar comercial subiu 0,62%, para R$ 3,700. É o maior nível desde 16 de março de 2016, quando terminou a R$ 3,739. O dólar à vista avançou 0,54%, também a R$ 3,700.

A Bolsa brasileira fechou em forte baixa de 3,37%, para 83.621 pontos. Foi a maior desvalorização diária desde 18 de maio de 2017, quando o Ibovespa recuou 8,8% sob impacto do vazamento da delação do empresário Joesley Batista, do grupo JBS.

No mundo, o dólar subiu ante 25 das 31 principais moedas globais.

A alta teve como origem um novo aumento dos rendimentos dos títulos de dívida americana, que agora bateram 3,119%, o maior patamar desde junho de 2011.

Os papéis continuam reagindo a dados fortes divulgados recentemente e que apontam para o fortalecimento da economia americana. Esse é o principal fator apontado por analistas para a valorização do dólar não só em relação ao real, mas ante moedas de outros emergentes e até de economias desenvolvidas.


(Foto: Reuters)
Água: José da Penha e Rafael Fernandes deixam colapsoCom as fortes chuvas, as cidades do Oeste tem saído do estado de calamidade provocado pela seca

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) restabeleceu, no início desta semana o fornecimento de água para as cidades de José da Penha e Rafael Fernandes, ambas no Alto Oeste. A região é uma das mais afetadas com a seca. 

Os cerca de 6 mil josé-penhenses voltarão a ter o fornecimento regular de água. José da Penha estava em colapso desde outubro de 2016. Também, no Alto Oeste, Rafael Fernandes volta a ter abastecimento regular depois de dois anos em colapso. 

Já na próxima semana, a previsão é retomar o abastecimento de Marcelino Vieira, onde a Caern está trabalhando na manutenção dos filtros da Estação de Tratamento de Águas (ETA). João Dias, Luís Gomes e Tenente Ananias também tem previsão de retomar nos próximos dias. Na cidade de Almino Afonso, a Companhia precisará realizar serviços estruturais para poder reativar o sistema. Ainda sem previsão estão as cidades de Paraná, Pilões e São Miguel.

Também para retomar o abastecimento nos próximos dias, estão as cidades de Patu e Messias Targino, que são atendidas pela Adutora Arnóbio Abreu (Médio Oeste). Atualmente, com a saída das duas cidades do colapso, cai para dez o número de colapso.  

A Caern ressalta que com a retomada, trabalha na manutenção do sistema, que pode apresentar situações operacionais nos próximos dias. E destaca que o uso racional é essencial em todos os momentos.


(Foto: Pádua Santos)
UFRN abre concurso para professor efetivo Inscrições devem ser efetuadas de 28 de maio a 26 de junho.

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) lançou edital de concurso público para professor. Ao todo, são nove vagas para os campi Natal, Caicó e Currais Novos. As inscrições devem ser efetuadas de 28 de maio a 26 de junho.

As vagas são voltadas para as áreas de Sistemas Eletrônicos Fortemente Correlacionados, Leitura e Produção de Textos, Mecânica dos Fluidos, Atuação Fisioterapêutica na Atenção Primária à Saúde/SUS, Ensino de História, Movimentos Sociais e Educação Popular, Ensino de Geografia, Probabilidade e Estatística, e Administração Geral.

A remuneração será compatível com a classe e o nível iniciais da carreira correspondendo ao regime de trabalho de dedicação exclusiva, com titulação de doutorado e salário total de R$ 10.043,67, que inclui vencimento básico, retribuição por título e auxílio alimentação.

As provas estão previstas para ocorrer de 20 de outubro a 18 de novembro e a seleção constará de prova escrita, prova didática, defesa de memorial e projeto de atuação profissional, além de prova de títulos. Os interessados devem efetuar inscrição pelo Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH).


(Foto: Divulgação)
Triplex do Guarujá é vendido por R$ 2,2 mil em leilãoImóvel responsável direto pela condenação do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva é arrematado em leilão em um lance único

O triplex localizado no Edifício Solares, em Guarujá (SP0, que se tornou famoso no país como o "Triplex do Guarujá", responsável direto pelo processo que condenou o ex-presidente Lula a 12 anos 1 um mês de prisão, foi arrematado em leilão realizado na tarde desta terça-feira (15), na internet, pelo lance único, considerando o valor mínimo, de R$ 2,2 milhões.

O vencedor do leilão, que já se sabe ser de Brasília (DF), terá também que desembolsar a quantia de R$ 110 mil a título de comissão para a casa promotora do leilão. 


Parnamirim deve adotar medidas contra o trabalho infantilO documento estipula o prazo de 90 dias para que o Executivo Municipal conclua a elaboração de diagnóstico socioterritorial relativo ao problema.

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou à Prefeitura de Parnarmirim para que adote medidas com o objetivo de erradicar o trabalho infantil na cidade. O documento estipula o prazo de 90 dias para que o Executivo Municipal conclua a elaboração de diagnóstico socioterritorial relativo ao problema.

O relatório deverá conter todos os detalhes acerca do problema, identificando os tipos, áreas de incidência, idade, causalidades, bem como os recursos e potencialidades locais que constituem formas de responder a esse fenômeno social.

Outra medida definida na recomendação do MPRN foi a elaboração de um Plano de Ação, no prazo de 30 dias, para execução orçamentária do crédito previsto no Orçamento de 2018 no valor de R$ 243 mil, destinado a medidas de enfrentamento ao trabalho infantil.

A Prefeitura de Parnamirim também deve concluir em 30 dias a elaboração de projeto piloto de intervenção intersetorial de atendimento as crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil na Feira de Santos Reis. 

O documento traz ainda uma recomendação específica à Secretaria Municipal de Serviços Urbanos para que em 60 dias realize a identificação das crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil nas feiras livres de Parnamirim (nome, idade, endereço, filiação), notadamente, na Feira de Santos Reis.

O MPRN estipulou o prazo de 15 dias para que a Prefeitura comprove a adoção das medidas necessárias ao atendimento da recomendação.


(Foto: DOL)
Sete milhões de brasileiros têm FGTS atrasadoRazão por trás do "calote" ao FGTS seriam as dificuldades financeiras das empresas

Pelo menos sete milhões de trabalhadores brasileiros estão com o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) atrasado. O benefício, garantido pela Constituição como forma do trabalhador constituir um patrimônio, não tem sido depositado por parte de diversas empresas, totalizando uma dívida ativa de R$ 27,8 bilhões no último mês de abril, cobrada pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN). A informação foi divulgada pelo portal Uol, que teve acesso aos dados do órgão.

A razão por trás do "calote" ao FGTS seriam as dificuldades financeiras das empresas, segundo especialistas ouvidos na reportagem. Quando os primeiros problemas surgem no âmbito das finanças, o Fundo de Garantia costuma a ser uma das primeiras dívidas a não serem pagas.

"Há uma maior lentidão na cobrança, pois o Fisco não é um cobrador tão eficiente quanto pode parecer", explicou ao Uol a advogada Adriana Pugliesi, especialista em Direito Comercial e professora do CEU Law School.

Apenas entre março e abril deste ano, o montante devido pelas empresas teria crescido 13,5%. Os 15 maiores devedores somam, sozinhos, pelo menos R$ 2,17 bilhões em passivos. Na lista também estão a massa falida de empresas famosas, como a Varig - com dívida de R$ 820 milhões - e a Vasp - com R$ 160 milhões em débito, empresas aéreas que lideram a lista de devedores.

Confira abaixo a relação completa dos 15 maiores devedores de FGTS no Brasil, segundo dados da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional obtidos pelo portal:

1. S.A. Viação Aérea Rio-Grandense (massa falida): R$ 820 milhões

2. Viação Aérea São Paulo S.A - Vasp (massa falida): R$ 160 milhões

3. Associação Sociedade Brasileira de Instrução (Universidade Cândido Mendes): R$ 132 milhões

4. Sociedade Universitária Gama Filho: R$ 130 milhões

5. TV Manchete LTDA: R$ 107 milhões

6. Vale S.A: R$ 105 milhões

7. Laginha Agro Industrial S.A: R$ 103 milhões

8. Eletropaulo S.A: R$ 91 milhões

9. Associação Educacional São Paulo Apóstolo (Assespa): R$ 89 milhões

10. Smar Equipamentos Industriais Ltda. (massa falida): R$ 80 milhões

11. Associação de Ensino Superior de Nova Iguaçu: R$ 79 milhões

12. Zihuatanejo do Brasil Açúcar e Álcool S.A (em recuperação judicial): R$ 75 milhões

13. Teka Tecelagem (em recuperação judicial): R$ 74 milhões

14. Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura: R$ 65 milhões

15. Usina Pumaty S.A (em recuperação judicial): R$ 62 milhões


(Foto: Divulgação)
Bolsonaro lidera pesquisa para presidente da RepúblicaJair Bolsonaro lidera pesquisa feita pela CNT/MDA, seguido de Marina da Silva e Ciro Gomes

O deputado federal Jair Bolsonaro apresenta-se como grande beneficiário da impossibilidade jurídica do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva disputar as eleições presidenciais deste ano, por ser um condenado em segunda instância, Na pesquisa CNT/MDA realizada entre os dias 9 e 12 deste mês, sem a presença dos nomes de Lula (PT) e de Joaquim Barbosa (PSB), Bolsonaro (PSL) aparece com 18,3% na primeira posição, seguido de Marina Silva (Rede) com 11,2%, e Ciro Gomes (PDT) com 9,0%,

Mais atrás estão Geraldo Alckmin (PSDB) com 5,3%, na 4ª colocação; Álvaro Dias (Podemos) com 3,0%, no 5º lugar; Fernando Haddad (PT), 2,3%m no sexto posto; Fernando Collor (PTC), 1,4%m  7ª posição; Manuela D'Ávila (PCdoB), 0,9%, 8ª colocação; Guilherme Boulos (PSol), 0,6%,  9º lugar; João Almoêdo (Novo), 0,6%, 10ª colocação; Henrique Meireles (MDB), 0,5%, 11º lugar; Flávio Rocha (PRB), 0,4%, 12ª posição; Rodrigo Maia (DEM), 0,4%, 13º lugar; e Paulo Rabello de Castro (PSC), 0,1%, na útlima posição. A pesquisa também apresentou os índices de 29,6% de brancos e nulos, e de 16,1% de indecisos.

Com Lula fazendo parte da pesquisa como candidato à presidência da República, o que por lei está inviabilizado, o petista tem 32,4%, seguido de Bolsonaro com 16,7%, Marina Silva com 7,6%, Ciro Gomes com 5,4% e Geraldo Alckmin com 4,0%.

O revelado por esta nova pesquisa é que Jair Bolsonaro, independente do cenário apresentado, é nome forte para chegar ao segundo turno e que seu adversário deve mesmo sair de uma disputa direta entre Marina Silva, Ciro Gomes e Geraldo Alckmin. Nesse sentido, Ciro Gomes apresenta-se como favorito de momento a uma vaga no segundo turno contra Bolsonaro, já que consegue angariar votos tanto de centro como da esquerda. Ainda não se tem o possível grau de perda do candidato Bolsonaro ocm a divulgação feita pela CIA revelando a participação efetiva do general Geisel como ordenador de execuções durante sua presidência no período do regime militar.


Bolsonaro e Marina lideram pesquisa para presidente
Ex-prefeito de Janduís é condenado por improbidadeContrato de R$ 200 mil sem licitação moveu o processo que resultou na condenação

O ex-prefeito de Janduís, Salomão Gurgel, foi condenado, junto com a Empresa Coleta Prestadora de Serviços Ltda., por atos de improbidade administrativa consistentes na subcontratação, de forma irregular, da empresa de coleta de lixo sem previsão no edital ou contrato de licitação, com dispensa indevida de licitação para contratação, o que teria gerado dano ao erário superior a R$ 200 mil.

Com isso, Salomão Gurgel Pinheiro foi condenado às seguintes penalidades: perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio; ressarcimento integral do dano, em favor do Município de Janduís, no valor de R$ 276.748,20, a ser pago de forma solidária com a empresa condenada, devidamente atualizados e com juros de mora.

Ele também recebeu a penalidade a perda da função pública, que porventura ocupe; a suspensão dos direitos políticos pelo período de oito anos; ao pagamento de multa civil de duas vezes o valor do acréscimo patrimonial, a ser revertida em favor do Município de Janduís e; a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos.

Já a Empresa Coleta Prestadora de Serviços Ltda. foi condenado às mesmas penalidades, excetuando-se a de perda da função pública, que porventura ocupe e a de suspensão dos direitos políticos pelo período de oito anos.

O juiz Bruno Lacerda Bezerra Fernandes, da Comarca de Campo impôs ainda a medida de indisponibilidade de bens aos dois condenados, com a finalidade de assegurar o ressarcimento do dano ao erário e o cumprimento da sanção pecuniária aplicada, devendo ser tomadas as providências necessárias neste sentido, em conformidade com o art. 7º, da Lei 8.429/9.

O ex-prefeito defendeu a necessidade de sobrestamento do presente processo em razão da repercussão geral da temática, a qual encontra-se pendente de julgamento no Supremo Tribunal Federal.


(Foto: Blog Marcos Dantas)
Selic deve ter última redução deste ciclo nesta semanaCopom se reúne na terça e Selic será anunciada na quarta-feira

Com a inflação baixa, o mercado financeiro espera pelo último corte na taxa básica de juros (Selic) no atual ciclo de redução, na próxima quarta-feira (16). A terceira reunião do ano do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), começa na terça-feira (15) e segue até o dia seguinte, quando será anunciada a taxa Selic.

Em março, o Copom reduziu a Selic pela décima segunda vez seguida, de 6,75% ao ano para 6,5% ao ano, o menor nível desde o início da série histórica do Banco Central, em 1986. A taxa básica de juros é usada nas negociações de títulos públicos no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve de referência para as demais taxas de juros da economia. Ao reduzir os juros básicos, a tendência é diminuir os custos do crédito e incentivar a produção e o consumo. Para cortar a Selic, a autoridade monetária precisa estar segura de que os preços estão sob controle e não correm risco de subir.

Na última reunião do Copom, o BC sinalizou que faria mais uma redução da Selic em maio e encerraria os cortes na taxa. O economista sênior da Tendências Consultoria, Silvio Campos Neto, acredita que a taxa Selic terá mais um corte de 0,25 ponto percentual, nesta reunião, como indicado pelo BC em março. “Continuamos com a expectativa de mais uma queda de 0,25 ponto percentual, que vai ser a última, nesse nosso cenário. A situação ainda é confortável do ponto de vista da inflação”, disse Campos.

Campos citou que o índice de inflação está em patamar baixo, com recuos disseminados entre os setores e “desaceleração forte” no segmento de serviços. “Além disso, as expectativas continuam bem ancoradas, inclusive abaixo das metas, tanto para este ano, como para 2019. Isso dá condições para que o Banco Central confirme a sinalização que tinha dado na reunião passada de que promoveria mais um corte na reunião de maio”, acrescentou.


(Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil)
Fraude envolve Bolsa Família na Zona Franca de ManausTCU aponta que fornecedores simulam vendas para o Norte e ganham crédito fiscal ilegal

A Zona Franca de Manaus concede descontos tributários para empresas que escapam de fiscalização e têm como sócios beneficiários do Bolsa Família, suspeitos de figurar como "laranjas" para operações fraudulentas milionárias.

A constatação é de uma auditoria sigilosa do TCU (Tribunal de Contas da União), obtida pelo jornal Folha de São Paulo, que apurou falhas no controle e evidências de ilicitudes nas transações comerciais com companhias da região. O caso deve ser julgado pelo tribunal na quarta-feira (16).

A Zona Franca recebe cerca de R$ 25 bilhões por ano em benefícios do governo federal. O regime especial de tributação, instituído em 1967, foi renovado pelo Congresso por mais 60 anos em 2014. Vale até 2073.

A suspeita do TCU é que parte das empresas simule a venda de insumos para indústrias da região Norte, algumas sem funcionamento real (fantasmas), para gerar créditos tributários indevidamente.

Os auditores analisaram as vendas de mercadorias para a região entre 2014 e 2017. A fiscalização desse comércio é tarefa da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), cuja área de jurisdição inclui, além do polo industrial da capital amazonense, outras partes de Amazonas, Acre, Rondônia, Roraima e Amapá. Nesse período, a renúncia tributária foi de R$ 105,2 bilhões.

A Suframa afirmou que o relatório do TCU ainda será analisado pelo ministro José Múcio e confirmou que já havia identificado todos os pontos da auditoria, adotando providências.

O relatório do TCU diz que 2.721 micro e pequenas empresas fizeram operações dessa natureza em montantes superiores aos que, por lei, podem faturar. Nesse grupo, 283 movimentaram mais de R$ 3,6 milhões em pelo menos um dos anos analisados.

Para identificar possíveis "laranjas", foi feito um cruzamento com o cadastro do Bolsa Família. Em 36 casos, os sócios estavam inscritos como beneficiários do programa. Eles integram famílias que, por lei, devem ter renda per capita de até R$ 170 mensais, mas, nos registros oficiais, aparecem como empresários. Com informações da edição de hoje (13) do jornal Folha de São Paulo. 


(Foto: Suframa)
Mega-Sena acumula; próximo sorteio deve pagar R$ 60 miSessenta e sete ganhadores acertaram a quina e cada um levará prêmio de R$ 52.696,38.

O Concurso 2.040 da Mega-Sena, com prêmio previsto de R$ 50 milhões, foi sorteado na noite de ontem (12) em Maravilha (SC). Nenhum apostador acertou os seis números sorteados. Confira as dezenas: 06 – 09 – 41– 54 – 56 – 58.

Sessenta e sete ganhadores acertaram a quina e cada um levará prêmio de R$ 52.696,38. Foram 5.680 apostas ganhadoras da quadra e cada uma vai levar R$ 887,99.

O próximo concurso, que será sorteado na quarta-feira (16), tem um prêmio acumulado estimado em R$ 60 milhões. As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) nas lojas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país.


(Wilson Dias/Agência Brasil)
Natal: Ponte do Igapó apresenta problemas sérios, diz CreaDe toda maneira, segundo a presidente do Conselho, Ana Adalgisa, ainda não é possível precisar se a ponte corre risco de desabar

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Norte constatou problemas estruturais na Ponte Presidente Costa e Silva, conhecida por Ponte de Igapó, que passa por cima do Rio Potengi e dá acesso à Zona Norte de Natal. O Crea realizou uma vistoria e identificou a corrosão das vigas de sustentação da estrutura, e uma ferrugem acentuada.

De toda maneira, segundo a presidente do Conselho, Ana Adalgisa, ainda não é possível precisar se a ponte corre risco de desabar. Ela diz que é necessário um estudo mais aprofundado para que se tenha essa informação, porém destaca que a vistoria serve de alerta de que são necessários reparos na estrutura. Foi a terceira avaliação feita em sete anos, e os engenheiros puderam observar que a situação se agravou.

Com 606 metros de extensão e 12 metros e meio de largura, a Ponte de Igapó recebe, diariamente, cerca de 80 mil veículos, 37 linhas de ônibus e 13 viagens de VLT. Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a última manutenção na Ponte de Igapó foi realizada em 1990. De lá pra cá, os moradores não têm conhecimento de nenhum reparo feito na estrutura.

E, por enquanto, ainda não há previsão para uma reforma na ponte. De acordo com Alexandre Pereira, chefe do Serviço de Planejamento e Projetos do Dnit, existe um projeto para recuperação e reforço da estrutura, que ainda está sendo atualizado.

Esse projeto deve contemplar o reforço das fundações e recuperação dos pilares, contudo não há data para o início da licitação. O Dnit afirma ainda que já foram feitas duas licitações anteriormente, sem sucesso. A primeira deu deserta e, na segunda, as empresas não atenderam às regras apresentadas no edital.Com informações do G1 RN. 


(Foto:O Natalense)
Vacinação contra gripe terá hoje 65 mil postos no paísA expectativa do Ministério da Saúde é vacinar 54,4 milhões de pessoas até 1º de junho

Sessenta e cinco mil postos de saúde em todo o país abrem as portas hoje (12) para a vacinação contra a gripe. No chamado Dia D de mobilização nacional, 37 mil postos de saúde de rotina e 28 mil unidades volantes estarão funcionando. A expectativa do Ministério da Saúde é vacinar 54,4 milhões de pessoas até 1º de junho.

Devem receber a dose crianças de 6 meses a menores de 5 anos, idosos a partir de 60 anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais também devem ser imunizadas. Neste caso, é preciso apresentar uma prescrição médica no ato da vacinação.

Pacientes cadastrados em programas de controle de doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar os postos em que estão registrados para receber a dose, sem necessidade de prescrição médica.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A definição, segundo o governo federal, também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento de infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.

O Ministério da Saúde informou que a vacina contra a gripe é segura e reduz complicações que podem provocar casos graves da doença, internações e óbitos.

Estudos demonstram que a imunização pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias, de 39% a 75% a mortalidade global e em aproximadamente 50% das doenças relacionadas à gripe Influenza.


(Foto: Reuters / Marcos Brindicci)
Natal: Lançamento Prêmio Sebrae Prefeito EmpreendedorLançamento da 10ª edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Governador Cortez Pereira teve forte participação de lideranças políticas e empresariais

A 10ª edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Governador Cortez Pereira é lançado na manhã desta sexta-feira (11), na Churrascaria Sal e Brasa, bairro de Capim Macio, em Natal, com forte presença de lideranças políticas, dirigentes de federações e entidades patronais, e empresários.

O Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor homenageia e valoriza os executivos municipais que avançam na implantação de projetos e iniciativas na área do empreendedorismo estimulando o micro e pequeno negócio no âmbito de sua cidade e região.

As inscrições para participação podem ser feitas a partir desta segunda-feira (14) no próprio site do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor. A premiação vai selecionar chefes de executivos municipais em várias categorias.

O Prêmio tem etapas estadual e nacional e abrange categoriias como: Compras governamentais de Pequenos Negócios; Inovação e Sustentabilidade; Desburocratização e Formalização; Melhor Projeto; e Pequenos Negócios no Campo.

Todos os projetos selecionados para a etapa nacional recebem o Selo Prefeito Empreendedor - Finalista Nacional, e, caso sejam vencedores, terem uma viagem técnica internacional para manterem contatos diretos com experiências consolidadas na área do empreendedorismo em outros países.

“Este programa visa estimular os pequenos negócios no interior do Estado, estimulando os prefeitos a desenvolver projetos que visem a prática de políticas públicas que valorizem a micro e pequena empresa”, destacou durante o evento o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae RN, José Vieira.

O diretor superintendente do Sebrae RN, Zeca Melo, ressaltou a importância para a economia e para o desenvolvimento sustentável no Estado que os poderes públicos  municipais façam as compras que necessitam em suas próprias cidades, e que o Prêmio Prefeito Empreendedor caminha nessa direção. “É um grande negócio comprar no próprio município. Vamos premiar empreendedorismo nessa área”, afirmou.

O senador José Agripino falou da importância do empreendedorismo para a geração de empregos. “Sou fã do empreendedorismo pela via privada, mas também sou fã do incentivo ao empreendedorismo pela via pública. Através dessa iniciativa (Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor), certamente, muitos empregos serão gerados”, disse.

O governador Robinson Faria lembrou sua atuação como parceiro do Sebrae na área do empreendedorismo. “Quando era presidente da Assembleia (Legislativa) fizemos várias parcerias com o Sebrae visando o empreendedorismo nos municípios, em seguida nasceu o Prêmio Prefeito Empreendedor”, contou.

O evento contou com as presenças do presidente da Femurn (Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte), prefeito José Leonardo Cassimiro de Araújo (Naldinho); do prefeito de Parnamirim, Rosano Taveira; da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini; do presidente do Sistema Fecomércio do RN, Marcelo Queiroz; e de prefeitos de municípios das diversas regiões do Rio Grande  do Norte.


Superintendente do Sebrae RN, Zeca Melo
Recurso de Lula é negado pela 2ª Turma do STFJulgamento, iniciado na última sexta-feira, ocorreu no plenário virtual e ministros tiveram até a meia-noite de ontem para votar

ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou, nesta quinta-feira (10), por negar mais um recurso com o qual a defesa pretendia conseguir a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso desde o dia 7 de abril, na Superintendência da Polícia Federal, em Cutiriba.

Celso de Mello seguiu o voto do relator, ministro Edson Fachin, que já havia negado o recurso.Participaram também do julgamento os ministros Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes, que compõem a Segunda Turma do STF. Todos rejeitaram o pedido de liberdade. As informações são da Agência Brasil.

Ministro mais antigo do STF, Mello voltou a afirmar que considera “esdrúxula execução provisória de condenação criminal sem trânsito em julgado”, antes do julgamento das apelações a instâncias superiores. No entanto, ele afirmou que o caso de Lula já foi debatido em plenário pela Corte, e que por isso negaria o recurso do ex-presidente “em respeito ao princípio da colegialidade”.

O julgamento, iniciado na última sexta-feira, ocorreu no plenário virtual, ambiente em que os ministros apresentam seus votos pelo sistema eletrônico, sem se reunirem presencialmente.


(Foto: Reuters / Paulo Whitaker)
Campanha de Robinson: Jornalista diz que foi paga pela JBSEliane Pereira confirmou à Polícia Federal recebimento do montante de R$ 1,2 milhão da JBS por serviço prestado à campanha de governador de Robinson Faria

A jornalista e também empresária Eliane Pereira disse em depoimento à Polícia Federal que recebeu R$ 1,2 milhão da JBS, empresa de Joesley Batista, como pagamento de serviços prestados à campanha do então candidato a governador Robinson Faria, no ano de 2014. A informação sobre o depoimento da jornalista, dado na condição de testemunha em março passado, foi ao conhecimento do público em reportagem do programa "RN TV 2ª Edição", da afiliada da Rede Globo, InterTV, na noite dessa quarta-feira (9).

Eliane afirmou que recebeu a soma de R$ 1,2 milhão ainda no primeiro turno da campanha pela empresa A Pereira Comunicação Estratégica, que prestou serviços ao então candidato Robinson Faria. O valor total dos serviços, que incluiam trabalho feito para a própria JBS, chegou a soma de R$ 2 milhões.

Eliane Pereira anexou ao seu depoimento uma nota fiscal no valor de R$ 2 milhões correspondentes, segundo ela, aos serviços prestados à campanha de  Robinson Faria (R4 1,2 milhão)e o restante à marca Friboi.

A jornalista Eliane Pereira disse que a levaram até São Paulo para apresentar a um financiador a importância do trabalho que estava fazendo para a campanha de Robinson, e que na capital paulista se encontrou com o deputado federal Fábio Faria e com Ricardo Saud, executivo do grupo JBS, que fez a delação premiada que levou o Ministério Público e a Polícia Federal a investigar o dinheiro que bancou a campanha de Robinson Faria em 2014.

A Polícia Federal também chegou a ouvir o advogado Erick Pereira, que a exemplo de Eliane, teria sido pago por seus serviços prestados à campanha de Robinson pela JBS. Erick Pereira negou à reportagem da InterTV que tenha recebido dinheiro de caixa dois e apresentou documentos dos serviços prestados diretamente ao grupo JBS. O advogado afirmou ainda que não é investigado no processo e que deu depoimento à Polícia Federal na condição de testemunha.

O governo do RN emitiu nota sobre o assunto desmentindo as afirmações do delator Ricardo Saud: "O governador Robinson Faria reafirma que não recebeu doações não declaradas para a sua campanha nas eleições de 2014 e que jamais solicitou qualquer doação ao delator Ricardo Saud que não fosse doação legal. Todos os depoimentos, sem exceção, desmentiram completamente o delator Ricardo Saud. As doações solicitadas à JBS foram todas pedidas oficialmente, já que a JBS era a empresa indicada pelo partido PSD para fazer as doações para a campanha ao governo em 2014. O governador reafirma que as contas de sua campanha foram aprovadas pelo TRE e que confia no trabalho da justiça".

Com informações do site da Tribuna do Norte.

 


Robinson e Fábio em 2014 (Blog Seridó no Ar)
Gilmar pede vista e paralisa denúncia contra AgripinoMinistro quer mais tempo para análise da acusação da Procuradoria contra senador (DEM) por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e uso de documento falso

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu nesta terça-feira (8) pedir vista (mais tempo para análise) e suspendeu o julgamento sobre o recebimento de denúncia contra o senador José Agripino Maia (DEM-RN) pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e uso de documento falso.

O ministro prometeu trazer o caso de volta para o colegiado ainda neste mês.

O caso envolve um suposto esquema de pagamento de vantagens indevidas para garantir a manutenção de um contrato de um consórcio com o Estado do Rio Grande do Norte voltado para inspeção veicular ambiental. O relator do caso, ministro Ricardo Lewandowski, votou pelo recebimento da denúncia contra Agripino Maia pelos três crimes.

“A denúncia se afigura tecnicamente apta – indícios existem, de fato. A denúncia apóia-se em sólidos elementos indiciários”, disse Lewandowski.

Para o advogado Aristides Junqueira, defensor do senador, não há crimes. “Só faltou a denúncia com relação a mim. Quero dizer que não é esse o Ministério Público que eu sonhei e que o Brasil precisa”, afirmou o advogado, que comandou a Procuradoria-Geral da República de 1989 a 1995.

Material. Ao defender o recebimento da denúncia, a subprocuradora-geral da República Cláudia Sampaio Marques destacou que o material que embasa a acusação é “consistente”. “Há delação premiada de duas pessoas, extratos telefônicos, bancários, um conjunto de elementos que sustentam a acusação”, observou Cláudia. Com informações do Estadão. 


(Foto: Época)
Inquérito contra Rogério Marinho vai para 1ª instânciaInquérito apura suposta prática de peculato por Marinho quando era vereador da Câmara nos períodos de março de 2003 a março de 2004 e de maio de 2005 a dezembro de 2006

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), enviou nesta terça-feira, 8, para a primeira instância de Natal o inquérito que investiga o deputado federal tucano Rogério Marinho. O inquérito apura suposta prática de peculato por Marinho quando ocupava o cargo de vereador da Câmara Municipal de Natal, nos períodos de março de 2003 a março de 2004 e de maio de 2005 a dezembro de 2006.

Na sexta-feira, Toffoli já havia determinado o envio de processos contra sete parlamentares para outras instâncias. A decisão desta terça foi tomada após o plenário da Corte reduzir na semana passada o alcance do foro privilegiado, no caso de deputados federais e senadores, para crimes cometidos no exercício do mandato e em função do cargo, conforme o entendimento defendido pelo ministro Luís Roberto Barroso.

“Tratando-se de crimes que não foram praticados no exercício do mandato de Deputado Federal e diante da inaplicabilidade da regra constitucional de prerrogativa de foro, remetam-se os autos a uma das Varas Criminais da Comarca de Natal/RN, para prosseguimento”, determinou o ministro, ao declinar competência em relação ao inquérito.

A reportagem entrou em contato com a defesa do deputado, mas não obteve retorno.

Ontem, o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, decidiu retirar da Corte e encaminhar para o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, a denúncia envolvendo o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) no caso da Refinaria Abreu e Lima, que fica em Pernambuco.

Foi a primeira decisão de Fachin após o plenário do STF ter restringido o foro privilegiado para deputados federais e senadores para crimes cometidos no exercício do mandato e em função do cargo. Com informações do jornal Estadão.


(Foto: Câmara dos Deputados)
Inflação para famílias com renda mais baixa é de 0,21%O INPC foi divulgado hoje (10), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a variação de preços da cesta de compras de famílias com renda até cinco salários mínimos, registrou inflação de 0,21% em abril.

A taxa ficou acima do 0,07% de março e do 0,08% de abril de 2017. O INPC foi divulgado hoje (10), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No ano, o INPC acumula taxa de inflação de 0,69%, o menor nível para o período de janeiro a abril, desde a implantação do Plano Real, em 1994. No acumulado de 12 meses, o índice ficou em 1,69%.

O INPC ficou abaixo da inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que teve taxas de 0,22% em abril, 0,92% no acumulado do ano e de 2,76% no acumulado de 12 meses.

Os produtos alimentícios tiveram alta de 0,11% em abril, depois de queda de preços de 0,17% em março. O agrupamento dos não alimentícios subiu 0,25% em abril. Em março, os não alimentícios já tinham acusado inflação de 0,17%.


(Foto: Portal Guará)
Toffoli quer fim do foro para o Executivo e o JudiciárioMagistrado apresentou duas propostas de súmula vinculante à decisão do STF na semana passada

O ministro Dias Toffoli, do STF (Supremo Tribunal Federal), encaminhou à presidente da corte, Cármen Lúcia, ofício para ampliar a restrição do foro especial para todas as autoridades do Executivo, Legislativo e Judiciário, nas esferas federal, estadual e municipal. A informação foi antecipada pela Folha de S.Paulo.

Em documento de oito páginas, o magistrado apresenta duas propostas de súmula vinculante à decisão do STF na semana passada, que restringiu o foro especial a senadores e deputados federais.

A primeira trata sobre estender a nova regra do STF para todas as autoridades: "A competência por prerrogativa de foro, prevista na Constituição Federal para agentes públicos dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário e do MP [Ministério Público], compreende exclusivamente os crimes praticados no exercício e em razão do cargo ou da função pública".

A segunda proposta é para derrubar as regras de foro especial determinadas pela Constituição de alguns estados: "São inconstitucionais normas de Constituições Estaduais e da Lei Orgânica do DF que contemplem hipóteses de prerrogativa de foro não previstas expressamente na Constituição, vedada a invocação de simetria".

Toffoli afirma que a proposta visa dar segurança jurídica aos investigados e ao sistema de Justiça.

Durante o julgamento do foro especial, o ministro propôs a ampliação da restrição do foro, mas foi acompanhado apenas pelo colega Gilmar Mendes.

Desde a semana passada, os ministros do Supremo remeteram 44 processos de seus gabinetes para outras instâncias do Judiciário. No STJ (Superior Tribunal de Justiça), o ministro Luís Felipe Salomão baixou um processo e pretende discutir o assunto em sessão da Corte Especial, composta pelos 15 magistrados mais antigos do tribunal.

A súmula vinculante serve para impedir que juízes de outras instâncias decidam de forma diferente da jurisprudência firmada no Supremo. Assim, quando em vigor, a súmula vincula toda a administração pública a adotar entendimento pacificado corte sobre o tema.


Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Historiadores discutem local do descobrimento do BrasilDebate promovido pela Secretaria de Turismo coloca em discussão o local original do descobrimento do Brasil: se Bahia ou Rio Grande do Norte

Debate promovido pela Secretaria de Turismo do RN tem presença do historiador e diretor da Foco Nordeste, Marcus César Cavalcanti, para a discussão da pauta do local real do Descobrimento do Brasil. O evento realizado no auditório do Centro de Convenções do Estado, em Ponta Negra, Natal, na noite da terça-feira (8), contou com forte presença de guias turísticos, empresários da rede hoteleira e do mercado imobiliário, e interessados na História.

Marcus César Cavalcanti (autor do livro O Brasil nasceu juridicamente no RN) discutiu o tema do Descobrimento com o professor de História e escritor Antônio Holanda; o engenheiro Manoel Cavalcante (autor do livro "1500: de Portugal ao saliente Potiguar) - baseado na tese dos ventos e das correntes; o português Paulo Gonçalves (estudioso do tema),

A discussão girou em torno de duas perspectivas da história do Descobrimento: a oficial, que mantém o descobrimento do Brasil a partir da Bahia, mas que, baseada em fatos reais, garante que o Brasil nasceu juridicamente no Rio Grande do Norte, com a fincagem do Marco de Touros, marco colonial de posse, no litoral norte do Estado (Perspectiva defendida por Marcus César Cavalcanti); e a outra, que defende que devido aos ventos e as correntes marítimas nas proximidades do litoral brasileiro, os  portugueses não foram parar na Bahia, mas no litoral potiguar, e que o pico que viram foi o do Cabugi.

"Um fato é o descobrimento, o outro fato é a posse colonial portuguesa da nova terra e o nascimento jurídico do Brasil - e esse fato tem o Marco de  Touros, que é real, não se discute", define Marcus César Cavalcanti.

O Governo do RN, através de sua  pasta de Turismo, tem mostrado interesse em colocar o assunto em debate, promovendo a discussão entre as duas perspectivas - a que se sustenta no que existe de fato, o Marco de Touros implantado nas terras potiguares; e a da possibilidade das correntes marinhas terem encaminhado a frota portuguesa para o litoral potiguar, ao invés do baiano.

Debate que pode render, a curto prazo, dividendos em termos de divulgação para o RN, mas que se baseia, com excessão da tese do Marco de Touros, no território da opinião e pode vir a se tornar repetitivo.  

O guia de turismo e também historiador Canindé Nobre ressaltou a importância da capacitação à categoria. “Esse tema é importante para que possamos estar aptos a prestar essa informação curiosa ao turista. Parabenizo o Governo do Estado e a secretaria de Turismo pela iniciativa que, sem dúvida, vai enriquecer nosso conhecimento”.   

O debate, segundo informa a Secretaria de Turismo do RN, faz parte da campanha governamental  #TudoComecaAqui que foi lançada há dois meses e vem norteando a divulgação e promoção do Rio Grande do Norte nos principais eventos do setor e também em mídias especializadas.


Historiadores debatem local do descobrimento do Brasil (Foto: Setur)
Pesquisa Certus: Robinson perde até para Kelps LimaGovernador, que busca a reeleição, amarga a quarta posição com 1,1% na pesquisa espontânea

A pesquisa Certus/Fiern para o governo do RN realizada entre os dias 27 e 30 de abril traz um dado de relevante importância que deve ser considerado pelos analistas políticos do Rio Grande do Norte: o atual governador Robinson Faria, candidato a reeleição e em seu quarto ano de mantado à frente do executivo tem um desempenho pífio e se encontra com apenas 1,1% na pesquisa espontânea de intenções de votos atrás até mesmo do deputado estadual Kelps Lima que está com 1,2% de intenções de votos.

A pesquisa espontânea mostra a natural vantagem dos dois favoritos ao pleito deste ano: na primeira posição a senadora do PT, Fátima Bezerra, com 5,9%; e na segunda colocação o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, com 4,3% das intenções de votos.

A pesquisa espontânea, aquela que não traz auxílios ao eleitor entrevistado indicando nomes (pesquisa estimulada), aponta também que 61,5% dos eleitores potiguares ainda não sabem em quem votar para governador no pleito de outubro próximo. 2,3% dos entrevistados escollheram outros nomes menos votados.

Em se tratando de pesquisa espontânea, e considerando que ainda não existem maiores sinais de início de campanha eleitoral, os percentuais não podem ser considerados alarmantes em termos de desinteresse do eleitor, contudo, o percentual do governador Robinson Faria, que atua na plenitude do cargo de chefe do executivo estadual é visto como preocupante para os assessores menos bajuladores que estão no seu entorno.

Robinson Faria, segundo vários analistas políticos, conta com uma formidável estrutura de divulgação dos feitos de seu governo, o Centro Administrativo do Estado é um dos locais que têm mais jornalistas por metro quadrado no RN, mas a qualidade da comunicação que ali é feita é considerada de fraca eficácia. O próprio governador, mandando um recado para sua equipe de comunicação, disse em seu discurso de abertura do ano legislativo, este ano, que existe um "Rio Grande do Norte que não conhece o Rio Grande do Norte".

Em outras palavras, e seguindo o raciocínio de Robinson Faria, existe um Rio Grande do Norte de realizações governamentais que não é conhecido pela população do Rio Grande do Norte. O problema aí, certamente, é de comunicação e não de realizações.

Vale dizer também, diante da fraca performance de Robinson Faria na pesquisa, que o governador praticamente não tem oposição, mas, por outro lado, também não tem defensores, e se tem eles não se fazem ouvir pela população.

Matéria feita com informações sobre a pesquisa publicadas pelo jornal Agora RN.


Kelps está à frente de Robinson na pesquisa Certus
Joaquim Barbosa desiste de ser candidato a presidente Ex-ministro do STF aparecia com 9% das intenções de voto nas últimas pesquisas eleitorais

Joaquim Barbosa, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), usou seu perfil no Twitter, nesta terça-feira (8), para afirmar que não será candidato à presidência da República.

"Está decidido. Após várias semanas de muita reflexão, finalmente cheguei a uma conclusão. Não pretendo ser candidato a Presidente da República. Decisão estritamente pessoal", escreveu Barbosa.

Nas últimas pesquisas de intenção de voto, o ex-ministro aparecia com 9% da preferência do eleitorado, antes mesmo de fazer qualquer anúncio oficial sobre uma possível candidatura. O desempenho despertou a atenção dos concorrentes e de possíveis aliados.

Barbosa se filiou ao PSB no início de abril, durante evento em um hotel na capital paulista. À época, já deixava clara a hesitação em concorrer ao Planalto. "No ano passado, fui estimulado por amigos a manter conversas com líderes de partidos políticos com vistas a uma possível filiação e candidatura a cargo eletivo. Essas conversas mostraram-se mais construtivas e consequentes com o PSB, presidido pelo doutor Carlos Siqueira. Contudo, dar esse passo (sobretudo neste momento conturbado da vida nacional) tem sido um dilema pessoal para mim", destacou o ex-ministro, em texto publicado no seu Facebook.

O discurso chegou a ser engrossado por Siqueira. "Primeiro ele vai se filiar. Depois vai pensar sobre candidatura, e o partido também vai pensar. Temos até 5 de agosto, é quase uma eternidade", destacou o presidente do PSB, há cerca de um mês.Com informações do portal Notícias no Minuto. 


(Foto: Conexão Política)
Fase da Lava Jato apura propina de R$ 200 mi e elo com MDBOperação está sendo realizada pela PF, nesta terça-feira (8), no Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo

A pedido do Ministério Público Federal no Paraná (MPF-PR), foi deflagrada hoje (8) a 51ª fase da Operação Lava Jato. Chamada de Operação Déjà vu, essa fase de investigações apura crimes de corrupção e lavagem de dinheiro em um contrato de US$ 825 milhões, envolvendo a área internacional da Petrobras, para a prestação de serviços de segurança, meio-ambiente e saúde. Segundo o MPF, um dos três operadores financeiros investigados é ligado ao MDB.

A Polícia Federal informou que há cerca de 80 policiais cumprindo 23 ordens judiciais nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e São Paulo. Entre as ordens, há quatro mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisão temporária e 17 mandados de busca e apreensão. As informações são da Agência Brasil.

A expectativa é que, por meio desses mandatos, se consiga obter provas da prática dos crimes de corrupção, associação criminosa, fraudes em contratações públicas, crimes contra o Sistema Financeiro Nacional e de lavagem de dinheiro, dentre outros delitos.

Há mandados de prisão contra três ex-funcionários da Petrobras e três operadores financeiros. “Um deles, um agente que se apresentava como intermediário de valores destinados a políticos vinculados ao então Partido do Movimento Democrático Brasileiro – PMDB”, informou, por meio de nota, o MPF, sem detalhar quem seria esse intermediário. 

Ainda de acordo com o MPF, as investigações apontaram “pagamento de propina que se estendeu de 2010 até pelo menos o ano de 2012, e superou o montante de US$ 56,5 milhões, equivalentes, atualmente, a aproximadamente R$ 200 milhões”. Essas vantagens estavam relacionadas a um contrato, de mais de US$ 825 milhões, firmado em 2010 entre a Petrobras e a construtora Norberto Odebrecht.

Segundo os investigadores, o contrato previa a prestação de serviços de “reabilitação, construção e montagem, diagnóstico e remediação ambiental, elaboração de estudo, diagnóstico e levantamentos nas áreas de segurança, meio ambiente e saúde (SMS) para a estatal, em nove países, além do Brasil”.

Há, de acordo com os procuradores, provas apontando que esse contrato foi direcionado à empreiteira no âmbito interno da estatal.


(Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil)
CBTU dobra preço da passagem de trem nesta sextaSegundo a CBTU, após mais de 10 anos, além de Natal, Belo Horizonte, Recife, João Pessoa e Maceió também terão reajuste na tarifa.

A passagem de trem em Natal vai aumentar de R$ 0,50 para R$ 1 a partir da sexta-feira (11). A informação foi confirmada nesta segunda (7) pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), através de nota.

Segundo a CBTU, além de Natal, Belo Horizonte, Recife, João Pessoa e Maceió também terão reajuste na tarifa. Nas capitais paraibana, alagoana e potiguar as tarifas estão congeladas há 15 anos. Em Belo Horizonte o valor cobrado é o mesmo há 12 anos e em Recife há seis.

“A recomposição das perdas inflacionárias busca o fortalecimento do transporte de passageiros sobre trilhos, sendo medida fundamental para continuidade da operação e manutenção do serviço prestado”, diz a Companhia de Trens na nota. Com informações do G1 RN)

Ainda de acordo copm o comunicado, a recomposição das perdas inflacionárias reflete em valores inferiores aos praticados pelo sistema rodoviário e visa o equilíbrio entre o custo operacional e o preço pago pelo usuário, bem como a manutenção do caráter social do serviço metroferroviário prestado pela CBTU, finalidade principal desta Companhia.


(Foto: Assessoria)
MPF investiga uso do erário em obras em NatalApós asfalto da av. Prudente de Morais ceder, MPF volta as investigações.

O Ministério Público Federal (MPF) reabriu o inquérito que apura o uso de verbas federais para obras de mobilidade em Natal. O MPF informou nesta segunda-feira (7), através de nota, que vai acionar a Secretaria de Obras Públicas e Infraestrutura de Natal (Semov), a Polícia Federal e o Corpo de Bombeiros para saber o motivo da abertura de uma cratera no asfalto da Avenida Prudente de Morais, na Zona Sul da capital potiguar, na madrugada desse domingo (6).

O problema resultou no fechamento de parte da via e ocorreu bem próximo Arena das Dunas e ao túnel da Avenida Capitão-Mor Gouveia. De acordo com o MPF, o trecho fez parte das obras beneficiadas com recursos federais para a Copa de 2014.

O inquérito que investiga a destinação de R$ 10 milhões desses recursos para “recapeamento asfáltico e mobilidade urbana” em Natal, no período prévio à Copa, foi reaberto a pedido do procurador da República Kleber Martins. Ele já determinou que a Prefeitura do Natal - através do titular da Semov, Tomaz Pereira de Araújo Neto - seja oficiada para fornecer todos os detalhes da obra, como os dados da empresa que executou e o valor; bem como informe quais as providências que já foram e as que ainda serão adotadas pelo município, inclusive para averiguar o motivo do desabamento.

Já à Polícia Federal, o MPF informou que vai requisitar uma perícia de engenharia para avaliar os possíveis motivos da abertura da cratera. Essa perícia, de acordo com a solicitação do procurador, deverá comparar o trabalho realmente executado no local com os projetos previstos quando da realização da obra. Com informações do portal G1 RN


(Foto: Emanuel Amaral)
Poupança tem melhor resultado para abril em 5 anosApesar do desempenho positivo em abril, as retiradas continuam maiores que os depósitos em 2018.

O volume de depósitos na caderneta de poupança superou o de saques em R$ 1,237 bilhão em abril, de acordo com o relatório divulgado pelo Banco Central (Bacen) nesta segunda-feira (7). No total, foram aplicados R$ 182,6 bilhões, contra a retirada de R$ 181,3 bilhões. É o melhor resultado para o mês em cinco anos. O último saldo positivo de abril havia sido registrado em 2013, quando os depósitos superaram os saques em R$ 2,616 bilhões. Nos anos seguintes, o número de retiradas sempre foi maior.

Com a soma do saldo positivo do mês e os rendimentos creditados nas contas dos investidores – que alcançaram R$ 2,787 bilhões – o estoque de valores depositados na poupança está atualmente em R$ 735,4 bilhões, cerca de R$ 4 bilhões a mais do que no final de março, quando o saldo registrou R$ 731,4 bilhões.

Apesar do desempenho positivo em abril, as retiradas continuam maiores que os depósitos em 2018. No quatro primeiros meses do ano, a caderneta de poupança registrou saques líquidos de R$ 695 milhões. Mesmo assim, esse foi o melhor resultado para o período desde 2014, quando a aplicação registrou captações líquidas (depósitos menos saques) de R$ 5,39 bilhões.

Até 2014, os brasileiros depositavam mais do que retiravam da poupança. Naquele ano, as captações líquidas chegaram a R$ 24 bilhões. Com o início da recessão econômica, em 2015, os investidores passaram a retirar mais dinheiro da caderneta para pagamento de dívidas, em um cenário de queda da renda e de aumento de desemprego.

Em 2015, R$ 53,57 bilhões foram sacados da poupança, a maior retirada líquida da história. Em 2016, os saques superaram os depósitos em R$ 40,7 bilhões. A tendência inverteu-se em 2017, quando as captações líquidas excederam as retiradas em R$ 17,12 bilhões, retomando o saldo positivo depositado na aplicação, que é a mais popular do país.


(Foto: Isto é)
Inscrições para o Enem começam nesta segundaO candidato deve informar endereço de e-mail, telefone fixo ou celular

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam às 10h de segunda-feira (7) e vão até o dia 18 de maio. Mesmo os candidatos que pediram isenção da taxa de inscrição no Enem devem se inscrever, na Página do Participante.

O pagamento da taxa de inscrição para quem não conseguiu a isenção, no valor de R$ 82, pode ser feito até o dia 23 de maio, nas agências bancárias, casas lotéricas e agências dos Correios.

Para fazer a inscrição, o participante deverá apresentar o número do CPF e do documento de identidade e criar uma senha. O número de inscrição gerado e a senha cadastrada deverão ser anotados em local seguro, pois serão solicitados para o acompanhamento da situação da inscrição na Página do Participante. Esses dados também serão usados para consulta do Cartão de Confirmação da inscrição e para a obtenção dos dados individuais dos candidatos.

Na hora da inscrição, o candidato deverá informar um endereço de e-mail válido e um número de telefone fixo ou celular, que serão usados para enviar informações sobre o exame. Também deve ser indicado o município onde o candidato quer realizar o exame e a língua na qual quer fazer a prova de língua estrangeira (inglês ou espanhol).


(Foto: T1H)
Bolsonaro aposta em outras legendas para garantir palanquePartidos como o PR cogitam fazer aliança nacional para pegar carona na popularidade de Bolsonaro

Correligionários de Jair Bolsonaro (PSL-RJ) têm procurado outros partidos para garantir palanques nos estados para o deputado, que tentará chegar à Presidência da República em outubro.

De acordo com integrantes da sigla de Bolsonaro, as possibilidades de alianças incluem legendas como MDB, PP, DEM, PSD e PRP.

Partidos como o PR cogitam fazer aliança nacional para pegar carona na popularidade de Bolsonaro e fazer uma bancada expressiva.

Eleger um número significativo de deputados e senadores garante, além de poder político, acesso a maior volume de recursos públicos para atividades partidárias.

Bolsonaro delegou a formação das alianças ao comando do partido nos estados e minimiza a importância de ter palanques fortes pelo país.

"Com um caixão de madeira eu faço meu palanque. Não precisa de palanque. Se tiver, tudo bem. Mas eu tenho o que eles não têm", disse Bolsonaro à reportagem, pouco antes de fazer fotos com um grupo de estudantes que o esperava no Salão Verde da Câmara.

O PSL não sabe ao certo quantos candidatos a governador terá pelo país. Por enquanto, dá como certas candidaturas próprias em pequenos colégios eleitorais.


(Foto: Ueslei Marcelino / Reuters)
Natal: Chuva cede pista e abre cratera em avenidaO buraco abriu no complexo viário da avenida Prudente de Morais

As fortes chuvas que caem sobre Natal já começam a deixar os primeiros prejuízos. Um trecho da Avenida Prudente de Morais, em Lagoa Nova, já nas proximidades do Estádio Arena das Dunas, cedeu no início da manhã deste domingo, 6, e se formou uma cratera no local. O trânsito no sentido Centro/Candelária foi interditado.

Não é primeira vez que o piso cede na região. Na semana passada, o asfalto também apresentou rebaixamento. Além das chuvas, a pista está sobre a construção do túnel do macrodrenagem, que promete interligar diversas lagoas de captação da região sul da capital. A obra deveria ter sido entregue em 2014, mas só deve ser finalizada no fim do ano, segundo informações da Secretaria Municipal de Obras Públicas (Semov).

Equipes da Semopi já estão no local e interditaram o trecho da pista que cedeu. A recuperação da via deve acontecer nesta segunda-feira, 7.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Sttu), o túnel da Avenida Capitão Mor Gouveia, que também corta o trecho interditado, não apresenta risco de desabamento e não foi fechado.Com informações do portal Agora RN. 


(Foto: Reprodução)
Potiguar deve regularizar título eleitoral até quarta (9)Para regularizar a situação na justiça eleitoral, o eleitor deve procurar o cartório da cidade do seu domicílio eleitoral

Os eleitores que ainda não estão em dia com a Justiça Eleitoral têm até o dia 09 de maio de 2018 para regularizar a sua situação. Para isso, o eleitor deve comparecer ao local de atendimento da Justiça Eleitoral, na sua cidade, portando documento de identificação com foto, comprovante de residência atual, título antigo (caso tenha) ou o título digital (e-Título). Para os homens, também é necessário levar o Certificado de Alistamento Militar ou Reservista (somente para quem for fazer o 1º Título).

Importante reforçar que caso um eleitor de outra cidade precise regularizar a sua situação, ele deve procurar o cartório do seu domicílio eleitoral. Em Natal, estão sendo atendidos somente os eleitores com domicílio eleitoral na capital. Os atendimentos em Natal estão concentrados no Fórum Eleitoral, na avenida Rui Barbosa, s/n, Tirol, com funcionamento das 08h às 14h. O TRE-RN reforça que na capital, não estão ocorrendo atendimentos nas Centrais do Cidadão.

Nas cidades do interior do estado, os atendimentos continuam normalmente nos Cartórios Eleitorais, boxes de atendimento das Centrais do Cidadão e nos Postos de atendimento, com horário de funcionamento das 08h às 13h.


(Foto: Gazeta do Povo)
Extratos ligam doleiros a operador do partido de TemerDocumentos mostram transferências realizadas para Altair Alves Pinto, citado por Funaro em delação

Extratos fornecidos pelos dois doleiros que denunciaram o esquema investigado na operação ‘Câmbio Final’, aos quais o Jornal Nacional, da TV Globo, teve acesso, mostram transferências para Altair Alves Pinto, um operador da cúpula do MDB citado pelo doleiro Lúcio Funaro.

As investigações apontam que os doleiros movimentavam grandes quantias de dinheiro diariamente. As operações eram registradas em planilhas.

Uma rede de doleiros, que atuavam em 52 países, era utilizada por políticos e empresários para enviar dinheiro para o exterior ou receber valores no Brasil sem pagar impostos. Como o montante não é rastreado pelo Banco Central, escapa das autoridades e dos impostos.

O esquema de lavagem de dinheiro foi delatado pelo doleiros Vinícius Claret, o Juca Bala, e Claudio Barbosa, o Toni. A dupla entregou toda a contabilidade dos operadores chefiados pelo doleiro Dario Messer, que está foragido da Justiça.

A equipe do Jornal Nacional analisou os extratos e cruzou os nomes que aparecem nos documentos com arquivos apreendidos em outras fases da Lava Jato. O jornal teve acesso à planilha do doleiro nomeado como “Ministro” no sistema, que é Lúcio Funaro.

Foram encontradas 65 movimentações financeiras relacionadas ao nome de Altair no extrato. As operações somam quase R$ 10 milhões.

Segundo Funaro, Altair era o responsável por repassar dinheiro para o ex-deputado Eduardo Cunha e para o presidente Michel Temer.

“Eu tenho certeza que parte do dinheiro que era repassado, que o Eduardo Cunha capitaneava em todos os esquemas que ele tinha, ele dava um percentual também pro Michel Temer. Eu nunca cheguei a entregar mas o Altair deve ter entregado assim, algumas vezes”, disse o doleiro. Com notícias do portal Notícias no Minuto.


(Foto: Reuters / Ueslei Marcelino)
STF restringe foro privilegiado para deputados e senadoresA partir de agora o foro passa a valer apenas para crimes cometidos durante o mandato e relacionados ao cargo

Por maioria, os ministros do Supremo Tribunal Federal decidiram restringir o foro por prerrogativa da função, que passa a valer apenas para crimes cometidos durante o mandato e relacionados ao cargo.

O caso concreto que motivou esse debate envolve o prefeito do município de Cabo Frio, no Rio de Janeiro, Marquinho Mendes, do MDB. Ele era investigado por compra de votos, quando assumiu, como suplente, a vaga de deputado federal de Eduardo Cunha, que tinha sido afastado do cargo.

Por isso, apesar de cerca de 55 mil autoridades terem foro privilegiado, as mudanças só valerão para 594 delas. São os 81 senadores e 513 deputados federais.

O julgamento começou em maio do ano passado e foi suspenso por um pedido de vista do ministro Antônio Dias Toffoli, que apresentou o voto nessa quarta-feira (2). Depois votaram Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

Tanto Toffoli quanto Gilmar avaliaram que o foro deveria ser extinto definitivamente, para todos os cargos.

Já os ministros Alexandre de Morais e Ricardo Lewandowski votaram para que o foro privilegiado continuasse existindo e valesse também para crimes que não tivessem a ver com a atividade política. Por exemplo, uma briga de vizinhos ou um acidente de trânsito.

Após o julgamento, o ministro relator, Luís Roberto Barroso, declarou que espera que essa mudança, inicialmente pequena, seja o começo de um amplo debate sobre o foro privilegiado para as demais autoridades. Com informações da EBC.


(Foto: Reprodução / TV Globo)
Geraldo Alckmin fará campanha em Natal neste mêsA ideia é aproveitar esses meses iniciais para gastar fôlego na região Nordeste

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) decidiu começar suas viagens de pré-campanha à Presidência da República pelo Nordeste, região na qual tem baixa popularidade. O tucano chega ao Maranhão nesta sexta-feira, 4, e cumprirá agendas no Estado até sábado, 5, quando embarca rumo ao Piauí.

A ofensiva é parte da estratégia tucana para a campanha presidencial. A ideia é aproveitar esses meses iniciais para gastar fôlego na região por conta das distâncias e pelo perfil de seu eleitorado, tradicionalmente petista.

Integrantes da campanha de Alckmin acreditam que o tucano deve investir, neste primeiro momento, no Nordeste e também na região Norte. Por conta disso, o presidenciável tucano embarca na sexta-feira para São Luís, onde ficará até o início da tarde de sábado. Lá, deve ter encontro com integrantes da sociedade civil e lideranças tucanas, entre elas, o senador Roberto Rocha, pré-candidato ao governo do Maranhão pelo PSDB.

No sábado à tarde e à noite, Alckmin estará em Teresina, onde terá encontro com lideranças políticas e empresários na Federação das Indústrias do Piauí (Fiepi). Após um intervalo de uma semana, o presidenciável tucano deve ir para Natal (RN), no dia 19 de maio.

"Essa viagem ao Maranhão vem exatamente somar com isso. A ideia é visitar os Estados mais distantes, Piauí, Maranhão, assim como Roraima e Acre também, no Norte, para ter contato com as lideranças nesses Estados também. São regiões em que Alckmin ainda não aparece bem nas pesquisas e ele precisa de um contato pessoal importante para crescer nas mostras", disse o líder do PSDB na Câmara, deputado Nilson Leitão (PSDB-MT).


(Foto: Adriano Machado / Reuters)
Justiça concede habeas corpus para Henrique AlvesAlves continuará em prisão domiciliar em razão de uma outra decisão, esta da Justiça do RN.

A Justiça Federal concedeu nesta quinta-feira (3) liberdade ao ex-ministro Henrique Eduardo Alves. Ele está preso desde o dia 6 de junho de 2017 na Academia de Polícia do Rio Grande do Norte, em Natal.

O habeas corpus foi concedido pelo desembargador Ney Bello no processo da operação Sépsis que é um desdobramento da Lava-jato e investiga suposto esquema de propinas envolvendo financiamentos do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS), administrado pela Caixa.

Na prática, porém, Alves continuará em prisão domiciliar em razão de uma outra decisão, esta da Justiça do RN.

Na decisão desta quinta (3), o desembargador determina que Henrique Alves entregue o passaporte à Justiça e não mantenha contato com outros indiciados no processo. Eduardo Cunha é um dos indiciados na ação. No pedido de habeas corpus, a defesa alegou excesso de prazo da prisão.

Alves foi preso no mesmo dia por duas operação: a Sépsis e a Manus - que apura desvio de recursos na construção da Arena das Dunas, em Natal.


(Foto: José Aldenir / Agora Imagens)
PT anuncia discussão de plano de governo para LulaDebate sobre plano para hipotético governo começa por questões econômicas

Insistindo na manutenção da pré-candidatura à Presidência da República do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado em segunda instância e preso em Curitiba, o PT vai começar nesta quinta-feira (3), a discutir publicamente o plano de governo do petista.

O partido organizou um debate sobre as medidas econômicas do plano para as 16h desta quinta, no local onde os manifestantes pró-Lula se reúnem diariamente, em frente ao prédio da Polícia Federal, na capital paranaense. O ex-presidente está preso em uma sala especial da Superintendência da PF desde o dia 7 de abril.

Conforme divulgação da legenda, o encontro debaterá as "medidas emergenciais para a superação da crise e geração de empregos" do "Plano Lula de Governo".

Ontem, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), leu uma carta escrita por Lula em que ele fala sobre "tempos da prosperidade" durante seu governo e critica o presidente Michel Temer.

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, que coordena o plano de governo de Lula, esteve em Curitiba no último dia 24 e anunciou que o partido iria começar as discussões públicas sobre o programa do partido. Apontado como um plano do PT na possível ausência de Lula na eleição, Haddad chegou a conversar com o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), também pré-candidato ao Planalto, sobre propostas para o País - o que suscitou especulações sobre uma eventual chapa entre os dois.

O PT deve realizar outros debates públicos até o dia 28 de julho, quando ocorre o encontro nacional da legenda. Na ocasião, o partido realizará sua convenção nacional e deve oficializar o nome de Lula como candidato à Presidência da República, conforme afirmou hoje o líder da legenda na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS).

A estratégia ainda é registrar a candidatura do ex-presidente no dia 15 de agosto, mesmo com a condenação do petista em segunda instância - condição que impede a eleição de políticos pela Lei da Ficha Limpa.


(Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)
Candidatura de Geraldo Melo pode tirar um dos caciquesPossibilidade de vitória de ex-governador preocupa aliados dos atuais senadores Garibaldi Filho e José Agripino

Lançado pré-candidato a senador pelo PSDB, logos após sua filiação ao partido, no dia 2 do mês passado, o ex-governador Geraldo Melo tem se movimentado ocupando espaços na mídia natalense com entrevistas sempre focadas em dois temas que devem dar o tom da campanha que está próxima: a moralidade na política e a segurança pública.

Em sua recente entrevista ao jornal local "Agora RN", na edição desta quinta-feira (3), Geraldo Melo não mede palavras na hora de falar sobre a realidade da política brasileira e do Rio Grande do Norte: "... o que está acontecendo é que os ladrões estão sendo candidatos e o povo está votando neles".

O discurso de moralidade e de defesa da ética, de combate direto ao candidato ladrão que busca o voto popular, campanha após campanha, e que termina se distanciando do eleitorado e prevaricando com o dinheiro do povo, pode, de fato, ter grande relevância nas eleições majoritárias deste ano, pelo menos nas cidades maiores do Rio Grande do Norte. Adotando esse discurso, Geraldo Melo estará falando o que muitos querem ouvir, mas também se posicionando como alvo preferencial dos beneficiários desse esquema - tanto no topo como na base da pirâmide social e eleitoral.

O fato é que o ex-governador irá enfrentar, prioritariamente, outros dois ex-governadores, Garibaldi Filho e José Agripino, que já são senadores e procuram agora mais uma reeleição. Nesse embate, que pode também ter a participação de outra candidata, a atual deputada federal Zenaide Maia, dois irão sobrar.

Por outro lado, o possível crescimento do nome de Geraldo Melo para o Senado pode vir a beneficiar o candidato a reeleição para o governo do RN, Robinson Faria (PSD), que tem tudo para se coligar com o PSDB do ex-governador. 


Disputa pelo Senado vai derrubar um dos ex-governadores
Abril foi o mês mais chuvoso no RN em sete anosDe acordo com o setor de meteorologia da EMPARN, maio deverá ter chuvas acima da média

O Rio Grande do Norte registra um mês de abril dos mais chuvosos da década, de acordo com a análise pluviométrica da Unidade de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), em abril deste ano a média de chuva no Estado foi de 208 milímetros, 45,5% acima da média para o mês que é de 143mm.

Nas regiões Central e Oeste, essa média foi ainda maior. Na região Central a média para o mês de abril é de 127mm, este ano choveu 224,7mm, 76,1% acima da média. Já na região Oeste, a média esperada para abril é de 165,5mm, em 2018 choveu 266,7mm, 61,2% acima da média.   

Na análise da chuva acumulada no ano de 2018, até o mês de abril, quando comparada como valor climatológico para o período de janeiro a abril, apresenta um desvio positivo climatológico de 33,5%, ou seja, choveu 33,5% acima da média esperada, conforme as previsões divulgadas pelos Núcleos de Meteorologia do Nordeste, em fevereiro deste ano.  

De acordo com o setor de meteorologia da EMPARN, maio deverá ter chuvas acima da média, que é de 84mm para o mês inteiro. Segundo o meteorologista Gilmar Bristot, as condições oceânicas e atmosféricas continuam favoráveis a ocorrência de um bom volume de chuva, mesmo o mês tendo começado com um bloqueio, mas que não deve ser tão intenso como o que ocorreu em março, quando ficou 2 semanas sem chuva no Estado.

No primeiro dia de maio já houve registro de boas chuvas na região Oeste potiguar. Desde a manhã de segunda-feira (30), até a manhã de hoje, 02 de maio, a Unidade de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), registrou chuvas em 84 postos pluviométricos monitorados diariamente, em todas as regiões do Estado.

O acumulado de chuvas mais significativo ocorreu em Portalegre, com 74,1 milímetros (mm); Messias Targino, 68,5mm; Frutuoso Gomes, 64,0mm; Lucrecia, 58,0mm, entre outros municípios da mesorregião Oeste. 


(Foto: Mara Núbia)
Contas públicas têm saldo negativo recorde para marçoO resultado do mês passado foi pior para março na série histórica do BC, iniciada em dezembro de 2001.

O setor público consolidado, formado pela União, estados e municípios, registrou saldo negativo nas contas públicas em março, segundo dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (30), em Brasília.

O déficit primário, receitas menos despesas, sem considerar os gastos com juros, ficou em R$ 25,135 bilhões. No mesmo mês de 2017, o resultado negativo foi de R$ 11,047 bilhões.

O resultado do mês passado foi pior para março na série histórica do BC, iniciada em dezembro de 2001.

O Governo Central (Previdência, Banco Central e Tesouro Nacional) foi o responsável pelo saldo negativo, ao registrar déficit primário de R$ 25,531 bilhões em março. Segundo o chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, o resultado de março foi impactado pela antecipação do pagamento de precatórios, no total de R$ 9,4 bilhões.

No ano passado, esses pagamentos foram realizados em maio e em junho. Entretanto, mesmo com a exclusão desses pagamentos o déficit primário seria recorde para março. Além desses pagamentos, as contas públicas foram impactadas pelos resultados negativos recordes na Previdência. Em março, o déficit do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ficou em R$ 20,127 bilhões.

Já os governos estaduais tiveram superávit primário de R$ 291 milhões, e os municipais, saldo também positivo de R$ 261 milhões. Rocha explicou que os governos regionais (estados e municípios), apesar de registrar resultado menor em relação a 2017 (R$ 437 milhões e R$ 465 milhões, respectivamente), ainda apresentam superávits devido ao aumento na arrecadação de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e ao aumento das transferências do governo federal.

As empresas estatais federais, estaduais e municipais, excluídas as dos grupos Petrobras e Eletrobras, acusaram déficit primário de R$ 156 milhões no mês passado.


(Foto: Agência Brasil)
Acidente mata sete pessoas na BR 406 em João CâmaraA suspeita é que um dos veículos tenha invadido a pista contrária, no km 108, e colidido contra o outro automóvel

Um acidente envolvendo dois carros deixou sete mortos, na madrugada desta terça-feira (1º), na BR-406, próximo ao município de João Câmara, no Rio Grande do Norte. A suspeita é que um dos veículos tenha invadido a pista contrária, no km 108, e colidido contra o outro automóvel.

Informações da Polícia Rodoviária Federal indicam que em um dos carros estavam três homens que trabalhavam em uma empresa que atua com energia eólica. No outro, que teria sido responsável pelo colisão, dois casais. Nenhum dos ocupantes sobreviveu.

Segundo o G1, uma investigação já foi aberta pela PRF para averiguar o que pode ter causado o acidente. No entanto, a corporação já adiantou que houve excesso de velocidade. Nenhuma das vítimas foi identificada ainda.


(Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi)
Prédio ocupado pega fogo e desaba em SPAté o momento, uma pessoa morreu durante tentativa de resgate

Pelo menos uma pessoa morreu após um prédio de 24 andares desabar durante um incêndio de grandes proporções, na madrugada desta terça-feira (1º), no Largo do Paissandu, região central de São Paulo. A vítima, um morador, caiu junto com o prédio em uma tentativa de resgate. O edifício, que seria uma antiga sede da Polícia Federal, estava ocupado irregularmente, conforme a Polícia Militar. A Defesa Civil estima que 50 famílias viveriam no local.

Ainda há possibilidade de mais vítimas, mas não há informações precisas com relação ao número de mortos e desaparecidos. "A gente trabalha com a hipótese de vítimas, entretanto não estão confirmadas", contou o tenente André Elias, em entrevista à TV Globo, por telefone. Um médico do Samu disse que ao menos três pessoas foram socorridas com quadro de intoxicação e levadas para unidades médicas.

O Corpo de Bombeiros está no local e já iniciou a retirada dos escombros. Parte do prédio da Igreja Evangélica Luterana também desabou após ser atingido pelos escombro. As chamas tiveram início por volta das 1h30, no 5º andar do edifício. Foram acionados para a ocorrência 57 viaturas, além de 160 homens. O trânsito na área está interditado.

Questionado sobre o acidente, o governador de São Paulo, Márcio França, disse que a tragédia era "prevista", já que o local estava sendo habitado irregularmente por algumas pessoas. “Este tipo de moradia é inabitável. Ficar aqui é procurar encrenca cada vez maior. Graças a deus, hoje a gente conseguiu chegar a tempo, mas nem sempre vai acontecer isso.”


(Foto: Reprodução/TV Globo)
Galeno Torquato tem R$ 2,4 milhões bloqueados pela JustiçaDeputado estadual do PSD teve bens bloqueados por investigação da época em que ele era prefeito de São Miguel

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) obteve na Justiça potiguar a indisponibilidade de bens e o bloqueio de R$ 2.490.812,85 em contas do deputado estadual Galeno Torquato (PSD) e mais de 10 pessoas e empresas diretamente ligadas às licitações do município de São Miguel, no Oeste do estado. A penalidade ao parlamentar é pela época em que ele foi prefeito da cidade do interior potiguar, entre 2005 e 2012.

Por meio da Promotoria de Justiça de São Miguel, o MPRN moveu ações civis públicas contra os réus por atos de improbidade administrativa. Nas investigações realizadas, o MPRN constatou que o grupo teria fraudado licitações nas modalidades carta convite e pregão presencial.

Segundo o MPRN, fato que definiu a decisão judicial de bloquear seus bens e de outros acusados, foram vários tipos de irregularidades, de acordo com o órgão ministerial, como o conluio das empresas licitantes (cujos sócios e representantes, a princípio, possuem vínculo); a entrega de convite aos licitantes no mesmo dia em que emitido, mesmo que os licitantes não possuíssem sede em São Miguel; e mesmo indícios da inexistência da empresa contratada no endereço fornecido, ausência de empregados e que subcontratou todo o serviço que deveria prestar à Prefeitura (tendo sido a única participante de pregão).

Por meio da assessoria de imprensa, o parlamentar afirmou:

Tomei conhecimento, pela imprensa, de ações que foram propostas, contra mim, pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte. Certamente serei oficialmente comunicado de cada uma delas e terei, seguramente, o direito de me defender; o que farei oportunamente.

Convém destacar que, durante a minha vida pública, jamais fui condenado, sequer em primeira instância, por qualquer ato de improbidade administrativa. A propósito, importante lembrar que, em 2012, o Ministério Público do RN ingressou com a Ação de Improbidade Administrativa n.º 0000889-97.2012.8.20.0131, tendo, ao final do processo, o próprio Ministério Público, num gesto de elevada boa-fé, reconhecido a improcedência da ação que propusera e o Poder Judiciário determinado o seu arquivamento pelo mesmo motivo.

Portanto, é com a serenidade de sempre, e com o respeito devido e merecido ao Ministério Público, que prestarei ao Poder Judiciário todos os esclarecimentos necessários à compreensão de que nenhuma ilegalidade fora praticada.


(Foto: Assessoria)
Confira horário do comércio natalense no feriado Supermercados, lojas de rua e bancos não abrem e os shoppings funcionam apenas com os cinemas e as praças de alimentação

O comércio e serviços terão funcionamento diferenciado nesta terça-feira, 1 de maio, no Dia do Trabalhador. Supermercados, lojas de rua e bancos não abrem. Nos shoppings funcionam apenas os cinemas e praça de alimentação.

O feriado do trabalhador é protegido pela convenção coletiva, em que o comércio fecha de maneira geral, inclusive instituições financeiras e poder público, funcionando apenas as atividades básicas como hospitais, alimentação e lazer.

Confira os horários do comércio:

Comércio de Rua - Fechado

Shopping Midway Mall

Lojas e quiosques: Fechados Praça de Alimentação e Lazer: 11h às 22h Cinema: Funciona na programação normal

Natal Shopping

Lojas e quiosques: Fechados Praça de Alimentação e Lazer: 11h às 22h Cinema: Funciona na programação normal

Praia Shopping

Lojas e quiosques: Fechados Praça de Alimentação e Lazer: A partir das 11h Cinema: Funciona na programação normal

Shopping Cidade Jardim

Lojas e quiosques: Fechados Praça de Alimentação : Abertura facultativa, a partir das 11h

Partage Norte Shopping

Lojas e quiosques: Fechados Praça de Alimentação e lazer: 11h às 22hs Shopping

Via Direta - Fechado

Supermercados - Fechados

Bancos - Fechados


(Foto: Tribuna do Norte)
Mercado financeiro mantém projeção de crescimento A estimativa para a inflação é medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)

O mercado financeiro manteve as projeções para o crescimento da economia e a inflação este ano. De acordo com a pesquisa do Banco Central (BC) feita junto a instituições financeiras, a estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB – a soma de todas as riquezas produzidas no país) segue em 2,75%.

Para 2019, a expectativa permanece em 3% há 13 semanas seguidas. Os dados constam do Boletim Focus, divulgado às segundas-feiras pelo Banco Central, em Brasília.

A estimativa para a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), permanece em 3,49%. A projeção segue abaixo do centro da meta de 4,5%, mas acima do limite inferior de 3%. Para 2019, a estimativa para a inflação foi ajustada de 4% para 4,03%, abaixo do centro da meta (4,25%).

Para alcançar a meta, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,5% ao ano. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação. De acordo com a previsão do mercado financeiro, a Selic encerrará 2018 em 6,25% ao ano e subirá ao longo de 2019, encerrando o período em 8% ao ano.

A projeção para o dólar comercial subiu de R$ 3,33 para R$ 3,35 no fim deste ano. Para 2019, permanece em R$ 3,40.


(Foto: O Vale)
Temer cancelou viagem para não prejudicar CongressoSegundo nota oficial desta segunda-feira (30), ausência do chefe de governo do país, neste momento, obrigaria os presidentes da Câmara e do Senado a também deixarem o território nacional simultaneamente

O Palácio do Planalto divulgou nota oficial nesta segunda-feira (30) justificando a decisão do presidente Michel Temer de desistir de viagem internacional que faria na próxima semana ao Sudeste Asiático.

De acordo com o texto, o cancelamento se deu "unicamente porque, tendo em vista o calendário eleitoral, a ausência do chefe de governo do país, neste momento, obrigaria os presidentes da Câmara e do Senado a também deixarem o território nacional simultaneamente, prejudicando votações importantes ao país".

Na ausência de Temer do país, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), teriam de se licenciar dos cargos ou deixarem o território brasileiro durante todo o período em que Temer estiver fora. Isso porque a legislação eleitoral torna inelegível aquele que ocupa o posto de presidente seis meses antes da eleição, com a exceção do próprio.

Temer tem ainda pelo menos mais duas viagens programas para o exterior até o fim do ano. Em junho ele deve ir à África do Sul, onde será realizada a Cúpula dos Brics, e em setembro, aos Estados Unidos, para participar da Assembleia Geral da ONU.

Entre as votações importantes, a Presidência da República menciona um projeto de lei que autoriza um recurso extra de R$ 1,3 bilhão no orçamento deste ano para cobrir as despesas de um calote dado no Brasil pela Venezuela e Moçambique, no valor de R$ 1,5 bilhão.


(Foto: Marcos Corrêa/PR)
Lula escreve carta e sugere que Moro desacata o STFEx-presidente voltou a criticar juiz responsável pela primeira instância da Lava Jato em Curitiba

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva escreveu uma nova carta na prisão, em que volta a criticar atos do juiz federal Sergio Moro e da força-tarefa da Lava Jato.

“Que país é esse em que uma instância inferior desacata a superior, em que um juiz de primeira instância desacata os ministros da suprema corte?”, diz trecho do texto.

De acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, a mensagem foi entregue à presidente do partido, Gleisi Hoffmann, na última sexta-feira (27) - um dia após o magistrado de Curitiba informar que aguardaria publicação de acórdão do Supremo Tribunal Federal (STF) para só então decidir sobre a eventual remessa de processos contra Lula para a Justiça Federal em São Paulo.

Outro trecho da carta rechaça a ideia de que o PT possa lançar nome alternativo a Lula como candidato ao Planalto. “Quando falei para o diretório agir com liberdade era pra evitar ideia de que o partido é refém do Lula. Só isso”, diz ele.


(Foto: O globo)
Desemprego sobe a 13,1% em março e atinge 13,7 milhõesO resultado veio acima do esperado pelo mercado. A mediana das previsões em pesquisa da Reuters era de que a taxa ficaria em 12,9% no período.

O índice de desemprego no Brasil atingiu 13,1% no trimestre encerrado em março de 2018, maior nível desde maio do ano passado. Isso significa que 13,7 milhões de pessoas estão desempregadas no país. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio da pesquisa Pnad Contínua.

A taxa ficou maior do que a registrada no trimestre móvel encerrado em fevereiro, de 12,6%, na terceira alta consecutiva após nove trimestres de queda. O índice, porém, ainda ficou abaixo do registrado em igual trimestre móvel do ano passado, de 13,7%.

O resultado veio acima do esperado pelo mercado. A mediana das previsões em pesquisa da Reuters era de que a taxa ficaria em 12,9% no período.

Os dados do IBGE mostram que na comparação com o trimestre encerrado em dezembro, o número de desempregados no país aumentou em 1,379 milhão de pessoas, o que representa uma alta de 11,2%. Já no confronto com igual trimestre do ano anterior, quando havia 14,2 milhões de desocupados, houve queda de 3,4%. (menos 487 mil pessoas desocupadas).

Já a população ocupada no país ficou em 90,6 milhões, queda de 1,7% em relação ao trimestre encerrado em dezembro, quando era de 92,1 milhões. Segundo o IBGE, o contingente de ocupados é o menor desde julho, quando também ficou em 90,6 milhões.

Apesar do aumento do nível de desemprego, o coordenador da pesquisa, Cimar Azeredo, afirma que o resultado mostra que o cenário do mercado de trabalho está “mais favorável” que no primeiro trimestre do ano passado. “Tem mais pessoas ocupadas e menos pessoas desocupadas”, apontou.


(Foto: Veja)
Curitiba pede transferência de Lula após tirosO acampamento Marisa Letícia, em Curitiba, reúne militantes contra a prisão do ex-presidente Lula

A Procuradoria-Geral da Prefeitura de Curitiba (PGM) fez um novo pedido, neste sábado (28), à 12ª Vara da Justiça Federal para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) seja transferido da Superintendência da Polícia Federal, onde está preso. Na madrugada de sábado, duas pessoas ficaram feridas durante um ataque a tiros no acampamento Marisa Letícia, na rua Padre João Wislinski, em Curitiba. Militantes estão reunidos no local contra a prisão do ex-presidente Lula.

O primeiro pedido por parte da Prefeitura de Curitiba aconteceu no dia 13 de abril. De acordo com o G1, o órgão alegava que o fato de o ex-presidente estar preso na sede da Polícia Federal tem gerado transtornos aos moradores e a funcionários. 

O Prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), afirmou que "o local oferece risco, transtorno à população, aos funcionários da própria PF, e atrapalha a rotina de prestação de serviços aos brasileiros que precisam da emissão de passaportes”.


(Foto: Reuters / Rodolfo Buhrer)
Temer deve anunciar aumento do Bolsa Família hoje"Estou fechando os valores", disse o presidente, após almoço oferecido ao chefe do executivo chileno, Sebastian Piñera

Depois de oferecer um almoço, no Itamaraty, para o presidente do Chile, Sebastian Piñera, que está em viagem oficial ao Brasil, Michel Temer afirmou que o anúncio de reajuste do Bolsa Família deve ser feito ainda nesta sexta-feira (27).

"Vou anunciar hoje à tarde. [...] Estou fechando os valores", afirmou o presidente, sem dar mais detalhes, conforme o portal G1.

De acordo com informações da Folhapress, com a alegação de que não há espaço orçamentário para um reajuste robusto, a Fazenda e o Planejamento têm defendido conceder um aumento de 3%, pouco superior à inflação oficial do ano passado, que fechou em 2,95%.

O percentual, no entanto, é considerado insuficiente pela equipe política de Temer, que tem pressionado por um reajuste de no mínimo 5%, que permita ao governo federal colher dividendos eleitorais com o anúncio.

Em conversas reservadas, o presidente tem admitido que pretende conceder um reajuste superior a 3%.

O receio do Palácio do Planalto é que uma simples correção inflacionária possa ser usada por candidatos adversários como argumento de que o MDB fez pouco pela área social.


(Foto: Alan Santos/PR)
Palocci diz que entregou dinheiro vivo de propina à LulaEx-ministro Antonio Palocci assina delação premiada com a PF e detalha participação efetiva de Lula no esquema de corrupção que detonou as finanças do país

Antonio Palocci começa delação à Polícia Federal afirmando e detalhando como o dinheiro vivo era entregue ao ex-presidente Lula. Chegou a dizer que foi levar pessoalmente pacotes de dinheiro sujo, de propina das empreiteiras, ao ex-presidente Lula. Disse ainda que Branislaw Kontic, um de seus assessores, chegou também a levar dinheiro até a sede do Instituto Lula, em São Paulo. Acordo de delação de Antonio Palocci com a Polícia Federal ocorreu na última terça-feira (24).

Segundo Palocci, Lula recebeu de grana suja de propina, nos útlimos meses de 2010, antes de deixar o Palácio do Planalto, um montante mensal de R$ 50 mil.

Antonio Palocci procurou detalhar também a estrutura de corrupção montada pela Petrobras e pelas empreiteiras para comandar o poder público no país e de como os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff estiveram por dentro de transações desonestas e sujas que levaram a estatal de petróleo brasileira a ter um prejuízo de aproximadamente R$ 42 bilhões.

Apesar das mensagens e falações emotivas de seguidores enaltecendo  o ex-presidente Lula, a provável realidade vinda das declarações à Justiça dadas pelo ex-ministro Antonio Palocci são devastadoras e mostram um Lula dissimulado, entorpecido pelo poder e desonesto em variados níveis. Vale dizer que Antonio Palocci foi um dos mais próximos companheiros de Lula e fundador e figura de proa do PT, chegando mesmo na condição de médico a ser nomeado pelo ex-presidente seu ministro da Fazenda.


Palocci e Lula sempre foram muito próximos (Foto: Nexo Jornal)
Governo pode liberar saques do PIS/Pasep para qualquer idadeO ministro do Planejamento, Esteves Colnago, confirmou hoje (26) que o governo pretende liberar os saques do PIS/Pasep para os trabalhadores, independentemente de idade

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, confirmou hoje (26) que o governo pretende liberar os saques do PIS/Pasep para os trabalhadores, independentemente de idade. O objetivo é dar uma injeção de estímulo à economia em torno de R$ 10 bilhões a R$ 15 bilhões. Pela proposta, poderão sacar os recursos os trabalhadores cadastrados no fundo até 4 de outubro de 1988 e que ainda não retiraram o saldo total de cotas nas contas individuais.

Após participar da 2ª Conferência do Banco de Desenvolvimento da América Latina Infraestrutura para o Desenvolvimento da América Latina, em Buenos Aires, Colnago disse que está em estudo a hipótese de abrir uma “janela temporal de um ou dois meses” para que os trabalhadores façam os saques dos recursos retidos. Porém, a medida ainda depende de aprovação no Congresso Nacional.

O texto em tramitação no Congresso é relatado pelo senador Lasier Martins (PSD-RS) e aguarda votação. Atualmente, o fundo só pode ser sacado por aposentados ou pessoas de mais de 70 anos. A proposta do governo era reduzir a idade para 60 anos.

Servidores

Colnago sinalizou ainda que o governo ainda examina a possibilidade de reajustar os salários dos servidores federais, em 2019. Segundo ele, o Executivo analisa “janelas” para ter “mais liberdade” sobre o que deve ser colocado em prática.

De acordo com o ministro, no momento o que há é uma proposta para adiar concessões de reajustes e, não suspendê-los de forma definitiva. Ele disse que a proposta é para dar uma margem de manobra maior ao próximo governo, que tomara posse em 2019 tendo apenas R$ 100 bilhões para despesas de custeio. “É um valor baixo. Para se ter uma ideia, este ano nós temos R$ 128 bilhões”, disse.


(Foto: Paraíba Debate)
RN chega a marca dos 290 profissionais do Mais MédicosPrograma antes criticado por muitos conquista respaldo da população pelo engajamento dos profissionais

Inicialmente criticado por políticos, analistas de mídia e profissionais brasileiros da Saúde, o Programa Mais Médicos conquista credibilidade e apoio junto à população e avança no Rio Grande do Norte alcançando, este mês de abril, a marca dos 290 médicos espalhados em todas as regiões do Estado.

Com a chegada de cinco novos médicos nesta quinta-feira (26), segundo informa a Secretaria de Saúde do RN, o pograma alcança a marca de 390 profissionais no Estado. Dos novos cinco médicos, três ficarão em Natal, um em Touros e um em Taipu.   atuarão em Natal (03), Touros \90O Programa Mais Médicos no Brasil (PMMB) será reforçado, no Rio Grande do Norte, com a chegada de cinco médicos nesta quinta-feira (26). 115 dos 167 municípios do Estado já contam com profissionais do programa Mais Médicos.

Os novos médicos são brasileiros formados em instituições estrangeiras com habilitação para exercício da medicina no exterior (intercambistas individuais),  dando continuidade ao 15º Ciclo do edital Nº 12, de 27 de novembro de 2017. A Secretaira de Saúde informa que com a chegada desses profissionais encerra-se este edital, mas ainda em 2018 espera-se abertura de novo edital para a adesão de profissionais e municípios, tendo em vista a ampliação da cobertura da Atenção Básica e a redução dos vazios assistenciais.

No início do programa, a desconfiança, vinda mais notadamente da elite,  foi completamente detonada pelo empenho sem fricotes dos médicos estrangeiros, principalmente os vindos de Cuba, que, surpreendentemente, não mediam esforços em atender à população, independetemente do nível de moradia, nem de comunidade, na qual viviam.


Em todas as comunidades (Foto: Felipe Campos Mello e André Neves)
Dólar fecha em R$ 3,50 alcançando maior valor em dois anosA Bolsa brasileira teve queda de 0,50%, para 85.044 pontos.

O dólar teve o quinto dia seguido de alta em relação ao real e testou o patamar de R$ 3,50 nesta quarta-feira (25), ainda impactado pela projeção dos investidores com altas adicionais de juros nos Estados Unidos e por uma cautela com o cenário eleitoral no Brasil. A Bolsa brasileira caiu pelo 2º dia. A Bolsa brasileira teve queda de 0,50%, para 85.044 pontos.

O volume financeiro foi de R$ 11,2 bilhões, contra giro médio diário de R$ 10,4 bilhões.O dólar comercial subiu 0,46%, para R$ 3,486, maior nível desde 13 de junho de 2016. O dólar à vista, que fecha mais cedo, avançou 1,03%, para R$ 3,508. O dólar começou o dia pressionado e, na máxima, atingiu R$ 3,517.

A alta refletiu um novo aumento dos rendimentos dos títulos públicos americanos de dez anos, que superaram 3,03% ao ano. Essa elevação respondeu a uma maior demanda dos investidores pelo papel, com a expectativa de que o aumento dos preços das commodities vá gerar pressão inflacionária nos Estados Unidos, o que levaria o banco central americano a altas adicionais de juros no país.

"O investidor busca tranquilidade tanto do lado externo quanto do interno, mas não encontra refresco. A gente vê que, nesses últimos dados americanos, a inflação veio mais forte, o que gerou dúvidas sobre os três aumentos esperados de juros nos EUA neste ano. O mercado já fala em até cinco", afirmou Reginaldo Galhardo, gerente de câmbio da Treviso Corretora. "Se a inflação subir, o banco central americano vai ter que utilizar a ferramenta para conter um pouco o aumento de preços. Há muitas incertezas pela frente, o que leva o investidor a procurar proteção." Com informações do Banco Central e da Folha de São Paulo. 


(Foto: Pixabay)
Mais de 100 mil potiguares ainda não declararam o IRDe acordo com a Receita Federal, restam cinco dias para o fim do prazo, que termina às 23h59 do dia 30 de abril.

Das 302.400 declarações de imposto de renda esperadas neste ano pela Receita Federal, o órgão afirma ter recebido, até a manhã desta quarta-feira (25), 196.783. Assim, baseado nas projeções do órgão no estado, mais de 105 mil potiguares ainda não entregaram suas declarações.

Segundo a Receita, restam cinco dias para o fim do prazo, que termina às 23h59 do dia 30 de abril. Contudo, a Receita Federal alerta para que os contribuintes não deixem para última hora, a fim de evitar congestionamentos na rede, problema que pode interferir na entrega do imposto dentro do prazo.

A Receita Federal em Natal-RN diz que o contribuinte que estava obrigado a declarar, caso não o faça, o CPF fica com o status “pendente de regularização”, sendo impedido de tirar passaporte, prestar concurso público, fazer empréstimos, obter certidão negativa, dentre outras situações que prejudicam a vida financeira do contribuinte.

Multa

Se o contribuinte estiver obrigado a apresentar a declaração e a apresentação for realizada após 30 de abril, será cobrada multa por atraso na entrega da declaração.

O valor da multa é de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido apurado na declaração, ainda que integralmente pago, sendo que o valor mínimo é de R$ 165,74 e o valor máximo é de 20% do imposto sobre a renda devido.

O termo inicial será o primeiro dia subsequente ao fixado para a entrega da declaração, explica a Receita Federal, e o termo final, o mês da entrega ou, no caso de não apresentação, do lançamento de ofício. Com informaões do G1. 


(Foto: Mapio.net)
Bandeiras tarifárias de energia sofrem aumentoA mudança elevou a taxa extra cobrada nas contas de luz quando essa bandeira é acionada de R$ 3,50 para R$ 5,00 a cada 100 kWh consumidos.

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) efetivou nesta terça-feira (24) o aumento de 42,8% para o valor do patamar 2 da bandeira tarifária vermelha. O aumento já estava em vigor desde novembro de 2017, mas de forma provisória.

A mudança elevou a taxa extra cobrada nas contas de luz quando essa bandeira é acionada de R$ 3,50 para R$ 5,00 a cada 100 kWh consumidos.

Os recursos arrecadados com as bandeiras tarifárias são usados para cobrir o aumento no custo da geração de energia no país, que ocorre quando a falta de chuvas faz cair muito o nível de armazenamento de água dos reservatórios das hidrelétricas e é necessário acionar mais termelétricas – que geram energia mais cara.

Como estamos no período de chuvas nas regiões dos principais reservatórios de usinas hidrelétricas a bandeira tarifária está verde em abril, o que significa que não há cobrança nas tarifas de energia.

A mudança aprovada pela Aneel manteve em R$ 3,00 o valor do patamar 1 da bandeira vermelha. Já a taxa da bandeira amarela caiu pela metade, de R$ 2 para R$ 1 a cada 100 kWh consumidos.

Mudança no acionamento

Aneel também alterou os gatilhos de acionamento das bandeiras. A mudança permitirá que o acionamento da bandeira passe a levar em consideração também o nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas.

Antes, para o acionamento das bandeiras, eram analisados o custo de geração da térmica mais cara acionada e a expectativa de chuvas.

Outra mudança aprovada foi a data de revisão dos valores das bandeiras tarifárias. Anualmente os valores são revistos pela Aneel em dezembro, mas a partir do próximo ano essas revisões serão feitas após o período de chuvas, entre abril e maio. Na avaliação da agência, essa mudança permitirá que se tenha uma ideia melhor de como os reservatórios das hidrelétricas se comportarão durante o ano até o início do próximo período chuvoso. Com informações da Agência Brasil. 


(Foto: Paraíba Debate)
Natal: Corpo encontrado pode ser de garota desaparecidaVítima pode ser Yasmin Lorena, de 12 anos, que desapareceu no dia 28 de março, na Zona Norte de Natal.

O corpo que as polícias Civil e Militar acreditam ser da menina Yasmin Lorena de Araújo, de 12 anos, encontrado na tarde desta terça (24), foi enterrado e, em seguida, coberto por tábuas.

A informação foi repassada pela delegada titular da Delegacia Especializada da Criança e do Adolescente (DCA), Dulcinéia Costa, em coletiva de imprensa realizada no início desta noite. A menina foi vista pela última vez com vida no dia 28 de março, quando saiu para ir na casa de uma vizinha entregar um dinheiro.

A casa onde o corpo foi achado está inacabada. Fica no bairro da Redinha, na Rua José Acácio de Macedo, a mesma onde a família de Yasmin mora. Policiais civis e militares, e mais uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros, participaram das buscas, que foi iniciada ainda pela manhã. Familiares de Yasmim também acompanharam o trabalho.

Enquanto aguarda a confirmação da identificação da vítima, a Delegacia Especializada em Defesa da Criança e do Adolescente (DCA) agora trabalha para descobrir quem são os assassinos e quem ocultou o corpo. Com informaçoes do G1 RN e da CBN. 


(Foto: José Aldenir/Agora RN)
Ministros admitem possibilidade de candidatura de LulaAvaliações foram feitas por Luiz Fux e Gilmar Mendes, durante evento sobre "fake news", realizado em São Paulo

Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) admitem a possibilidade de soltura e de um eventual registro da candidatura do ex- presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato há 17 dias em Curitiba.

A declaração aconteceu nesta terça-feira (24), em evento sobre "fake news" promovido pela revista Veja no Teatro Santander, em São Paulo. Entre os convidados estavam o ministro do Supremo e presidente do Superior Tribunal Eleitoral, Luiz Fux, e o ministro do Supremo Gilmar Mendes.

Mendes chegou a admitir a possibilidade da decisão do plenário virtual da segunda instância do STF resultar na liberdade de Lula, mas disse que essa decisão já estaria "prejudicada". "Eu acredito que já esteja prejudicado, porque o Tribunal (TRF-4) negou o recurso, mas pode, claro", afirmou o ministro.

Ainda sobre o ex-presidente, o ministro comentou a hipótese de que ao invés de dois crimes (lavagem de dinheiro e corrupção passiva), Lula possa ser condenado apenas por corrupção - e à lavagem de dinheiro considerada uma ação feita no contexto da corrupção passiva. "É preciso discutir se os dois crimes a que ele foi condenado são realmente dois crimes", afirmou. Se, eventualmente, o entendimento for de que houve apenas um crime, a pena do ex-presidente poderá ser reduzida.

Embora Luiz Fux tenha afirmado que uma das tarefas do TSE é preservar a lei da ficha limpa, ele não descartou a hipótese do presidente Lula ter sua candidatura à Presidência da República registrada. "A lei prevê que o acesso ao Judiciário é uma cláusula pétrea. Evidente que se o Supremo Tribunal Federal deferir uma liminar, e o TSE vem abaixo dele, manda quem pode obedece quem tem juízo", disse. "Se o Supremo emitir uma ordem eu terei que, necessariamente, cumprir", finalizou. Com informações do jornal Estadao.


(Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)
Eleições no RN: Quatro candidaturas e um só governoFátima Bezerra, Carlos Eduardo, Fábio Dantas e Robinson Faria se preparam para a disputa pelo governo do Estado

 

O quadro político potiguar costuma acompanhar o cenário nacional e este ano não tende a ser diferente apesar de apresentar algumas peculiaridades. O fato é que as cartas já jogadas na mesa da sucessão estadual com as candidaturas do vice-governador Fábio Dantas (PSB), da senadora Fátima Bezerra (PT), do ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT) e do atual governador Robinson Faria (PSD), irão se movimentar de acordo com o que se articula no plano nacional.

A conversa, ainda não ocorrida, entre o presidenciável Ciro Gomes (PDT) e o ex-presidente Lula, tem a condição de desencadear vários desdobramentos no plano local. Caso Lula diga a Ciro que não tem como apoiá-lo, mas não vai tratá-lo como adversário em lugar nenhum do Brasil, Fátima Bezerra fica sem condições de atacar o que se prenuncia como seu principal adversário pelo governo do Rio Grande do Norte, Carlos Eduardo, que é o candidato dono do palanque local de Ciro Gomes. Fátima Bezerra, por sua vez, será até certo ponto poupada de críticas da parte de seu principal concorrente, Carlos Eduardo.

No meio disso tudo quem passa a ser motivo de sarrafo geral, tanto de Fátima, como de Carlos e também de Fábio Dantas, é o atual governador Robinson Faria, que pleiteará uma reeleição. Robinson, por sua vez, ao que tudo leva a acreditar, embarcará em plano nacional na candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB), até por falta de opção e, dessa forma, se aproximará de figuras como o deputado federal Rogério Marinho, do ex-governador Geraldo Melo e, quem sabe, do próprio senador José Agripino.

Fábio Dantas, que terá grande dificuldade de aglutinar apoios com a candidatura de Robinson colocada sobre a mesa do jogo eleitoral deste ano, está diante de uma real possibilidade de se tornar competitivo na esteira de um dos nomes mais fortes para a disputa da presidência da Repúbica que é o do ex-presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, filiado ao seu partido, o PSB.

 


Fátima Bezerra, Carlos Eduardo, Fábio Dantas e Robinson Faria
Lula diz que PT pode ficar à vontade sobre candidaturaEm carta ex-presidente também afirmou que quer sua liberdade e que ficou feliz com resultado da última pesquisa

Da prisão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado na Operação Lava Jato, escreveu que o PT pode ficar à vontade para tomar ‘qualquer decisão’ sobre a eleição deste ano. Em carta destinada à presidente nacional da sigla, senadora Gleisi Hoffmann (PR), Lula também afirmou que quer a sua liberdade e que ficou feliz com o resultado da última pesquisa Datafolha, divulgada na semana passada, na qual aparece com 30% ou 31% das intenções de voto nos três cenários em que seu nome foi testado.

A mensagem foi lida por Gleisi nesta segunda-feira, 23, no Diretório Nacional da legenda, que foi transferido para Curitiba após o encarceramento do ex-presidente na Superintendência da Polícia Federal, há cerca de duas semanas. “(Queria que vocês) ficassem totalmente à vontade para tomar qualquer decisão. O ano de 2018 é muito importante para o PT, para a esquerda, para a democracia e, para mim, eu quero a minha liberdade”, leu a senadora Gleisi.

Lula escreveu ainda que existem insinuações de que, se ele não for candidato à Presidência e ficar ‘longe dos holofotes’, seria mais fácil assegurar uma decisão favorável a ele no Supremo Tribunal Federal (STF).

“Querida Gleisi, a Suprema Corte não tem que me absolver porque sou candidato, porque vou ficar bonzinho, ela tem que votar porque sou inocente e também para recuperar o papel constitucional que é ser garantia do comportamento da constituição”, seguiu Lula.

O petista terminou o texto mandando um ‘abraço carinhoso’ a todos e disse que está com ‘saudades’. “Fiquei feliz com a pesquisa (Datafolha) e preciso discutir com os nossos para ver como fortalecer a ideia da prova. Vou conversar com advogados para falarem com você. A luta continua. Até a vitória final. Beijos do seu amigo e companheiro Lula”, despediu-se.

A carta não foi divulgada na íntegra , porém o vídeo com parte da leitura do documento foi divulgado na página do ex-ministro Alexandre Padilha (PT) no Facebook.

Embora a Lei da Ficha Limpa impeça a candidatura de políticos condenados em segunda instância, caberá à Justiça eleitoral dar a palavra final sobre a participação ou não de Lula na eleição. O PT pretende pedir o registro da candidatura do ex-presidente e levar a disputa judicial até o último recurso possível. Com informações do jornal Estadão. 


(Foto: Carta Capital)
Governo regulamenta programa de refinanciamento de dívidas de MPEO governo informou ainda que o valor da parcela mínima será de R$ 50,00 para o Microempreendedor Individual (MEI)

O governo publicou nesta segunda-feira (23) resoluções do Conselho Gestor do Simples Nacional no “Diário Oficial da União” e, com isso, regulamentou o parcelamento das Pequenas e Micro Empresas – que foi nomeado de “Programa Especial de Regularização Tributária das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte optantes pelo Simples Nacional (PERT-SN)”.

Isso só foi possível depois que o Congresso Nacional derrubou vetos ao parcelamento.

A adesão ao parcelamento poderá ser feita até 9 de julho deste ano, de acordo com os procedimentos que serão estabelecidos pela Receita Federal, Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), estados e municípios.

O governo informou ainda que o valor da parcela mínima será de R$ 50,00 para o Microempreendedor Individual (MEI) e de R$ 300,00 para as demais microempresas e empresas de pequeno porte e acrescentou que as parcelas serão corrigidas pela Selic.

Os débitos apurados no Simples Nacional até a competência de novembro de 2017 poderão ser parcelados em até 180 parcelas mensais, sendo que as cinco primeiras parcelas vencerão a partir do mês de adesão, correspondendo a 1% da dívida consolidada, corrigidas pelos juros básicos da economia, a Selic, atualmente em 6,5% ao ano.

Caso o contribuinte não pague integralmente os valores correspondentes a 5% da dívida consolidada (com as devidas atualizações), o parcelamento será cancelado.

O saldo restante (95%) do débito poderá ser:

Liquidado integralmente, em parcela única, com redução de 90% dos juros de mora, 70% das multas de mora, de ofício ou isoladas e 100% dos encargos legais, inclusive honorários advocatícios;

Parcelado em até 145 mensais e sucessivas, com redução de 80% dos juros de mora, 50% das multas de mora, de ofício ou isoladas e 100% dos encargos legais, inclusive honorários advocatícios; ou

Parcelado em até 175 mensais e sucessivas, com redução de 50% dos juros de mora, 25% das multas de mora, de ofício ou isoladas e 100% dos encargos legais, inclusive honorários advocatícios.

De acordo com a Receita Federal, a escolha da modalidade ocorrerá no momento da adesão e será “irretratável”.

Segundo o Fisco, a adesão ao PERT/SN, o parcelamento das micro e pequenas empresas, “suspende eventual termo de exclusão do Simples Nacional, inclusive Ato Declaratório Executivo, que estiver no prazo de regularização de débitos tributários, que é de 30 dias a partir da ciência do respectivo termo”.

Explicou que os pedidos serão direcionados à RFB, exceto com relação aos débitos:

Inscritos em Dívida Ativa da União, os quais serão parcelados junto à PGFN;

De ICMS e de ISS encaminhados para inscrição em dívida ativa dos Estados ou Municípios, em virtude de convênio com a PGFN, que serão parcelados junto aos respectivos entes federados.

“O pedido de parcelamento implicará desistência compulsória e definitiva de parcelamento anterior (até a competência de novembro/2017), sem restabelecimento dos parcelamentos rescindidos caso o novo parcelamento venha a ser cancelado ou rescindido”, informou a Receita Federal.

Segundo o governo, o microempreendedor individual (MEI) deve entregar a Declaração Anual do Simples Nacional – DASN-SIMEI para os períodos objeto do parcelamento.


(Foto: IG Economia)
Brasil cria 56 mil empregos formais em marçoO resultado torna-se o melhor para o mês em cinco anos segundo o Ministério do Trabalho

A economia brasileira gerou 56.151 empregos com carteira assinada em março deste ano, segundo números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira (20) pelo Ministério do Trabalho.

Foi o melhor resultado para março desde 2013, quando foram abertas 112.450 vagas formais. Ou seja, foi o melhor resultado para o mês em cinco anos. Também foi o primeiro resultado positivo para março desde 2015.

Entretanto, os números também mostram que houve desaceleração no número de vagas abertas em relação aos meses de janeiro (+77.822 empregos) e fevereiro (+61.188 vagas) deste ano.

Quando o país cria vagas de trabalho em um determinado período, significa que as contratações superaram as demissões. No caso do mês passado, foram registradas 1.340.153 contratações e 1.284.002 desligamentos.

“Nosso Brasil segue a rota da retomada do crescimento, com mercado aquecido e a certeza de que estamos no rumo certo. O trabalho continua e hoje é mais um grande dia, pois esses resultados cofirmam nossa expectativa”, afirmou o ministro do Trabalho, Helton Yomura, por meio de nota.

No ano de 2017 fechado, a economia brasileira fechou 20.832 postos de trabalho formais. Foi o terceiro ano seguido em que houve mais demissões do que contratações no país. Entre 2015 e 2017, o país fechou um total de 2,88 milhões de postos. Com inofmrçaões do portal G1. 


(Foto: Correio dos Municípios)
'Serviçais da Globo', diz Lula sobre Moro e DellagnolEx-presidente fez ataque a juiz e procurador em vídeo gravado antes de prisão

Em vídeo gravado na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, e divulgado neste domingo (22), nas redes sociais, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que poderia ter deixado o país após o pedido de sua prisão, mas que preferiu ficar para provar inocência.

"Eu estive na divisa do Paraguai com o Brasil, estive em Foz do Iguaçu, na divisa com Uruguai e Argentina, mas eu não quis fugir porque quem é inocente não corre, enfrenta o problema", afirmou.

Preso na Polícia Federal de Curitiba, ele voltou a atacar o juiz Sérgio Moro e a TV Globo. "Vou a Curitiba saber o que o sr. Moro e o sr. Dellagnol querem, saber se eles estão dispostos a debater publicamente comigo esse processo. Quero provar que eles estão mentindo a meu respeito, e eles sabem que é mentira. E estão quase que serviçais da Globo. A globo é que dá veracidade às mentiras que eles contam e eu resolvi enfrentá-los."

Lula cumpre pena de 12 anos e 1 mês de prisão pelo caso envolvendo o tríplex do Guarujá.


(Foto: Nacho Doce / Reuters)
Lula pede para receber Ciro, colegas do PT e líderes jovensAdvogados do ex-presidente entregaram pedido formal à juíza Carolina Lebbos na sexta-feira (20)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva elaborou um pedido para receber visitas do pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, além de membros do PT e lideranças estudantis na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

De acordo com informações do UOL, o documento foi entregue pela defesa do ex-presidente à juíza federal Carolina Lebbos na sexta-feira (20). Preso desde o último dia 7, Lula só teve autorização para ver familiares e advogados até o momento.

Para os advogados de Lula, os pedidos de visita devem ser acatados pela magistrada por conta da "relação de amizade" entre o petista e as pessoas que querem visitá-lo, o que estaria de acordo com a lei sobre visitas a pessoas presas.

A Lei de Execução Penal determina que um preso pode receber "visita do cônjuge, da companheira, de parentes e amigos em dias determinados".


(Foto:Notícias no Minuto)
Robinson Faria na mira da Procuradoria Geral da RepúblicaPGR manda representação para a Assembleia Legislativa do RN cobrando que deputados apreciem os atos que levaram a desaprovação das contas do governador

A Procuradoria Geral da República está cobrando que a Assembleia Legislativa do RN aprecie os atos que resultaram na desaprovação por parte do Tribunal de Constas do Estado (TCE) da prestação de contas do governador Robinson Faria.

O Ministério Púbilco do Estado do Rio Grande do Norte, segundo informou a assessoria da PGR, pediu para que fosse aberta uma  investigação criminal contra Robinson Faria pela prática de atos que levaram ao TCE desaprovar suas contas. O vice-procurador-geral, Luciano Mariz, observou que os atos alegados não configuravam crimes previstos na  legislação penal, mas portenciais situações capazes de sugerir crimes de responsabilidade - prática de infrações político-administrativas. Diante disso, concluiu não haver competência do MPF junto ao STJ para atuarno caso.

A competência, nesse caso, é da própria Assembleia Legislativa. "Em razão disso, o vice-procurador encaminhou a representação à Assembleia Legislativado RN para que o Poder Legislativa livremente aprecie o assunto, no âmbito de sua competência constitucional", disse a assessoria da PGR.

A assessoria da PGR informou também queo vice-procurador-geral não chegou a pedir o afastamento de Robinson Faria do cargo de governador. Logo cedo havia a especulação nos contornos da Assembleia Legislativade que a Procuradoria-Geral da República estaria recomendando o afastamento de Robinson Faria do governo à Assembleia Legislativa.


Robinson Faria na mira da Justiça (Foto: Blog Carlos Santos)
'É fácil bater no Temer, quero ver fazer', diz presidenteA retórica firme é uma tentativa de tentar reposicionar Temer no xadrez político

O presidente Michel Temer vai aproveitar seu pronunciamento em rede nacional nesta sexta-feira (20) para fazer uma defesa mais contundente de seu governo e garantir que as eleições deste ano transcorram, em suas palavras, "na maior tranquilidade".

No discurso gravado nesta quarta-feira (18), no Palácio da Alvorada, o presidente fala em "torcida organizada pelo fracasso" e "disputa irracional que tenta jogar uns contra os outros", numa espécie de reação velada a seus adversários.

Na avaliação do emedebista, eles exploram sua baixíssima popularidade (70% de rejeição, segundo o Datafolha) e o avanço das investigações de corrupção no setor portuário -que têm ele e seus amigos mais próximos como alvo- para fragilizar seu governo e suas pretensões eleitorais.

"É fácil bater no Michel Temer, é fácil bater no governo, é fácil só criticar. Quero ver fazer, quero ver conquistar. Quero ver construir e realizar o que conseguimos, avançar em tão pouco tempo", afirma o presidente. "A torcida organizada pelo fracasso tenta bater bumbo, tenta perder o jogo todos os dias. A verdade é que o Brasil virou esse jogo", completa.

A retórica firme é uma tentativa de tentar reposicionar Temer no xadrez político, visto que ele deseja concorrer às eleições deste ano, mas o avanço das investigações, inclusive com a prisão de seus amigos, parece ter transformado esse plano em mero instrumento de preservação pessoal.

O presidente aprovou o conteúdo e as imagens do pronunciamento, criados pela equipe do marqueteiro Elsinho Mouco, na manhã desta sexta. É a primeira vez ele gravou o vídeo sentado em sua mesa na biblioteca do Alvorada, o que, na avaliação de Mouco, confere um caráter "mais estadista" ao presidente.

Durante o discurso de cerca de cinco minutos, Temer fala que é preciso respeitar a Constituição para não criar "insegurança e instabilidade entre pessoas e instituições".

Apesar disso -e dos rumores criados após a reação pública nos quartéis na véspera do julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula pelo STF (Supremo Tribunal Federal)-, Temer diz garantir que as eleições vão ocorrer "na maior tranquilidade". 

"Este é um ano de eleições, é um ano de escolhas, e elas deverão transcorrer na maior tranquilidade. E é isso que quero garantir-lhes a partir das minhas competências como Presidente da República Federativa do Brasil", afirma.

Ainda em sua defesa, o presidente elencou o que avalia serem conquistas de seus quase dois anos de governo, como a queda nos juros e na inflação e a retomada do crescimento econômico. Temer destacou ainda a criação do Ministério da Segurança Pública e a intervenção federal no Rio, decretada em fevereiro. Ação, porém, ainda não trouxe resultados positivos, e as autoridades não concluíram as investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e de seu motorista, Anderson Gomes, em 14 de março.

Em referência ao Dia de Tiradentes, comemorado no sábado (21) e o motivo oficial para seu pronunciamento em rádio e TV, Temer citou uma passagem -com o livro em mãos-  do "Romanceiro da Inconfidência", de Cecília Meireles, sobre liberdade.

Ele termina lembrando que Tiradentes foi "acusado e condenado por lutar e defender um Brasil livre, forte e independente". "Ao final, a história lhe deu a vitória maior", diz o presidente. O pronunciamento custou R$ 70 mil. Com informações da Folhapress.  


(Foto: Reuters / Ueslei Marcelino)
PSDB do RN deverá apoiar reeleição de Robinson FariaJantar em Brasília com presença do deputado estadual Ezequiel Ferreira de Souza praticamente fechou questão

A notícia estampada em vários blogs do RN, que ainda carece de maiores detalhes, de que o PSDB fechou seu apoio à reeleição do governador Robinson Faria em jantar ocorrido na residência do deputado federal em Brasília na noite dessa quarta-feira (18) com a presença do presidente da legenda no RN, deputado estadual Ezequiel Ferreira, é indicativo de que o tabuleiro político começa a se mexer com vigor visando o pleito deste ano.

Indica também que o fator nacional terá influência importante nas escolhas locais. Tanto os principais candidatos à presidência precisam de palanques expressivos no plano estadual, como as liderançs locais necessitam estarem ancordadas em candidaturas robustas ao Palácio do Planalto.

O PSDB até que flertou com a candidatura do atual vice-governador Fábio Dantas, mas se viu impossibilitado de seguir este caminho devido a candidatura própria de seu partido, o PSB, que hoje tem o nome do ex-presidente do STF, Joaquim Barbola, subindo nas pesquisas.

O PSDB deverá ir mesmo para os braços de Robinson Faria, apesar de seu grande desgaste, já que abre caminho para seu candidato à presidência da República, Geraldo Alckmin. Além de ter que conviver em plena hora da veredade eleitoral com o desgaste de Robinson, o PSDB do RIo Grande do Norte tem ainda que carregar a mala pesada, que mais parece um madeiro, de Aécio Neves, chamado nas altas hostes federais de "Orestes Quércia" mineiro, que agora foi considerado réu pelo Supremo Tribunal Federal e que pode até vir a ser preso preventivamente.

Robinson Faria, por sua vez, consegue o apoio de um grupo partidário forte e uma legenda de ponta no plano nacional, e troca, considerando as últimas eleições para governador, o PT pelo PSDB, Dilma e Lula por Alckmin e Aécio.


Robinson e Ezequiel: juntos no mesmo palanque (Foto: Marlio Forte)
Confira horário do comércio natalense no feriado A Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL Natal) informa o funcionamento do comércio da capital potiguar para o feriado.

O próximo sábado, 21 de abril é feriado nacional, dia de Tiradentes. A Câmara de Dirigentes Lojistas de Natal (CDL Natal) informa o funcionamento do comércio da capital potiguar para o feriado.

Veja como irá funcionar o comércio na capital:

Comércio de Rua

Alecrim: abertura facultativa das 08 às 14hs

Centro da Cidade: Fechado

Shoppings

Shopping Midway Mall

Alimentação e Lazer: 11hs às 22hs

Lojas de Departamento: de 13h às 21hs

Demais lojas: de 15h às 21hs

Natal Shopping

Alimentação e Lazer: 11h às 22h

Quiosques de Alimentação: 13h às 21h

Âncoras | Megalojas: 13h às 21h

Fórmula Academia: 09h às 15h

Demais Lojas/Quiosques: 15h às 21h

Praia Shopping

Praça de Alimentação e Lazer: A partir das 11h.

Lojas e Quiosques: 15h às 21h

Shopping Cidade Jardim

Praça de Alimentação: A partir das 11h

Lojas e Quiosques: 15 às 21h

Shopping Via Direta Praça de Alimentação e Lazer: 12h às 22h

Lojas e Quiosques: abertura facultativa

Partage Norte Shopping Natal

Praça de Alimentação e Lazer: 12 às 21h.

Lojas e Quiosques: 12 às 21h

Shopping 10

Totalmente fechado

Supermercados

Carrefour: 7h às 21h

Smart Fit funcionará das 09h às 15h.

Outros: 07 às 22h

Bancos

Fechados.


(Foto: Substantivo Plural)
Cidades do Alto Oeste terão sistemas hídricos religadosNa primeira semana de maio está previsto o restabelecimento dos sistemas de Marcelino Vieira, Almino Afonso e Tenente Ananias.

A região Alto Oeste do Rio Grande do Norte está tendo recarga de água em vários mananciais. Até a primeira quinzena de maio, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) irá religar o sistema de dez cidades daquela região. A Caern está trabalhando nesta quarta-feira (18) para religar o sistema de abastecimento de Francisco Dantas porque o açude “Tesoura” está transbordando e a análise da água está favorável para o retorno do abastecimento. A cidade de José da Penha até o final de semana também terá o seu sistema religado.

Na segunda-feira (23), a Caern irá trabalhar no restabelecimento do sistema da cidade de Luís Gomes. O açude Lulu Pinto, que desde 2011 estava seco, de acordo com análises dos empregados da Caern está em torno de 70%. Após a conclusão do serviço de Luís Gomes será a vez da cidade Paraná voltar a ter água nas torneiras. No dia 27 de abril, a equipe da Caern irá trabalhar na barragem de Pau dos Ferros para levar água ao município de Rafael Fernandes, que era abastecido por este manancial antes da estiagem.

Na primeira semana de maio está previsto o restabelecimento dos sistemas de Marcelino Vieira, Almino Afonso e Tenente Ananias. Duas cidades que vinham sendo abastecidas pela Adutora do Alto Oeste que são Umarizal e Serrinha dos Pintos voltarão a ser abastecidas pelos açudes dos seus municípios.

É importante lembrar que por medida de segurança a Caern teve que desmontar os equipamentos que abasteciam as cidades que entraram em colapso por conta do vandalismo que estava ocorrendo. Para evitar os furtos dos equipamentos, eles foram retirados das áreas atendidas e a equipe da Companhia terá que fazer a montagem novamente para retomar os sistemas de abastecimento.

A Caern reforça com a população a importância do uso consciente da água. Mesmo com as chuvas e retorno do abastecimento é preciso ter ações sustentáveis dentro de casa. A estiagem dos últimos seis anos mostrou que a população é grande aliada no combate ao desperdício e responsável por cuidar deste bem que é de todos e essencial à saúde.


Açude de Almino Afonso. (Foto: Mara Núbia)
Datafolha: Lula cai e Joaquim Barbosa luta por 2º turnoPesquisa do Datafolha feita para o jornal Folha de São Paulo mostra queda de Lula após a prisão e o surgimento de Joaquim Barbosa como competidor direto pelo segundo turno

A pesquisa divulgada pelo jornal Folha de São Paulo no último domingo, feita pelo Instituto Datafolha, continua repercutindo em todo o país. Mostrando as intenções de voto para presidente nas eleições de outubro deste ano, a pesquisa revela uma queda do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, após as cenas de prisão, e o surgimento surpreendente entre os principais competidores do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, que é candidato pelo PSB.

Na pesquisa, que ouviu 4.194 eleitores brasileiros em 277 municípios entre os dias 11 e 13 deste mês, o ex-presidente Lula lidera com 31% no principal cenário apresentado. Na segund posição vem Jair Bolsonaro com 15%; depois Marina Silva com 10%; na quarta posição já aparece Joaquim Barbosa com 8%. Observe-se que Marina, com 10%, e Joaquim Barbosa, com 8%, aparecem empatados tecnicamente na terceira posição. Geraldo Alckmin, que está pagando o pato de ser candidato pelo PSDB, está na quinta posiçao com 6%; Ciro Gomes, que espera os votos do PT, patina nos 5%; Álvaro Dias, do Partido Podemos, aparece depois com apenas 3%; na sequência vêm Manuela D'Ávila, do PCdoB, com 2%; Fernando Collor de Mello, do PTC, com 1%; Rodrigo Maia, do DEM, com 1%; Henrique Meirelles, do MDB, com 1%; e Flávio Rocha (PRB), com 1%. 

No segundo cenário, no qual Temer é o candidato do PMDB, Lula aparece com 30%; Bolconaro, do PSL, com 15%; Marina Silva, da Rede, com10%; Joaquim Barbosa com 8%; Geraldo Alckimin com 6%; Ciro Gomes, pelo PDT, com 5%; Álvaro Dias com 3%; Manuela D'Ávila com 1%; Fernando Collor com 1%; Rodrigo Maia com 1%; Flávio Rocha com 1%; e Paulo Rabello de Castro, do PSC, com 1%.

No cenário, no qual Lula não é candidato e sim Fernando Haddad pelo PT, Jair Bolson\aro lidera com 17%, Marina Silva aparece com 15%; Joaquim Barbosa com 9%; Ciro Gomes também com 9%; Geraldo Alckmin com 7%; Álvaro Dias com 5%;Manuela D'Ávila com 2%; Fernando Haddad com 2%; Fernando Collor com 2%; Rodrigo Maia com 1%; Flávio Rocha com 1%; Henrique Meireles, como candidato do PMDB, com 1%; e João Amoêdo, do Novo, com 1%.

A quarta posição, que se chega a terceira com a provável impugnação da candidatura de Lula, que já ficha suja, dá uma nova estatura a candidatura que surgiu timidamente do ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa. É uma candidatura que, no atual quadro de corrupção e propina que avassala o país, tem enorme potencial de crescimento, mas não basta apenas que ela se faça mais conhecida, se faz necessário aproximá-la o máximo possível do cidadão, da pessoa, da família, da comunidade.

Decepcionado de verdade com todos os partidos e com os políticos, o eleitor caminha para votar em quem lhe transmitir maior confiabilidade levando em consideração honestidade, capacidade para enfrentar os problemas de segurança, e competência para conduzir a economia nacional ao crescimento e à geração de empregos.


Joaquim Barbosa é a grande novidade da pesquisa (Foto:Blog do Magno)
Pesquisa do PT: Lula tem 47% das intenções após prisãoPesquisa, encomendada pelo PT, foi realizada entre os dias 11 e 15 de abril, e ouviu 2 mil pessoas

Pesquisa de intenção de voto para a presidência da República nas próximas eleições, realizada pelo Instituto Vox Populi e divulgada nesta terça-feira (17), mostra que o ex-presidente Lula, mesmo depois de ter sido preso, mantém a liderança em todos os cenários.

O levantamento, encomendado pelo PT, foi feito entre os dias 11 e 15 de abril, e ouviu 2 mil pessoas, em 118 municípios. A margem de erro é de 2,2 %, estimada em um intervalo de confiança de 95%.

Na pergunta espontânea sobre intenção de votos para presidente da República, Lula marcou 39%, seguido por Jair Bolsonaro, com 9%, Joaquim Barbosa (PSB) e Marina Silva (Rede), ambos com 2%.

Nos dois cenários estimulados, um com o presidente Michel Temer e outro com o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, Lula aparece com 47% das intenções de voto. O segundo colocado, Bolsonaro, tem 11% no cenário com Meirelles e 12% com Temer. Tanto o atual presidente quanto o ex-ministro da Fazenda não ultrapassam a marca de 1%.

Ainda segundo a pesquisa, 41% dos brasileiros consideram que Lula foi condenado sem provas, 44% consideram que a prisão de Lula foi injusta e 58% acham que ele tem o direito de ser candidato novamente à presidência da República, mesmo depois da prisão.

Nos cenários comparáveis de segundo turno, Lula marca 56% x 12% contra Geraldo Alckmin do PSDB (eram 50% x 14% em dezembro), 54% x 16% contra Marina Silva, da Rede (eram 52% x 21%), e 54% x 20% contra Joaquim Barbosa, do PSB (eram 52% x 21%).


(Foto: Stringer/Reuters)
Reprovação ao governo Temer chega ao patamar de 70%Levantamento ouviu 4.194 pessoas, em 227 municípios, entre os dias 11 e 13 de abril

Pesquisa feita pelo Instituto Datafolha e divulgada nesta terça-feira (17) mostra que o governo do presidente Michel Temer (MDB) alcançou uma reprovação de 70%. O número é igual ao registrado no levantamento anterior, realizado em janeiro.

Apenas 6% consideram o governo ótimo ou bom,  enquanto 23% o veem como regular. Para a grande maioria, a administração de Temer é ruim ou péssima.

A pesquisa ouviu 4.194 pessoas, em 227 municípios, entre os dias 11 e 13 de abril.

O instituto também perguntou que nota média os entrevistados dariam ao governo, em uma escala de 0 a 10. O resultado foi de 2,7. 

Outros 41% deram nota zero, e apenas 2% disseram achar que o governo merece nota 10.


(Foto: Reuters)
CNJ nega pagamento de licenças retroativas a juízes do RNA medida prevalece até o julgamento do recurso extraordinário pelo Supremo Tribunal Federal

Em meio à crise economia que o RN enfrenta, parece que alguns setores do poder estão alheios aos gastos públicos. Nesse sentido, o poder judiciário estadual tentou, de forma discreta, pagar licenças-prêmio aos magistrados com efeito retroativo ao ano de 1996. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) não autorizou o pagamento.

Diante da repercussão, veio a resposta. Uma portaria da presidência do TJRN, publicada nesta segunda-feira (16), determinou o "indeferimento e arquivamento de todos os requerimentos de concessão de licença-prêmio e/ou conversão em pecúnia de períodos de licença-prêmio não usufruídos pelos membros do Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Norte".

A medida prevalece até o julgamento do recurso extraordinário pelo Supremo Tribunal Federal sobre o direito dos juízes do Poder Judiciário da União à licença-prêmio (ou à indenização por sua não-fruição).

Na última quinta-feira (12), o TJ publicou a resolução nº 11/2018, que definia o direito à licença-prêmio aos magistrados do RN retroativa à 1996. A licença-prêmio é um período de três meses de folga remunerada a cada cinco anos trabalhados. O benefício é um "prêmio por assiduidade".

O estado conta com 247 juízes e desembargadores na ativa e alguns poderiam receber até R$ 360 mil referentes à licença-prêmio retroativa. Os demais servidores do Judiciário já tinham direito à licença.

Em nota, o TJRN informou que a resolução "apenas normatiza requisitos diante dos quais magistrados podem requerer a transformação da licença-prêmio em pecúnia, inclusive quanto ao tempo. A medida observa a legislação estadual vigente e uma situação que carecia de regulamentação. Esse usufruto quando ocorrer, atenderá à norma legal estabelecida".

O TJ ressaltou ainda que o Poder Judiciário está em contenção de gastos e que "o usufruto da pecúnia não integra prioridades ou meta da Presidência do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte". Com contriuições do portal G1 RN. 


(Foto: Blog do Walace)
PGR reforça pedido de denúncia contra Aécio ao STFSenador é acusado de corrupção passiva e tentativa de obstruir da Justiça, em denúncia apresentada no ano passado

Em memorial entregue aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta segunda-feira (16), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu o recebimento integral da denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB/MG) e outras três pessoas. As acusações são de corrupção passiva e - no caso do senador - também de tentativa de obstrução de investigações pela Operação Lava Jato.

Aécio é acusado de solicitar R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, oferecendo como contrapartida atuação parlamentar em favor do Grupo J&F. A análise da denúncia, que tem como relator o ministro Marco Aurélio Mello, está marcada para esta terça-feira (17). Além do senador, foram denunciados Andréa Neves, Frederico Pacheco e Mendherson Souza Lima. 

No documento, a procuradora-geral rebate os argumentos apresentados pelos advogados dos denunciados com o propósito de impedir a continuidade do processo.

O memorial destaca a existência de provas, a exemplo da gravação de conversa entre o empresário e o senador (em que Aécio não só confirma o pedido de ajuda financeira, como sugere adoção de medidas para esconder a transação), além de ação controlada que registrou a entrega de parte do dinheiro ao interlocutor de Aécio Neves.

Entre as alegações apresentadas pela defesa, e rebatidas no memorial, está a sustentação de que o acordo de colaboração premiada firmado entre a PGR e os principais executivos da J&F seria inválido por falta de voluntariedade dos colaboradores.

Raquel Dodge rechaça a alegação citando fatos que confirmam a vontade do empresário em firmar o acordo. Além disso, assegura que todas as provas que integram a denúncia são plenamente válidas. “Percebe-se claramente que a defesa usa argumentos inconsistentes para introduzir conclusão equivocada, que lhe beneficia”, resume.

A análise da denúncia será feita, nesta terça-feira (17), pela Primeira Turma do STF que, além do relator Marco Aurélio Mello, é formada pelos ministros Alexandre de Moraes, Luiz Fux, Rosa Weber e Roberto Barroso. Se o pedido do MPF for acatado, os acusados se tornarão réus no processo.


(Foto: Blog do Esmael)
Prefeitura de Curitiba quer transferir Lula da sede da PFEx-presidente continua exercendo influência política mesmo preso e manifestantes permanecem nas proximidades da Polícia Federal

A solicitação da Procuradoria-Geral da Prefeitura de Curitiba, na sexta-feira (13), pedindo a transferência do ex-presidente Lula da sede da Polícia Federal em Curitiba para outro local, de preferência fora da capital paranaense, traz alguns aspectos interessantes.

Vanessa Volpi Bellegard Palácios, procuradora-geral de Curitiba, diz que a presença de Lula preso na sede da PF tem causado transtornos aos moradores e aos próprios funcionários da Polícia Federal. Esses transtornos surpreendem pelo fato de ter havido tempo hábil para um melhor planejamento sobre a prisão do ex-presidente, que, em si, tem um tamanho muitas vezes maior do que qualquer preso comum e está se revelando maior do que a própria estrutura disponibilizada para recebê-lo na cidade de Curitiba.

Os funcionário da PF, por sua vez, provavelmente enfrentam alguns transtornos para os quais deviam estarem preparados. O outro problema alegado, esse sim motivo de insatisfação comunitária, devido a presença de manifestantes que tiram o sossego e a privacidade dos moradores, devia ter sido levado em consideração quando se decidiu que a sede da PF era o local ideal para receber Lula.

Contudo, existe outra questão a ser observada neste caso. O viés político - a ida do ex-presidente Lula, líder nas pesquisas de opinião, para um presídio real. É provável que essa motivaçao seja muito forte em vários concorrentes ao Planalto nas eleições de outubro próximo. Por enquanto, o juiz Sérgio Moro não tem se mostrado entusiasmado com a ideia da transferência de Lula para um presídio.


Movimentação na sede da PF em Curitiba (Foto: Marcelo Casal Jr.)
EUA anunciarão sanções contra a Rússia nesta segundaInformação foi dada neste domingo na ONU

A embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Nikki Haley, informou neste domingo (15) que Washington anunciará na segunda-feira novas sanções contra a Rússia por conta da situação na Síria.

Haley também afirmou que a Síria até agora se recusou a participar de negociações multilaterais como parte de um processo político facilitado pelas Nações Unidas, acrescentando que a Rússia deveria "entregar" a Síria à mesa de negociações.

Entretando, ela destacou que a Síria não é "digna" de negociações diretas com Washington. "Não vamos ter nenhuma conversa direta com Assad", frisou.

Na madrugada de 14 de abril, aviões e navios das Forças Armadas dos EUA, junto com as forças aéreas do Reino Unido e da França, efetuaram um ataque de mísseis contra infraestruturas militares e civis sírias.

Segundo comunicou o Ministério da Defesa da Rússia, foram lançados 103 mísseis de cruzeiro (inclusive Tomahawk de baseamento naval), cuja maior parte foi interceptada pelos sistemas antiaéreos sírios. O pretexto para realização do ataque de mísseis contra a Síria foi o incidente em 7 de abril, na cidade síria de Douma, onde alegadamente teriam sido usadas armas químicas. Com informações da Sputnik News.


(foto: Eduardo Munoz/Reuters)
Natal: Edição gigante da Campus Party atrai com tecnologiaMaior feira de tecnologia do país acontece no Centro de Convenções, em Ponta Negra, até este domingo (15)

A maior feira de tecnologia do país, iniciada na quarta-feira (11) vai ser concluída neste domingo (15) com uma participação de cerca de 5 mil campuseiros e após uma programação de 250 horas de conteúdo com palestras, debates e variadas atividades sobre temas como criatividade, inovação, entretenimento digital e empreendedorismo.

O evento, que conta com a presença de empresas e instituições privadas e públicas voltadas para o desenvolvimento, educação, tecnologia e cultura, tem estandes do Governo do RN - um dos promotores do evento, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Federação das Indústrias do RN (Fiern), Sebrae-RN, e Justiça Federal. 

Girando pelas muitas bancadas dos campuseiros, o visitante pode ingressar no cenário da mais moderna tecnologia com robôs, arena de drones (na qual, se chega a pilotar os equipamentos), impressoras 3D, e observar ações de empreendedorismo, cosplayers e games.

Os organizadores do evento - presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farruggia, e o diretor geral da feira, Tonico Novaes, destacam o sucesso da feira e o apoio do governo do RN. “Foram dois anos de parceria para realizarmos este evento aqui. O Governo teve grande interesse nessa realização que está sendo um sucesso e vai deixar um diálogo muito forte para todos. Pretendemos deixar cinco laboratórios de tecnologia em comunidades de Natal e região metropolitana para apresentar de uma forma mais inovadora a ciência e a tecnologia a uma parte da população que possivelmente teria menos acesso”, destacou Francesco Farruggia.

No meio de tanta novidade, observar as coisas  debaixo de uma vela de asa delta através de um óculos de realidade  virtual chama a  atenção dos visitantes pelo impacto que causa. A cena dura três minutos e se repete, por meio de uma grande fila de interessados. Este é um dos atrativos que o visitante encontra no estande do Governo do RN, que também oferece a oportunidade de simular, por meio de uma realidade virtual, um voo de asa delta sobre seis principais obras desenvolvidas pela administração do Estado. 

Ainda no estande do Governo do RN, o  visitante está tendo o contato com o simulador de direção veicular disponibilizado pelo Detran. O equipamento, semelhante a um vídeo game, é igual aos utilizados nas autoescolas e constrói uma realidade virtual apresentando as diversas situações enfrentadas no dia a dia do trânsito pelos condutores. Lá também se encontra o simulador do projeto da Fapern “HabitatMarte”, uma iniciativa do professor Júlio Rezende voltada para o estudo do planeta Marte.

O trono que seduz

Tem sido difícil para os visitantes e campuseiros chegar à Campus Party e resistir ao trono feito por algumas dezenas de sansão, o coelhinho de estimação da Mônica, principal personagem de histórias em quadrinhos de Maurício de Sousa. O trono, situado logo na entrada do pavilhão, já remete a outro espaço bastante visitado por famílias e escolas, o Campus Kids. Uma área destinada para criação e interação de soluções tecnológicas educacionais, que também possui acesso gratuito ao público.


A imensidão da maior feira tecnológica do país em Natal pelas lentes do fotógrafo Demis Roussos
Retaliação: EUA e aliados bombardeiam a SíriaBombardeio dos Estados Unidos, França e Reino Unido tem início após às 22 horas, horário de Brasília

Em resposta a um ataque químico ocorrido no sábado (7) em Douma, cidade Síria, que teria sido operado por tropas do ditador Bashar al-Assad, a coalizão liderada pelos Estados Unidos com as participações da França e do Reino Unido. Os países ocidentais acreditam que o regime de Bashar al-Assad pode mesmo ter usado armas químicas contra sua prórpia população na cidade de Douma, já que esse tipo de procedimento tem sido costumerio em um regime que se garante no poder também com o uso do amedrontamento do povo.

Apesar de a lógica considerar difícil que um regime que está ganhando a guerra civil, e que tem o apoio dos russos, vá desafiar países como Estados Unidos, França e Reino Unido com o uso de armas químicas, consideradas inaceitáveis internacionalmente, o próprio costume pode ter motivado o regime ao uso das armas químicas, mesmo sem necessidade.

Os ataques, que iniciaram após a fala do presidente Donald Trump à nação americana, foram dirigidos à região de Damasco e à Homs, com bombardeios a centros de pesquisas científicas (nas quais se produziriam armas químicas) e a bases militares.


Bombardeio desta sexta-feira, 13 (Foto: Portal Fox News)
Defesa de Lula entra com novo recurso no SupremoOs advogados pedem que Lula aguarde em liberdade o fim dos recursos

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou há pouco com novo recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) para anular o mandado de prisão expedido pelo juiz federal Sérgio Moro. No recurso, os advogados pedem que Lula aguarde em liberdade o fim dos recursos da condenação na ação penal do tríplex do Guarujá (SP).

Lula está preso desde o último sábado (7), na sede da Polícia Federal em Curitiba. Ele cumpre penade 12 anos e um mês de prisão, a que foi condenado pelo Tribunal Federal de Recursos da 4ª Regão (TRF4), por corrupção e lavagem de dinheiro. Este é o segundo recurso que a defesa do ex-presidente apresenta à Corte desde que Lula teve a prisão decretada, no dia 5 de abril.

No recurso, o advogado Sepúlveda Pertence, ministro aposentado do STF, sustenta que a decisão do TRF4 que autorizou o juiz Sérgio Moro a decretar a prisão de Lula é ilegal. Para Pertence, o tribunal extrapolou o que foi decidido na Corte quando do julgamento das ações que permitiram a prisão após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça. Com informações da Agência Brasil


(Foto: Reuters)
Fábio Dantas diz que candidatura de Robinson é descalabroVice-governador se mostra surpreendido por ambição do atual governador do RN de tentar uma reeleição mesmo diante do quadro de caos econômico e administrativo do Estado

O vice-governador Fábio Dantas tem um argumento claro e sem meios termos quando se refere a ambição do atual governador Robinson Faria de disputar a reeleição este ano: "É um verdadeiro descalabro Robinson querer disputar a reeleição. Não podia concordar com essa decisão. O atual Governo não conseuguiu, sequer, solucionar os problemas mínimos da população". Essa afirmação categória foi feita em entrevista à jornalista Anna Ruth Dantas. Descalabro significa, no dicionário, entre outras coisas, desgraça e ruína.

A surpresa de Fábio Dantas, que se diz aberto ao diálogo com todos os partidos, menos com o PSD de Robinson Faria, é também de boa parte da população das grandes cidades do Rio Grande do Norte,  mais notadamente Natal e Mossoró. Diante de um quadro de verdadeiro caos na Segurança Pública e nas finanças do Estado, o "entusiasmo" do governador em se propor para solução da situação é difícil de compreender.

Contudo, na política, e mais notadamente em regiões de pobreza como a do Rio Grande do Norte, tudo se faz possível com conversa, circo e pão (assistencialismo), e vale dizer que Robinson Faria será candidato à reeleição com a caneta e o talão de cheques na mão. Resta saber se a caneta vai ter tinta.

Por enquanto, antes de esquentar o jogo, o agrupamento de apoio ao governador presente na mídia natalense trata de detonar os favoritos ao seu atual cargo nas eleições deste ano: Carlos Eduardo e Fátima Bezerra. Enquanto esse agrupamento faz isso, vai ficando cada vez mais distante o "sonho" de Robinson de ver o Rio Grande do Norte finalmente conhecer um Rio Grande do Norte (de obras) que, segundo ele, existe, mas que ninguém se dá conta.


Fábio Dantas e Robinson Faria (Foto: Barrigudanews)
Governo propõe salário mínimo de R$ 1.002 para 2019O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, falou à imprensa após reunião do presidente Michel Temer com a nova equipe ministerial, no Palácio do Planalto

Pela primeira vez, o valor do salário mínimo ultrapassará R$ 1 mil. O governo propôs salário mínimo de R$ 1.002 para o próximo ano, o que representa alta de 5% em relação ao atual (R$ 954). O valor consta do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018, apresentado hoje (12) pelos ministros do Planejamento, Esteves Colnago, e da Fazenda, Eduardo Guardia.

Em 2019, a fórmula atual de reajuste será aplicada pela última vez. Pela regra, o mínimo deve ser corrigido pela inflação do ano anterior medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) de dois anos anteriores.

Em 2017, o PIB cresceu 1%. Para a estimativa de inflação, o governo considerou a previsão de 4% para o índice de inflação que consta do Boletim Focus, pesquisa com mais de 100 instituições financeiras divulgada toda semana pelo Banco Central.

A LDO define os parâmetros e as metas fiscais para a elaboração do Orçamento do ano seguinte. Pela legislação, o governo deve enviar o projeto até 15 de abril de cada ano. Caso o Congresso não consiga aprovar a LDO até o fim do semestre, o projeto passa a trancar a pauta. Com informações da Agência Brasil.


(Foto: Divulgação)
Renda do potiguar diminui em 2017, aponta IBGEA renda per capita (por pessoa) das familias do Rio Grande do Norte foi reduzida de R$ 924 para R$ 847.

A renda da população do Rio Grande do Norte encolheu em 2017, segundo registrou a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, realizada pelo Intituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Enquanto em 2016 os potiguares recebiam R$ 1.591 por mês, esse valor caiu para R$ 1.501 no ano passado - redução de 5,6% - maior que a computada no país.

A renda per capita (por pessoa) das familias do Rio Grande do Norte foi reduzida de R$ 924 para R$ 847.

No estado, do total de 3,5 milhões de habitantes, 56% tinham algum tipo de rendimento no ano passado, sendo que 34,6%, ou cerca de 1,2 milhão de pessoas, tinham alguma renda por trabalho. Segundo o IBGE, é levada em conta a população com 14 anos ou mais.

Outros 27,4% da população, cerca de 960 mil pessoas, possuíam algum rendimento proveniente de outras fontes em 2017. É o caso daquelas pessoas que recebem aposentadorias ou pensão. Elas representaram 14,3% dos potiguares com renda. Com informações do portal de notícias G1 RN. 


(Foto: Consumo Social)
Campus Party: Natal sedia maior evento tecnológico do mundoSerão cinco dias com atrações 24h e com a presença de grandes nomes da área

O maior evento de tecnologia do mundo, a Campus Party, chegou ao Rio Grande do Norte e iniciou a programação nesta quarta-feira (11). Com a vista para o Morro do Careca, em Ponta Negra, cerca de 50 mil pessoas devem participar do evento até o próximo domingo (15). A abertura oficial foi realizada pelo governador Robinson Faria e pelo presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farruggia, na manhã de hoje, no Centro de Convenções. 

O evento é uma parceria inédita entre o Governo do Estado e o Instituto Campus Party e acontece em três áreas: Open Campus, espaço gratuito e aberto ao público; Arena, que abriga as palestras principais; e Camping, que reúne as barracas dos ‘campuseiros’, participantes que pagam ingresso para participar 24 horas da programação.

O chefe do Executivo estadual visitou as três áreas da feira, acompanhou a chegada de campuseiros e falou sobre a expectativa com o início do evento. “Há quase um ano nosso governo vem mantendo diálogo com a organização da Campus Party e participando intensamente da divulgação. Durante os cinco dias, cerca de 50 mil pessoas de todo o Brasil vão discutir sobre tecnologia, empreendedorismo e inovação aqui na capital, movimentando a economia, o turismo, fomentando o conhecimento e criando oportunidades para os jovens potiguares”, destacou Robinson.

A #cpjerimum terá atividades ininterruptas movidas a internet de 20 gigabit que totalizarão em 250 horas de conteúdo, durante 24 horas por dia. Serão conferências, workshops, palestras, concursos e hackathons, com seus famosos desafios, tudo voltado para soluções e inovações tecnológicas, avanços aeroespaciais, internet, games, robótica e empreendedorismo digital.

Programa também para escolas e famílias

A Campus Party conta com uma área democrática e gratuita, a Open Campus. Aberto ao público, contará com várias atrações de tecnologia, inovação e empreendedorismo, trazendo em sua programação a arena dos drones e simuladores, o espaço Educação do Futuro, que visa incentivar a imersão das gerações mais novas no mundo da tecnologia, além de apresentação de Startup e Makers, Parada Cosplay, espaço da Turma da Mônica e Campus Future.

No estande do Governo do RN o público pode interagir com uma tela touch que mostra no mapa do estado grandes obras em andamento. Um simulador de direção do Detran está fazendo teste de habilidades ao volante e uma asa delta de verdade simula um voo por cima de locais como a Barragem de Oiticica e o Anel Viário Metropolitano, numa experiência imersiva. O visitante poderá, ainda, emitir sua CNH digital na hora.

O local funcionará de 12 a 14/04, das 10h às 20h, com circulação até às 21h e terá uma praça de alimentação.

“O evento já é um sucesso, com todos os ingressos esgotados. Sempre recebemos potiguares em outras edições pelo país e agora trouxemos a Campus para cá, que será referência para toda a região Nordeste. Agradecemos a parceria com o Governo do Estamos que nos mostrou as potencialidades econômicas e acompanhou todos os processos. Estamos colocando Natal no mapa digital do mundo”, ressaltou Francesco Farruggia.

Ao todo, estão confirmados mais de 350 palestrantes, entre eles, profissionais do Governo do Estado que irão expor tecnologias utilizadas pelo Executivo Estadual nos setores de agropecuária, educação e segurança. A programação completa, que atende ao público de todas as idades e diversas áreas de interesse, pode ser conferida no site: https://campuse.ro/events/campus-party-natal-2018/.


(Foto: Campus Party)
Consumo e geração de energia crescem 2% em marçoOs números constam de boletim preliminar da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) divulgado na quinta-feira (5).

O consumo e a geração de energia elétrica no Brasil cresceram 2% em março na comparação com o mesmo período do ano passado. Os números constam de boletim preliminar da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) divulgado na quinta-feira (5). O boletim comporta dados de medição coletados entre os dias 1º e 31 de março, com a prévia de geração e consumo de energia, além da posição dos consumidores livres e especiais.

Segundo o boletim, no mês de março, a elevação no consumo foi influenciada diretamente pelas maiores temperaturas registradas este ano. Com o aumento, foram consumidos 64.949 MW médios no Sistema Interligado Nacional (SIN).

No que diz respeito à geração de energia, o mês de março alcançou 68.314 MW médios. Essa geração mostra que também houve aumento de 2% em relação ao mesmo período de 2017. O boletim destaca que a produção das usinas hidrelétricas aumentou 3,5% – o percentual também inclui a geração das pequenas centrais hidrelétricas.

Já a geração das usinas eólicas subiu 9,3%, enquanto que a das usinas nucleares e térmicas caiu 35,4% e 10,1%, respectivamente, no período. A explicação para a queda na geração térmica é a menor produção das usinas termelétricas a gás, que ficou em 14,1%.

Os setores cujo consumo cresceu, considerando autoprodutores, comercializadores varejistas, consumidores livres e especiais, foram: comércio (25,7%), serviços (11,0%) e manufaturados diversos (9,4%). O crescimento desses setores está vinculado à migração dos consumidores para o mercado livre”, informou a CCEE.

O mercado livre, segmento de venda da energia, voltado para grandes consumidores, permite que o cliente escolha de quem comprar e negociar preço e duração do contrato. Dados da Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel), que representa empresas que atuam na compra e venda de energia nesse mercado, indicam que esse segmento cresceu 17% no ano passado.

Dentro do mercado regulado, a CCEE informa que o consumo subiu 1,2%. Esse valor leva em consideração a migração de consumidores para o mercado livre. Sem esse efeito na análise, o aumento alcançaria 3% no período. Com informações da Agnência Brasil. 


(Foto: Massa News)
Aécio está na pauta do STF e tucano pode virar réuSenador é acusado corrupção passiva e obstrução da Lava Jato

A denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), por corrupção passiva e obstrução da Lava Jato, será analisada pelos ministros da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira (10).

A decisão de pautar o inquérito foi do relator do caso na Corte, ministro Marco Aurélio Mello. Além dele, formam a Primeira Turma os ministros Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux.

Na denúncia oferecida ao STF, a Procuradoria Geral da República (PGR) acusa o tucano de solicitar R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, um dos delatores da JBS.

A irmã do parlamentar, Andrea Neves, o primo de Aécio, Frederico Pacheco, e Mendherson Souza Lima, ex-assessor do senador Zezé Perrela (PMDB-MG), também foram denunciados.

Todos foram citados na delação premiada da JBS. De acordo com a PGR, o recebimento do valor teria sido intermediado por Frederico e Mendherson, que teria entregue parte dos recursos em uma empresa ligada ao filho de Perrella. A denúncia está baseada em gravações feitas pela Polícia Federal, durante uma ação controlada.

Sobre a acusação de obstrução da Justiça, a PGR sustenta na denúncia que o senador afastado tentou embaraçar as investigações da Operação Lava Jato, na qual também é investigado, ao "empreender esforços" para interferir na distribuição dos inquéritos dentro da Polícia Federal. Ao fim, a procuradoria solicitou ao STF que Aécio e sua irmã sejam condenados ao pagamento de R$ 6 milhões por danos decorrentes dos casos citados de corrupção. Com informações do portal Notícias no Minuto.


(Foto:Ueslei Marcelino / Reuters)
Cármen Lúcia assumirá a Presidência da RepúblicaEm setembro de 2014, Ricardo Lewandowski foi presidente por dois dias.

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, assumirá a presidência da República por algumas horas, a partir da próxima sexta-feira (13). Isso porque o presidente Michel Temer viajará para o Peru, onde participará da Cúpula das Américas. Cármen Lúcia assume o comando do país assim que Temer deixar o espaço aéreo brasileiro, na sexta-feira. O presidente retorna no dia seguinte, em horário a definir.

Apesar de Rodrigo Maia, presidente da Câmara, e Eunício Oliveira, presidente do Senado, aparecem na frente de Cármen Lúcia na linha sucessória, eles se tornariam inelegíveis no pleito deste ano caso assumissem o posto de Temer. Com isso, ambos deixarão o país no mesmo período. Eunício fará uma viagem previamente marcada ao Japão e Maia visitará o Panamá para participar de um evento.

Não é a primeira vez que um presidente do STF assume interinamente a presidência da República. Em setembro de 2014, Ricardo Lewandowski foi presidente por dois dias, quando a presidente Dilma Rousseff e Michel Temer, então vice-presidente, estavam em agendas fora do país.

Em 2002, foi o ministro Marco Aurélio Mello, em virtude de uma viagem de Fernando Henrique Cardoso à Europa. Na ocasião, o vice-presidente também estava fora do país e os presidentes da Câmara e o Senado acompanharam FHC em sua viagem.

Os outros ministros do STF que já assumiram interinamente a cadeira de presidente da República foram José Linhares, que assumiu, com a deposição de Getúlio Vargas, de 30 de outubro de 1945 a 31 de janeiro de 1946; José Carlos Moreira Alves, em 1986; e Octávio Gallotti, em agosto de 1994.


(Foto: O Globo)
Quatro reservatórios da região Oeste saem do volume mortoResultado foi divulgado nesta segunda-feira (9) pelo Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn).

As chuvas que caíram no interior do Rio Grande do Norte nos últimos dias fizeram com que quatro reservatórios da região Oeste do estado saíssem do chamado volume morto – nome que se dá à reserva de água mais profunda das represas, que fica abaixo dos canos de captação que normalmente são usados para retirar água. O resultado foi divulgado nesta segunda-feira (9) pelo Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn).

Deixaram a situação de volume morto os açudes Passagem, na cidade de Rodolfo Fernandes, Malhada Vermelha, em Severiano Melo, Açude Jesus, Maria, José, no município de Tenente Ananias, e Tourão, em Patu.

Dos 47 reservatórios com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos monitorados pelo Igarn, atualmente, 15 estão em volume morto. Isso representa 31,91% dos mananciais monitorados. Em termos comparativos, no último relatório, divulgado no dia 2 de abril, os reservatórios em volume morto eram 19, o que representava 40,42% do total de mananciais monitorados.

Já os reservatórios que ainda estão secos são seis, 12,76% do total. No dia 2 de abril, 11 reservatórios ainda estavam sem água, 23,40% dos monitorados.

Reservatórios que saíram do volume morto:

Açude Passagem - Rodolfo Fernandes - 24% da capacidade total

Açude Malhada Vermelha - Severiano Melo - 14,54% da capacidade total

Açude Jesus, Maria, José - Tenente Ananias - 7,10% da capacidade total

Açude Tourão - Patu - 5,75% da capacidade total

Com informações do portal G1 RN.


(Foto: Blog do Campelo)
Lula está preso em Curitiba, mas muitos estão soltosO ex-presidente Lula chegou à Curitiba às 22 horas deste sábado (7) e já se encontra na sede da Polícia Federal

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, principal voz da esquerda brasileira, já se encontra preso na sede da Polícia Federal em Curitiba (PR), onde chegou às 22 horas deste sábado (7). Começa, então, a cumprir a pena de 12 anos e um mês de prisão imposto pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), sediado em Porto Alegre, em julgamento do caso do triplex do Guarujá (SP).

A chegada de Lula à sede da Polícia Federal foi acompanhada, no local, por simpatizantes do ex-presidente e grupos favoráveis a sua prisão. Manifestantes contra ele chegaram até a soltar fogos de artíficio em comemoração a sua prisão ou, o mais provável, ao seu muito provável afastamento da disputa presidencial, da qual ele é o líder nas pesquisas de opinião.

A prisão de Lula, acompanhada com certa torcida pela mídia televisiva durante as últimas 48 hnoras, não deve siginificar no imaginário popular que o Brasil está passando à limpo suas instituições públicas no combate à corrupção e à impunidade. Lula está condenado e preso pelo processo do caso do triplex do Guarujá, mas é óbvio que existe aí o forte componente político. 

O que a sociedade deve acompanhar com lupa agora é se o ex-presidente Lula, com toda sua popularidade, vai ser apenas o bode expiatório para dar uma resposta à população no caso da corrupção endêmica que arrasa o país, ou algo de sério vai acontecer no Brasil com novos e graúdos nomes indo também para trás das grades.

Caso o avanço da Justiça no combate a corrupção venha a atingir apenas ao ex-presidente Lula, vai ficar claro que o que se queria era afastá-lo da disputa presidencial, da qual era um dos fortes favoritos.

Carisma único

O ex-presidente Lula conseguiu atrair as atenções de todo o país durante as últimas 48 horas e, principalmente, neste sábado (7), com uma estratégia corajosa de postergar sua entrega à Polícia Federal e falar aos seus seguidores e à população em geral. Essa estratégia, que se revelou exitosa, só foi possível porque Lula é, de sobra, o político mais carismático da história recente do país e, mais ainda, é o único político carismático brasileiro na atualidade.


Momento em que Lula chega à sede da PF em Curitiba
Em discurso messiânico, Lula diz ser uma IdeiaFala do ex-presidente no final da manhã deste sábado (7) antecede sua entrega à Polícia Federal para cumprimento de determinação judicial de prisão

Em discurso proferido, momentos antes de se entregar à Polícia Federal cumprindo determinação judicial de prisão, o ex-presidente Lula procurou marcar posições junto a seus seguidores presente no loal e aos que lhe acompanhavam através da transmissão da mídia em várias partes do país.

Falando de forma messiânica, e sempre numa postura, que lhe é peculiar, de estar acima do bem e do mal, o ex-presidente Lula mostrou toda sua revolta com o juiz Sérgio Moro, com o Ministério Público e com a Rede Globo de Televisão. Contudo, em momento algum reconheceu algum erro de seu governo no combate à corrupção, nem de seus companheiros de partido, como são os casos de José Dirceu, Delúbio Soares e Antonio Palocci (este último, já confesso), nem dos políticos de maneira geral.

Lula disse que, tanto o Ministério Público como o juiz Sérgio Moro, a Rede Globo e a Polícia Federal, mentiram sobre no caso do triplex do Guarajá. "Eles sabem que a Globo mentiu quando disse que era meu (o triplex). A Polícia Federal mentiu quando disse que era meu. O Ministério Público mentiu quando fez a acusação dizendo que era meu. O Moro mentiu quando disse que era meu. Por isso que sou um cidadão indignado. Já fiz muita nos meus 72, mas eu não os perdoo por terem passado para sociedade a ideia de que eu sou um ladrão", afirmou o ex-presidente.

Lula, entretanto, acredita que agora, devido a seu tamanho enquanto propagador de valores, já não é mais um ser humano, é agora uma ideia. "Não adiante acabar com minhas ideias. Elas já estão pairando no ar e não têm como prendê-las. Não adianta tentar parar o meu sonho porque quando eu parar de sonhar, eu sonharei pela cabeça de vocês e pelo sonho de vocês. Não adianta achar que tudo vai parar no dia em que o Lula tiver um infarte. É bobagem. Porque o meu coração baterá pelo coração de vocês e são milhões de corações. Não adianta acharem que vão fazer com que eu pare. Eu não pararei porque eu não sou mais um ser humano. Eu sou uma ideia. Uma ideia misturada com a ideia de vocês", pregou o ex-presidente.

O seu discurso, feito em cima de um carro de som, traz uma forte conotação populista e, como não podia se esperar outra coisa diante dos fatos, é carregado de emoção e de mágoa. Mágoa que, pelo menos publicamente, ainda não é também dirigida a correligionários que gozaram de sua confiança e prevaricaram com o dinheiro público.

Discurso dirigido

O discurso do ex-presidente Lula foi certamente dirigido aos seus seguidores, militantes de centrais sindicais e de movimentos sociais de esquerda, partidos de esquerda, camadas mais humildes da população e aos professores universitários dos cursos de humanas. Não existe conteúdo racional em seu discurso, embora faça referência à ideia platônica, é mais da ordem messiânica, seguindo também uma tendência que vem se revelando nos últimos tempos que é o de falar na terceira pessoa. Busca também uma conotação de vitimização e de lutador, provavelmente contra as elites do país.  


Lula discursa para seguidores (Foto: GaúchaZH)
Lula diz que Fátima Bezerra será eleita governadora do RNFátima Bezerra fez parte do grupos de políticos que participaram do ato com Lula

Presente no palaque feito para o ex-presidente Lula na manhã de hoje no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a senadora Fátima Bezerra recebeu o apoio do lider petista durante seu discurso. "Quero cumprimentar a senadora Fátima Bezerra. Ela será eleita Governadora do Rio Grande do Norte", disse Lula. 

Antes de encerrar o discurso, Lula destacou que vai se entregar, de cabeça erguida. "Vou chegar ao delegado e dizer que estou à disposição. A história vai provar que quem cometeu o crime foi o delegado, o juiz que me acusou e o Ministério Público. Eu sairei dessa maior, mais forte, mais verdadeiro e inocente. Eu não tenho como pagar o carinho e respeito que vocês têm me dado nos últimos anos. Esse pescoço aqui eu não baixo. Vou entrar de cabeça erguida e sair de peito estufado porque vou provar a minha inocência".

 


(Foto: Facebook/Fátima Bezerra)
Abatido, Lula fala publicamente que vai se entregar à PF

Em discurso na sede do Sindicato na tarde deste sábado (7), Lula declarou que vai cumprir o mandado de prisão decretado pelo juiz federal Sérgio Moro, na última quinta-feira (5), e que vai se entregar à Polícia Federal.

"Eu vou atender o mandado deles, porque vou transferir responsabilidade. Eles acham que tudo é minha culpa", disse o ex-presidente. "Já tentaram me prender por obstrução de justiça, querem me prender preventivamente, que não tem habeas corpus (...). mas eu vou lá e vão descobrir, pela primeira vez, o ue tenho dito todo dia: eles não sabem que o problema desse pais não se chama Lula, se chama Justiça, se chama vocês e a consciência do povo".

O ex-presidente, condenado a mais de 12 anos de prisão, declarou que não adianta acabar com as ideias dele. "Elas já estão pairando no ar. Quando eu parar de sonhar, eu sonharei pela cebeça de vocês e pelo sonho de vocês. Não adianta achar que tudo vai parar no dia que Lula tiver um infarte,  pois o meu coração baterá pelo coração de vocês e por milhões de corações". 

Antes de encerrar o discurso, Lula destacou que vai se entregar, de cabeça erguida. "Esse pescoço aqui eu não baixo. Vou de cabeça erguida e sair de peito estufado porque vou provar a minha inocência".


(Foto: Reuters)
Fachin nega novo pedido de liberdade à LulaCom a decisão, mandato de prisão contra o ex-presidente pode ser cumprido a qualquer momento

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o novo pedido de habeas corpus que havia sido apresentado pela defesa do ex-presidente Lula, ontem (6), com o intuito de evitar a prisão dele. Com a decisão, fica mantida a ordem de prisão decretada pelo juiz Sergio Moro, responsável pela Lava Jato em primeira instância, na última quinta-feira (5).

Na solicitação, os advogdos alegavam que poderiam apresentar novo recurso contra a condenação de Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) até a próxima terça (10). Sendo assim, o magistrado teria ordenado a prisão antes do “exaurimento” dos recursos na segunda instância. As informações são do portal G1.

Lula segue no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde participa de uma missa em homenagem ao aniversário de dona Marisa, que faria aniversário nesta data. Ela morreu no ano passado, vítima de uma derrame. A expectativa é de que o ex-presidente se entregue após a celebração.

Na ordem de prisão, Moro deu prazo ao petista para se entregar até as 17 horas dessa sexta-feira (6), na sede da Polícia Federal de Curitiba, mas ele descumpriu a medida.


(Foto: Exame)
Lula deve se entregar à Polícia Federal neste sábado (7)Negociações avançam no sentido da entrega à PF acontecer após a Missa em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia

O ex-presidente Lula,  que permanece nas dependências do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), deverá se entregar à PF,  em cumprimento à prisão decretada pelo juiz Sérgio Moro, neste sábado (7), após a celebração de missa em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia que completaria 68 anos nesta data.

O acordo para  entrega está sendo costurado pelos advogados do ex-presidente, com a efetiva participação do ex-ministro José Eduardo Cardoso, e a Polícia Federal.


Lula observa da janela do Sindicato dos Metalúrgicos (Foto: Cidade Verde)
Defesa de Lula pede ao STF liminar contra prisãoRelator é o ministro Edson Fachin; advogados tentam barrar a prisão do ex-presidente

Depois de ter negado o pedido de habeas corpus que impetrou no Superior Tribunal de Justiça (STJ), a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou com novo recurso, dessa vez no Supremo Tribunal Federal (STF).

O relator é o ministro Edson Fachin. De acordo com informações do portal G1, os advogados alegam que a prisão não poderia ter sido decretada pelo juiz Sérgio Moro, antes de esgotados todos os recursos no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão, na ação penal do tríplex do Guarujá (SP), da Operação Lava Jato. Nessa quinta-feira (5), Moro determinou que o petista se apresentasse até as 17 horas de hoje (6), na sede da Polícia Federal de Curitiba (PR).

A medida foi tomada após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que negou no dia 4 um habeas corpus protocolado pela defesa do ex-presidente para mudar o entendimento firmado pelo STF em 2016, quando foi autorizada a prisão após o fim dos recursos naquela instância.

Na decisão, Moro explicou que, embora caiba mais um recurso contra a condenação de Lula, os chamados embargos dos embargos, a medida não poderá rever os 12 anos de pena.

"Hipotéticos embargos de declaração de embargos de declaração constituem apenas uma patologia protelatória e que deveria ser eliminada do mundo jurídico. De qualquer modo, embargos de declaração não alteram julgados, com o que as condenações não são passíveis de alteração na segunda instância", disse Moro.


(foto: Stringer . / Reuters)
Termina prazo para Lula se apresentar à Polícia FederalEm Curitiba, o delegado da Polícia Federal Igor Romário de Paula informou que estava negociando com a defesa do ex-presidente para que ele se apresentasse

Terminou às 17h desta sexta-feira (6) o prazo estipulado pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal no Paraná, para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se apresentar à Polícia Federal em Curitiba. 
Com a ordem de prisão, expedida na última quinta-feira (5), Lula está no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP) desde às 19h dessa quinta-feira. O ex-presidente reuniu-se com lideranças do partido e seus advogados. Do lado de fora, militantes fazem uma vigília em apoio a Lula. 
Em Curitiba, o delegado da Polícia Federal Igor Romário de Paula informou que estava negociando com a defesa do ex-presidente para que ele se apresentasse. De acordo com o delegado, não está descartada o prosseguimento da negociação mesmo após o fim do prazo estabelecido pela Justiça.
+ LEIA TUDO SOBRE A PRISÃO DE LULA
O delegado disse que a intenção é evitar confrontos, já que o ex-presidente está no sindicato cercado por apoiadores. Igor de Paula acrescentou que é remota a chance de a Polícia Federal entrar no sindicato para prender o ex-presidente.
STJ
Antes das 17h, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Félix Fischer negou habeas corpus protocolado pela defesa do ex-presidente  para anular o decreto de prisão assinado pelo juiz federal Sérgio Moro.
Na decisão na qual decretou a prisão, Moro explicou que Lula não ficará em uma cela “em atenção à dignidade cargo que ocupou”. De acordo com o juiz, o ex-presidente deve ficar separado dos demais presos para “preservar sua integridade física e moral”.
A prisão de Lula foi decretada com base no entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), fixado em 2016, que autorizou a execução provisória da pena de condenados pela segunda instância da Justiça. Na quarta-feira (4), a defesa do ex-presidente tentou reverter o entendimento, mas, por 6 votos a 5, a Corte negou um habeas corpus preventivo para evitar a prisão. Com informações do POrtal Notícias ao Minuto. 


(Foto: Reuters)
Carlos Eduardo renuncia à prefeitura e vai disputar governoO prefeito de Natal, Carlos Eduardo, é candidato pelo PDT ao governo do RN e apresenta-se como um dos favoritos ao lado da senadora Fátima Bezerra

Um dos adágios dominantes na política é o de que "quando um cavalo passa selado à sua frente, não hesite, monte nele". Foi exatamente isso que o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, e seus assessores mais diretos, viram no quadro político do RN faltando apenas alguns meses para as eleições estaduais de outubro próximo.

Consciente de que seu principal oponente, a senadora do PT, Fátima Bezerra, líder nas pesquisas até aqui, terá grandes dificuldades para armar uma coligação que seja, de fato, competitiva para ganhar as eleições para o governo do Estado, e de que o atual governante, Robinson Faria, enfrenta persistente e sempre crescente crise de credibilidade junto ao eleitorado que lhe consagrou há quatro anos, Carlos Eduardo entende que este é o seu momento de disputar e ganhar o governo.

Carlos Eduardo anunciou a renúncia ao cargo de prefeito de Natal na manhã desta sexta-feira (6) em coletiva de imprensa no Parque da Cidade, Zona Sul de Natal. Com sua saída, assume a prefeitura de Natal para o final do mantado o seu vice, Álvaro Dias.

Falando sobre seu desempenho à frente da prefeitura de Natal, Carlos Eduardo disse que encontrou uma cidade arrasada quando assumiu. "Encontramos uma cidade arrasada, com a população com a autoestima lá em baixo, mas conseguimos recuperar e hoje estamos colhendo os frutos", disse. A administração de Carlos, de fato, tem sido bem avaliada pelos natalenses ao longo dos anos, e quando ele buscou a reeleição, em 2016, ganhou com facilidade no primeiro turno.

Com a candidatura de Carlos Eduardo posta na mesa, e considerando seu grau de viabilidade eleitoral,  resta saber quem será convidado para ser o vice e quais os partidos que irão marchar ao seu lado. Carlos também está ciente de que palanque pesado, com muita gente e muitos interesses envolvidos, é tão nocivo quanto palanque sem ninguém.


Carlos anuncia renúncia, prefeitura fica com Álvara Dias (Foto:Blog do Seridó)
Juiz Sérgio Moro decreta prisão de LulaEx-presidente tem o prazo de até às 17 horas desta sexta-feira (6) para se entregar em Curitiba (PR)

Após receber ofício do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) nesta quinta-feira (5) autorizando o cumprimento da pena dos 12 anos e um mês de cadeia, o juiz Sérgio Moro decretou a prisão do ex-presidente Lula que tematé às 17 horas desta sexta-feira (6) em Curitiba (PR).

No mandado de prisão, Moro proíbe em qualquer circunstância o uso de algemas no ex-presidente por parte da Polícia Federal. Inicialmente, Lula deverá ficar encarcerado em uma sala de 15 metros quadrados no próprio prédio da Polícia Federal em Curitiba.

O ofício do TRF-4 afirma que não existe mais possibilidade de à defesa do ex-presidente apresentar recursos ao próprio tribunal e, diante disso, o cumprimento da pena já pode ser iniciado.


Lula vai para prisão na PF de Curitiba (Foto: Dm)
Rádios AMs de Natal podem ser desligadas até o fim do anoDas quatro estações natalenses, apenas uma está com o processo de migração para FM adiantado

As emissoras de rádio de Natal, que operam em modulação em amplitude (AMs) ainda não têm definição de data para migração para dials em frequência modulada (FM). A expectativa é que decreto presidencial seja publicado no Diário Oficial da União dando prazo legal para definição da migração, pondo o fim das rádios AMs em todo o país, falam em mais 180 dias. Para isso, as rádios AM que atuam em cobertura local, regional ou nacional, com interesse na migração, deverão solicitar a mudança ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Atualmente, em Natal existem quatro emissoras de rádios ainda trabalhando em amplitude modulada, são elas: Globo/Cabugi, Nordeste Evangélica, Rural e El Dourado. Até o ano passado, também funciona em AM a rádio CBN/Tropical mas passou a usar o canal de FM. 

No brasil são 1.781 estações em “AM”, 1.332 já pediram a adaptação da outorga. Delas, 619 chegaram a assinar o aditivo contratual. O decreto fará com que até 449 emissoras AM consigam dar entrada na alteração. Da mesma forma que foi feito na primeira fase, a ABERT ficará à disposição para orientar as emissoras com interesse na migração a respeito de todas as etapas do processo.

Uma das assessoras de comunicação social da arquidiocese de Natal, a jornalista e radialista Luiza Gualberto, afirma que a Emissora de Educação Rural de Natal pode ser a rádio mais próxima a realizar processo de migração. Ela disse que ainda não tem data definida mas estima que até agosto aconteça a transferência de sistema. 

Os 60 anos da Rural de Natal

A Rádio Rural já inaugurou seu estudo novo, considerado um dos mais moderno no Rio Grande do Norte, segundo explicou a jornalista. “Estamos fazendo esforço para em agosto quando a rádio completa 60 anos ser a primeira rádio católica de Natal em FM”, disse.

Até agora a Rádio Rural investiu aproximadamente R$ 1,5 milhão com o custo do projeto para o som de FM. “O ouvinte será beneficiado com a migração já que o som chegará em diversos dispositivos móvel ou fixo com melhor qualidade”, completa Luiza Gualberto.

Para o diretor de programação da Rádio Globo Natal, radialista Santos Neto, o processo burocrático da Emissora está concluindo, faltando apenas o projeto técnico ser executado. 

Rádio Globo Natal sem informação alguma

Sobre a migração de rádios AMs, Santos Neto acredita ser positivo e torce para o projeto ser concretizado.” O departamento de programação da emissora, ver como altamente positiva a Migração. Pois dará ao ouvinte a possibilidade de ouvir a emissora com uma melhor qualidade de som e em várias plataformas, inclusive o celular sem a necessidade de aplicativos”, disse.

Com relação a Rádio Globo de Natal, não entendimento de Santos Neto, não existe no momento uma estimativa de valores, pois somente após um levantamento de preço dos equipamentos é que a estimativa será feita. “Também não existe de momento uma previsão para a passagem para a Faixa FM, em virtude dos motivos mencionados anteriormente”, avisa Santos Neto.

Entidades de classes querem pressa

Para o diretor do Sindicato dos Radialistas do Rio Grande do Norte, Valmir Mangabeira Marques, era preciso ter feito um trabalho de massificação em toda mídia brasileira, assim como ocorre com TV analógica, para o ouvinte de rádio AM ficar mais antenado com a novidade. 

Mangabeira observa a migração das AMs como um fato normal no avanço da tecnologia, mas tenho ressalva porque era preciso preparar o ouvinte de AM. 

“O rádio AM parece ser o primo pobre do sistema de comunicação”, reage Marques mostrando-se preocupado pelo fato do ouvinte não ser ambientado para o novo sistema radiofônico, embora seja inteiramente favorável com a migração.

Vicio do rádio AM

“O vício é que faz a boca torta”. Isso é que cita o presidente da Associação dos Cronistas Esportivos do RN (Acern), radialista Walfran Valentim quando questionado sobre a migração das emissoras de AMs para frequência modulada. 

Ele acredita que inicialmente o tradicional ouvinte de rádio AM vai estranhar muito para se adaptar ao som, mas não seria mais possível continuar para desigualdade de som.

Como cronista esportivo, o presidente da Acern diz ser favorável porque avança para era digital bebeficiando as emissoras para o mercado e aumento de audiência. 

Rádios Comunitárias

Com a migração das AMs para FMs o governo federal poderá suspender operação de duas mil rádios comunitárias no país, não renovando contratos existentes.


(Foto: Versátil News)
Decisão do STF detona esperanças de Lula e do PTNegação do habeas corpus ao ex-presidente libera sua prisão e coloca o PT na verdadeira corda bamba

Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luiz Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Flux, Cármen Lúcia - votaram contra a concessão do habeas corpus à Lula, enquanto os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandouski, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello - votaram à favor do habeas corpus. O resultado de 6 a 5 no Supremo Tribunal Federal na tarde/noite dessa quarta-feira (4) detona as esperanças do ex-presidente Lula em escapar, pela via do Supremo Tribunal Federal, da prisão decretada em segunda instância, que é de 12 anos e um mês. A votação do STF foi acompanhada com atenção pelos brasileiros, superando com folga os jogos da quarta-feira, incluindo as decisões da Copa dos Campeões da Europa.

O próximo passo da defesa do ex-presidente, que deve ser usado mais para postergar o cumprimento da pena, deve ser a apresentação de um último recurso - chamado de embargo dos embargos - junto ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), o mesmo que lhe condenou aos 12 anos e um mês de prisão. A condenação de Lula é pelo caso do triplex em Guarujá, o ex-presidente tambémr responde processo pelo caso do sítio de Atibaia (SP).

PT na corda bamba

O Partido dos Trabalhadores (PT) que vem sofrendo sangria desde o escândalo do Mensalão, e agora fragorosamente ampliado na operação Lava-Jato, chega a um momento ímpar em sua história no qual não tem mais a possibilidade da escolha entre o sofrível e o péssimo. É a tal história: "se só tem tu, vai tu mesmo". Esse tipo de apelação que sempre podia ser feita ao seu principal e único líder - Lula, já não vai ter como acontecer. O partido vai ter que aprender a andar, o que é muito complicado, com suas próprias pernas e sem a muleta de seu líder.

Apostar em uma candidatura de Lula, que agora corre risco real de prisão para cumprimento de pena, é um verdadeiro suicídio para as muitas lideranças estaduais do PT no país na eleições gerais deste ano. O PT caminhará mesmo para uma eleição sem Lula na cabeça da chapa, pode até seguir com o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, ou compor chapa com Ciro Gomes, indicando o vice.

A eleição, em si mesma, que já se encontrava aberta com a presença de um Lula, que embora liderasse o tempo todo, não ultrapassava a casa dos 35%, agora está escancarada e tem tudo para ser protagonizada por Jair Bolsonaro, Ciro Gomes e Geraldo Aclkmin.


Ministras votam contra habeas corpus de Lula
Mesmo com HC negado, prisão de Lula segue sem data certaHá ainda trâmites processuais pendentes no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4)

Com a rejeição do habeas corpus preventivo pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esgota as possibilidades de recorrer contra sua eventual prisão. Apesar de a Corte ter negado o pedido, Lula não deve ser preso imediatamente.

É preciso que o juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba e responsável pela condenação na primeira instância, emita um mandado de prisão.

Há ainda trâmites processuais pendentes no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), segunda instância da Justiça Federal com sede em Porto Alegre, o que pode retardar a ordem de prisão.

A defesa de Lula já declarou que quer apresentar um novo recurso contra a rejeição do primeiro pelos desembargadores da Oitava Turma do TRF4. Os advogados têm dez dias corridos a partir da publicação do acórdão – que ocorreu no dia 27 de março - para abrir a intimação sobre o resultado, e mais dois dias úteis de prazo para entrar com o novo recurso: prazo que vai até 10 de abril.

A interpretação é que se este recurso, denominado embargos dos embargos declaratórios, não for julgado, o processo ainda não teve a tramitação esgotada no TRF4, o que impede a execução provisória da pena. O costume no TRF4 tem sido o de negar rapidamente, por considerar esse tipo de recurso protelatório.

Porém, o juiz Sérgio Moro pode entender que a negativa do primeiro embargo, pelos desembargadores, já encerrou a possibilidade de recursos e decrete a prisão. No passado, Moro já proferiu decisões com ambos entendimentos.

Se o TRF4 negar os embargos antes de uma decisão de Moro, o tribunal deve comunicar o juiz para que ele possa expedir o mandado de prisão contra o ex-presidente. Somente com uma ordem de Moro é que o ex-presidente poderá ser preso. Caso isso ocorra, o mais comum é que ele seja levado para alguma carceragem no Paraná, estado de origem da 13ª Vara Federal – que determinou a condenação e onde Lula deve cumprir, em regime inicial fechado, a pena de 12 anos e um mês estipulada pelo TRF4 em janeiro.

Novos recursos  

Uma vez encerrada a tramitação na segunda instância, a defesa de Lula pode entrar, no prazo de 15 dias, com recurso especial no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra a condenação de Lula.

Nessa nova apelação, na qual não haverá reexame de provas, mas somente a análise sobre a legalidade do julgamento, os advogados podem pedir efeito suspensivo da condenação, o que pode resultar na soltura de Lula caso ele já esteja preso.

Os advogados podem ainda entrar, paralelamente e no mesmo prazo, com outro recurso, dessa vez chamado extraordinário, no próprio STF, contestando irregularidades de natureza constitucional. Com informações da Agência Brasil.


(Foto: Reuters / Ricardo Moraes)
Rosa Weber nega HC em voto considerado decisivoMinistros analisam nesta tarde (4) se ex-presidente pode ser preso após condenação em segunda instânciav

A ministra Rosa Weber foi a quinta a votar e negou habeas corpus ao ex-presidente Lula, durante julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF).

Antes da sessão, grande parte das expectativas estavam voltadas para a ministra, que era contra a execução provisória de pena, mas que por outro lado tinha respeitado, ao longo dos últimos dois anos, o entendimento que prevalece até o momento no STF, de permitir a prisão de condenados mesmo que ainda caibam recursos a instâncias superiores. 

Por meio do recurso, os advogados do petista querem evitar sua prisão, após condenação pela segunda instância da Justiça Federal, no caso do tríplex do Guarujá (SP).

Em janeiro, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) confirmou a pena imposta a Lula pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato em primeira instância, a 12 anos e um mês em regime fechado, pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Logo no início da sua fala, Rosa Weber citou casos anteriores votados pelo plenário da Corte. Disse que fez os registros para mostrar que, diante do confronto de duas teses relevantes e consistentes, não deixa de reconhecer a qualquer delas, mesmo a que não conta com a sua adesão.

Ao fazer um histórico sobre o caso, ressaltou que as sociedades democráticas contemporâneas são marcadas pela pluralidade de oposições, gerando a ausência de consenso e imprevisibilidade na arena política.

A ministra também falou sobre o poder do Judiciário de interpretar a Constituição e assegurar a sua supremacia. Para ela, somente em casos excepcionais o texto de uma norma fornece imediatamente a resposta a um caso jurídico. E que quando isso acontece, esses casos raramente são questionados.

Rosa Weber disse ainda que, por funcionar como um colegiado em um tribunal, a justificação da decisão no Supremo não se retém ao raciocínio jurídico de um único juiz. "Vozes individuais vão cedendo em favor de uma voz constitucional, objetiva, desvinculada das diversas interpretações jurídicas colocadas na mesa para interpretação", considerou.

É o argumento que ela já vinha invocando nas decisões individuais e nas turmas em favor da jurisprudência em vigor.

A ministra considerou que "é equívoco apreender o regime de precedentes de modo a lhe emprestar rigidez e mecanicidade". No entanto, disse que nem todo precedente deve ser respeitado mecanicamente. Deve haver estabilidade, mas também aperfeiçoamento do direito, afirmou. Este foi o primeiro argumento utilizado por ela e que poderia indicar uma possível concessão do habeas corpus.

Não foi o que se viu em seguida. Ao prosseguir, Weber avaliou que a decisão judicial deve se apoiar não nas preferências pessoais do magistrado, mas na melhor interpretação possível do direito objetivo.

A ministra ressaltou que foi minoria no caso de jurisprudência do assunto, mas adotou a orientação hoje prevalecente de adotar o dever de equidade - tratar casos semelhantes de forma semelhante - e o princípio da colegialidade.

Rosa Weber finalizando dizendo que, sendo o entendimento do STF de que a prisão, mesmo sem trânsito em julgado, não compromete o princípio de presunção de inocência, não há como reputar ilegal ou abusivo acórdão que nesta compreensão rejeita a ordem de habeas corpus. Com informações do portal Notícias no Minuto. 


(Foto: Ueslei Marcelino / Reuters)
Juiz determina republicação de edital do concurso da PMRNA sentença determina que os candidatos já inscritos obtenham o reembolso dos valores da taxa de inscrição

O juiz Francisco Seráphico Nóbrega, titular da 6ª Vara da Fazenda Pública de Natal, determinou a republicação do edital do concurso público para o preenchimento do quadro de praças da Polícia Militar do Rio Grande do Norte.

A sentença determina que os candidatos já inscritos obtenham o reembolso dos valores da taxa de inscrição, em até cinco dias úteis, a partir de requerimento administrativo caso o canditado desista do concurso.

O magistrado considerou inicialmente que “os requisitos para investidura de candidato aprovado em concurso público devem observar o previsto na lei vigente na data da nomeação”. Desse modo, as alterações trazidas pela Lei 613/2018, por ter sua vigência iniciada a partir de abril de 2018, modificaram os requisitos para investidura no cargo, acrescentando, a etapa de avaliação psicológica como parte dessa seleção. E como a finalização do certame só ocorreria após a vigência da mencionada lei, tais condições devem ser necessariamente observadas.

Francisco Seráphico acrescentou que “enquanto não concluído e homologado o concurso público, pode a Administração alterar as condições do certame constantes no respectivo edital”. Dessa forma, foi determinado que a comissão do concurso providencie a republicação do edital.

Foi ainda concedido o prazo de 60 dias para cumprimento da decisão, sob pena de multa diária de R$ 5 mil a R$ 100 mil para o presidente da comissão organizadora do concurso. Com informações do G1 RN. 


(Foto: Assessoria/Governo do RN)
Candidatura de Lula pode gerar intervenção, afirma general"Se acontecer tanta rasteira e mudança da lei, aí eu não tenho dúvida de que só resta o recurso à reação armada", afirmou Luiz Gonzaga Schroeder Lessa

O general de Exército da reserva Luiz Gonzaga Schroeder Lessa afirmou que, se o Supremo Tribunal Federal (STF) deixar Luiz Inácio Lula da Silva solto, estará agindo como "indutor" da violência entre os brasileiros, "propagando a luta fratricida, em vez de amenizá-la".

Lessa foi além. Disse que, se o tribunal permitir que Lula se candidate e se eleja presidente, não restará outra alternativa a não ser a intervenção militar. "Se acontecer tanta rasteira e mudança da lei, aí eu não tenho dúvida de que só resta o recurso à reação armada. Aí é dever da Força Armada restaurar a ordem. Mas não creio que chegaremos lá."

As declarações de Lessa se inserem na onda de manifestações de oficiais generais da reserva contra a concessão de habeas corpus para impedir a prisão de Lula e a possibilidade de o petista se candidatar à Presidência.

"Nosso objetivo principal nesse momento é impedir mudanças na lei e colocar atrás das grades um chefe de organização criminosa já julgado e condenado a mais de 12 anos de prisão que, com o respaldo desse supremo fortim (o STF), tem circulado livre e debochadamente por todo o território nacional, contando mentiras, pregando o ódio e a luta de classes", escreveu o general Paulo Chagas, que é pré-candidato ao governo do Distrito Federal.

Lessa já havia se manifestado na semana passada à Rádio Bandeirantes, de Porto Alegre, quando também foi enfático. Disse que a confrontação não será pacifica. "Vai ter derramamento de sangue, infelizmente é isso que a gente receia." E acrescentou que essa crise "vai ser resolvida na bala." Nesta segunda-feira, 2, à reportagem, disse: "O que querem no momento é abdicar da Justiça e fazer politicagem na mais Alta Corte do País."

Lessa foi comandante militar do Leste e da Amazônia e presidiu o Clube Militar. "Vejo o general Villas Bôas (comandante do Exército) preocupado com a estado atual e defendendo solução pela via democrática, constitucional, pois a interferência das Forças Armadas, sem dúvida, vai causar derramamento de sangue.

"No mesmo sentido, Chagas afirmou que se "as Forças Armadas se julgarem na obrigação de agir, haverá muito mais sangue do que o das 60 mil vítimas anuais da violência, porque, dessa vez, somam-se aos interesses globalistas, políticos e ideológicos, os do crime organizado."

O Exército informou que as declarações de Lessa representam a "opinião pessoal" dele. "O Exército brasileiro pauta sua atuação dentro dos parâmetros legais balizados pela Constituição Federal e outras normas que regem o assunto." O STF disse que não se manifestaria sobre o caso. Com informações do Estadão Conteúdo.


(Foto: Ricardo Stuckert)
Filiação de Geraldo Melo fortalece ambições do PSDBEx-governador assina ficha de filiação na tarde da segunda-feira (2) e reforça interesse dos tucanos do RN em disputarem governo e senado

A filiação do ex-governador Geraldo Melo ao PSDB na tarde dessa segunda-feira (2) em evento no Hotel Arituba, em Natal, movimenta o quadro político para as eleições deste ano e coloca o partido dos tucanos como postulante real para os cargos majoritários que estarão em jogo: governo, vice-governo e duas vagas para o Senado Federal. Na concorrida filiação de Geraldo Melo também assinaram as fichas de membros do PSDB, a deputada estadual Larissa Rosado e a vereadora de Mossoró, Sandra Rosado; o empresáro Harolodo Azevedo, e o ex-presidente do Abc, Rubens Guilherme.

"Não entro para decidir nada, não sou dirigente do PSDB, sou um soldado e estou pronto para oferecer o meu suor também, certo que tenho o que dar ainda ao meu Estado e ao meu país", afirmou Geraldo Melo no ato de filiação. O ex-governador, distante das decisões políticas há algum tempo, é hoje um dos nomes fortes para a disputa majoritária deste ano - seja para uma vaga no Senado ou para o governo do Estado. Em pesquisa realizada entre os dias 24 e 27 de fevereiro pelo Instituto Consult, Geraldo Melo apareceu em terceiro lugar na corrida para o governo do Estado com 7,29%, á frente do atual governador Robinson Faria (5,35%), e atrás da senadora Fátima Bezerra (27,12%) e do atual prefeito de Natal, Carlos Eduardo (13,29%).

Nessa disputa adiantada pela pesquisa, dos quatro postulantes diretos, Geraldo Melo é o único que está fora do noticiário político e sem mandato, mas mesmo assim se encontra à frente do governador atual, Robinson Faria, e no páreo na corrida sucessória estadual. Vale dizer também que Geraldo Melo foi a grande e surpreendente novidade da pesquisa da Consult. Em tempos de grande intranquilidade da população devido os índices alarmantes de criminalidade e a ineficiência governamental na Segurança, crescem as chances de Geraldo Melo, já que ele é lembrado como um governante que atuou energicamente nessa área.

Mesmo indicando o desejo de disputar uma das vagas para o Senado, Geraldo Melo pode vir a ser o candidato do PSDB e de uma composição de partidos para o governo do Estado. Essa possibilidade ganhará cada vez mais força se o atual vice-governador, Fábio Dantas, não conseguir vialibizar suas pretenções de disputar o governo com a conquista de respaldo popular nas pesquisas de opinião. Geraldo também tem tudo para ser um importante nome do PSDB nas negociações com as, até então, grandes legendas do Estado, e pode aparecer como alternativa ao projeto liderado pelo atual prefeito de Natal, Carlos Eduardo.

Possuidor de um dos melhores discursos do país, Geraldo Melo costuma crescer em campanhas eleitorais, já que tem uma formidável capacidade de comunicação e consegue transitar bem entre o erudito e a linguagem popular. Em suas palavras no ato de filiação, Geraldo Melo já deu bem a entender para onde irá a discussão da campanha que se aproxima: "O Estado está quebrado, financeiramente não tem dinheiro e é preciso que alguém diga como vai arranjar dinheiro para o Rio Grande do Norte viver"

Geraldo, como não podia deixar de ser, abordou o tema que deverá comandar as discussões da campanha, a Segurança. Para ele, o Rio Grande do Norte simplesmente não tem segurança, "tanto que em São Paulo, que é governado pelo PSDB, ano passado, o índice de assassinato foi de 8,6 pessoas mortas para cada 100 mil habitantes, é bom não esquecer esse número, enquanto o Rio Grande do Norte teve 64 pessoas assassinadas por cada 100 mil habitante. Não é preciso dizer mais nada, essa é uma situação que não pode continuar".

A ficha de filiação de Geraldo Melo foi abonada pelo presidente estadual do PSDB, deputado Ezequiel Ferreira, que é também presidente da Assembleia Legislativa do RN. A cerimônia contou com a presença de deputados, presidente da Femurn, Benes Leocádio, e do vice-governador do RN, Fábio Dantas (PSB), postulante ao governo do Estado nas eleições deste ano.  


Geraldo Melo e o tradicional tamborete na filiação ao PSDB (Foto: Notícias do Pássaro)
HC de Lula gera discussão sobre prisão em 2ª instânciaRecurso do ex-presidente Lula será discutido pelos ministros do STF na próxima quarta-fera (4)

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), voltou a afirmar que estará no Brasil, no próximo dia 4, quando os ministros da Corte julgam o habeas corpus do ex-presidente Lula.

Gilmar se encontra em Lisboa, capital portuguesa, para um seminário que o Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), do qual é sócio, realizará no país. O evento ocorrerá de 3 a 5 de abril, mas o ministro participará apenas da abertura.

De acordo com informações da colunista Míriam Leitão, de O Globo, Gilmar explicou que, na quarta, durante o julgamento do habeas corpus do petista, o STF pode ir além e mudar o entendimento geral sobre o cumprimento da pena. “No plenário, o tribunal pode fixar nova orientação em qualquer processo”.

Atualmente, o placar na Corte está apertado. Além de Gilmar, são contrários à prisão após condenação em segunda instância os ministros Celso de Mello, Marco Aurélio Mello, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski.

Já outros cinco ministros sinalizaram que votam a favor: Cármen Lúcia, Edson Fachin, Luiz Fux, Luis Roberto Barroso e Alexandre de Moraes.

A ministra Rosa Weber deve dar o voto de desempate. Sua posição segue indecifrável.


(Foto: Ueslei Marcelino / Reuters)
PGR pede revogação de prisões da Operação SkalaAs prisões temporárias dos alvos da operação terminariam na próxima segunda-feira (2).

A Procuradoria Geral da República solicitou neste sábado (31) ao ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), a revogação das 13 prisões da Operação Skala, que, entre outros, prendeu dois amigos do presidente Michel Temer.

As prisões temporárias dos alvos da operação terminariam na próxima segunda-feira (2).

Ao pedir a revogação, a PGR afirma que o objetivo das prisões, de instruir as investigações em curso, já foi cumprido.

A Procuradoria afirma que os procuradores que atuam na Secretaria da Função Penal Originária, no STF, acompanharam os depoimentos dos alvos da operação.


(Foto: Diário do Nordeste)
Preços dos remédios sobem até 2,84% neste sábado A resolução do Conselho de Ministros da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed) foi publicada na quinta-feira (29)

Os preços dos remédios sobem até 2,84% a partir de hoje (31). A resolução do Conselho de Ministros da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed) foi publicada na quinta-feira (29) no Diário Oficial da União. O Cmed é um órgão do governo integrado por representantes de vários ministérios.

De acordo com o texto, dependendo do tipo de medicamento, há três níveis de reajuste: 2,09%; 2,47% e 2,84%. A resolução informa que o percentual de reajuste tem como base a inflação acumulada pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) no acumulado de 12 meses, de março de 2017 a fevereiro deste ano.


(Foto: Agência Brasil)
Planalto confirma novos ministros para Saúde e TransportesAs mudanças no Planalto são as primeiras anunciadas devido as eleições de 2018

A assessoria da Presidência confirmou neste sábado (31) que o presidente Michel Temer dará posse nesta segunda-feira (2) os novos ministros dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro Silveira, da Saúde, Gilberto Occhi, e ao novo presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Souza.

De acordo com informações do G1, a cerimônia ocorre às 10h30 no Palácio do Planalto.

Na última quarta-feira (28), o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, havia adiantado que Occhi e Casimiro eram os prováveis novos ministros. As mudanças ocorrem em razão das eleições, já que diversos ministros anunciaram saída do governo para disputar o pleito.


(Foto: Expedia)
ANP leiloa sete blocos de exploração de petróleo no RN Ao todo, na 15ª Rodada de Licitações, são ofertados 68 blocos em 12 setores de sete bacias sedimentares.

A 15ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo (ANP) realizada nesta quinta-feira, 29, no Rio de Janeiro, foram arrematados sete blocos na Bacia Potiguar.

O bônus de assinatura total arrecadado com a concessão desses blocos foi de R$ 138,881 milhões. O investimento mínimo previsto para a bacia é de cerca de R$ 207,63 milhões.

Na 15ª Rodada de Licitações da ANP, foram ofertados 13 blocos marítimos na Bacia Potiguar, totalizando 9.604,20 km². A porção marítima da Bacia Potiguar é classificada como bacia de nova fronteira, ou seja, possui áreas geologicamente pouco conhecidas e barreiras tecnológicas ou do conhecimento a serem vencidas.

 A Bacia Potiguar é tradicional produtora de petróleo, tanto em sua porção emersa quanto marítima, com predominância de geração de óleos. Em janeiro de 2018, a Bacia Potiguar produziu 44.145 barris de petróleo por dia e 971 mil metros cúbicos diários de gás natural. 

 Ao todo, na 15ª Rodada de Licitações, são ofertados 68 blocos em 12 setores de sete bacias sedimentares. Com informações do Agora RN. 


(Foto: Informativo dos Portos)
PF prende aliados de Temer em investigação dos portosA PF disse, em nota, que "por determinação do STF, não se manifestará a respeito das diligências realizadas na presente data".

A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira (29), às 6h, o empresário e advogado José Yunes, 80, amigo e ex-assessor do presidente Michel Temer (MDB) na operação Skala.

Também foram presos o coronel João Batista Lima Filho, o ex-ministro Wagner Rossi (MDB), aliados de Temer, e o empresário Antônio Celso Grecco, dono da Rodrimar, empresa que atua no Porto de Santos.

As detenções foram autorizadas pelo ministro Luis Roberto Barroso, do STF (Supremo Tribunal Federal), relator do inquérito que investiga Temer por suposto recebimento de propina em troca de benefícios a empresas do setor portuário via decreto.

A decisão poderá ser revista pelo STF ao longo do dia após o cumprimento de todos os mandados.

A defesa de Yunes e Grecco disseram que a prisão é temporária, de cinco dias.

Rossi foi preso às 6h em sua casa, em Ribeirão Preto, e levado à PF na cidade para prestar depoimento. Depois, será encaminhado à superintendência da PF em São Paulo.

Rossi, que foi ministro da Agricultura nos governos Lula e Dilma, é pai do deputado Baleia Rossi, líder do MDB na Câmara.

O advogado José Luis Oliveira Lima, que defende Yunes, disse ser "inaceitável a prisão de um advogado com mais de 50 anos de advocacia, que sempre que intimado ou mesmo espontaneamente compareceu a todos os atos para colaborar".

Grecco foi preso em sua casa, em Monte Alegre do Sul (SP) e foi levado à Polícia Federal em São Paulo.

Também estão sendo feitas ações de busca e apreensão na sede da Rodrimar e na casa do Grecco, em Santos.

A PF disse, em nota, que "por determinação do STF, não se manifestará a respeito das diligências realizadas na presente data".


O ex-ministro da Agricultura Wagner Rossi (de camisa azul escura, ao centro), preso nesta quinta-feira (29) na operação Skala, da Polícia Federal - Marcelo Toledo/Folhapress
Governador do RN considera normal roubo de seu veículoCarro particular de Robinson Faria, blindado, foi roubado na noite dessa terça (27) na cidade de Monte Alegre

A insegurança pública no Rio Grande do Norte é tão dominante que o povo começa a fazer "trocadilho" com o próprio nome da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, chamando-a de Secretaria da "Insegurança Pública". Além de assaltos extavagantes em Ceará-Mirim e roubos em outras partes do Rio Grande do Norte, na noite dessa terça-feira (27), o próprio carro particular do governador Robinson Faria foi roubado. O sofisticado carro de Robinson, um Hilux SW4, blindado, foi tomado de assalto pelos ladrões na cidade de Monte Alegre. Na oportunidade, um dos motoristas de Robinson estava deixando funcionário do governador no município. Fora do veículo, o motorista foi rendido por assaltantes armados que levaram o carro sem maiores problemas.

Até o início da tarde desta quarta-feira (28), o carro ainda não tinha sido encontrado e as autoridades polliciais não tinham qualquer indicativo do paradeiro dos assaltantes. Falando a imprensa natalense, o governador Robinson Faria considerou o roubo de seu veículo blindado como algo "normal", já que pode acontecer com qualquer um cidadão. "Isso é normal, não pode achar que porque o carro do governador foi roubado isso é uma coisa diferente. Não. Qualquer um é passível de acontecer", arrematou o governador na entrevista.

Errada está a fala do governador. Não é normal coisa nenhuma. Quando o veículo particular, blindado, do governador do Estado é roubado, sinaliza o ápice de um clima de absoluta falta de segurança que vem já há algum tempo tomando conta do Rio Grande do Norte. Ao invés de achar "normal", o governador deveria entrar em campo cobrando de seus auxiliares na área da Segurança medidas que venham minimizar a onda de violência e de intranquilidade que se alastra pelo Estado.


Governador Robinson Faria vê como normal roubo de seu carro
Violência: Comitiva de Lula é recebida à tiros no ParanáDois ônibus da comitiva de Lula foram alvejados por tiros em trajeto no interior do Paraná

A repercussão negativa do ataque à tiros desferido contra a caravana do ex-presidente Lula na tarde da terça-feira (27), quando esta passava pelo trecho de estrada entre as cidades de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, no estado do Paraná, indica o rechaço da sociedade brasileira a intolerância e ao uso da violência, independente das posições políticas que cada um defenda. Dois ônibus da comitiva foram alvejados com três tiros, mas ninguém foi atingido. 

Lula não estava nos ônibus, no mesmo momento do ataque o ex-presidente se encontrava na Universidade Federal da Fronteira do Sul (UFFS), já na cidade de Laranjeira do Sul, para onde a caravana seguia. É possível até que os tiros tenham sido dados como forma de "recepção" da parte de desafetos do ex-presidente.

Vários líderes políticos se pronunciaram mostrando indignação com o ataque à tiros à caravana de Lula no Paraná. Uma das notas mais relevantes, pela credibilidade da instituição, foi a da Ordem dos Advogados do Brasil: "A OAB repudia todo e qualquer ato de violência. Nosso país precisa de soluções que estejam dentro da lei e do espírito democrático. É preciso coibir e punir os ataques a partidos e a políticos. O debate político deve se dar no campo das ideias", diz a nota assinada por Cláudio Lamachia, presidente da instituição. 


Ônibus alvejado. Lula não estava na comitiva
Carlos Eduardo deverá disputar governo com Fátima BezerraPrefeito de Natal já fala como provável candidato ao governo do RN e considera que população de Natal entenderá sua posição

Segundo lugar na última pesquisa Consult, de intenção de votos, realizada entre os dias 24 e 27 de fevereiro em 57 municípios do Rio Grande do Norte, o atual prefeito de Natal, Carlos Eduardo, está considerando firmemente uma candidatura ao governo do Estado no pleito de outubro deste ano. Em entrevista a Band Natal, o prefeito afirmou baseado em "uma pesquisa científica qualitativa que a população de Natal considera Natural que, depois de 10 anos prestados à cidade, seja candidato a governador".

Na pesquisa Consult, Carlos Eduardo aparece em segundo lugar em três cenários distintos. Em um dos cenários restritos, contando apenas com as candidaturas dele mesmo, de Fátima Bezerra e de Robinson Faria, Carlos Eduardo é o segundo com 17,06% das intenções de voto, atrás de Fátima (29,29%), e bem à frente do atual governador (6,18%).

No outro cenário restrito, no qual aparecem Carlos Eduardo, Fátima Bezerra e o atual vice, Fábio Dantas, o prefeito de Natal é o segundo 18,05%, atrás da senadora do PT (30,29%) e com grande vantagem sobre o terceiro, o atual vice-governador (2,18%).

No cenário mais amplos, com a presença de outros candidatos, Carlos Eduardo se mantém em segundo com 13,29% das intenções de votos, atrás da senadora Fátima Bezerra que tem 27,12%, e à frente do terceiro colocado, o ex-governador Geraldo Melo (7,29%), do atual Robinson Faria (5,35%), do atual vice, Fábio Dantas (1,76%), de Tião Couto (1,29%), e de Cláudio Santos (0,47%).

Diante das pesquisas de opinião até agora realizadas, incluindo esta última, contratada pela FM Nordeste Ltda./98 FM, nas quais o prefeito de Natal está sempre posicionado como principal adversário da petista Fátima Bezerra na disputa pelo governo do Estado, uma candidatura de Carlos Eduardo é esperada com naturalidade não apenas pelo eleitorado da capital, mas todos os que militam na política do Rio Grande do Norte.


Disputa caminha para ser entre Carlos Eduardo e Fátima Bezerra
TRF-4 mantém condenação e Lula passa à ficha sujaDefesa do ex-presidente tem agora suas expectativas voltadas para o Supremo: objetivo é impedir sua prisão

Rejeição do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), em Porto Alegre, nessa segunda-feira (26), por unanimidade, ao embargos apresentados pela defesa de Lula, mantém a condenação de 12 anos e um mês de prisão imposta pelo mesmo tribunal, e coloca o destino do ex-presidente nas mãos do STF.

No dia 4 do próximo mês os ministros do STF se reunirão em plenário para julgar se o habeas corpus impedindo a prisão de Lula, decidida em caráter definitivo em segunda instância, deve ser concedido. Devido a posição do STF na última reunião dos ministros quando decidiram analisar o pedido de habeas corpus do ex-presidente, depois adiar a data da análise para 4 de abril e, em seguida, atender ao pleito da defesa de conceder liminar impedindo a prisão do ex-presidente até o julgamento pelo STF do próprio habeas corpus, existe uma expectativa de que os ministros do Supremo venham a votar, em maioria, pelo atendimento ao pleito da defesa.

Com a condenação, o ex-presidente Lula vira ficha suja e, portanto, impedido de se candidatar a algum cargo eletivo no país. Sobre essa questão, a defesa do ex-presidente deve apelar ao STJ (Supremo Tribunal de Justiça) para ver se consegue anular a decisão em segund instância, mas a questão é que um recurso ao STJ não tem efeito suspensivo.


Expectativa agora é por decisão do Supremo (Foto: Massa News)
Criação de emprego em fevereiro tem o melhor resultadoO mês de fevereiro também seguiu a tendência positiva de janeiro, quando foram abertos 77,8 mil novos postos de trabalho no país.

O Brasil criou 61.188 mil postos de trabalho em fevereiro, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado hoje(23) pelo Ministério do Trabalho. O número é bem superior em relação aos mais de 35 mil empregos gerados em fevereiro do ano passado e corresponde ao melhor resultado desde 2014, quando foram abertas 260.823 vagas no mesmo período. No total, foram registradas 1.274.965 admissões e 1.213.777 demissões.

O mês de fevereiro também seguiu a tendência positiva de janeiro, quando foram abertos 77,8 mil novos postos de trabalho no país. “Esses resultados confirmam a recuperação econômica e a retomada dos empregos. As medidas adotadas pelo governo foram acertadas e estamos otimistas que esses números se repetirão ao longo do ano”, avaliou o ministro interino do Trabalho, Helton Yomura, em nota enviada à imprensa.

No saldo consolidado de 2017, o Brasil havia tido um resultado negativo, com o fechamento de 20,8 mil postos de trabalho.

Setores

Os dados do Caged também revelam que cinco dos oito principais setores econômicos tiveram saldo positivo. O principal deles foi o de serviços, com a criação de 65.920 novos postos de trabalho, crescimento de 0,39% sobre o mês anterior.

A indústria de transformação foi o segundo setor com melhores resultados, abrindo 17.363 postos de trabalho, um acréscimo de 0,24% em relação a janeiro. O terceiro melhor resultado ficou com a administração pública, que gerou 9.553 empregos, seguido de serviços industriais de utilidade pública, 629 postos, e extrativa mineral, 315 postos.

Já o setor de comércio foi o que mais fechou postos, com saldo negativo 25.247 postos de trabalho a menos. A agropecuária e a construção civil também tiveram baixas, com o fechamento de 3.738 e 3.607 postos de trabalho, respectivamente.

Estados

Ao todo, 15 estados e o Distrito Federal registraram saldo positivo na criação de empregos. Os melhores resultados, em números absolutos, ocorreram em São Paulo, com a criação de 30.040 postos; Santa Catarina, com 16.344; Rio Grande do Sul, com 13.024; Paraná, com 7.703; Minas Gerais, com 7.288, e Goiás com a criação de 5.137 postos de trabalho.

Entre os estados que tiveram redução nos postos de trabalho, estão Alagoas, que fechou 10.698 postos; Pernambuco, 7.381; Rio Grande do Norte, 3.570; Paraíba, 2.758; Rio de Janeiro, 2.750, e Sergipe, com o fechamento de 931 postos de trabalho.

Novas modalidades

Em fevereiro, houve 11.118 desligamentos mediante acordo entre empregador e empregado, envolvendo 8.476 estabelecimentos, segundo o Caged. Esse tipo de acordo passou a vigorar a partir da reforma trabalhista e prevê que o contrato de trabalho pode ser encerrado de comum acordo entre patrão e empregado, com pagamento de metade do aviso-prévio e metade da multa de 40% sobre o saldo do FGTS. O empregado poderá ainda movimentar até 80% do valor depositado pela empresa na conta do FGTS, mas não terá direito ao seguro-desemprego.

O estado de São Paulo apresentou a maior quantidade de registros (3.257), seguido pelo Paraná (1.214), Minas Gerais (962), Rio de Janeiro (941) e Rio Grande do Sul (901).

Foram feitas 2.660 admissões e 569 desligamentos na modalidade de trabalho intermitente, um saldo positivo de 2.091 empregos. As admissões concentraram-se principalmente em São Paulo (816 postos), Rio de Janeiro (258 postos), Minas Gerais (257 postos), Distrito Federal (182 postos) e Espírito Santo (163 postos).

As admissões foram majoritariamente registradas nos setores de Serviços (1.206 postos), Comércio (585), Construção Civil (410) e Indústria de Transformação (395).

No regime de trabalho parcial, foram registradas 6.490 admissões e 3.423 desligamentos, gerando saldo positivo de 3.067 empregos. As maiores quantidades de admissões foram observadas em São Paulo (1.314 postos), Ceará (876), Minas Gerais (634), Goiás (393), Paraná (373) e Rio de Janeiro(348). Do ponto de vista setorial, as admissões concentraram-se nos Serviços (4.551 postos), Comércio (1.169), Indústria de Transformação (508) e Agropecuária (150).

Na categoria de Teletrabalho, aquele realizado à distância, foram registradas 362 admissões e 243 desligamentos, gerando saldo positivo de 119 empregos. As maiores quantidades de admissões foram observadas em São Paulo (67 postos), Minas Gerais (50), Espírito Santo (40), Rio de Janeiro (40), Bahia (22) e Ceará (22). Do ponto de vista setorial, as admissões concentraram-se nos Serviços (190 postos), Comércio (88), Indústria de Transformação (44) e Construção civil (20).

Fonte: Agência Brasil


(Foto: UOL)
TRE encerra revisão biométrica no RN Tribunal vai terminar a biometria obrigatória em 19 cidades restantes do estado potiguar.

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) encerra nesta terça-feira (27) os atendimentos da revisão biométrica obrigatória em 19 municípios potiguares. A data marcará também o encerramento geral da biometria revisional no RN, trabalho iniciado há nove.

Dessa forma, o Rio Grande do Norte passa a integrar a lista dos 10 estados brasileiros que ultrapassaram os 95% do eleitorado apto com identificação biométrica, entrando para a classificação de concluído, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Além do RN (com 95,75%), os estados onde a população votará a partir da identificação biométrica são os seguintes: Alagoas (99,67%), Amapá (99,73%), Distrito Federal (99,71%), Goiás (99,86%), Paraíba (99,81%), Piauí (98,37%), Roraima (95,83%), Sergipe (99,84%) e Tocantis (99,93%), segundo a última atualização do TSE, no dia 24 de março de 2018.

Os municípios potiguares que terão atendimento até esta terça (27), das 8h às 16h, são: João Câmara, Jardim de Angicos, Pedro Velho, Nova Cruz, Martins, Antônio Martins, Umarizal, Olho D’água do Borges, São Bento do Norte, Parazinho, Pedra Grande, Caiçara do Norte, Bento Fernandes, Poço Branco, Portalegre, Viçosa, Riacho da Cruz, Taboleiro do Norte e Arês. O TRE - RN informa que o prazo final para o cadastramento biométrico nestas cidades não será prorrogado.

Documentação necessária

Para realizar a biometria, o eleitor deve levar o título, documento com foto e o comprovante de residência recente (original e cópia). Os endereços dos locais da Biometria Revisional podem ser conferidos logo abaixo.

Endereços dos pontos de atendimento biométrico:

João Câmara: Central do Cidadão, na Rua Rita Ferreira de Farias, s/n, IPE.

Jardim de Angicos: Câmara Municipal, na Rua José Inácio Bezerra, nº 43, Centro.

Pedro Velho: Fórum Municipal – Tribunal do Juri, na Rua João Pessoa, s/n, Centro.

Nova Cruz: Cartório Eleitoral, na Rua Padre Normando, Pignatário, s/n, Frei Damião

Martins: Cartório Eleitoral, na Rua Joaquim Inácio, n° 130, Centro.

Antônio Martins: Câmara Municipal, Praça da Boa Esperança, Centro.

Umarizal: Câmara Municipal, na Rua Jocelyn, n° 395, Centro.

Olho D’água do Borges: Rua Etelvino Sales, nº 90, Centro.

São Bento do Norte: Cartório Eleitoral, na Rua Aderbal Pereira, nº 29, Centro.

Parazinho: Câmara Municipal, Praça Senador João Câmara, Centro.

Pedra Grande: Câmara Municipal, Praça Mons. Freitas, nº 179, Centro.

Caiçara do Norte: São Bento do Norte – Cartório Eleitoral, na Rua Aderbal Pereira, n° 29, Centro.

Bento Fernandes: Câmara Municipal, na Travessa Santos Dumont, nº 37, Centro.

Poço Branco: Câmara Municipal, na Rua 22 de Abril, s/n, Centro.

Portalegre: Cartório Eleitoral, na Rua Damião Monteiro de Souza, n° 12, Centro.

Viçosa: Câmara Municipal, na Rua Vicente Pedro, s/n, Centro.

Riacho da Cruz: Câmara Municipal, na Rua Sete de Setembro, nº 29, Centro.

Taboleiro Grande: Câmara Municipal, na Rua João Francisco, nº 90, Centro

Arez: Câmara Municipal, na Rua Santo Antônio, nº 144, Centro.


(Foto: Jornal do Comércio)
Cariocas não setem mudança com intervenção no RJAinda assim, 52% se dizem otimistas e outros 73% apoiam a operação militar na cidade

Dados de uma pesquisa elaborada pelo instituto Datafolha neste domingo (25) apontam que 71% dos moradores do Rio não viram diferença nos níveis de segurança da cidade desde o início da intervenção militar na cidade, em 16 de fevereiro. Outros 21% acreditam que a situação melhorou com os militares, enquanto 6% acham que piorou. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Ainda assim, 76% são favoráveis à operação militar, prevista para terminar em dezembro deste ano. Outros 20% se declararam contrários e 5% não opinaram. Quanto à expectativa para os próximos meses, 52% se dizem otimistas, e acreditam que a intervenção irá melhorar a segurança no município, enquanto 36% acham que a ação não fará diferença.

Quanto a indicadores como escolaridade e renda, o apoio à intervenção cai entre pessoas com nível superior completo (70%) e com renda familiar de mais de dez salários mínimos por mês (66%).


(Foto: Pilar Olivares / Reuters)
Temer intensifica agenda para tentar reeleiçãoApós admitir que será candidato ao Planalto neste ano, presidente deve viajar pelo país lançando obras até julho

O presidente Michel Temer deve cumprir uma agenda de inaugurações de obras pelo país até julho, data limite para ações do tipo em ano eleitoral, tentando viabilizar sua candidatura ao Palácio do Planalto nas eleições deste ano. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

A pré-campanha começou na última semana, quando o presidente viajou a Xique-Xique, na Bahia, para inaugurar o projeto de irrigação do Baixio-Irecê. O canal foi construído há quatro anos, antes de o emedebista assumir o Planalto, mas não funcionava. Na sexta-feira (23), Temer também cumpriu agenda em Petrolina, Pernambuco, em evento que anunciou liberação de verbas para creches da região.

Além das viagens, assessores e auxiliares do presidente elaboram uma plano de ação que incluirá reajuste do Bolsa Família, entrega de residência populares, inauguração de terminais em aeroportos e visita a um hospital já em funcionamento. A previsão é que Temer faça uma viagem do tipo por semana a fim de aumentar sua popularidade, que era de 6% na última pesquisa Datafolha. Com informações do portal Notícias no Minuto. 


(Foto: Beto Barata/PR)
Aeroporto de Mossoró é liberado para voos comerciaisO local foi vistoriado pelos técnicos da Agência em fevereiro

Após o investimento de cerca de R$ 2 milhões feito pelo Governo do RN e o intenso trabalho que vem sendo realizado há meses pelo governador Robinson Faria e equipe, o Aeroporto Governador Dix-Sept Rosado, em Mossoró, foi liberado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para voltar a receber voos comerciais. A emissão do certificado operacional será publicada na edição desta sexta-feira, 23, do Diário Oficial da União. O local foi vistoriado pelos técnicos da Agência em fevereiro. Na ocasião a equipe verificou que, depois das obras realizadas pelo Governo do Estado, as exigências para certificação haviam sido cumpridas.

Com a liberação, o aeroporto poderá receber voos comerciais. Em novembro passado, Robinson Faria esteve pessoalmente na ANAC, em Brasília, para pedir agilidade na liberação do terminal. “Lutamos para que a estrutura fosse reaberta porque sabemos da importância para o Oeste e todo o Rio Grande do Norte. Quando entrar em operação, a unidade vai movimentar o comércio, turismo e economia, possibilitando a ligação direta com outros municípios e estados. É mais uma vitória, fruto do esforço de nossa equipe que trabalha intensamente para trazer investimentos e crescimento para cá”, ressaltou o governador.

De acordo como secretário de Turismo do RN (Setur), Ruy Gaspar, o governo está mantendo contato frequente com empresas e operadoras para atrair voos para o novo aeroporto. No início do próximo mês, Robinson e o titular da pasta terão uma reunião com a Azul Viagens, em São Paulo. A empresa deve instalar a estrutura no terminal de Mossoró ainda em Abril. Após isso, o primeiro voo comercial deve ser lançado em até dois meses.

“A estrutura vai facilitar o acesso de visitantes aos polos turísticos da Costa Branca e Serrano, para conhecer praias, locais históricos e belezas naturais de várias cidades potiguares. Continuaremos na batalha para trazer novas rotas ao aeroporto”, informou o secretário.

Reforma do Terminal

O Governo do Estado realizou obras técnicas relativas a itens como engenharia, segurança e iluminação. No início de 2017, o Executivo Estadual entregou uma reforma no aeroporto que contemplou espaço para lojas de artesanato, mirante do terminal, salas para administração, para Infraero e para empresas aéreas, check-in de passageiros, embarque, sala VIP e banheiros. No Anexo do aeroporto foram reformadas as instalações para abrigar o Corpo de Bombeiros. Foi instalada também uma cerca de isolamento da pista para evitar a entrada de animais e pessoas, além da pintura do prédio. O valor desse investimento foi de cerca de R$ 300 mil com recursos próprios do Governo.


(Foto: Reprodução/You Tube)
Manutenção deixará 23 bairros de Natal sem água Abastecimento deverá ser retomado às 18h, segundo a Caern.

Uma manutenção preventiva feita pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) nas subestações e outros equipamentos da Estação de Tratamento de Água do Jiqui vai afetar o abastecimento de água 23 bairros de Natal, na próxima segunda (26).

O serviço será iniciado às 8 horas e finalizado às 18 horas, quando o sistema será restabelecido. Porém, a previsão de normalização no abastecimento é de 48 horas, informou a companhia.

A parada estava prevista para acontecer esta semana, porém, por causa do apagão que afetou o Rio Grande do Norte e mais 13 estados brasileiros, ela foi reprogramada para minimizar os possíveis transtornos para a população.

Serão afetados com a suspensão no fornecimento nos bairros: Cidade da Esperança, Candelária, Cidade Nova, Nazaré, Felipe Camarão, Conjunto Jardim América, Bom Pastor, Capim Macio, Lagoa Nova, Nova Descoberta, Conjunto Pirangi, Neópolis, Tirol, Petrópolis, Barro Vermelho, Cidade Alta, Rocas, Praia do Meio, Santos Reis, Ribeira, Mãe Luiza, Alecrim e Quintas.


(Foto: Blitz Conquista)
Temer assume que vai disputar eleição"Acho que seria uma covardia não ser candidato", afirmou o presidente

O presidente Michel Temer afirmou à revista Istoé que "seria uma covardia não ser candidato" e que pretende defender, ele mesmo, o legado de seu governo e a continuidade das políticas atuais. Na entrevista, publicada na edição deste fim de semana, o emedebista lembrou que todos os demais presidentes tentaram a reeleição. Não repetir esse gesto, segundo ele, poderia passar a imagem de que estava se escondendo e que os demais candidatos se sentiriam livres para "bater" em sua gestão.

"Acho que seria uma covardia não ser candidato. Porque, afinal, se eu tivesse feito um governo destrutivo para o País eu mesmo refletiria que não dá para continuar. Mas, pelo contrário, eu recuperei um País que estava quebrado. Literalmente quebrado. Eu me orgulho do que fiz. E eu preciso mostrar o que está sendo feito", afirmou Temer à Istoé. A entrevista foi feita na quarta-feira passada, 21.

Temer, que disse ter tomado a decisão "de um mês e meio para cá", avaliou que o ideal seria ter apenas uma candidatura de centro, mas que o cenário que se desenha são de vários nomes. Ele ainda afirmou que o MDB já prepara uma espécie de "Ponte para o Futuro 2", documento que norteou sua política econômica.

Apesar dos índices baixos de popularidade, o presidente já havia avisado a aliados que disputaria a eleição, como revelou o jornal O Estado de S. Paulo, domingo passado. A informação havia sido antecipada pelo site BR18. Temer avalia que o quadro político mudou com pré-candidaturas de Geraldo Alckmin (PSDB) e Rodrigo Maia (DEM) e aposta na recuperação da economia e na intervenção no Rio para se cacifar. Ele já havia dito nesta semana que sua candidatura "não era improvável".

Temer tem a seu favor o calendário eleitoral, já que pela legislação ele não precisa deixar o cargo até abril para concorrer - como acontece, por exemplo, com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, outro nome cotado para disputa do Planalto. Com informações do jornal Estadão. 


(Foto: Marcos Corrêa/PR)
Supremo alivia situação de Lula, por enquantoLula é favorecido por decisão do STF de adiar votação sobre o habeas corpus de Lula para 4 de abril e imediata liminar proibindo sua prisão até esta data

O Supremo Tribunal Federal deu uma significativa aliviada na vida do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na tarde/noite da quinta-feira (22), em Brasília. Os ministros do STF se reuniram para tratar do pedido de habeas corpus do ex-presidente Lula para impedir sua prisão após o desfecho dos recursos na segunda instância, que deve acontecer na próxima segunda-feira (26) na TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), em Porto Alegre.

Por um placar de 7 a 4, os ministros do STF decidiram apreciar o habeas corpus do ex-presidente Lula e, em seguida, adiar esse julgamento para o dia 4 de abril, isso após vários pronunciamentos.

A decisão de adiamento do julgamento do habeas corpus levou a defesa de Lula a solicitar uma liminar que impedisse sua prisão até que o Supremo se pronunciasse sobre o assunto, isto é, até o dia 4 de abril.

Imediatamente os ministros do STF se pronunciaram sobre o pedido de liminar e por uma placar de 6 a 5 foram favoráveis e decidiram impedir que o ex-presidente Lula venha a ser preso, como prevê a lei, com o desfecho dos recurso na Segunda Instância, o que deve acontecer na segunda (26). Com isso, Lula não será preso, pelo menos até o julgamento do habeas corpus em 4 de abril.

Votaram favoráveis à liminar que impede a prisão de Lula até 4 de abril os ministros Rosa Weber, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello e Celso de Mello. Contrários à  liminar e permitindo a prisão de Lula em segunda instância votaram os ministros  Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Cármen Lúcia.

Lula foi condenado na mesma TRF-4 a 12 anos e um mês de cadeia e o habeas corpus procura exatamente impedir o cumprimento dessa pena quando finalizados os recursos - o que é estabelecido pela legislação vigente.

A decisão do STF, que age sob pressão e busca administrar o cumprimento da legislaçao com a temperatura da sociedade, alivia a situação do ex-presidente Lula que, agora, já acredita que não será preso, mas abre precedentes para muitos outros cidadãos brasileiros que já se encontram presos em segunda instância.

O precedente gera dois tipos de cidadãos: os mortais comuns, de um lado, e Lula, de outro.


Lula tem vida aliviada pelo STF
TSE cassa governador do Tocantins por abuso de poder O processo foi iniciado após a apreensão de R$ 500 mil em espécie em um avião na cidade de Piracanjuba (GO).

O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu hoje (22), por 5 votos a 2, cassar o mandato do governador do Tocantins, Marcelo Miranda, e de sua vice, Cláudia Lelis, faltando poucos mais de nove meses para o fim do mandato. O presidente da Assembleia Legislativa, Mauro Carlesse (PHS), deve assumir o governo até a realização de novas eleições dentro de até 40 dias.

Por 4 votos a 3, os ministros do TSE decidiram também pelo cumprimento imediato da medida, mesmo que a defesa dos políticos ainda possa entrar com embargos para recorrer contra a decisão.

Os políticos foram acusados pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) de abuso de poder econômico na campanha de 2014. Ambos teriam contraído um empréstimo supostamente fictício de R$ 1,5 milhão, feito pelo irmão de Miranda, mas os recursos foram destinados a abastecer caixa dois da campanha eleitoral do governador, segundo a denúncia.

O processo foi iniciado após a apreensão de R$ 500 mil em espécie em um avião na cidade de Piracanjuba (GO). A bordo, estavam também milhares de santinhos da campanha de Miranda.

Miranda e Cláudia Lélis acabaram absolvidos pelo Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), por ausência de provas, pois mensagens de WhatsApp colhidas nos celulares dos acusados teriam sido obtidas de forma ilegal. 

O MPE recorreu ao TSE, que começou a julgar o caso em plenário em 28 de março do ano passado. Na ocasião, a relatora, a então ministra Luciana Lóssio, absolveu os acusados, por entender que não havia provas de que os recursos apreendidos seriam utilizados na campanha eleitoral. O julgamento acabou suspenso por pedido de vista do ministro Luiz Fux.

Nesta quinta-feira, ao retomar o caso, Fux afirmou que “há elementos sim, fortíssimos, de provimento” do recurso do MPE pela cassação, como “diversas ligações telefônicas captadas por intermédio de autorização judicial, minutos antes do flagrante delito”, referindo-se à apreensão na aeronave.

Votaram junto com Fux, pela cassação, os ministros Rosa Weber, Admar Gonzaga, Jorge Mussi e Luís Roberto Barroso. O ministro Napoleão Nunes Maia ficou vencido junto com a ministra-relatora, Luciana Lóssio, ao votar pela não cassação.

Em sustentação oral durante o julgamento, a defesa do governador e de sua vice insistiram que mensagens de WhatsApp usadas como prova foram obtidas de modo irregular, anulando a investigação. Os advogados também defenderam não haver provas de que os recursos apreendidos no avião eram destinados à campanha eleitoral. Com informações da Agência Brasil. 


(Foto: O popular)
STF julga pedido para evitar prisão de Lula Anúncio foi feito pela ministra Cármen Lúcia no mesmo dia

Ao abrir a sessão do plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) nessa quarta (21), a presidente da corte, Cármen Lúcia, anunciou que marcou para esta quinta (22) o julgamento do habeas corpus preventivo pedido pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O habeas corpus foi liberado para o plenário pelo relator, ministro Edson Fachin.

"Antes de iniciar o pregão dos casos desta tarde, comunico aos senhores ministros e advogados presentes que, tendo sido liberada uma decisão em habeas corpus do ministro Fachin, e pela urgência, será apregoado na data de amanhã, por não haver possibilidade de pauta anterior, até porque o prazo é curto e semana que vem teremos a Semana Santa", disse Cármen Lúcia.

Lula foi condenado em janeiro pela segunda instância da Justiça Federal a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no processo sobre o tríplex de Guarujá (SP). Os últimos recursos da defesa do petista no TRF-4 (Tribunal Regional da 4ª Região) deverão ser julgados na próxima segunda (26). Em tese, depois disso sua prisão poderá ser decretada.

Sua defesa pediu ao STF um habeas corpus preventivo para evitar a possibilidade de prisão antes de analisados os recursos nos tribunais de Brasília. O ministro Fachin já negou o pedido liminarmente (decisão provisória), e decidiu enviar o caso para o plenário julgar o mérito.

Após o anúncio de Cármen Lúcia, o ministro Marco Aurélio pediu a palavra para dizer que considerava levantar questão de ordem para pedir à presidente da corte que pautasse o julgamento de duas ações que tratam de prisões após condenação em segunda instância. Ele disse, porém, que mudou de ideia, e somente fez um apelo à presidente para resolver a questão.

Marco Aurélio é relator de duas ADCs (ações declaratórias de constitucionalidade) que abordam a chamada execução provisória da pena de forma genérica. Essas ações foram liberadas para julgamento em dezembro, mas até hoje estão fora da pauta organizada por Cármen Lúcia.

"Eu estava pronto para suscitar a questão de ordem, mas não vou fazê-lo diante do anúncio de vossa excelência de que caminharemos para a entrega da prestação jurisdicional no dia de amanhã", disse Marco Aurélio.

"De qualquer forma, quero deixar registrado que precisamos resolver de vez por todas um descompasso de gradação maior que está havendo no âmbito do Supremo e que o desgasta como instituição. Refiro-me à problemática da distribuição dos habeas corpus e, conforme o relator sorteado, ter-se quanto à execução provisória do título condenatório o implemento de liminar. Como podemos resolver de vez por todas sem se cogitar de apequenar o Supremo essa questão? Podemos fazê-lo designando um dia para o julgamento final [das ADCs]", propôs o ministro.


(Foto: Política/Estadão)
Apagão foi provocado por falha em disjuntor no XinguFalta de energia atingiu as regiões Norte e Nordeste do país na tarde/noite desta quarta-feira (21)

Uma falha em disjuntor na subestação de Xingu foi a responsável pelo apagão que atingiu as regiões Norte e Nordeste na tarde/noite desta quarta-feira (21), segundo informação do diretor geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata Ferreira. A subestação de Xingu é responsável pelo escoamento da energia gerada no Pará pela Usina de Bolo Monte. "Um disjuntor na subestação de Xingu não funcionou de forma adequada. Não sabemos ainda as razões, vamos averiguar", disse Luiz Eduardo Ferreira aos jornalistas.

Segundo informações do próprio Luiz Eduardo Ferreira, com excessão de Roraima, Rondônia e Acre, todos os estados das regiões Norte e Nordeste foram afetadas pelo apagão iniciado às 15h48. Sul e Sudeste foram menos afetadas. " Tivemos praticamente um colapso (no Norte e Nordeste), um desligamento de todas as cargas dessas regiões", declarou o diretor geral do ONS.

A falha no disjuntor no Xingu, informado pelo ONS como perturbação, teve a capacidade de promover o desligamento de nada menos que 18 mil megawatts - equivalente a 22,5% da carga total do sistema de energia do país.

O restabelecimento da energia se deu em partes e, em torno das 19h, chegava a praticamente toda a região Norte e cerca de 50% da região Nordeste.

 


Subestação de Xingu (Foto: Linkedin)
Tribunal julga recurso que pode levar Lula à cadeiaTRF-4 vai julgar na segunda-feira (26) recurso do ex-presidente Lula contra sua condenação em segunda instância no caso referente ao triplex.

O julgamento do recurso impetrado pelo ex-presidente Lula no caso da condenção em segunda instância pelo caso do triplex será julgado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) nesta segunda-feira (26) e, caso seja rejeitado, pode definir imediatamente por sua prisão para cumprimento da pena já imposta de 12 anos e um mês pelo mesmo tribunal.

O recurso trata apenas do pedido de esclarecimentos sobre a decisão pela condenação, mas não tem como reverter o que foi determinado pelo TRF-4 que é a pena de prisão. Entretanto, os advogados estão pedindo também no recurso a absolvição de Lula. O julgamento de segunda-feira (26), marcado para  começar às 13h30, será feito pelos mesmos desembargadores que condenaram Lula por unanimidade e ainda aumentaram a sua pena para 12 anos e um mês de cadeia.

Caso a decisão dos desembargadores da 8ª Turma for por unanimidade de novo, o extrato da ata referente aos embargos, que permite a execução da pena, sairá no mesmo dia ou no dia seguinte, ensejando ao juiz Moro pedir a prisão de Lula. No caso de ausência de unanimidade, esse processo pode levar até dez dias.


Julgamento de segunda (26) pode levar Lula à prisão (Foto: Portal GCR)
STF tem reunião que pode selar sorte de LulaDiante da pressão e do pedido do ex-ministro do Supremo, Celso de Mello, presidente do STF faz reunião informal sobre prisões em segunda instância

Com o desfecho da condenação de Lula em segunda instância se aproximando, o ex-ministro do STF, Celso de Mello, que aceitou defender o ex-presidente, apelou para os atuais ministros do STF buscando, pelo menos, uma reunião informal para discutir o assunto e tentar alguma brecha legal para salvar seu cliente de uma prisão que prevê detenção por doze anos e um mês.

Segundo entendidos do assunto, prisão de Lula que está para acontecer já nos primeiros dias de abril. Correndo contrea o tempo, Celso de Mello procura reverter o quadro através de uma decisão causuística do STF. O problema é que uma decisão dessa dimensão pelo STF desmoraliza a Justiça brasileira e abre um enorme e perigoso precedente: salvando Lula da cadeia também se salva, pela jurisprudência, mutios outros condenados em segunda instância, e se confirma a tese que já faz parte do jargão popular de que: "o Brasil é o país da impunidade".

A presidente do STF, Cármen Lúcia, tem tratado de se isentar da responsabilidade pela reunião informal: "Não fui eu. Celso de  Mello é que achou conveniente conversar com os ministros". O ministro do STF, Edson Fachin, relator do processo do pedido de habeas corpus de Lula, disse que não deve levar o assunto ao plenário sem que seja pautado por Cármen Lúcia.


Celso de Mello está fazendo tudo para salvar Lula (Foto: MSpontocom)
Fábio Dantas se diz envergonhado com governo de RobinsonAtual vice-governador assinou filiação ao PSB no sábado (17) no Espaço América, em Natal

"Diferentemente do atual governo (o de Robinson Faria), eu quero realizar mudanças nesse Estado. Enfrentamos problemas nas despesas, na saúde e na segurança pública. Isso me entristece e me envergonha", afirmou o atual vice-governador Fábio Dantas, falando aos presentes no Espaço América, em Natal, no ato de filiação ao PSB, na tarde de sábado (17).

Fábio Dantas é candidato ao governo do Rio Grande do Norte no pleito de outubro deste ano e procura dissociar seu nome do atual governante do Estado, Robinson Faria, que carrega um alto índice de desaprovação popular. "Tentei o meu projeto, os meus sonhos, mas fui impedido pela limitação do cargo. Mesmo assim, não vou desistir dos meus sonhos. Todo mundo sabe - o vice não governa em parte alguma do Brasil. O máximo que podemos chegar é um palpita que a gente diz a alguém e ele faz se quiser. Foi isso que vivenciei em meus três anos de vice-governador", fala Fábio Dantas.

A filiação de Fábio Dantas ao PSB contou com as presenças do presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, dos dirigentes do partido no Estado, os deputados Rafael Motta e Ricardo Motta, do presidente da Assembleia Legislativa do RN, Ezequiel Ferreira (PSDB) e do deputado federal Rogério Marinho (PSDB).

Fábio Dantas deverá contar com o apoio do PSDB, segundo sinalizou o presidente da sigla no Estado, deputado Ezequiel Ferreira: "O Rio Grande do Norte gera também homens e mulheres com capacidade, com coragem e com determinação, como é Fábio Dantas. Posso testemunhar porque o conheço. Sei do seu amor pelo Rio Grande do Norte. Venho hoje testemunhar o gesto do PSB de grandeza, de enxergar o futuro com a filiação de Fábio Dantas".

O apoio do PSDB dá musculatura a uma candidatura que começa a se desenhar como competitiva. Vale dizer que o PSDB tem palanque consistente no plano nacional com candidatura direta ao Planalto, espaço midiático e tempo na propaganda eleitoral gratuita no primeiro turno.

A filiação de Fábio Dantas ao PSB tem também a força de dar por iniciada a própria corrida visando a sucessão do atual governador Robinson Faria. Iniciada essa corrida, começam também as negociações visando as composições políticas para o senado federal e as articulações para as chapas proporcionais, mais notadamente a de deputado federal. No caso do Senado, surgem os nomes que já se tornaram tradicionais dos atuais ocupantes das duas cadeiras que estarão em jogo - Garibaldi Filho e José Agripino, e mais o da deputada federal Zenaide Maia.


Fábio Danta no ato de filiação ao PSB
Balança comercial potiguar registra superávitOs melões continuam liderando a pauta de exportações do bimestre.

Frutas, como melões e castanhas de caju, e outros produtos, entre eles o sal marinho, contribuíram para que a balança comercial do Rio Grande do Norte começasse o ano com um superávit. Isso porque, no primeiro bimestre de 2018, esses itens influenciaram positivamente as exportações, que atingiram um volume de US$ 60,1 milhões. Um avanço, já que nos últimos cinco anos, com exceção de 2017, as exportações potiguares no primeiro bimestre giravam em torno de US$ 40 milhões. Já as importações do RN somaram entre janeiro e fevereiro o volume de US$ 23,7 milhões. Isso gerou um saldo – que é a diferença entre as exportações menos as importações – na balança comercial potiguar de US$ 36,3 milhões.

Os melões continuam liderando a pauta de exportações do bimestre. No intervalo de janeiro a fevereiro, o Rio Grande do Norte comercializou US$ 18,3 milhões. Foram comercializadas mais de 23 mil toneldas da fruta. O segundo item mais exportado foi o fuel oil (US$ 23,9 milhões) e o terceiro o sal (US$ 5,5 milhões), seguido das castanhas de caju, cujos valores comercializados atingiram US$ 3,8 milhões.

Em contrapartida, os produtos mais importados foram o trigo e as misturas de trigo com centeio com o valor de US$ 129,1 milhões. O segundo item mais importado foi o policloreto de vanila (US$ 979 mil). O copolímero de etileno e polietileno atingiram em compras US$ 971 mil e US$ 942 mil respectivamente.

A balança comercial é um dos destaques da 31ª edição do Boletim dos Pequenos Negócios, que foi divulgada nesta quarta-feira (14) pelo Sebrae no Rio Grande do Norte. O informativo é mensal e traz indicadores da economia potiguar capazes de influenciar direta ou indiretamente o segmento das micro e pequenas empresas. O material pode ser consultado na íntegra no portal www.rn.sebrae.com.br, na seção “Boletim Econômico para MPE’s”.

Saldo positivo nas microempresas

O informativo também analisa o comportamento do mercado de trabalho formal no estado com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego. E, de acordo com o documento, o Rio Grande do Norte começou o ano com uma perda de 639 postos de trabalho no saldo de empregos com carteira assinada no mês janeiro. O saldo é resultado das contratações menos as demissões ocorridas no período.

Observando por porte, no primeiro mês do ano, apenas as microempresa tiveram desempenho positivo na geração de empregos. O segmento finalizou o mês com um saldo de 688 empregos gerados. Entre as pequena empresas, as demissões superaram as admissões em 414 vagas. Ja nas médias e grandes empresas, o impacto negativo foi maior, restando um saldo de 913 postos de trabalho perdidos.

Segundo a avaliação do boletim, uma possível expl